Testando microfone pelo terminal sob o ALSA

Publicado por Luís Fernando C. Cavalheiro em 25/08/2014

[ Hits: 11.465 ]

Blog: https://github.com/lcavalheiro/

 


Testando microfone pelo terminal sob o ALSA



Alô, alô XOR (pessoas, AND (não-pessoas, caras de informática)) do Viva o Linux, aqui começa mais uma Dica do Dino®, trazendo para vocês informações da época em que a mãe do Mumm-Ra ainda usava fraldas.

Hoje, nós vamos aprender a testar o microfone diretamente pelo terminal em um sistema operacional que usa o ALSA.

Para quem não sabe (infelizmente, os garotos nascidos sob a égide da ineficiência, dos bugs e do mal funcionamento do PulseAudio, o pior software para *nix ao lado do systemd), ALSA, ou Advanced Linux Sound Architecture, foi a primeira (e até hoje a única) interface e API de áudio estável disponibilizada para GNU/Linux, responsável por fazer todo o controle do sistema de áudio.

Outros programas, como o Phonon e o Jack, funcionam sobre ele para garantir que o sistema tenha um excelente, altamente configurável e, ainda assim, leve e simples de configurar.

Como manda o figurino, vamos testar o microfone. Para isso, abra um terminal qualquer e rode o comando:

arecord -l

O arecord é um aplicativo de linha de comando que permite a captura e gravação de áudio. Isso mesmo, você pode gravar o que você quiser falar no microfone usando o terminal, garotão!

E o melhor, faz parte do pacote do ALSA! Como diriam os alemães, hell! Mas, voltando à dica, isso vai listar todos os dispositivos de gravação disponível em sua máquina e a saída vai ser algo parecido com:

**** List of CAPTURE Hardware Devices ****
card 0: PCH [HDA Intel PCH], device 0: 92HD87B1/3 Analog [92HD87B1/3 Analog]
    Subdevices: 1/1
    Subdevice #0: subdevice #0


Se você tiver mais de um dispositivo de captura, eles serão listados aqui. Agora, rode o comando:

arecord hw:0,0 -d 10 /tmp/test-mic.wav

Explicando:
  • O parâmetro hw, se refere à placa e o dispositivo (ou, na saída do comando, card e device) que serão usados na gravação. Caso você só tenha um dispositivo de captura, você pode, tranquilamente, não informar esse parâmetro ao comando.
  • O parâmetro -d 10, indica que você quer gravar 10 segundos de áudio apenas.
  • Para gravar indefinidamente, não informe o parâmetro -d e use um Ctrl+c para encerrar a gravação.
  • Como vamos apenas testar se o microfone está funcionando não preciso discorrer sobre o parâmetro -f, que determina o formato no qual o áudio será gravado - mas caso lhe interesse, leia a manpage do comando. Por fim, indicamos o nome do arquivo no qual a peça de áudio será gravada.

Após pressionar Enter, fale dez segundos de qualquer "coisa bonita" que lhe venha à mente. Discorra sobre os pelos pubianos da Dercy Gonçalves, sobre como a Red Hat e a Canonical irão destruir o mundo GNU/Linux, sobre a cor do cavalo branco de Napoleão... enfim, são dez segundos e o microfone é seu.

Em minha época de operador de áudio, nós usávamos a frase: "...Alô testando, um, dois, três..." - trabalhar na Globo é coisa de maluco, entendam. O comando lhe indicará o fim da gravação, e aí é a hora de testar se gravou tudo corretamente.

Ainda no terminal:

aplay /tmp/test-mic.wav

Se tudo ocorreu bem, você vai se ouvir falando as coisas que disse, enquanto o microfone era seu. Se não ouvir, verifique se o microfone não está no mudo ($ alsamixer), se ele está conectado, essas coisas...


E com essa, eu me despeço de todos vocês, desejando horas e mais horas de compilação longa e próspera e uma vida nova no Slack original, conforme "Bob" Dobbs nos revelou.

Outras dicas deste autor

Steam no openSUSE 13.2 64 bits sob o Xfce

Aterm pra que? Se eu tenho o RXVT!

Fontes TrueType da MS e Telegram Desktop no OpenSUSE

Alterando o gerenciador de login no openSUSE

Flash, Java, Skype, Google Chrome e outros aplicativos - Instalação no Ubuntu 12.04

Leitura recomendada

Impressora HP Color LaserJet 2600n USB (e similares) no GNU/Linux

Webcam com chipset sn9c101, sn9c102 , sn9c10x (sweex , microdia , vcom )

Configurando portas no modem Speed Touch Pro

Overclock na sua placa de vídeo NVidia

Montar pendrive

  

Comentários
[1] Comentário enviado por lcavalheiro em 25/08/2014 - 00:38h

Izaías, admita: você sentiu falta de moderar publicações minhas, não é? rsrsrsrsrs

[2] Comentário enviado por izaias em 25/08/2014 - 00:47h

A dica tinha sido aprovada com suas famosas frases "sociais". :)
Então pensei... pensei... não vou dar esse gostinho pra ele! rsrs

Amanhã testo sua dica.
Agora é cama!
----------

* Já esse "Dica do Dino®" com marca registrada, é o fim da picada! :)

[3] Comentário enviado por lcavalheiro em 25/08/2014 - 11:11h


[2] Comentário enviado por izaias em 25/08/2014 - 00:47h:

A dica tinha sido aprovada com suas famosas frases "sociais". :)
Então pensei... pensei... não vou dar esse gostinho pra ele! rsrs

Amanhã testo sua dica.
Agora é cama!
----------

* Já esse "Dica do Dino®" com marca registrada, é o fim da picada! :)


E olha que essa frase era inocente. Ela foi pensada pra testar ao mesmo tempo sons graves, agudos, palatais e nasais numa tacada só, e cumpre bem esse papel.

Quanto à marca registrada, quem sabe um dia eu não registre tanto "Dica do Dino®" e "Artigo do Dino®", só de zoeira rsrsrsrs

[4] Comentário enviado por izaias em 25/08/2014 - 11:55h

"Na pressão, cabeção, beição, alô testando, um, dois, três, com a boca no sorvetão"

Siiiiiim, muito inocente!
---------------

Usei o comando. E não é que funciona! :)
E sem instalar nada.

E para quem não sabe ou não procurou, o arquivo de voz vai direto pra pasta pessoal.

[5] Comentário enviado por lcavalheiro em 25/08/2014 - 12:02h


[4] Comentário enviado por izaias em 25/08/2014 - 11:55h:

"Na pressão, cabeção, beição, alô testando, um, dois, três, com a boca no sorvetão"

Siiiiiim, muito inocente!
---------------

Usei o comando. E não é que funciona! :)
E sem instalar nada.

E para quem não sabe ou não procurou, o arquivo de voz vai direto pra pasta pessoal.


"Sorvetão" é a gíria para os microfones de mão, já que eles lembram um sorvete de casquinha com uma bola em cima. "Cabeção" é gíria para microfone do tipo shotgun, aqueles compridões que às vezes a gente vê na borda de estádio de futebol durante o jogo. "Beição" é gíria pra microfone do tipo lapela, aqueles que os apresentadores de telejornais usam. Viu como é tudo inocente? rsrsrsrs

Sim, sim. O arecord e o aplay fazem parte do alsa-utils, presentes em todas as distros (mesmo as que usam PA, já que este é uma camada que roda sobre o ALSA). Pra testar o microfone é uma ferramenta e tanto. Foi assim que eu descobri, por exemplo, que os contatos internos do mic do meu note estavam oxidados (o nível de ruído na gravação estava absurdo).

[6] Comentário enviado por izaias em 25/08/2014 - 12:12h

rsrs

[7] Comentário enviado por lcavalheiro em 25/08/2014 - 14:48h

Ainda sobre o aplay, tem um truque ótimo para perturbar o juízo dos colegas de trabalho. Coloque o volume no máximo e execute
$ aplay /usr/bin/ls

[8] Comentário enviado por removido em 10/03/2017 - 15:39h

alsamixer

F6

This sound device does not have any playback controls.

Este dispositivo de som não possui controles de reprodução.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts