Comparando desempenho de distros, arquiteturas ou ambientes gráficos - Método universal

Este artigo reporta um método universal para comparar desempenho de distros, ambientes gráficos e arquiteturas (32 e 64 bits), operando em condições de controle de variáveis, através do uso de boot em ambiente live-DVD.

[ Hits: 12.998 ]

Por: Alberto Federman Neto. em 29/05/2015 | Blog: https://ciencialivre.blog/


Procedimento prático



Para os que não são afeitos e ler muita teoria, ou são iniciantes, ou ainda são "preguiçosos de plantão". (rsrsrs)

Descrevo o procedimento geral para realizar os testes, mesmo sem precisar ler o artigo inteiro:

1) Baixe as ISOs do Ubuntu (ou da distro que quer testar, 32 ou 64 bits), prepare o live-DVD da maneira usual.

2) Dê boot com ele, mas não instale a distro no HDD, use o boot do live-DVD mesmo.

3) Configure sua rede para ela funcionar. Óbvio, isso depende da distro e das características da sua rede.

4) Instale os pacotes de PHP em sua distro, no boot live-DVD, mesmo. Ficarão só residentes na RAM, e todos os experimentos serão feitos assim.

5) Baixe o pacote "Phoronix Test Suite" do endereço:
E o expanda para uma pasta que conheça a localização. Entre nessa pasta e execute os testes Phoronix que quiser.

6) Se desejar, repita os testes para 32 e 64 bits, para outras distros ou para a mesma distro, ambientes gráficos diferentes etc. e compare (detalhes no artigo).

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Procedimento prático
   2. Introdução
   3. Materiais e métodos
   4. Preparativos para realizar os experimentos
   5. Experimentos, testes e resultados
   6. Discussão e conclusão
Outros artigos deste autor

Para iniciantes: Deu tela preta? Não se desespere!

Linux pode ser usado por todo mundo! Escolhendo o seu primeiro Linux. Duas Filosofias fundamentais

Recuperando e/ou adaptando o GRUB do Sabayon Linux

BOINC - Computação distribuída e aplicações científicas

Usando Swap na RAM em Sabayon - ZRAM - Método novo

Leitura recomendada

Guia de instalação de placas de vídeo ATI no SuSE

Microcode - Como atualizar o firmware do processador

Instalação do driver Nvidia no Debian e em distros derivadas

Gravação de microcontroladores PIC via USB pelo terminal do Linux

Instalando a placa de rede wireless DWL-G520+ no Fedora Core 3

  
Comentários
[1] Comentário enviado por izaias em 29/05/2015 - 14:17h

Mais um grande artigo do mestre Alberto.

Favoritado!

[2] Comentário enviado por xerxeslins em 29/05/2015 - 14:50h

Interessantíssimo!

:)


--
Só digo uma coisa: num digo é nada. E digo mais: só digo isso.

[3] Comentário enviado por clodoaldops em 29/05/2015 - 16:52h

Vai ter muita gente usando este artigo para tese de mestrado em TI.
Eu só uso 32bits no netbook pq o processador é 32bits.
Belo trabalho!

[4] Comentário enviado por PX em 02/06/2015 - 17:12h

Legal, adoro beachs, faltou só testar o famigerado dual-channel rsrsr, queria saber se muda tanto com ou sem dual.
Quanto a memória RAM acho que muito ou pouca não modifica a performance por si só mas sim a latência e frequência e também o tipo - ddr2 para ddr3 tem bastante diferença ao meu ver - das mesmas assim como o dual channel, a menos que sejam jogos ou aplicativos "pesados" como Tera e Photoshop que possuem em ordem texturas e filtros aos montes.

Tem também o superpi:

versão linux >> http://ubuntuforums.org/showthread.php?t=60264

versão windows >> http://www.superpi.net/Download/


Contribuir com comentário