A Desinformação em Época da Tecnologia de Informação

Avaliando como somos manipulados por opiniões de terceiros e formação de conhecimento em qualquer assunto. Uma breve maneira de repensar como temos buscado nosso saber.

[ Hits: 1.715 ]

Por: Adriano H. Hedler em 06/04/2021 | Blog: http://www.vivaolinux.com.br


Introdução



Não julgue o título, sem antes ler o conteúdo. Aliás, coisa normal hoje em dia é que, em poucas palavras, em um título bem bolado e criativo, capturaram a sua atenção para algo inútil ou mentiroso.

Vídeos, postagens, matérias e até mesmo comentários em redes sociais, é incrível esta nova narrativa de desinformação em meios de informação (soa estranho, não?).

É comum em grupos (redes sociais, ou qualquer outro grupo virtual), pessoas comentarem sem nenhum tipo de base de informação e conhecimento, por receio ou pura ignorância, expressam opiniões erradas sem nenhum filtro racional, aliás, em alguns casos, incentivado por outros, que se inflamam pelos comentários e comentam comentários equivocados (insano).

Novamente, antes de julgar, quero dizer que todo mundo deve ter sua opinião, inclusive contrária a do outro, e que isso nos ajuda a crescer, mas é importante ter informações verdadeiras e conhecer para dar opiniões. É importante descobrir e conhecer, para dizer onde está o erro.

É fato, que muita gente não lê manuais, não dá a atenção devida à tutoriais e muito menos se importa em "estudar", mesmo que seja de forma empírica (na tentativa e erro) a descobrir o que a ferramenta realmente faz, ou que se deve fazer para realizar tarefas.

Todo dia, tem alguém fazendo um comentário de algo que está explícito e claro no texto/vídeo, mas comenta sem ler ou assistir toda a informação. Quer opinar sem antes saber e ouvir e ainda fundamenta sua opinião no comentário equivocado anterior.

São milhares também dos "caça cliques", veja alguns exemplos (preencha os campos a seguir):
  • Não faça (tralalá) antes de ver este vídeo;
  • Você precisa saber (Tralalá);
  • Agora a NASA vem com (Tralalá)(a mais clássica de todas);
  • Veja o que descobriu esse (Tralalá);
  • Como hackear/desbloquear/infernizar/acabar com seu celular;
  • Conheça o novo (sem mesmo ter tocado no aparelho/software/equipamento) tralalá.

Alguém ao amanhecer, descobriu a vontade de fazer um vídeo sobre, adivinhem: o vídeo que viu. E assim, uma cadeia contínua de sucessivos "eu fiz assim por que vi assim", segue seu caminho. Não perco meu tempo com este tipo de desinformação "caça cliques".

Acho fundamental ser curioso no quesito tecnologia, aliás, é assim que aprendemos, lá na época da BBS, do modem discado e por aí vai. A verdade é que temos deixado de ser curiosos e estudiosos, para virarmos espectadores e aí mora o perigo.

Já não aprendemos o por quê de fazer e saber como fazer, para instantaneamente ligar o automático do resultado. Com isso, uma legião de comentaristas opinativos surgem, em geral de forma negativa, sobre qualquer opinião de tudo: tecnologia, Linux, cultura, política, futebol, programação, conduta, pensamento, religião, etc, sem o mínimo de respeito pela opinião do outro, ou ao menos escutá-la para saber do que se trata, alegando ironicamente, direito de ter opinião. Um claro atestado de falta de evolução intelectual e dificuldade em obter informação.

Sendo mais claro, emburrecimento mesmo, involução. Defeito cognitivo do crescimento da sociedade da informação. Desinformação pura e simples. Conflito na certa. Abandone a ideia de discordar da idiotice e desinformação em comentários, pois no final, eles estão em maioria e você vai apanhar do grupo. Em geral, são cidadãos experientes da Idiocracy (veja o filme).

Não pense você que uma se diferencia da outra. Na verdade, é uma reprodução deste modo de agir automático, em várias áreas da vida, inclusive em tecnologia. Quando o profissional se depara em uma situação que precisa se pronunciar e fundamentar o que está dizendo, eles gaguejam, tremem e até saem pela tangente, alegando que o campo é muito extenso e são poucas informações (a deles é claro). Fazem o que fazem, por fazer.

Uma das poucas pessoas que comenta e escreve aqui no VIVAOLINUX sobre ler o manual e código fonte, é o Cabelo. Em geral, é uma das raras exceções, que busca o manual, dá a explicação técnica e fundamenta sua proposta. Não o conheço pessoalmente, mas sempre leio seus artigos, por ser do melhor grupo de pessoas informativas que há aqui.

Em geral também, canais de vídeos e grupos com este perfil de conteúdo são menos populares e atraem menos cliques, incentivados até pelas plataformas digitais, que direcionam a nossa informação àquilo que tem mais "cliques" e que, em geral, tem menos informação e em maioria só opinião. Um dia, gostaria de alguém aqui do VOL, comparando o acesso, anteriormente para o agora.

Quando temos o saber sendo direcionado e tecnologicamente manipulado por cliques, temos aí a desinformação. Entenda, não que lá não haja informação, mas talvez não seja a melhor fonte para se beber do saber.

Em geral, perdemos a sanha de garimpar a informação e descobrir detalhes sobre o funcionamento e seus labirintos de sabedoria, trocamos por algo como prato feito, que abrimos a tampa da marmita e comemos a produção em massa de uma informação sem sabor e nenhum ou pouco valor nutritivo intelectual.

Ao pesquisarmos, por exemplo, em qualquer portal ou rede social, ou mídias de vídeos, somos levados ao que mais foi acessado, como um bando de gnus em busca de água, e facilmente somos engolidos por crocodilos publicitários, oportunismo digital e fluxo de recursos mirabolantes para manter este ciclo vicioso, que demanda insaciavelmente de mais acessos para sobreviver (desculpe-me o falso trocadilho GNU/Linux).

Não muito tempo atrás, encontrávamos blogs de assuntos específicos e técnicos, valia a pena gastar o tempo lendo e testando em nossas máquinas tais descobertas. Hoje, raramente você encontra estes locais, estes oásis de conhecimento, às vezes por nem aparecerem nas buscas, ou ainda, por perderem o público, foram desestimulados a manterem este tipo de informação (pois cansa falar informação técnica pra quem só quer HOWTO & DIY, e que gosta de vídeo caça cliques). Neste ponto, o VIVAOLINUX, está aqui, e precisa de mais gente com boa informação postando aqui - ele é uma boa referência.

É de se pensar, que a tal acessibilidade da informação, também trouxe consigo a disseminação de informações erradas e incompletas, com toques de egocentrismo e busca de publicidade, e nenhum caráter informativo por parte do comunicador. Os segredos ficaram mais secretos, e são poucos que chegam às verdades sobre conceitos e informação fundamentada. É a era da obsolescência programada da informação: A informação, só tem validade, até que alguém saiba mais, prove que ela está errada, e até lá, é esta, a narrativa desinformada e manipulada que tem validade intelectual.

Mudei meus navegadores, tirei rastreadores, modifiquei seguranças restringindo propagandas e meu buscador foi trocado por um não popular, mas que dá mais precisão de pesquisa. Se você já fez algo sobre isso, é bem possível que você estava cansado desta massa manipulada de informação repetitiva, ou desinformação: só ainda não percebeu que vai além disso.

Recomendo começar usando o DuckDuckGO, pra começar, e um browser derivado do Brave ou um Dissenter (minha escolha), pra ver a internet com outros olhos e mais cores. Navegue por outros sites de vídeos, veja e descubra novos blogues com o conteúdo de sua preferência. Incrivelmente, começará a ver informações que não são as mais clicadas, mas bem mais precisas, e sem o barro da desinformação de águas pisadas.

Confesso, não aguento mais ver a mesma propaganda nos vídeos que quero ver. Gostaria urgente de uma opção do tipo: nunca mais me ofereça isto, pois eu não quero! As redes sociais, com pessoas pagas para dizer o que não quero saber. E os chamados especialistas: e, grande número, os que menos têm informação verdadeira para oferecer. Se metem em tudo e em geral não têm nada de útil. É o garoto propaganda para validar a falsa e fraca informação que tem. Quando eles aparecem, eu deixo de ler, paro de ouvir e fujo da armadilha de narrativa.

Em alguns momentos, pesquiso no Lynx, pois estou cansado de imagens me bombardeando o que devo fazer ou comprar, ou ainda, me cerceando como devo pensar sobre tais assuntos, pois assim o fazem os tais especialistas.

Normalmente, somos incentivados a olhar a internet pelos óculos dos outros e isso nos traz a miopia de apontamentos, sem nos dar a chance de ver melhor ao nosso redor. Este mesmo conceito vale para outras áreas da vida. A boa inteligência vem do aprendizado e o aprendizado vem da boa informação. Procure as fontes! Leia o código fonte! Descubra o prazer de saber fazer e não o de só realizar a tarefa.

A desinformação é o capim tiririca da acessibilidade e inclusão digital. Ele cresce em proporções maiores do que a verdadeira informação, e geralmente mata a boa informação e sua fonte. Busque ouvir, ler e assistir a fonte direta da informação. Não se contamine com opiniões de terceiros. Seja livre (de verdade) e independente também em suas opiniões e seus conceitos, mas faça-o de forma fundamentada e com saber verdadeiro, sem achismos.

Busque ler e testar, antes de perguntar. Caminhar por estradas que outros caminharam nos ajuda a ver seus obstáculos e seus desvios. Ser teletransportado para o ponto final, pode nos levar à vida do excêntrico cientista Seth Brundle, em que ele se teletransportou com uma mosca, e assistindo o filme ( A mosca, 1986 ‧ Terror/Ficção científica ‧ 1h 36m) você vai saber o que é seguir o caminho mais rápido sem tomar o cuidado com o que está levando junto.

Conclusão

Espero que o ajude a pensar e reavaliar quais informações você tem recebido. Pois é frustrante descobrir lá na frente, que você estava indo ao destino errado porque alguém lhe indicou o caminho, sem nenhuma informação e saber.

Saiba escolher e não deixe que escolham por você. Seja livre, também na informação que você recebe e busca.

   

Páginas do artigo
   1. Introdução
Outros artigos deste autor

Reconhecimento de Voz no Linux

Direcionando o mouse pelo teclado no Linux Mint LXDE

Leitura recomendada

LimeWire - um P2P muito interessante para Linux

Fuja da pirataria, use Last.fm

255.255.255.0: A matemática das máscaras de rede

Configurando um servidor DNS rápido e fácil

Instalando o CMS Joomla

  
Comentários
[1] Comentário enviado por fabio em 06/04/2021 - 00:49h

Excelente texto para reflexão! Antigamente as pessoas precisavam de informação, buscavam literatura a respeito, como por exemplo um artigo técnico que foi escrito por um profissional da área. Hoje em dia preferem perguntar em grupos de Facebook ou Telegram, conseguem o imediatismo com menor esforço, mas adivinha só!? Geralmente quem está disponível para resposta instantânea nesses meios é o usuário curioso/ocioso, nunca o profissional que produz literatura de qualidade. Obviamente existirá um tradeoff nessa situação, você tem menos esforço, mas não aprende/fixa o assunto e ainda obtém informação duvidosa.

Respondendo à sua questão sobre o VOL, a 10 anos atrás tínhamos quase o dobro de acessos que hoje em dia. Também tínhamos o dobro ou mais em volume de contribuições. Hoje em dia o tempo que seria produtivo das pessoas acaba sendo direcionado para tretas ou memes de whatsapp, fotos de gente bonita no Instagram ou fofoca e discussão política no Facebook.

Não culpo as pessoas por isso, de 10 anos pra cá o volume de entretenimento vicioso que foi criado é colossal, raramente alguém vai ter disciplina o suficiente para escapar desse emburrecimento coletivo.

[2] Comentário enviado por mauricio123 em 06/04/2021 - 09:58h


Esse artigo me abriu oportunidade para um certo questionamento. Existem muitos facilitadores para alimentar as fontes de desinformação. Por exemplo, existem aplicativos especializados em manipulação de vídeo e voz, nas redes sociais rolam muita teoria da conspiração, essas questões políticas e sociais, muitas vezes são manipuladas para induzir as pessoas a acreditarem em algo não verídico. A muita informação útil também, só que está misturada no meio desse monte de lixo e por isso, é difícil diferenciar hoje em dia, o que é fonte de informação e o que é fonte de desinformação.

___________________________________________________________
[code]Conhecimento não se Leva para o Túmulo.
https://github.com/MauricioFerrari-NovaTrento [/code]

[3] Comentário enviado por adrianoh2 em 06/04/2021 - 10:43h

Em relação ao VOL, fico triste em saber, mas entra na estatística do mais técnico menos recomendado pelos redirecionadores. O conteúdo daqui sempre é excelente. Mas, devemos fazer nossa parte e alimentar com mais informações para manter este pequeno nicho de informação ainda vivo!

[4] Comentário enviado por ru4n em 06/04/2021 - 12:07h

Ótimo artigo!

Infelizmente, o conteúdo mais técnico e especialista, está se perdendo. Diria que é quase que achar ouro no meio de tanta informação de origem duvidosa!

Hoje em dia o que vale mais é clique, views, curtidas, para render e gerar mais lucro. O conteúdo é o que menos importa.

O emburrecimento coletivo gera estatísticas, e estatísticas gera valores. A tendência no mercado é ser inundado de profissionais generalistas, por conta dessa "bolha" de informações duvidosas, onde oferecem um conhecimento superficial e nada especialista, que não estimula a busca por conhecimento, e sim apenas o seu clique!

Para piorar, do outro lado da tela, temos a nova geração. Essa geração não se preocupa em querer saber COMO FUNCIONA as coisas, não tem paciência para ler uma única linha. Ainda, se possível, pedem pra você fazer por eles. É a geração do copia & cola e pressiona enter.

[5] Comentário enviado por Ed_slacker em 06/04/2021 - 13:26h


Não é de hoje isso...
Veja este artigo que escrevi a respeito. E veja a data dele.

https://www.vivaolinux.com.br/artigo/Nao-confie-em-ninguem

[6] Comentário enviado por adrianoh2 em 06/04/2021 - 14:22h


[5] Comentário enviado por Ed_slacker em 06/04/2021 - 13:26h


Não é de hoje isso...
Veja este artigo que escrevi a respeito. E veja a data dele.

https://www.vivaolinux.com.br/artigo/Nao-confie-em-ninguem


Excelente... mas é bom sempre lembrar. Parece que agora não só é propaganda, mas de forma bastante agressiva é também o direcionamento de informação através da pesquisa. Você pesquisa mas não acha o que procura, e recebe o que não precisa ver.

[7] Comentário enviado por sacioz em 06/04/2021 - 20:10h


Muito obrigado pelo artigo e dicas(Dissenter) , a busca pela verdade nua e crua , como dizia-se , junto com a privacidade , esta cada vez mais dificil...
Continue escrevendo por favor.

[8] Comentário enviado por mauricio123 em 06/04/2021 - 21:35h


[6] Comentário enviado por adrianoh2 em 06/04/2021 - 14:22h


[5] Comentário enviado por Ed_slacker em 06/04/2021 - 13:26h


Não é de hoje isso...
Veja este artigo que escrevi a respeito. E veja a data dele.

https://www.vivaolinux.com.br/artigo/Nao-confie-em-ninguem


Excelente... mas é bom sempre lembrar. Parece que agora não só é propaganda, mas de forma bastante agressiva é também o direcionamento de informação através da pesquisa. Você pesquisa mas não acha o que procura, e recebe o que não precisa ver.


Cara isso acontece mesmo. Imagina pesquisar sobre uma empresa. Antes de você achar o que procura, você enjoa de tanta propaganda dos produtos dessa empresa. O Ublock ajuda, mas já tem site que tenta contornar.

[9] Comentário enviado por cytron em 08/04/2021 - 13:40h

Muito bom !!!!!!!!!

Daria um ótimo trabalho de faculdade, mas você seria assassinado, sabe disso kkkkkk.

As vezes penso: A desinformação não foi causada por influência do comunismo (e socialismo), foi apenas o resultado não pensado de uma publicidade do "mais clicado". Então me lembro da "etinia" das bigtech e rapidamente me lembro que a desinformação é de fato, decisão e imposição do comunismo socialista. Já dizia Karl Marx: Povo burro é mais fácil de controlar.

[10] Comentário enviado por mauricio123 em 08/04/2021 - 14:29h


É por isso que o cara tem que ficar esperto com essas coisas.

___________________________________________________________
[code]Conhecimento não se Leva para o Túmulo.
https://github.com/MauricioFerrari-NovaTrento [/code]

[11] Comentário enviado por adrianoh2 em 08/04/2021 - 18:09h


[9] Comentário enviado por cytron em 08/04/2021 - 13:40h

Muito bom !!!!!!!!!

Daria um ótimo trabalho de faculdade, mas você seria assassinado, sabe disso kkkkkk.

As vezes penso: A desinformação não foi causada por influência do comunismo (e socialismo), foi apenas o resultado não pensado de uma publicidade do "mais clicado". Então me lembro da "etinia" das bigtech e rapidamente me lembro que a desinformação é de fato, decisão e imposição do comunismo socialista. Já dizia Karl Marx: Povo burro é mais fácil de controlar.


Com certeza, um trabalho neste tema, seria rejeitado pela banca examindora nos termos que você citou. Infelizmente, é fato, que apagar a história ou eliminar a verdade é uma constante em "seguimentos" (se posso dizer assim) que desejam impor sua ideologia ou filosofia. O aprender virou negar a verdade, para aceitar o relativo imposto por idéias contrárias a verdade. As escolhas pessoais são mais importantes que as verdades. Narrativas.

[12] Comentário enviado por ricardoolonca em 10/04/2021 - 13:30h

O texto ficou longo. Não dá pra resumir? (Brincadeirinha!)

Eu já escrevi alguns artigos aqui, e estes me serviram de base para meu o livro. Ando sem tempo de escrever mais artigos, ainda mais sabendo que, quando eu responder a alguma pergunta nos fóruns dizendo para "ler este artigo aqui que a resposta está lá" a maioria vai dizer algo do tipo "é muito grande, não dá pra resumir?".

Certa vez um colega do trabalho estava com dúvida no iptables. Imprimi o meu artigo e passei para ele. Alguns dias depois eu perguntei pra ele se tinha dado certo e ele me respondeu que "o artigo era muito grande, que precisava de algo mais direto" (o artigo tinha 4 páginas!). Perguntou-me se tinha uma forma mais fácil de fazer, e eu disse "sim, por 200 reais eu faço pra você". Ele achou ruim.

Outra vez li um artigo do Stephen Hawking que falava sobre como enviar mini robôs até Alpha Centauri. E nos comentários alguém escreveu "Quem ele pensa que é pra escrever uma besteira dessas?". No que eu respondi: "Ele tem dois prêmios Nóbel de física, é tido como o maior cientista depois de Einstein". E o cara me respondeu: "Só por causa disso?". Como???!!! Você tem um currículo melhor? Foi a última vez que comentei uma matéria. Não vale a pena e você ainda arruma briga.

[13] Comentário enviado por mauricio123 em 11/04/2021 - 10:32h


[12] Comentário enviado por ricardoolonca em 10/04/2021 - 13:30h

O texto ficou longo. Não dá pra resumir? (Brincadeirinha!)

Eu já escrevi alguns artigos aqui, e estes me serviram de base para meu o livro. Ando sem tempo de escrever mais artigos, ainda mais sabendo que, quando eu responder a alguma pergunta nos fóruns dizendo para "ler este artigo aqui que a resposta está lá" a maioria vai dizer algo do tipo "é muito grande, não dá pra resumir?".

Certa vez um colega do trabalho estava com dúvida no iptables. Imprimi o meu artigo e passei para ele. Alguns dias depois eu perguntei pra ele se tinha dado certo e ele me respondeu que "o artigo era muito grande, que precisava de algo mais direto" (o artigo tinha 4 páginas!). Perguntou-me se tinha uma forma mais fácil de fazer, e eu disse "sim, por 200 reais eu faço pra você". Ele achou ruim.

Outra vez li um artigo do Stephen Hawking que falava sobre como enviar mini robôs até Alpha Centauri. E nos comentários alguém escreveu "Quem ele pensa que é pra escrever uma besteira dessas?". No que eu respondi: "Ele tem dois prêmios Nóbel de física, é tido como o maior cientista depois de Einstein". E o cara me respondeu: "Só por causa disso?". Como???!!! Você tem um currículo melhor? Foi a última vez que comentei uma matéria. Não vale a pena e você ainda arruma briga.



[...] E o cara me respondeu: "Só por causa disso?". [...]

O cara tinha que ser muito est#%&#* pra mandar um negócio desses. O que eu percebo as vezes é isso mesmo, o pessoal não lê porque é muito grande ou lê e comenta um troço desses.

[14] Comentário enviado por HerrKonrad em 12/04/2021 - 17:49h

Adorei o artigo, eu já passei muito tempo no youtube (mais do que gostaria), ainda dá para achar canais com conteúdo que se destacam tanto que faz a conta de internet valer apena, mas hoje em dia (talvez sempre foi assim) a maioria dos vídeos ou é lixo ou são muitos rasos, os que fazem uma capa bonitinha, um apresentador bem carismático são os que ganham mais visualizações. Redes sociais nunca perdi tempo com isso, as pessoas ficam o dia inteiro lá defendendo RÓTULOS e nem ideias em si, escolhem um lado (ideologia A ou ideologia B) e todos do outro lado são inimigos, na verdade o que eu não entendo é porque tanto esforço se ninguém nunca se convenceu de mudar de ideia numa discussão na internet.

A internet é o lugar que você pode queimar todos seus neurônios nas redes sociais ou assistindo besteira ou aprender japonês de graça. Eu tô começando a faculdade e pretendo me dedicar nesse fórum para conseguir conhecimento e ter uma boa base (em outros lugares tbm é claro), acho que teu artigo me deu um baita incentivo.


[15] Comentário enviado por mauricio123 em 13/04/2021 - 09:51h


[14] Comentário enviado por HerrKonrad em 12/04/2021 - 17:49h

Adorei o artigo, eu já passei muito tempo no youtube (mais do que gostaria), ainda dá para achar canais com conteúdo que se destacam tanto que faz a conta de internet valer apena, mas hoje em dia (talvez sempre foi assim) a maioria dos vídeos ou é lixo ou são muitos rasos, os que fazem uma capa bonitinha, um apresentador bem carismático são os que ganham mais visualizações. Redes sociais nunca perdi tempo com isso, as pessoas ficam o dia inteiro lá defendendo RÓTULOS e nem ideias em si, escolhem um lado (ideologia A ou ideologia B) e todos do outro lado são inimigos, na verdade o que eu não entendo é porque tanto esforço se ninguém nunca se convenceu de mudar de ideia numa discussão na internet.

A internet é o lugar que você pode queimar todos seus neurônios nas redes sociais ou assistindo besteira ou aprender japonês de graça. Eu tô começando a faculdade e pretendo me dedicar nesse fórum para conseguir conhecimento e ter uma boa base (em outros lugares tbm é claro), acho que teu artigo me deu um baita incentivo.




Muito bom. Desejo bons estudos.

[16] Comentário enviado por T.D.Reis em 17/04/2021 - 12:20h

Excelentes reflexões.

Em tempos de fake news, click bait etc. é sempre bom repensar algumas coisas. Alias, isso tem minado nossa relação com a tecnologia e a internet. As vezes me parece que ainda não estamos preparados para alguns desses recursos tecnológicos. Os avanços e ferramentas que desenvolvemos são fantásticos, mas o ser humano ainda parece muito ignorante e imaturo para saber lidar com eles, de forma que esses avanços se tornem ferramentas que nos auxiliem. Ou seja, em muitos casos, somos incapazes de usar essas novas ferramentas de forma racional e útil. Isso tem sido muito explorado atualmente. As fake news são o exemplo mais claro disso.

[17] Comentário enviado por mauricio123 em 17/04/2021 - 23:39h


[16] Comentário enviado por T.D.Reis em 17/04/2021 - 12:20h

Excelentes reflexões.

Em tempos de fake news, click bait etc. é sempre bom repensar algumas coisas. Alias, isso tem minado nossa relação com a tecnologia e a internet. As vezes me parece que ainda não estamos preparados para alguns desses recursos tecnológicos. Os avanços e ferramentas que desenvolvemos são fantásticos, mas o ser humano ainda parece muito ignorante e imaturo para saber lidar com eles, de forma que esses avanços se tornem ferramentas que nos auxiliem. Ou seja, em muitos casos, somos incapazes de usar essas novas ferramentas de forma racional e útil. Isso tem sido muito explorado atualmente. As fake news são o exemplo mais claro disso.


Complementando. São poucas pessoas que sabem lidar com o excesso de informação e saber diferenciar o que é útil do que não é.

[18] Comentário enviado por cizordj em 22/04/2021 - 16:02h

por isso que to no fórum cara, o pessoal aí manja dos paranauês e sabe do que tá falando

[19] Comentário enviado por jotepauder em 03/05/2021 - 11:41h

Sem dúvida um dos melhores textos que já li em blogs, muito obrigado!

[20] Comentário enviado por xerxeslins em 05/05/2021 - 08:42h


Vou favoritar esse artigo e reler de vez em quando. Me colocou para pensar!

--


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts