Conhecendo o Slpkg (gerenciador de pacotes para Slackware)

Neste artigo eu falo um pouco sobre o gerenciador de pacotes Slpkg, mais uma "heresia". Essa colorida, resolve dependência, gera grafos em imagens, mistura pacotes de terceiros, oficiais e Slackbuilds. Ou seja, jogue fora todos os gerenciadores de pacotes não oficiais que você tem (sbotools, slapt-get, sbopkg etc) e use apenas um: Slpkg.

[ Hits: 10.506 ]

Por: Xerxes Lins em 13/10/2015 | Blog: https://voidlinux.org/


Introdução



Slpkg é um poderoso gerenciador de pacotes para Slackware. Ele é capaz de calcular automaticamente as dependências e pode fornecer dados administrativos sobre os pacotes. Diz sua página oficial que ele torna mais fácil manter grupos de máquinas sem ter que atualizar cada uma manualmente.

Slpkg funciona em conformidade com os padrões de organização utilizados na criação de pacotes pelo slackbuilds.org Também usa as instruções padrões do Slackware Linux para a instalação, atualização ou remoção de pacotes.

O que torna Slpkg diferente de outros gerenciadores? A facilidade de utilização é o seu alvo principal, bem como a facilidade de compreensão e utilização, também usa cores para destacar nomes de pacotes e mensagens de aviso, entre outros.

Também suporta múltiplas fontes (repositórios de terceiros e Slackbuilds) e é possível instalar os pacotes oficiais diretamente dos repositórios oficiais do Slackware . Você pode verificar as atualizações para os pacotes também, antes de instalar.

Características:
  • Resolve dependências
  • Visualiza dependências
  • Várias opções
  • Vários repositórios
  • Fácil configuração
  • Totalmente configurável
  • Adaptável
  • Tem opções poderosas
  • Compila pacotes
  • Veloz
  • Seguro

Instalação

Slpkg pode ser encontrado no Slackbuilds e sua página oficial é:
Na sessão "Binary packages:" há pacotes pré-compilados que podem ser instalados com:

# installpkg [pacote]

No meu caso, que uso sbotools, instalei ele e suas dependências opcionais com:

# sboinstall slpkg python2-pythondialog graph-easy

Um vídeo mostrando o uso da ferramenta pode ser visto em:

Configuração

Após instalar, antes de tudo, precisa configurar os repositórios. Para isso edite o arquivo:

# nano /etc/slpkg/repositories.conf

No meu caso, eu deixei descomentado alguns e deixei assim apenas:

[REPOSITORIES]
slack
sbo
alien
# rlw
# slacky
# studio
# slackr
# slonly
# ktown{latest}
# multi
# slacke{18}
salix
# slackl
# rested
msb{1.10}

Obs.: o "msb{1.10}" se refere ao MATE Desktop.

Outra forma de editar os repositórios é com o comando:

# slpkg add-repo <repositório> <URL>

Após editar os repositórios atualize com:

# slpkg update

Comandos

Para ver a lista dos repositórios use o comando:

# slpkg repo-list

Exemplo:
Para atualizar o próprio programa use o comando:

# slpkg update slpkg

Para checar a "saúde" dos pacotes, ou seja, se arquivos de configuração estão faltando, use o comando:

# slpkg health

Resultado:
Checar status das dependências:

# slpkg deps-status

(Mas só vai exibir quando instalar pacotes com o Slpkg para gerar log)

Gerenciar novos arquivos de configuração:

# slpkg new-config

Criar pacote tendo o script e o código fonte:

# slpkg <script.tar.gz> <sources>

Gerenciar pacotes em blacklist:

# slpkg -b <pacote> --add (ou --remove)

Gerenciar arquivo em "queue":

# slpkg -q <pacotes> --add (ou --remove)

Construir ou instalar pacotes em queue:

# slpkg build (ou install ou build-install)

Listar pacotes por repositório:

# slpkg -l <repositório>

Obs.: use "grep" para filtrar.

Atualizar pacotes por repositório:

# slpkg -c <repo> --upgrade

Obs.: pode usar "--resolve-off" se quiser impedir resolução de dependências. Use "--checklist" para criar lista de seleção.

Baixar e instalar pacotes resolvendo dependências:

# slpkg -s <repo> <pacote>

Exemplo:

# slpkg -s sbo steam

Resulta em:
Exibir árvore de dependências:

# slpkg -t <repo> <pacote>

Se acrescentar, ao final, "--check-deps" exibirá para qual pacote aquilo é dependência.

Informação sobre um pacote:

# slpkg -p <repo> <pacote>

Ver página do Slackbuild no terminal e suas opções (build etc):

# slpkg -n <pacote>

Procurar pacotes em TODOS os repositórios habilitados:

# slpkg -F <pacote>

Buscar pacotes instalados:

# slpkg -f <pacote>

Outros comandos, com a mesma didática autoexplicativa dos comandos oficiais são:

# slpkg --installpkg, --upgradepkg, --removepkg <pacote>

Instala, atualiza, remove pacotes.

Lembrando que o comando "slpkg --removepkg <pacote>", com o parâmetro "--deps" remove junto as dependências.

O parâmetro "--check-deps" checa se determinado pacote é dependência de outro.

Visualizar todo conteúdo relacionado ao pacote:

# slpkg -d <pacote>

Editar configurações do Slpkg:

# slpkg -g edit

Checar changelog:

# slpkg -c ALL ou
# slpkg -c <repo>

Atualizar pacotes oficiais:

# slpkg -c slack --upgrade

Remover pacotes por TAG:

# slpkg -r TAG --tag

Exemplo:

# slpkg -r _SBo --tag

Remove tudo o que casar com "_SBo"

[ delete ] --> Jinja2-2.7.3-x86_64-1_SBo
[ delete ] --> MarkupSafe-0.23-x86_64-1_SBo
[ delete ] --> Pafy-0.3.72-x86_64-1_SBo
[ delete ] --> Pulse-Glass-1.02-x86_64-1_SBo
[ delete ] --> Pygments-1.6-x86_64-2_SBo
[ delete ] --> asciinema-1.1.1-x86_64-1_SBo
[ delete ] --> astroid-1.3.8-x86_64-1_SBo
[ delete ] --> autopep8-1.2-x86_64-1_SBo
[ delete ] --> blessings-1.6-x86_64-1_SBo
[ delete ] --> bpython-0.14.2-x86_64-1_SBo
[ delete ] --> cffi-1.1.2-x86_64-1_SBo
[ delete ] --> cryptography-0.8.2-x86_64-1_SBo
[ delete ] --> curtsies-0.1.19-x86_64-1_SBo
[ delete ] --> enum34-1.0.4-x86_64-1_SBo

Removed summary
================================================
Size of removed packages 24.61 Mb.

Are you sure to remove 14 packages [y/N]?
Se usar "--check-list" aparece dialog:

# slpkg -r _SBo --tag --checklist

Conclusão

Eu adorei o Slpkg, pois substitui todas as formas alternativas que uso para obter pacotes, oficiais ou de terceiros e ainda gerencia slackbuilds. É completo. E se você instalar as dependências opcionais poderá criar gráficos em imagens.
Só para efeito de estudo.

Provavelmente o melhor gerenciador que já foi criado para Slackware.

Para mais informações leia a página oficial (link no começo do artigo). Porém creio que este artigo cobre basicamente tudo o que é necessário para iniciar o uso do Slpkg.

Do mesmo criador existe uma ferramenta que ainda não testei Slackware Update Notifier:
Abraço!

Link: https://github.com/dslackw/slpkg

   

Páginas do artigo
   1. Introdução
Outros artigos deste autor

Slackbuilds para leigos

O desenvolvimento da computação gráfica associado ao dos vídeo games

Mamãe, quero Arch! (parte 1)

GNU e Linux: amigos para sempre

Introdução ao gerenciador de janelas i3

Leitura recomendada

Octave - Programação científica no Linux (parte 2)

Criando um pacote DEB manualmente

Migração de Software Proprietário para Software Livre em Instituição Pública

Instalação e utilização Telegram no Linux

Zorin OS - interessante distro lançada no ano novo - primeiras impressões

  
Comentários
[1] Comentário enviado por willian.firmino em 13/10/2015 - 13:36h

Legal, vou testar

[2] Comentário enviado por otaviobrito77 em 14/10/2015 - 12:33h

Parabéns pelo artigo.
Passei um tempo vagando de distro em distro mas o slack me conquistou. hehehe.
Passei um tempão no Arch, mas systemd e pulseaudio não dá certo.
A estabilidade do slack é impressionante. Quem nunca usou, sugiro que dê uma chance a essa distro que, pelo menos para mim, é a melhor.



[3] Comentário enviado por lcavalheiro em 14/10/2015 - 15:05h

Xerxes, excelente artigo, mas tem uma correção: o pkgtool é o gerenciador de pacotes oficial do Slackware desde o alpha-0.99
--
Luís Fernando Carvalho Cavalheiro
Public GPG signature: 0x246A590B
Só Slackware é GNU/Linux e Patrick Volkerding é o seu Profeta

[4] Comentário enviado por xerxeslins em 14/10/2015 - 15:54h


[3] Comentário enviado por lcavalheiro em 14/10/2015 - 15:05h

Xerxes, excelente artigo, mas tem uma correção: o pkgtool é o gerenciador de pacotes oficial do Slackware desde o alpha-0.99
--
Luís Fernando Carvalho Cavalheiro
Public GPG signature: 0x246A590B
Só Slackware é GNU/Linux e Patrick Volkerding é o seu Profeta


Ops, acho que queria dizer sbopkg. Corrigi. Valeu.

[5] Comentário enviado por Mc.Eagle em 15/10/2015 - 08:50h

Excelente! Usei Slackware por um bom tempo (depois mudei de empresa e fui pra alternativa Microsoft), hoje uso Linux/Mint e Ubuntu. Mas é um excelente texto.

[6] Comentário enviado por xerxeslins em 18/10/2015 - 14:01h


[5] Comentário enviado por Mc.Eagle em 15/10/2015 - 08:50h

Excelente! Usei Slackware por um bom tempo (depois mudei de empresa e fui pra alternativa Microsoft), hoje uso Linux/Mint e Ubuntu. Mas é um excelente texto.


Obg!

[7] Comentário enviado por mvforce em 20/10/2015 - 11:00h


[2] Comentário enviado por otaviobrito77 em 14/10/2015 - 12:33h

Parabéns pelo artigo.
Passei um tempo vagando de distro em distro mas o slack me conquistou. hehehe.
Passei um tempão no Arch, mas systemd e pulseaudio não dá certo.
A estabilidade do slack é impressionante. Quem nunca usou, sugiro que dê uma chance a essa distro que, pelo menos para mim, é a melhor.




Não vejo problema com o systemd.

[8] Comentário enviado por vhprice em 21/10/2015 - 11:20h

Não deixa de ser outra (sim, mais uma) tentativa de "arrebanhar gatos" utilizando um gerenciador de pacotes para operar em uma distribuição cuja característica é a instalação de programas e recursos via código fonte.

Não desmerecendo as outras distribuições, mas o Slackware requer que o administrador do sistema saiba (e decida) o que quer (e deve) fazer. Isto inclui a instalação (ou não) de pacotes e dependências.

Ao utilizar um pacote pré-compilado empacotado em uma destas "milagrosas soluções de instalação de pacotes” sempre existe a possibilidade dos criadores terem utilizado caminhos de instalação que divergem do que você quer, seja por não estarem corretos, por tendência ou simplesmente porque você não os quer em determinado local.

O Slackware é a distribuição mais antiga (ainda mantida) e trás em sua essência as raízes simples e funcionais do velho Unix. Acredito que não somente esta, mas também outras soluções do gênero se aplicam a esta nova geração TL/DR que simplesmente desconhecem ou desprezam os fundamentos desta magnífica distribuição.

De toda forma, parabenizo o autor pela contribuição.

[9] Comentário enviado por xerxeslins em 21/10/2015 - 14:47h


[8] Comentário enviado por vhprice em 21/10/2015 - 11:20h

Não deixa de ser outra (sim, mais uma) tentativa de "arrebanhar gatos" utilizando um gerenciador de pacotes para operar em uma distribuição cuja característica é a instalação de programas e recursos via código fonte.

Não desmerecendo as outras distribuições, mas o Slackware requer que o administrador do sistema saiba (e decida) o que quer (e deve) fazer. Isto inclui a instalação (ou não) de pacotes e dependências.

Ao utilizar um pacote pré-compilado empacotado em uma destas "milagrosas soluções de instalação de pacotes” sempre existe a possibilidade dos criadores terem utilizado caminhos de instalação que divergem do que você quer, seja por não estarem corretos, por tendência ou simplesmente porque você não os quer em determinado local.

O Slackware é a distribuição mais antiga (ainda mantida) e trás em sua essência as raízes simples e funcionais do velho Unix. Acredito que não somente esta, mas também outras soluções do gênero se aplicam a esta nova geração TL/DR que simplesmente desconhecem ou desprezam os fundamentos desta magnífica distribuição.

De toda forma, parabenizo o autor pela contribuição.


Obrigado!

[10] Comentário enviado por robertomoraes em 18/01/2016 - 10:24h

Buenas,
Resolvi testar esse cara, mas aparentemente ele não funciona pro -current, correto ?
Abraço, e parabéns pela iniciativa.
Roberto Moraes

[11] Comentário enviado por removido em 30/07/2016 - 20:08h

Hoje baixei o slackbuild do tal qt5 executei e já haviam se passado umas quatro ou cinco horas e nem sinal da compilação terminar,ai lembrei que eu tinha o Slpkg (que conheci lendo esse artigo) e em poucos minutos o qt5 já estava instalado.

[12] Comentário enviado por removido em 18/02/2017 - 00:12h

Cara... muito bom o material... pra quem tá começando com o Slack auxilia demais... parabéns...
*********************************************************
"e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará."
*********************************************************
https://www.linuxcounter.net/cert/619784.png
Debian 8.7 MATE / Slackware 14.2 XFCE

[13] Comentário enviado por caiosabadin em 18/02/2018 - 17:34h

Caramba, eu estava usando o sbopkg esse tempo todo, mas procurando mais informações sobre ele, acabei achando um comentário seu sobre o Slpkg, busquei por um artigo e cá estamos, também teu o artigo hahaha. Ótimo artigo, muito completo. Mas ainda estou meio receoso de usar o Slpkg ou não :p Tô feliz com meu sbopkg simplezinho...

[14] Comentário enviado por xerxeslins em 19/02/2018 - 12:12h


[13] Comentário enviado por caiosabadin em 18/02/2018 - 17:34h

Caramba, eu estava usando o sbopkg esse tempo todo, mas procurando mais informações sobre ele, acabei achando um comentário seu sobre o Slpkg, busquei por um artigo e cá estamos, também teu o artigo hahaha. Ótimo artigo, muito completo. Mas ainda estou meio receoso de usar o Slpkg ou não :p Tô feliz com meu sbopkg simplezinho...


Faz um tempinho que não uso slackware, mas eu gostava muito desse slpkg. E também do sbopkg! Se está se dando bem com o sbopkg, não precisa do slpkg... é só mais uma alternativa.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts