Conhecendo e usando o gerenciador de pacotes pacman

Neste artigo veremos os principais comandos e funcionalidades do pacman, um dos mais completos gerenciadores de pacotes para Linux. Escrito por Judd Vinet, criador do Arch Linux, o pacman nos permite baixar, instalar e atualizar pacotes, gerenciando suas dependências. Tudo isso de forma fácil e eficiente.

[ Hits: 43.083 ]

Por: tiagoalam em 03/10/2007


pacman.conf



Agora veremos como configurar o arquivo de configuração do pacman, para isso digite:

$ vim /etc/pacman.conf

Teremos um arquivo muito semelhante a este:

#
# /etc/pacman.conf
#
# NOTE: If you find a mirror that is geographically close to you, please
# move it to the top of the server list, so pacman will choose it
# first.
#
# To re-sort your mirror lists by ping/traceroute results, use the
# /usr/bin/sortmirrors script. It requires the "netselect" package.
#

# See the pacman manpage for option directives

#
# GENERAL OPTIONS
#

[options]
LogFile = /var/log/pacman.log
HoldPkg = pacman glibc
IgnorePkg = kernel26
#XferCommand = /usr/bin/wget --passive-ftp -c -O %o %u

#
# REPOSITORIES
# - can be defined here or included from another file
# - pacman will search repositories in the order defined here.
# - local/custom mirrors can be added here rodeor in separate files
#


[current]
# Add your preferred servers here, they will be used first
Include = /etc/pacman.d/current

[extra]
# Add your preferred servers here, they will be used first
Include = /etc/pacman.d/extra

[community]
# Add your preferred servers here, they will be used first
Include = /etc/pacman.d/community

[testing]
Server = ftp://ftp.archlinux.org/testing/os/i686

[unstable]
# Add your preferred servers here, they will be used first
Include = /etc/pacman.d/unstable

# An example of a custom package repository. See the pacman manpage for
# tips on creating your own repositories.
#[custom]
#Server = file:///home/custompkgs

Opções:
  • LogFile = /var/log/pacman.log, caminho para o arquivo de log do pacman;
  • HoldPkg = pacman glibc, os pacotes descritos nessa linha, será solicitado a confirmação em caso de tentativa de desinstalar esse pacote;
  • IgnorePkg = kernel26, esse pacote não será atualizado, no exemplo, o kernel.

Caso precise usar proxy, insira essa linha e respeite a seguinte sintaxe:

ProxyServer = <host|ip>[:porta]

Repositórios:

Os repositórios do Arch Linux são: Current, Extra, Community, Testing e Unstable.

Por padrão o pacman usa o Current e o Extra, pois são os pacotes mais testados. Community são os pacotes dos usuários que foram votados testados e aprovados.

Testing e Unstable são repositórios que contém pacotes ainda instáveis e com pouco teste, use por sua conta e risco.

Por padrão os repositórios no pacman.conf seguem essa ordem:

[testing]
[current]
[extra]
[unstable]
[community]

Porém vale lembrar que o pacman trabalha com níveis de hierarquia, sendo então aconselhado que a ordem seja:

[current]
[extra]
[community]
[testing]
[unstable]

Para habilitar um repositório, basta retirar o comentário da frente da linha, como no exemplo para o unstable:

[unstable]
# Add your preferred servers here, they will be used first
Include = /etc/pacman.d/unstable

Assim estará habilitado, para desabilitar ficaria assim:

[unstable]
# Add your preferred servers here, they will be used first
#Include = /etc/pacman.d/unstable

Após as alterações no pacman.conf, rode o comando "pacman -Sy" para sincronizar os dados.

Vale lembrar que os espelhos relacionados aos repositórios se encontram em /etc/pacman.d.

Acho que era isso pessoal, espero que esse artigo possa ajudar os amigos na utilização desse maravilhoso software aliado a essa excelente distro que é o Arch Linux.

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Comandos básicos
   2. pacman.conf
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

DNS BIND para integração em domínios AD (com Windows Active Directory ou Samba)

Kdrive, um X em miniatura

Arduino - Crie o seu próprio robô ou sensores inteligentes

Cockpit Web Console

Como atualizar/instalar o X.org em seu Slackware

  
Comentários
[1] Comentário enviado por fulllinux em 03/10/2007 - 08:05h

Muito bom!!!

Estou pensando em fazer uns teste com o Arch, pois o pessoal vem falando muito bem desta distribuição e com seu artigo sei que não terei problemas algum para manipulalo.

Parabéns, Grato.

[2] Comentário enviado por tenchi em 03/10/2007 - 10:36h

HUAHA... Eu instalei o pacman no Slackware. Desde que você não instale as dependências (faça na mão) ele funciona muito bem para programas binários (perl, python não).
Muito bom mesmo. Eu também ouço muito muitos elogios à esta distro, por ser muito parecida com o slackware, em se tratando de filosofia KISS.


[3] Comentário enviado por tiagoalam em 04/10/2007 - 20:44h

Vale complementar que o repositório [current] migrou para o [core] , entao após a atualização do pacman ( pacman -Syu ) , editem o arquivo /etc/pacman.conf , mudando o repositório [current] por [core] , exemplo:

[current]
# Add your preferred servers here, they will be used first
Include = /etc/pacman.d/current

Trocar para

[core]
# Add your preferred servers here, they will be used first
Include = /etc/pacman.d/core

feito isso sincronize os repositorios do pacman ( pacman -Sy ) , é isso!

[4] Comentário enviado por mmaiconn em 10/10/2007 - 09:07h

amigo... muito bom seu post...
mas gostaria de saber a respeito do proxy... tem como citar um exemplo??
tentei configurar importando variaveis... com a declaração ProxyServer ProxyPort e não deu certo..

Obrigado

[5] Comentário enviado por tiagoalam em 10/10/2007 - 14:11h

tente exportando as variáveis http_proxy e ftp_proxy

export http_proxy="[email protected]:porta"
export ftp_proxy="[email protected]:porta"

e depois descomente a linha do /etc/pacman.conf

XferCommand = /usr/bin/wget --passive-ftp -c -O %o %u

Assim acredito que o wget consiga passar pelo proxy, qq coisa posta ai

[6] Comentário enviado por skate_forever em 01/10/2008 - 22:48h

Opa, acabei de ver que as coisas que eu faço no fórum estão sendo copiadas aqui...

E até resposta de outros usuários do Arch, foram copiados nos comentários... Amigão, diga de onde tu tirou isso ai.

Foi do fórum da comunidade Arch Linux Brasil... Para ser mais exato desse link:

http://forum.archlinux-br.org/viewtopic.php?id=374

Espero que a moderação do vol, tome as providencias necessárias, pois isso é copia. Se fosse na parte de dicas, não acharia ruim. MAS COPIAR, é complicado.

Totalmente semelhante a construção textual da coisa. =D

[7] Comentário enviado por skate_forever em 01/10/2008 - 22:49h

Outra coisa... Os comentários foi desse outro link:

http://forum.archlinux-br.org/viewtopic.php?id=77

[8] Comentário enviado por removido em 01/10/2008 - 22:55h


Putz mais outra cópia. Pessoal , o minimo que deve ser feito é colocar a referência. Esse artigo é praticamente igual a esse http://forum.archlinux-br.org/viewtopic.php?id=77 . E a data do post criado no forum foi do mês de maio de 2007, e esse "artigo" (cópia) outubro de 2007.

[9] Comentário enviado por Metalbolic em 18/03/2013 - 13:57h

Beleza de tópico...

Estou instalando nesse momento.


Contribuir com comentário