A raridade feminina do VOL

97. Re: A raridade feminina do VOL

Sergio Teixeira - Linux User # 499126
Teixeira

(usa Linux Mint)

Enviado em 29/04/2011 - 12:59h

Favor não exagerar, senão a coisa vira uma espécie de g-wall...
(Brincadeirinha)...


  


98. A raridade feminina do VOL

Edwal F. Paiva Filho
nicolo

(usa Ubuntu)

Enviado em 29/04/2011 - 13:39h

Na engenharia a partiticipação das mulheres está mais adiantada.
O fenômeno é antigo:
Não há tanta pressão sobre as mulheres para ganhar dinheiro. Os pais não empurram mulheres "barbadas" para fora de casa, e maridos não exigem (em geral)que as mulheres os sustentem.
O dever de trazer dinheiro para casa (ainda) é iminentemente masculino.
Isso é uma enorme vantagem para obter alta qualificação formal profissional.

Elas saem da faculdade e vão para pós graduação em uma centenas de cursos que, em geral, tem pouco ou nada a ver com engenharia, coisas como;
Engenharia de meio Ambiente
Segurança
Planejamento
Engenharia da confiabilidade
Numa palavra: Burocracia.

Nas áreas tradicionais ficam poucas, bem poucas.
Elas evitam o serviço de campo, onde é quase exclusividade dos homens.
Nas áreas de alta competição os homens, muito mais agressivos, ainda predominam.

O que isso muda?
Nada ou quase nada. O país continua colônia técnica e um paraíso
da burocracia, mas essas mulheres tem salários muito bons se comparados à média nacional.








Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts