Ubuntu Lite - O Ubuntu mais leve que existe!

Publicado por V1dux em 01/09/2008

[ Hits: 90.383 ]

 


Ubuntu Lite - O Ubuntu mais leve que existe!



Procurando sempre manter uma distro boa ("boa" = leve, rápida e eficiente tudo out-of-box) no meu note, conheci o Ubuntu Lite há alguns meses quando procurava uma forma de tornar o atual "Ubuntu com Gnome" mais leve e rápido.

O projeto não-oficial "Ubuntulite" foi criado com o objetivo de termos o famoso Ubuntu, mas que se mantivesse leve, rápido em máquinas modestas e mesmo assim não abrindo mão das diversas facilidades que o Ubuntu oferece para nós.

Usando o LXDE como gerenciador de janelas em conjunto com o Openbox (ao invés do Gnome, KDE, XFCE), o sistema fica realmente muito rápido e visualmente agradável!

Há 2 formas de instalar o UbuntuLite: uma é baixar a mini.iso, fazer a instalação do sistema básico e depois executar o script de instalação do Ubuntulite. Com esse tipo de instalação temos um sistema bem enxuto e rápido. Mas desde o dia 27/agosto foi disponibilizado o Ubuntu Lite LiveCD 0.8 Beta2. Ele já vem atualizado na maioria dos pacotes e com o kernel 2.6.24.19 da série do Ubuntu também. E o melhor... com suporte a multimídia já instalado por padrão! Aqui mostro como fazer uma instalação padrão via liveCD e alguns acertos e customizações bem simples.

A página oficial do Ubuntulite é:
A do LXDE:
E para quem preferir fazer a instalação bem personalizada utilizando a mini.iso:

http://ubuntulite.tuxfamily.org/?q=node/2

Passo 1:

Você pode baixar ele aqui:
http://download.tuxfamily.org/ubuntulite/ubuntulite_0.8_beta2.iso

A ISO tem +- 356MB.

Depois de gravado a iso, dê boot com o cd e na instalação, apesar de você selecionar o idioma português para ser seu idioma padrão, ele não instala, ficando só no inglês... por isso durante a instalação eu tenho o costume de deixar o cabo da internet desconectado para que na instalação não baixe os pacotes de idiomas em inglês (removeremos de qualquer jeito depois conforme explicação), deixando assim a instalação mais rápida. Terminada a instalação basta reiniciar como qualquer outro *buntu.

Passo 2:

Após a instalação o sistema estará todo em inglês, por isso vamos passar para o português. Abra um terminal (Applications > Utilities > LXTerminal):

sudo apt-get -y install language-selector

Agora vá em Applications > System Tools > Language Support. Vai aparecer um aviso dizendo que a instalação dos idiomas está incompleta e perguntando se você deseja terminar a instalação. Clique em "Remember me later". Desmarque o idioma "English" e marque o "Portuguese" e clique em "Install". Serão baixados 26 pacotes, ao término reinicie.

Passo 3:

Apesar de termos o último kernel disponível do Ubuntu instalado (2.6.24.19), ele também instala a versão 2.6.24.16... a menos que você tenha algum problema com o kernel atual, remova o da série 16... para isso abra o terminal (Aplicações > Utilidades > LXTerminal):

sudo apt-get -y remove linux-image-2.6.24-16-generic

Passo 4:

Para colocar um ícone de programa no painel basta clicar com o botão direito do mouse em cima do painel e escolher "Adicionar / Remover Itens do Painel" ... selecione da lista "Lançador de programas" e clique em "Editar"... depois em "Adicionar"... aparecerão os programas instalados, então é só escolher!

Não listo aqui os programas que instalei pois vai muito do gosto de cada um, mas uma grande questão que também torna o Ubuntulite mais leve é por contar com aplicativos que não dependam das bibliotecas do Gnome ou do KDE, por isso quando for instalar os seus programas, tenha em mente que se for rodar algum programa do Gnome ou do KDE por exemplo, a performance será comprometida. Prefira aqueles sem essas dependências...

Abraços!

Outras dicas deste autor

Dica para otimizar Ubuntu padrão com Gnome em low-cost notebooks/UMPCs

Leitura recomendada

Instalando fontes do Android no Slackware/Zenwalk

Alterar hostname no CentOS

Fedora 13 não mantém configuração de idioma e teclado

Instalando driver NVIDIA no Slackware 14

Como aumentar a memória do Tomcat7 no Linux

  

Comentários
[1] Comentário enviado por gpr.ppg.br em 01/09/2008 - 15:22h

interessante. instalei o mini. no notebook semp toshiba AS1560G, placa de video 7400GO. até agora nao travou.

[2] Comentário enviado por removido em 01/09/2008 - 19:04h

Legal a dica... pena q não é oficial da Canonical... seria uma grande sacada fazer um ubuntu mais leve q o Xubuntu para rodar em máquinas menos favorecidas...
To baixando a iso e logo posto algum comentário sobre a distro.

[3] Comentário enviado por v1dux em 01/09/2008 - 19:34h

Sim, realmente é uma pena nao ser oficial... mas o LXDE vem ganhando adeptos pela sua aparência similar ao Gnome e ao XFCE... acredito que deva surgir mais projetos parecidos e quem sabe a própria Canonical aposte nisso futuramente já que a tendência dos "Netbooks" está crescendo seria uma boa opção de plataforma.
Abs!

[4] Comentário enviado por v1dux em 12/09/2008 - 06:27h

A Canonical pediu (10/set) para que o desenvolvedor do projeto Ubuntulite alterasse o nome pois viola os termos de patente da marca "Ubuntu". Isso inclui a homepage deles também. Uma sugestão da própria Canonical (afinal ela não é contra as customizações do Ubuntu) é que se use o termo "Remix" ao final de Ubuntu ficando tipo "Ubuntu Lite Remix". Aos interessados em opinar pode acessar o forum deles aqui: ( http://ubuntulite.tuxfamily.org/?q=node/171 )
Abs

[5] Comentário enviado por shadowslicer em 25/10/2008 - 13:02h

Olá v1dux, eu já tinha instalado ele no meu pc e gostei bastante de desempenho no meu pc

Bom, quando ele é instalado ele vem como padrão o gdm como gerenciador de logins, fico pensando se com esse gerenciador, não vem um monte de bibliotecas um tanto desnecessarios do gnome. Tanto que no wiki do LXDE, tem um guia de instalação no "braço" instalando o ubuntu hardy sem Xorg, dai instalamos o xorg, lxde e o SLIM (muito simples, mas funciona)

E dois programas também me incomoda bastante, é o Pidgin (que vem um mooooonte de bibliotecas). Fico a pensar se o Emesene não é mais leve e funcional.

E o Kazahakase, ele é muito rapido, renderiza as paginas legais, mas a interface dele ainda é muito pouco funcional e as teclas de atalho do teclado falham na maioria das vezes, isso sem contar do bug de acessar as preferencias (que só é corrigido na versão 0.55.2, acho, porém o deb só é disponivel para a versão do Intrepido =///)

Existe outras opções de navegador? (Sem ser o dillo, elinks e o lynx, por favor =D) Eu já ouvi falar do Epiphany, é bom?

E uma curiosidade, a aparencia do LXDE neste live do Ubuntu Lite é muito parecida com o do Gnome/XFCE, ao contrario da instalação no braço do LXDE, que como padrão vem com uma interface mais parecida com o do sistema proprietário (o que eu acho ideal para as pessoas aqui em casa). Não pesquisei a respeito, mas fico a pensar se é possivel mudar o visual.

Depois de escrever bastante, agradeço pela dicas postadas e pela iniciativa!

Abraços!

[6] Comentário enviado por v1dux em 25/10/2008 - 14:45h

Ola shadowslicer, tambem fiquei surpreso na primeira vez que instalei o livecd e apareceu o GDM como gerenciador. A melhor opção se formos pensar no desempenho ainda seria o velho terminal. (ou então o XDM)

A premissa do projeto era justamente não ficar amarrado nas bibliotecas do Gnome/Kde mas como o projeto ainda é relativamente recente sem muitos desenvolvedores, ainda não temos muitos programas "razoáveis" do nível das grandes distribuições. É lógico que isso depende do uso de cada um.

Eu particularmente nao gostei muito do Emesene, pois deu uns bugs inesperados tipo travava por nada essas coisas. O Pidgin não tem suporte ainda as mensagens offline. Apesar de bem mais pesado ainda utilizo o Amsn.

Entre os navegadores, testei muito pouco o Epiphany mas como ele é o navegador do próprio Gnome acho que carregaria o sistema com mais bibliotecas desnecessárias. Para uma navegação simples do dia-a-dia acredito que a melhor opção ainda seria o Opera. Agora se você me perguntar qual navegador eu uso, fico no Firefox pois como desenvolvo sites, o Firefox tem ótimos add-ons para isso, coisas que os outros navegadores ainda não tem. Então por uma questão de necessidade, o Firefox (apesar de meio pesado) ainda é o melhor para mim.

Sim, no livecd a aparência é bem similar ao Xfce principalmente no painel superior. No Lxde padrão ele fica parecido (como você mesmo viu) com o proprietário. Mas quando você desenrola o menu, está igualzinho ao Xfce. Fiz algumas customizações que me permitissem trabalhar confortavelmente na parte de menu e painel com os aplicativos que utilizo.

Bom, não sei qual o porte da sua máquina mas no meu caso a minha máquina de teste é um netbook, por isso eu preciso que seja leve mas funcional (e pelo menos agradável de usar porque ninguém é de ferro =P !!)

Agora como está o desempenho final na sua máquina com o livecd e manualmente?

No meu caso, via livecd com todas as otimizações possiveis (juntando as dicas do meu outro post) eu chegava perto de 75~80mb c/ o X pronto p/ usar mas mesmo assim não fiquei satisfeito e parti para uma nova configuração so que dessa vez usando Opensuse11 como base que foi a seguinte:

- Instalação do Opensuse11 + Kde4 (+-2,4Gb)
- Atualização para o Kde 4.1.2
- Instalação do Lxde
- Algumas otimizações do sistema

Resultado:

Diminui o tempo de boot em +-40 segundos e com o X pronto para rodar eu tenho apenas 45~48Mb!!! Realmente o pessoal do Opensuse poliu bem a versão 11. De todas as grandes distribuições, a melhor c/ o Lxde foi no Opensuse.

Abraços e estamos aí para qualquer coisa!

[7] Comentário enviado por adrianoc em 23/06/2012 - 11:48h

o link mensionado está quebrado.

[8] Comentário enviado por adrianoc em 24/06/2012 - 13:51h

finalmente consegui baixar a iso, ao tentar instalar no virtualbox a instalação fica travada nos 6%, é uma pena queria mesmo ver como era este ubuntu lite.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts