Batalha Apache, PHP e MySQL com vestígios de versão antiga

Amigos, depois de passar um perrengue danado esse fim de semana tentando instalar as versões top do Apache, PHP e MySQL, resolvi compartilhar com vocês os pontos onde tive bastante dificuldade. Deixo claro que esse artigo é uma compilação de dicas/macetes para se instalar esse trio e não um guia de instalação em si.

[ Hits: 23.207 ]

Por: Jan Seidl em 10/12/2004


MySQL 4.1.7



Isso foi MUITO chato, pois eu já tinha feito besteira instalando uma versão antes em algum lugar. O primeiro passo é achar tudo do MySQL antigo. Tente "whereis mysql", "locate mysql" (dê um updatedb antes) ou "find / -type f -name *mysql*". Apague tudo!

Depois basta destarzar o MySQL. Ele costuma ir para /usr/local/mysql-versão. É bem útil você linkar esse local para /usr/local/mysql e também botar /usr/local/mysql/bin na $PATH do Linux.

NOTA: Faz se isso editando o rc.S (no Slackware. Nas outras distribuições pode ser diferente).

Tentei editar direto na $PATH e dar export, mas não funcionou

Bom, aí você vai precisar rodar o "mysql_create_system_tables" ou "mysql_install_db" para o MySQL criar as tabelas iniciais, onde vão ficar as settings do banco.

Aí então você deve startar o deamon do MySQL para começar a brincar:

# safe_mysqld &

NOTA: "&" pra rodar em background, você não quer perder o terminal, quer?

E depois setar a senha do root com:

# mysqladmin -u root password SUASENHA

Se ao tentar rodar o mysqladmin ou mysql normalmente der erro que não é possível conectar, 99,999% de chances de sua instalação anterior estar te atormentando. Use o FQN (fully qualified name) do arquivo (no caso /usr/local/mysql/bin/mysqladmin -u root password SUASENHA). Se funcionar, é ele, trate de desvincular ele da máquina (apagar).

O primeiro lugar a procurar é /usr/bin, depois /bin/ por mysql.

Não esqueça de fazer o lance do PATH.

Bom, aí tudo deve estar funcionando (e lá se foram milhares de fios de cabelos e tapas no monitor que não tem nada a ver com a história tadinho.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Apache
   2. PHP 5.0.2
   3. MySQL 4.1.7
   4. Troubleshooting: resolvendo problemas!
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Dual boot no Fenix Extreme Linux

Visual Source Safe no Linux

Instalando servidor Debian - Memento

Configurando a aceleração 3D na sua ATI

Apache Mod_Proxy como Front-End de acesso e balanceamento de diversas aplicações web

  
Comentários
[1] Comentário enviado por habutre em 10/12/2004 - 13:40h

hehe, pena que naum tem praia aki no interior de SP, ;)

Bem tive tb alguns problemas com a compilação deste trio massa!
Na compilação do PHP, uma dica é colocar a flag "--with-mysql" com o caminho da instalação do MySQL, assim:
--with-mysql=/usr/local/mysql
Assim se resolve uma grande parte desses problemas de bibliotecas do mysql, socket, etc! Bem não se pode esquecer q o caminho varia para cada instalcao :)
Deve-se, conforme descrito acima, que outra instalação previa do MySQL pode gerar alguns probleminhas q este comentario nao aborda, certo? Portanto certifique-se de que o mysql antigo (se houver) seja totalmente removido! É isso ae, parabéns cara pelo help....
Vida Infinita ao Linux!

[2] Comentário enviado por nuxli em 10/12/2004 - 14:09h

Meu problema com o trio foi iniciar os serviços altomaticamente.
Não que eu tenha achado dificuldade em achar os programas de cada um que inicializava o serviço..

O problema e que to usando o Vida Linux, que é na verdade nosso amigo Gentoo, foi dificil achar informações sobre a iniciailização nesse sistema, tem um artigo aqui no site que da algumas dicas. Mais nam fala nada de daemon.

Ai foi o jeito perde umas 2h configurando no mãosão ... hhhehehe

[3] Comentário enviado por ace rush em 11/12/2004 - 15:04h

o --with-mysql vai procurar no seu sistema o padrao, com o --with-mysql=/PATH/PARA/O/MYSQL também é uma boa quando o mysql está em um diretorio fora do padrao... como vc falou habutre, e eu tbm mencionei, deve-se remover TODOS os vestigios de instalacoes anteriores, o find ajuda muito nisso. ex: find / -type f -name *mysql*

^^ abracos pra todos!

[4] Comentário enviado por luiscarlos em 11/12/2004 - 21:12h

Ai galera, penei muito para compilar o php com plugin para mysql-4.1.7 mas agora ta funcionando blz, consigo usar o novo hash do mysql4.1.7 sem precisar fazer akele eskema pra continuar a senha antiga, o q fiz foi usar --with-mysql=/usr mesma minha base estabdo em /var/lib/mysql, não sei por que mas funcionou, agora tenho mysql-server and client 4.1.7 e o plugin do php para mysql tmb 4.1.7, ótimo artigo ace rush, parabéns, mais um problema resolvido!!!


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts