O Linux está mais "mais gordo"?

1. O Linux está mais "mais gordo"?

Andre (pinduvoz)
pinduvoz

(usa Debian)

Enviado em 30/01/2020 - 19:53h

O Linux anda engordando, assim como eu.

Meu Debian Testing, com Gnome mais novo e kernel também mais novo, está gastando mais RAM do que o meu Ubuntu 18.04.

Isso está valendo para quase todas as distros que testei ultimamente; as versões mais novas são mais gulosas do que as mais antigas.

O Windows anda até leve perto de algumas distros, pelo que me parece.

O que vocês acham do atual apetite do Linux? Mudança de padrão (de 4 para 8 GB de RAM)? Mais funções e facilidades?

Quero ouvir os companheiros.


  


2. Re: O Linux está mais "mais gordo"?

Glaulher Ramalho Medeiros
GRM

(usa Void Linux)

Enviado em 30/01/2020 - 20:31h

Testa o void e volta aqui pra dizer... Rsrsrsrs uso Debian e o void, não sei se é porque não usa systemd, o void é peso pena , no meu note do trabalho que tá com debian o consumo de ram é maior.


Disciplina é liberdade
Compaixão é fortaleza
Ter bondade é ter coragem


3. Re: O Linux está mais "mais gordo"?

Perfil removido
removido

(usa Nenhuma)

Enviado em 30/01/2020 - 21:13h

Deve ser o caso sim, de engordamento.

Mas isso não importa muito, sempre estão fazendo forks melhores de projetos que desandam, e apesar de poder ser um pouco ruim no começo, nada melhor do que ter a liberdade e poder escolher entre milhares de distros uma que combine com o PC de cada um..

Para começar, dá para diminuir vários defeitos visuais, e dá para trocar um monte de programas de GUI por programas de shell..

Até o Bash virou uma baleia e o Brian Fox diz que é uma shell gorda demais, mas ela deve continuar aumentando..







4. Re: O Linux está mais "mais gordo"?

Clodoaldo Santos
clodoaldops

(usa Linux Mint)

Enviado em 30/01/2020 - 21:37h

Meu primeiro PC Linux tinha 512 MB RAM depois passou para 1 , 2 e atualmente com 4 e um SSD de 120 GB
Próximos passos serão 8 GB RAM + 512 GB SSD
Ou aprender usar i3 ou modo texto





5. Re: O Linux está mais "mais gordo"?

niquelnausea
niquelnausea

(usa Arch Linux)

Enviado em 30/01/2020 - 21:44h

esse processo é ate natural, o próprio kernel cresceu bastante, além do numero maior de serviços que inicializam com o sistema, e isso ocorreu com praticamente todas as distros.
sinceramente nunca me preocupei muito com o consumo, mas sim com o gerenciamento. atualmente acredito ser impossível usar linux, mesmo com wm, com menos de 2gb de ram (e um ssd). para quem prefere de, acredito que 4gb é o mínimo para não passar raiva. sobre os ambientes como kde e gnome, o numero de funções e efeitos também contribuem bastante para o "aumento de peso"

alguns anos atrás, com um hardware ruim gastava menos tempo para compilar o kernel da serie 2.6, do que gasto hoje com um bom hardware para compilar o kernel 5.


6. Re: O Linux está mais

Leomar de Oliveira
Leo CCB

(usa Slackware)

Enviado em 31/01/2020 - 02:29h

Talvez estejam aumentado as facilidade para atrair mais usuários. Eu sou curioso, mas minha mulher não saber dar um reboot na linha de comando para reiniciar, se for preciso. Assim como ela, tem muita gente que não quer, não tem tempo ou não tem inclinação para fica de madrugada tentando instalar uma impressora, aí com as facilidades vem a fome. Eu uso o windowmaker como gerenciador. Acho interessante pois está entre o modo gráfico e o modo texto, consegue ser leve e configurável. Mas as janelas gelatinosas, deslizar para trás, e alterar a opacidade com o alt+ roda do mouse chama muito a atenção para novos usuários! Devem estar acompanhando a evolução do hardware. Linux não está mais sendo feito para ser leve, essa é a realidade. O ladrão de ram aqui são os navegadores, firefox, opera, chromium, o konqueror cai direto e não tem um visual legal também.


7. Re: O Linux está mais "mais gordo"?

Eu mesmo
jbaf68

(usa Debian)

Enviado em 31/01/2020 - 07:00h

Bom dia,

Também tenho reparado nisso, no entanto, meu querido XFCE 4.12 não exige tanto. Agora, se comparado ao outro HD com o Win 10, este último se sai bem melhor. Incrivelmente a MS tem "ajeitado" isso muito bem. Tempos atrás o processador estava carregado, mas depois de uma atualização por eles através do Win update, isso se resolveu. O Win 8.1 então está melhor ainda além da estabilidade....quem ainda usa assim como eu poderá confirmar.



8. Re: O Linux está mais "mais gordo"?

Matheus
pylm

(usa Gentoo)

Enviado em 31/01/2020 - 07:20h

Só pegar alguma distro fora da bolha systemd e tá tudo certo.


9. Re: O Linux está mais

Paulo Jr
Pebis

(usa Debian)

Enviado em 31/01/2020 - 08:19h

Meu pc ficou uma carroça (não que seja um bom PC) depois da correção daquelas vulnerabilidades dos processadores Intel: Spectre e Meltdown, em 2018, e esse Systemd parece também deixar a máquina mais lenta. Também tem sim o fato da melhoria do sistema com adição de facilidades ao usuário. o Debian por exemplo, uns 4 anos atrás consumia menos de 100MB de RAM no início do sistema, hoje é pelo menos 400. É muita coisa a se analisar



10. Re: O Linux está mais "mais gordo"?

Anderson Matias da Silva
4nderson

(usa XUbuntu)

Enviado em 31/01/2020 - 10:11h

Vou dar meu testemunho:

Meu hardware anterior era um Celeron Dual Core de 1.8 Ghz (se eu não me engano), 4 Gb de RAM, HD de 320 Gb e gráfica onboard. Nele instalei o Debian 8 com Gnome 3. A tela congelava! Depois de várias pesquisas e fóruns, inclusive aqui, descobri que o vilão era o Gnome. Com essa mesma configuração e distro baixei o XFCE e a tela nunca mais congelou. Passado um tempo troquei o HD pelo SSD e instalei o Xubuntu. Mais outro benefício bem considerável. Por fim, troquei minha placa-mãe e adquiri um processador AMD básico de 3 Ghz, 8 Gb de RAM e gráfica GForce 710 de 1 Gb offboard. O que acho um exagero, pois uso Xubuntu 18.04 (bem completo em aplicações) e muitos processos não chegam a usar nem 1 Gb de RAM.


O Brasil precisa ser governado por nerds.


11. Re: O Linux está mais "mais gordo"?

Clodoaldo Santos
clodoaldops

(usa Linux Mint)

Enviado em 31/01/2020 - 10:49h

Quem quer usar Linux mas não quer que PC fique lerdo tem duas alternativas tem duas alternativas
1 usar desktop mais leve
2 fazer upgrade no PC
Não vejo outras alternativas




12. Re: O Linux está mais "mais gordo"?

Stanislaus K
StanislausK

(usa FreeBSD)

Enviado em 31/01/2020 - 16:50h

Ola,

Isso depende muito dos programas instalados na distro e que inicializam junto com o sistema operacional!

Por exemplo, após a inicialização o consumo de memória RAM é de (usando o comando top):

- Slackware 14.2 (Xfce): 210MB
- Arch Linux (Xfce): 230MB
- Debian 9 (Xfce): 280MB
- Debian 10 (Xfce): 345MB

- CentOS 7 (Gnome): 480MB
- Debian 9 (Gnome): 410MB
- Debian 10 (Gnome): 540MB
- Fedora 25 (Gnome): 620MB

- Fedora 30 (Cinnamon): 710MB

- Lubuntu 18.04: 230MB
- Debian 10 (Lxde): 360MB

- OpenSuse 15.1 (Kde): 430MB
- Slackware 14.2 (Kde): 450MB

- Linux Mint 19 (Mate): 545MB

Agora veja como anda o Windows (sem antivirus instalado):

- Windows 8.1: 850MB
- Windows 10: 1900MB




01 02 03



Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts