SPM - compilando programas-fonte com facilidade

Publicado por Alberto Federman Neto. em 14/03/2010

[ Hits: 6.569 ]

Blog: https://ciencialivre.blog/

 


SPM - compilando programas-fonte com facilidade



A) Binários apropriados para a distro:

Os usuários GNU/Linux geralmente costumam instalar os pacotes (programas) quase sempre usando o gerenciador de pacotes padrão das respectivas distros (ex. apt-get, aptitude, yast, rpm, portage, entropy, yum, urpmi, pacman etc) ou suas interfaces gráficas.

B) Compilando programas-fonte. Método geral:

Em alguns casos podemos ou queremos utilizar os pacotes-fonte, que são geralmente baixados, expandidos e compilados. Isto é feito com os clássicos comandos:

cd /
$ cd /PASTA AONDE FOI SALVO O PACOTE BAIXADO
$ tar -vzxf NOME DO PACOTE BAIXADO.tar.gz
$ cd NOME DO PACOTE BAIXADO
(esta pasta foi criada após a expansão)
./configure
$ make
$ sudo make install


Geralmente o pacote-fonte expandido tem um arquivo-texto "Readme" ou "Install", que especifica como compilá-lo.

Esses comandos clássicos fazem atuar semi-automaticamente o compilador gcc (GNU Cross Compiler) junto com dependências auxiliares como: build-essentials, make, autoconf, makefile, automake, autotools etc.

C) Casos especiais:

Em certos casos, podem ser usados cmake, emake, apt-build, entre outros, interfaces gráficas para o make (kmake, gmake etc) para facilitar a compilação; ou usar o gcc manualmente, o que é bem mais difícil!

Alguns detalhes:
D) SPM:

Existe um pacote SPM ("Source Package Manager") que facilita muito a tarefa de compilar os fontes. Não confundir o nome, pois também é um dos nomes do Synaptic - "Synaptic Package Manager", a interface gráfica do sistema apt, nas distros baseadas no Debian).

Para usá-lo, baixe o fonte do próprio SPM. A última versão no momento é 0.8.4:
Salve-o na sua pasta de usuário (por ex. em /home/usuário/Desktop/pacotes/spm), expanda e compile de maneira usual (veja item B).

Pronto! Para instalar um pacote fonte, baixe-o (NOME DO PACOTE BAIXADO.tar.gz), salve-o na pasta /home (ex. /home/usuário/Desktop/pacotes) e use os comandos (ao invés dos do item B):

cd /
$ cd /home/usuário/Desktop/pacotes
$ sudo spm -I NOME DO PACOTE BAIXADO.tar.gz --prefix=/usr/bin


Como pode ver, não é necessário nem expandir o pacote, e ele será instalado na localização padrão (/usr/bin).

Para trocar a localização, simplesmente substitua após a opção "--prefix", por exemplo, e o pacote será instalado no diretório /home:

sudo spm -I NOME DO PACOTE BAIXADO.tar.gz --prefix=/home

Há ainda outras possibilidades. Por exemplo, você quer os arquivos de configuração no /etc, e as variáveis e dados em /var:

sudo spm -I NOME DO PACOTE BAIXADO.tar.gz --prefix=/usr/bin --localstatedir=/var --sysconfdir=/etc

Obs.: Você pode substituir a opção "-I" por "--install" e a opção "--prefix" por "-p" etc.

Documentação do SPM, mais detalhes e outras opções, veja:
Outras dicas deste autor

Sabayon 4.0-r1 (versão antiga) - Download e criação de ISO a partir do LiveCD/DVD

Sabayon Linux: instalando duas versões de pacotes

Testando sempre o Firefox mais recente

Usando seu velho Zip Drive em Linux

Projeto LINORG-USP: Baixe Linux no Estado de São Paulo

Leitura recomendada

SVN + rules + Debian = criando pacote deb

Baixando músicas com o gSharkDown

DesktopSuse-SEE-MG

Reinstalando o Cinelerra depois de falha na instalação (apt-get)

SeaMonkey no Ubuntu [Resolvido]

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts