Configurando o Fortune

Este artigo ensina a configurar o Fortune, o programa que exibe mensagens aleatórias no Linux. O leitor aprenderá a executar chamadas personalizadas para ele, além de aprender a criar seus próprios arquivos de mensagens para exibição.

[ Hits: 38.335 ]

Por: José Lopes de Oliveira Jr. em 29/05/2006 | Blog: http://hakspek.blogspot.com


Chamando o Fortune



A chamada ao Fortune é relativamente simples. Ele, normalmente, se encontra instalado no diretório /usr/games/fortune, então basta especificar este caminho no prompt ou, caso este diretório esteja presente na variável de ambiente PATH, basta digitar fortune para executá-lo.

Normalmente, usa-se colocar uma chamada para o Fortune na inicialização do sistema operacional e na inicialização de cada terminal. Para tanto, basta inserir as seguintes linhas no arquivo /etc/profile (caso você não tenha permissão para fazer isto ou caso seja de seu desejo, pode-se colocar estas linhas no arquivo .bash_profile de cada usuário que deseje ver as mensagens):

# Calling fortune
if [ -a /usr/games/fortune ]; then
   /usr/games/fortune
fi

Vale lembrar que, na chamada ao fortune, pode-se utilizar os parâmetros descritos na seção 2. Inserindo estas linhas, sempre que alguém se logar no sistema (modo texto) ou abrir um terminal virtual (modo gráfico), uma nova mensagem será exibida.

O autor deste artigo não acha interessante que seja exibida uma mensagem nova a todo momento, por isso criou uma maneira bem simples de se gerar uma mensagem na inicialização ou desligamento do sistema e esta mensagem ser usada durante toda a seção para exibição. O exemplo aqui descrito é válido para a Slackware, mas pode ser facilmente adaptado para outras distribuições.

Caso se queira gerar uma nova mensagem na inicialização do sistema, basta inserir as seguintes linhas no arquivo /etc/rc.d/rc.local:

# Generating Session's Message
if [ -a /usr/games/fortunes ]; then
   echo "Generating the session's message..."
   /usr/games/fortune > /usr/share/games/fortunes/sessionsMessage.txt
fi

Uma vez criado o arquivo com a mensagem da seção, devemos executar uma chamada para impressão da mesma. Para fazer isto no sistema, insira as seguintes linhas no arquivo /etc/profile:

# Printing Session's Message
if [ -a /usr/share/games/fortunes/sessionsMessage.txt ]; then
   echo
   echo "Session's message:"
   cat /usr/share/games/fortunes/sessionsMessage.txt
   echo
fi

Caso não se tenha permissão para alterar o arquivo /etc/profile ou caso se deseje, pode-se inserir aquelas linhas no arquivo .bash_profile de cada usuário.

Caso o leitor se interesse em gerar as mensagens em outro evento, como no desligamento, por exemplo, basta localizar os arquivos que são executados nestes eventos e inserir lá, as linhas que seriam digitadas em /etc/rc.d/rc.local.

Note que no Slackware e provavelmente em outras distribuições, um arquivo com chamada para o Fortune é criado em /etc/profile.d. O autor sugere que se exclua este arquivo ou tire suas permissões de execução, de modo que o próprio usuário possa colocar sua chamada personalizada para o Fortune (caso se tenha o conhecimento devido, pode-se editar este arquivo, caso exista).

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Chamando o Fortune
   3. Criando um arquivo de mensagens
   4. Conclusão
Outros artigos deste autor

Esquemas de particionamento e sistemas de arquivos

Configuração manual dos ponteiros do mouse

Qual distribuição usar

Instalação e configuração do J2SE

Instalação e configuração do MySQL 4.0.26, Apache 2.0.54, PHP 5.0.4 e PHP-Nuke 7.8 no Slackware 10.1

Leitura recomendada

Fedora Core 1 :: Firewall e update

Instalando e desmistificando o Debian

Configuração de Indentação no Vim - Tabs e Espaços

Slax no pendrive - é viável e também útil

Timezones - Uma questão de ponto de vista

  
Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 29/05/2006 - 10:34h

?

[2] Comentário enviado por FelipeAbella em 02/06/2006 - 09:55h

Eu não conhecia esses comandos.

Parabéns pelo artigo.

[3] Comentário enviado por tenchi em 15/09/2006 - 11:02h

Ah, excelente mesmo essas mensagens... No slackware elas são executadas sempre quando logamos. Isso deixa o terminal mais 'amigável'...
E existem vários modos de se converter um arquivo criado no DOS para o linux.
Um meio, disponível no slackware, eh o seguinte:
$fromdos < arquivoDOS > arquivoLinux

Ou há também um 'programa' (script, que não deixa de ser um programa) chamado funcoeszz (http://funcoeszz.net/) , que tem uma funcão que pode ser chamada pelo comando:

$zzdos2linux arquivoDOS.txt # que irá gerar um arquivo arquivoDOS.linux

E eh claro, o processo contrário também é possível, com o comando

$zzlinux2dos arquivoLinux # que vai gerar um arquivo arquivoLinux.dos

Eh isso... Sei que não tem muito a ver com a dica, mas isso prova que arquivos editados no windows funcionam normalmente no linux, com um pouco de esforço... rsrrs.

Falow.

[4] Comentário enviado por gpr.ppg.br em 03/10/2008 - 16:06h

eu adoro esse programa.

[5] Comentário enviado por yetlinux em 20/05/2009 - 02:48h

"zzlinux2dos" e "zzdos2linux" não são das funçõeszz do Aurélio? Precisam ser baixadas do site dele.
Existem comandos para converter os arquivos: unix2dos e dos2unix.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts