lei geral das distro linux

1. lei geral das distro linux

willian
tekmania

(usa Ubuntu)

Enviado em 13/04/2008 - 10:12h

Hoje em dia existe varias distro linux. Poucas podemos considerar descente e a muitas não tem o cabimento de estar funcionar. Então pensando nisso tive a seguinde ideia. Alem de seguir as regras da lei gpl deveriamos criar uma lei com normas minimas para criar uma distro linux e para mantimento dela. Fazendo isso poderiamos evitar muitos males para o linux.


  


2. Por que "nós"?

Sergio Teixeira - Linux User # 499126
Teixeira

(usa Linux Mint)

Enviado em 13/04/2008 - 10:41h

amigo texmania,

isso infelizmente não caberia exatamente a nós, mas somente ao Linus Torvalds, que é o detentor oficial da marca "Linux".

Agora, filosoficamente falando, concordo plenamente com o seu raciocínio.

Existe uma multidão de distros quase-inúteis por aí.

Essa proliferação de distribuições acaba fazendo com o que o GNU/Linux seja mal visto por parte de pessoas leigas e principalmente de iniciantes.

Para se ter idéia, a DistroWatch tem em catálogo 200 distros, das quais 58 são principais.

Entre a 59 e a 200 já tem muito abacaxi.

Agora imagina as milhares que nem ao menos figuram ali...



3. Re: lei geral das distro linux

willian
tekmania

(usa Ubuntu)

Enviado em 13/04/2008 - 11:09h

so que linus esta ocupado como kernel se podecemos apresentar um projeta seria meio caminho andado.


4. Re: lei geral das distro linux

Walter gomes dos santos junior
spam

(usa Ubuntu)

Enviado em 13/04/2008 - 11:17h

Seria bom mesmo por exemplo coisas pequenas como o tcl e tk (aqui no fórum aparece gente pacas com esse problema, inclusive eu fui um desses XD), gtk, entre outras coisas que evitariam certas dores de cabeça que temos ao tentar instalar, nem que seja um codec, ou algo do tipo, tentar reunir coisas que geralmente os usuários mais utilizam e tem mais dores de cabeça pra instalar. Tentar formar um padrão seria muito bom.
\o/


5. Re: lei geral das distro linux

willian
tekmania

(usa Ubuntu)

Enviado em 13/04/2008 - 11:22h

spam alguns codecs no brasil são proibidos mais se criace uma forma bem facil de instalar e que não prejudicasse o sistema


6. Redistribuições

Sergio Teixeira - Linux User # 499126
Teixeira

(usa Linux Mint)

Enviado em 13/04/2008 - 11:54h

Também acho que seria mais útil se os especialistas em Linux desenvolvessem os device drivers e codecs que faltam, mas igualmente sob as licenças GPL/GNU, e que não perdessem tempo fazendo redistribuições da Debian, por exemplo.

Vejam por exemplo:
Da Debian (que já veio lá de trás), surgiu (entre outras) a Knoppix e desta (entre outras) a Kurumin, e desta (entre outras)Dizinha, NeoDizinha, Kalango, etc., etc., etc.

Ou seja, está chovendo no molhado.

Todo esse (bom) esforço poderia estar concentrado
em um só projeto.

O exemplo que dei não é todavia dos piores, e usei esse camminho apenas para demonstrar como é fácil desviar um projeto.

Pelo contrário, essas distribuições são boas.

O que estou querendo dizer é que é extremamente fácil e "conveniente ao ego" pegar uma distribuição mínima do Slackware (por exemplo),
ajuntar alguns pacotes, mudar uma tela e dar um novo nome à criança...



7. Re: lei geral das distro linux

marcio hideo
hideoux

(usa OpenSuSE)

Enviado em 13/04/2008 - 12:19h

olá,
acho muito perigosa a idéia de restringir a possíbilidade do meu vizinho de fazer uma distro linux...

1. é livre... tem de ser livre... e tem de ser livre mesmo! seja do tamanho que minha distro for, é LIVRE!

2. fazer uma distro é uma oportunidade de ouro... seja dentro de uma universidade, em cursos de graduação ou de especializção, nos novíssimos cursos de gestão em software livre... Afinal, as universidades públicas, que possuem um acervo gigantesco de mentes novas com possibilidades infinitas (rsrsr, tá, exagerei!!), não se lançam no sentido do software livre e continuam gastando dinheiro público com software privado, desnecessariamente...
ou mesmo uma empresa que queira lançar sua própria distro por algum motivo... seja uma empresa grande, como uma FERRARI da vida... ou uma produtora de cinema...

3. quem garante que uma dessas pequenas de hoje não vá se tornar uma média boa ou grande... ou será que doda distro nasce média?

o que nós devemos fazer é nos unirmos... seja lá em qual função dentro das comunidades de distribuições...
o que é necessário, como algumas grandes já começaram a fazer, é definir padrões... para o local de seus arquivos de configuração, para igualar as bibliotecas...

se isso ocorresse, muitas outras empresas de jogos lançariam com maior certeza suas versões para linux... as operadoras de internet seriam forçadas a ter seus funcionários on-line preparados para atender os usuários (desculpem-me, mas sou do paraná... em MG e RS, linux não é mais extraterrestre quereno dominar o mundo... é realidade...)...
É lógico que essa "igualação", padronização não é fácil... envolve muita vaidade... mas para isso tem de haver empenho, comunicação e negociação...

E, acima de tudo, quem vai definir as regras??? O Linus é envolvido com o LINUX (kernel), o resto pertence a outras pessoas, seja o povo do GNU, seja de outras empresas ou "fundos de quintais"...

qualquer passo em direção à normalização imposta só nos trará problemas! definir com lei o que é grande e o que é pequeno trará dará poder demais para poucos e problemas para quem quer se aventurar...

abraço a todos,
hideo


8. Re: lei geral das distro linux

Fabio Moreno
shakur

(usa Linux Mint)

Enviado em 13/04/2008 - 12:38h

eu concordo q ha uma grande gama de distribuiçoes e tbm concordo q há a liberdade de se fazer distros
mais eu axo q deve se concentrar em aumentar os o numero de drivers e codecs
eu axo tbm de veria ser estipulado um pacote q fosse universal pois esse negocio de deb e rpm e tgz na minha opiniao so atrapalha os pacotes deveriam ser vistos como pra facilitar pro usuario
por exemplo os pacotes deb sao muito encontrados mais nao kero usar debian eu gosto do slack
entao pq eu nao posso usar deb no slack
sem conversoes
eu kero simplesmente baixar o pacote e instala-lo
flw


9. Re: lei geral das distro linux

Fabio Maran
maran

(usa Debian)

Enviado em 13/04/2008 - 13:11h

concordo hj qualeu nego que tenha um porao ou um quartinhu quer montar sua distro la e achar q vi ser o rei do mundo, hoje ja ta um pe no saco ter 5 mil distribuições, isso so atrapalha, deveria mesmo ter isto que voce mencionou amigo.
Isso ajudaria em muito mesmo



10. Re: lei geral das distro linux

Perfil removido
removido

(usa Nenhuma)

Enviado em 13/04/2008 - 13:49h

Impossível todos os projetos nacionais juntar-sem.
Eu uso o Big Linux, certa vez o Administrador do mesmo ofereçeu ao Carlos Morimoto ( Kurumin Linux ) a possibilidade de junção já que a mesma era baseada tanto no Kurumin como no Knoppix...

Só que o Morimoto não mostrou sequer o mínimo interesse em fazer a junção e negou-se prontamente em fazê-lo, aliás certa vez um usuário do fórum do Ubuntu estava postando no fórum do Kurumin dizendo que os menus do mesmo estavam um pouco confusos e exemplificou através de um desenho como ficaria melhor visualmente, o próprio Morimoto falou que era "Flame" e deu o assunto por encerrado.

Há também uma distribuição que acredito que poucos conheçam aqui e que se chama Epidemic Linux, veja o quê o Administrador respondeu quando questionado em fazer a junção com Epidemic e Big Linux:

http://www.epidemiclinux.org/forum/viewtopic.php?t=153&highlight=

Leiam e tirem suas conclusões à respeito, juntar tudo em um único projeto vai ser muito difícil com um posicionamento assim, se fosse assim Debian e Slackware eram para ter se juntado assim que começaram os seus trabalhos...

Sobre relação aos pacotes únicos, leiam este post:

http://ubuntuforum-br.org/index.php/topic,29972.0.html

http://blog.ogmaciel.com/?p=364


11. Re: lei geral das distro linux

Andre Antonio da Silva Neto
andre_asn

(usa Slackware)

Enviado em 13/04/2008 - 14:11h

Bom já tive oportunidade de poder estudar algumas distros e pelo que vejo temos hoje algumas muito fortes como Debian, Slackware, Suse, Mandriva mas acho que falta no Brasil uma distro Própria não versões como Kurumin, Big Linux entre outras que temos no mercado hoje.... não que não sejam distros boas mas não temos uma distro com repositorios proprios sem vinculos com distros "estrangeiras" no caso do Kurumin o que eu acho (opinião propria) é que o erro comedito foi apenas uma pessoa montar o programa.... para um uso moderado ainda va la pois da para controlar tudo que acontece mas quando o brinquedo fica grande como a propria pagina da vivaolinux se não dividir tarefas não teria sobrevivido ate hoje.
Não sou programador mas sempre tive a ideia de criar uma distribuição 100% nacional usando recuros do proprio sistema e principalmente não codecs proprietarios para tocar aquelas musicas que costamos mas poder ouvir, ver videos com ferramentas livres assim como o sistema Linux sempre livre sera...


12. Re: lei geral das distro linux

Marcelo Cavalcante Rocha
kalib

(usa Arch Linux)

Enviado em 13/04/2008 - 14:34h

Seria legal..mas aí cairíamos em outros paradígmas...
Qual a maior vantagem do linux hoje em dia? A LIBERDADE!

Bom..sou livre hoje para escolher qual distro eu quero usar...qual eu acho melhor...etc...

Se só existisse uma...Onde estaria minha liberdade?

Bom...concordo que acho errado a existência de milhares de distribuições...mas creio que só haver uma, seria muito ruim também...estaria no mesmo degrau dos sistemas proprietários...

Hoje por exemplo...apoio mais de 5 distribuições..como por exemplo uma que alguns de vocês talvez nem conheçam, chamada dizinha linux...

O porque? Muitos devem se perguntar...

Bom, porque as vezes apoio e participo de projetos sociais de inclusão digital onde conseguimos máquinas, geralmente doadas, com péssimos recursos de hardware...Estas máquinas servem para o aprendizado de muitas crianças que nunca teriam acesso a um computador...

Sistemas Operacionais proprietários nunca rodariam nessas máquinas... Se pegarmos algumas distribuições linux como Ubuntu, Mandriva... Também nunca rodariam..o hardware não suporta..
Muitos poderiam dizer: Existe o Slackware ou o Debian por exemplo...

Beleza...elas até suportariam se fosse a instalação bem básica e limpa..o que dificultaria o aprendizado dessa mulecada...

O dizinha resolve este problema...por ser uma distribuição bem trabalhada para hardware fraco e obsoleto, ela se adapta sendo ao mesmo tempo uma distribuição bem focada para iniciantes....enfim..

Não é fazendo propaganda..mas acho que também existe um lado positivo em se ter mais de uma opção..

Vocês por exemplo..que responderam esta thread... Usam distribuições diferentes..eu mesmo em casa uso duas diferentes...

[]'s



01 02 03