Systemd e suas bizarrices ou sobrou pra todo mundo?

13. Re: Systemd e suas bizarrices ou sobrou pra todo mundo?

Giovanni  M
Giovanni_Menezes

(usa Devuan)

Enviado em 22/08/2017 - 20:52h

Freud_Tux escreveu:

Mas falando sério... Vou ver qual é a desse padrão, mas mesmo assim vou precisar aprender sobre ele, mas não significa que tenha que usar ele. Vou continuar jogando tudo pro modo antigo hehe.

Aproveitando o tópico...
Tem máquinas com o systemd que o lesado derruba as placas de rede sem motivo aparente...

T+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Noob: "[...]Sou muito noob ainda usando o terminal, então preciso de ajuda "mastigada", pra operá-lo."
zhushazang: "Sou velho e meus dentes desgastados. Estude linux www.guiafoca.org";


Algumas vezes já aconteceu comigo também, desconfiei do danado na hora.
Ainda sobre a nova nomenclatura, não faz sentido, era só atrelar a nomenclatura ao mac, tem até dica no vol para isso, e o principal, eu nunca ví ninguém reclamando disso, nunca, que eu lembre, uma máquina minha troco a nomenclatura das placas durante um boot, e se fosse mesmo caso era só consertar o problema mas mantendo o formato atual, enfim..



--------------------------------------------------------------------------
Somente o Software Livre lhe garante as 4 liberdades.
Open Source =/= Free Software.
https://goo.gl/mRzpg3
http://www.anahuac.eu/contrarrevolucao-osi/


  


14. Re: Systemd e suas bizarrices ou sobrou pra todo mundo?

FurretUber
FurretUber

(usa Ubuntu)

Enviado em 22/08/2017 - 23:03h

Esse problema do eth0 virar eth1 em uma reinicialização eu já vi acontecer com o meu desktop várias vezes, pois ele tem uma placa de rede on-board e outra off-board. Era na sorte qual era qual, as diferenças práticas eram pequenas (mas incomodavam) porque não usava nada de sofisticado ou que dependesse de nomenclatura, mas isso poderia causar dor de cabeça caso eu utilizasse-o de forma mais sofisticada.

No notebook com placa de rede wireless Intel 2200BG ela é identificada pelo modo padrão como eth0. No meio da inicialização, isso é arrumado para que ela seja identificada como uma placa de rede sem fio. O modo padrão identifica a placa de rede sem fio como de rede Ethernet, ainda bem que essa mudança ocorre para que isso seja corrigido.

Comportamento consistente é uma coisa útil. Esse foi um dos problemas que eu tive com o Lubuntu, os indicadores da barra lxpanel dependiam de qual era a eth0 e qual era a eth1 e, ocasionalmente desconfigurando era, inicialmente, difícil e posteriormente, irritante entender porque os indicadores estavam mostrando dados sem sentido.


15. Re: Systemd e suas bizarrices ou sobrou pra todo mundo?

Mauriciodez
Mauriciodez

(usa Debian)

Enviado em 22/08/2017 - 23:15h

FurretUber escreveu:

Esse problema do eth0 virar eth1 em uma reinicialização eu já vi acontecer com o meu desktop várias vezes, pois ele tem uma placa de rede on-board e outra off-board. Era na sorte qual era qual, as diferenças práticas eram pequenas (mas incomodavam) porque não usava nada de sofisticado ou que dependesse de nomenclatura, mas isso poderia causar dor de cabeça caso eu utilizasse-o de forma mais sofisticada.

No notebook com placa de rede wireless Intel 2200BG ela é identificada pelo modo padrão como eth0. No meio da inicialização, isso é arrumado para que ela seja identificada como uma placa de rede sem fio. O modo padrão identifica a placa de rede sem fio como de rede Ethernet, ainda bem que essa mudança ocorre para que isso seja corrigido.

Comportamento consistente é uma coisa útil. Esse foi um dos problemas que eu tive com o Lubuntu, os indicadores da barra lxpanel dependiam de qual era a eth0 e qual era a eth1 e, ocasionalmente desconfigurando era, inicialmente, difícil e posteriormente, irritante entender porque os indicadores estavam mostrando dados sem sentido.


olha só ... meu USB wireless é wlan0 ... se eu colocar um wireless PCI o wlan0 passa a ser o PCI e o USB passa a ser wlan1 .. esse BUG sempre existiu no linux ou é coisa do identificador e não do LINUX ... isso q eu estou tentando entender ... só mexo com LINUX a menos de 1,5 anos !!!

eu entendo a bagaça assim ... se uma coisa sempre funcionou e uma nova "tecnologia" não entende, quem está errado é a tecnologia, logo o q tem q ser corrigido é a tecnologia e não adaptar o universo a essa nova tecnologia míope ... até pq se vc começar a adaptar as coisas que sempre funcionaram a um novo complemento vc vai acabar F*DENDO tudo ... concorda ? agora é um novo nome de rede ... daqui a pouco qual vai ser o bug ??? o terminal ??? o GRUB ??? o SAMBA ???

------------------------------------------| Linux User #621728 |-----------------------------------------

" Nem sempre é amigo aquele que te tira do buraco !!! ( Saddam Hussein )"

------------------------------------------| Linux User #621728 |-----------------------------------------



16. Re: Systemd e suas bizarrices ou sobrou pra todo mundo?

Eduardo
73du4rd0

(usa Void Linux)

Enviado em 22/08/2017 - 23:36h

Pelo visto é uma mundança que tende a ser default em quase todos os sistemas unix-like. Testando o voidlinux , que inclusive não usa systemd como init (usa runit), e as interfaces de rede por padrão vem como enp3s0, wlp3s0... etc.


17. Re: Systemd e suas bizarrices ou sobrou pra todo mundo?

José da Silva
zenull

(usa Outra)

Enviado em 22/08/2017 - 23:54h

Sem querer fazer papel de advogado do diabo, isso não tem nada a ver com o systemd. Em Gentoo mesmo sem o maldito, a nomeclatura das interfaces de rede viram essa bagunça, pra usar o modo antigo precisa modificar as configurações do grub com:

GRUB_CMDLINE_LINUX="net.ifnames=0"


18. Re: Systemd e suas bizarrices ou sobrou pra todo mundo?

FurretUber
FurretUber

(usa Ubuntu)

Enviado em 23/08/2017 - 00:19h

Mauriciodez escreveu:

olha só ... meu USB wireless é wlan0 ... se eu colocar um wireless PCI o wlan0 passa a ser o PCI e o USB passa a ser wlan1 .. esse BUG sempre existiu no linux ou é coisa do identificador e não do LINUX ... isso q eu estou tentando entender ... só mexo com LINUX a menos de 1,5 anos !!!

eu entendo a bagaça assim ... se uma coisa sempre funcionou e uma nova "tecnologia" não entende, quem está errado é a tecnologia, logo o q tem q ser corrigido é a tecnologia e não adaptar o universo a essa nova tecnologia míope ... até pq se vc começar a adaptar as coisas que sempre funcionaram a um novo complemento vc vai acabar F*DENDO tudo ... concorda ? agora é um novo nome de rede ... daqui a pouco qual vai ser o bug ??? o terminal ??? o GRUB ??? o SAMBA ???



Creio que eu tenha me expressado mal. No modo antigo, sem essa nomenclatura nova, da forma clássica, a identificação dos dispositivos era loteria. Qual vai ser eth0 e qual vai ser eth1? A cada inicialização mudava. No meu caso, os indicadores davam problema. Por que mudava? O kernel as nomeava conforme as detectava.

HIPÓTESE QUE PARECE SENSATA E COMPATÍVEL COM A PÁGINA DO FREEDESKTOP

Com 1 núcleo apenas do processador pode-se esperar consistência porque não tem como uma tarefa passar na frente da outra, já que há uma única tarefa. Agora, com vários núcleos responsáveis pela inicialização do sistema, é bem possível que o núcleo 1 seja mais rápido que o núcleo 0 e vice-versa e uma tarefa ocorra antes da outra. A implementação antiga era imprevisível mas não possuía problemas com um único núcleo, logo era adequado na época. Com mais de um núcleo, essa característica se mostrou um problema.

/HIPÓTESE QUE PARECE SENSATA E COMPATÍVEL COM A PÁGINA DO FREEDESKTOP

A tecnologia nova do udev dá essa nomenclatura que depende do endereço do hardware, o qual só muda se o hardware mudar. É previsível.


19. Re: Systemd e suas bizarrices ou sobrou pra todo mundo?

Mauriciodez
Mauriciodez

(usa Debian)

Enviado em 23/08/2017 - 00:38h

FurretUber escreveu:
...
/HIPÓTESE QUE PARECE SENSATA E COMPATÍVEL COM A PÁGINA DO FREEDESKTOP

A tecnologia nova do udev dá essa nomenclatura que depende do endereço do hardware, o qual só muda se o hardware mudar. É previsível.


saquei ... então a principio o chororô não é justificável .... agora me diz aí ... como é o novo nome da minha placa USB ??? eu ainda não li como se monta o nome sacou ... só li que vai ser montado meio que no modo frankenstein !!!



------------------------------------------| Linux User #621728 |-----------------------------------------

" Nem sempre é amigo aquele que te tira do buraco !!! ( Saddam Hussein )"

------------------------------------------| Linux User #621728 |-----------------------------------------



20. Re: Systemd e suas bizarrices ou sobrou pra todo mundo?

FurretUber
FurretUber

(usa Ubuntu)

Enviado em 23/08/2017 - 01:02h

Mauriciodez escreveu:

saquei ... então a principio o chororô não é justificável .... agora me diz aí ... como é o novo nome da minha placa USB ??? eu ainda não li como se monta o nome sacou ... só li que vai ser montado meio que no modo frankenstein !!!



Conforme https://www.freedesktop.org/wiki/Software/systemd/PredictableNetworkInterfaceNames/

O texto diz o seguinte:

Names incorporating Firmware/BIOS provided index numbers for on-board devices (example: eno1)
Names incorporating Firmware/BIOS provided PCI Express hotplug slot index numbers (example: ens1)
Names incorporating physical/geographical location of the connector of the hardware (example: enp2s0)
Names incorporating the interfaces's MAC address (example: enx78e7d1ea46da)
Classic, unpredictable kernel-native ethX naming (example: eth0)


Ou seja, para dispositivos on-board, será detectado pelo número do endereço, para placas PCI Express é utilizado o número do slot, então é utilizado a localização física do conector do hardware e se esses três métodos falharem então o modo antigo é utilizado. O modo que utiliza o MAC é desativado por padrão, podendo ser ativado.

O meu exemplo:

https://i.imgur.com/oMYBG9O.png

O método número 3 foi utilizado para nomear a rede. Observe o nome da interface: wlp2s0.

wl: wireless/wlan
p2: localização física 2
s0: slot (não sei se é esse o termo correto) 0

Cada dispositivo tem um nome diferente conforme o computador, logo só seria possível prever o nome da rede sabendo qual dos métodos será utilizado e podendo ver a saída do comando lspci, ele dá pistas sobre qual será o nome da interface de rede.

Com a saída do comando lspci, podemos saber qual será o nome da rede.

Edit: no caso do Ubuntu o método 4 está ativado. Dessa forma, os dispositivos USB de rede ganham um nome conforme o endereço MAC, o qual é um nome longo, algo como wlx000000000000. Isso é configurável, como pode ser visto em https://askubuntu.com/questions/826325/how-to-revert-usb-wifi-interface-name-from-wlxxxxxxxxxxxxx-to...


21. Re: Systemd e suas bizarrices ou sobrou pra todo mundo?

Buckminster
Buckminster

(usa Debian)

Enviado em 23/08/2017 - 12:46h

Mauriciodez escreveu:

Buckminster escreveu:
.... não é mais corrigida no reboot e pode acontecer que na inicialização a eth0 vire eth1 e isso pode bagunçar um firewall, ....


o que eu perdi do assunto ... o firewall tem fácil 30 anos e só agora perceberam q dava erro ??? ou está dando erro agora pq defecaram no bagulho ???

------------------------------------------| Linux User #621728 |-----------------------------------------

" Nem sempre é amigo aquele que te tira do buraco !!! ( Saddam Hussein )"

------------------------------------------| Linux User #621728 |-----------------------------------------


Exatamente.


22. Re: Systemd e suas bizarrices ou sobrou pra todo mundo?

Buckminster
Buckminster

(usa Debian)

Enviado em 23/08/2017 - 12:57h

FurretUber escreveu:

Esse problema do eth0 virar eth1 em uma reinicialização eu já vi acontecer com o meu desktop várias vezes, pois ele tem uma placa de rede on-board e outra off-board. Era na sorte qual era qual, as diferenças práticas eram pequenas (mas incomodavam) porque não usava nada de sofisticado ou que dependesse de nomenclatura, mas isso poderia causar dor de cabeça caso eu utilizasse-o de forma mais sofisticada.

No notebook com placa de rede wireless Intel 2200BG ela é identificada pelo modo padrão como eth0. No meio da inicialização, isso é arrumado para que ela seja identificada como uma placa de rede sem fio. O modo padrão identifica a placa de rede sem fio como de rede Ethernet, ainda bem que essa mudança ocorre para que isso seja corrigido.

Comportamento consistente é uma coisa útil. Esse foi um dos problemas que eu tive com o Lubuntu, os indicadores da barra lxpanel dependiam de qual era a eth0 e qual era a eth1 e, ocasionalmente desconfigurando era, inicialmente, difícil e posteriormente, irritante entender porque os indicadores estavam mostrando dados sem sentido.


Para resolver isso bastaria acrescentar uma ou duas letras (ou números) na nomenclatura do sistema (no UDEV, no Init, etc), por exemplo, ethe1, ethe2, ethe12, etc.
Isso já me aconteceu também no Debian como servidor, mas daí entrava-se no arquivo 70-persistent-net.rules e fixava-se as placas e resolvia o problema.
Uma vez pesquisei o porquê de a nomenclatura das placas se alterar e a explicação mais convincente foi a de que o sistema perdia-se na numeração, ou seja, tem a ver com eth0, eth1, com o último número que nomeia a placa.
Essa nova nomenclatura (enps_sei_lá_o_que) já existia opcionalmente antes do Systemd e isso corrigia o problema justamente por que tem mais caracteres (bits) e isso faz com que o sistema não se perca.
O problema é que o Systemd inverteu a lógica e colocou isso como padrão. Agora essa nova nomenclatura será a padrão e ethx a opcional e com o tempo ethx cairá em desuso.
Acredito que teremos todos que se adaptar a essa nova nomenclatura.



01 02