Bing: Medindo velocidade da conexão no Linux

O Bing é um software usado para medir a conexão de determinado link entre dois hosts. Escrito por Pierre Beyssac e licenciado pela GPL, este software é muito eficaz na hora de medir o peso de determinada conexão. Vejamos como instalar e utilizar no Linux.

[ Hits: 58.788 ]

Por: José Cleydson Ferreira da Silva em 06/09/2008


Medindo a conexão



Iniciando então o uso do software, experimente dar o seguinte comando para testar a velocidade de sua conexão:

bing ip_maquina_local ip_gateway

Exemplo:

# bing 192.168.0.168 192.168.0.1

Em seguida de Ctrl+c para que ele possa retornar a estatística, o qual na saída padrão exibirá todos os resultados de sua pesquisa. No final dos resultados será apresentando o valor, ou seja, o tamanho do link.

--- estimated link characteristics ---

host bandwidth ms

warning: rtt big 192.168.0.168 0.013ms < rtt small 192.168.0.168 0.015ms

192.168.0.1 21.787Mbps 0.121

Esse procedimento é o mais correto para medir a conexão, pois ela mede a conexão real entre dois hosts, ao contrário de alguns métodos que algumas pessoas usam. É possível também determinarmos o tamanho do pacote enviado dando o seguinte comando:

# bing -S 1000 192.168.0.168 192.168.0.1

Cuidado! Não aumente muito o tamanho do pacote porque isto pode provocar a fragmentação/remontagem do IP sobre a ligação para medir o *or* nas ligações intermediárias, ao qual acima as medidas tomadas. Se você permanece abaixo de 1400 bytes, você está seguro (exceto no SLIP lig onde você não deve ultrapassar 1000).

Com a opção -v podemos também verificar tamanho de bytes que são disparados para fazer o pedido de resposta, entendendo que ele joga dois valores para que possa se fazer a leitura precisa, disparando 72 bytes e 136 bytes.

Existem casos em que a medição não será precisa no caso de algumas conexões discadas, por exemplo devido a limitação do hardware.

Em casos de ligações saturadas o bing trabalha medindo rtts, onde na hora da medida haverá um atraso mínimo na hora de fazer a leitura do pacote. Conexões IP/X25 fazem a capsulagem em pacotes pequenos, por isso é muito difícil saber a capacidade "exata" porque o consumo geral pelo pacote do IP não são fixas e não variam com o tamanho de pacote. Entretanto um Bing inteligente poderia encontrar o tamanho encapsulating lentamente aumentando o tamanho de pacote e detectando etapas no RTT.

Sabendo as perdas do pacote em host 1 e em host 2, é possível computar a perda entre os mesmos.

O Bing tem o poder de calcular determinadas perdas, mas vale ressaltar que essas perdas são despresíveis, em relação ao resultado obtido na saída padrão. Está é uma das diversas ferramentas que o mundo de código aberto pode lhes apresentar.

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Conhecendo e instalando o Bing no Linux
   2. Medindo a conexão
Outros artigos deste autor

[Estudo de caso] Ferramentas Open Source tem sido um caso de sucesso na Biotecnologia e Bioinformática

Compiz e as estações do ano

Implementando servidor de aplicações PHP utilizando Zend Framework

Economia e liberdade: o software livre une o útil ao agradável

Novidades e mudanças na estrutura e configuração do Grub2, fique por dentro!

Leitura recomendada

Café com leite, gerenciador de lan house e cyber café

Instalando o IBExpert no Linux e acessando o Firebird

Snort - Gerenciamento de redes

Sbopkg - Instalador de pacotes para Slackware

DeVeDe - Produzindo discos de vídeo

  
Comentários
[1] Comentário enviado por albfneto em 06/09/2008 - 14:15h

uma verificação preliminar de velocidade de rede, pode ser feita em um velocímetro gráfico. Veja no link:

http://www.abeltronica.com/velocimetro/pt/?idioma=br&newlang=br

o melhor velocímetro online para internet é:

http://www.speedtest.net/

para instalar bing em Sabayon e Gentoo:
emerge -va bing
ou
equo install bing

[2] Comentário enviado por weldatribo em 07/09/2008 - 01:43h

No Red Hat tem um utilitário tambem legal para medir perca entre hosts que é o MTR. Ele faz um tracert monitorando as percas.

WedaTribo
Linux - Abrindo nossas mentes...

[3] Comentário enviado por grandmaster em 07/09/2008 - 19:27h

Nao conhecia

Vou testar depois na VM aqui.

Renato de Castro Henriques
CobiT Foundation 4.1 Certified ID: 90391725
http://www.renato.henriques.nom.br

[4] Comentário enviado por iarlyy em 08/09/2008 - 10:06h

No fedora 9

root# yum install bing

Legalzinho.

Vlw a dica.

[5] Comentário enviado por cleysinhonv em 08/09/2008 - 10:28h

Obrigado pessoal pela dica de como instalar em outras distribuições.

Valeu!


[6] Comentário enviado por viniciusgnu em 09/12/2009 - 15:33h

Essa foi outra ferramenta que também conheci por dica sua e que desde então me tem sido muito útil, valeu!

[7] Comentário enviado por austin432 em 29/08/2019 - 18:59h

O speedtest-cli usa os mesmos servidores (etc.) que o SpeedTest.net. Você deve considerar o speedtest-cli e o www.speedtest.net como equivalentes, apenas com um front-end diferente. Eu ficaria surpreso se você obtiver resultados significativamente diferentes de forma consistente se ambos usarem o mesmo servidor. Se eles não estiverem usando o mesmo servidor, você não terá base para comparação. Por fim, meus resultados para os dois utilitários variam de 2 a 4 de execução para execução. Sugiro que você teste 2-4 servidores e execute 3-4 execuções para cada servidor, compare as ferramentas e precise ler a discussão como https://questoes.info/questions/13191/representacao-grafica-da-temperatura-do- forno-ao-longo-do-te.


Contribuir com comentário