Remover rodapé dos erros do Squid sem recompilar

Publicado por Davidson Rodrigues Paulo em 05/09/2009

[ Hits: 8.822 ]

Blog: http://davidsonpaulo.com/

 


Remover rodapé dos erros do Squid sem recompilar



O Squid permite a customização de suas mensagens de erro, tornando possível várias funcionalidades interessantes como, por exemplo, colocar o logotipo da empresa em todas as telas de erro ou exibir formulários de solicitação de liberação de acesso a site bloqueado.

Há, contudo, um pequeno inconveniente para aqueles que querem aplicar essas customizações. O Squid adiciona ao final das mensagens de erro um rodapé com a data e a hora em que a página foi exibida, como mostrado na figura abaixo.
Linux: Romover rodapé dos erros do Squid sem recompilar
A solução mais conhecida para remover esse rodapé não é nada prática e consiste em fazer uma pequena alteração no código-fonte do Squid e recompilá-lo. O maior problema dessa solução é que perde-se a possibilidade de atualizar o Squid automaticamente utilizando o gerenciador de pacotes da distribuição Linux onde ele está instalado, obrigando o administrador a modificar o código-fonte e recompilar o Squid todas as vezes em que for necessário atualizá-lo.

Procurando na internet por uma solução para esse problema encontrei várias páginas onde era sugerido o método da recompilação. Em uma dessas páginas havia um comentário sugerindo uma alternativa bem mais simples, que é a que está sendo tratada nessa dica.

Para remover o rodapé dos erros do Squid sem precisar recompilá-lo, basta editar os arquivos que contém as mensagens de erro, que por padrão ficam em /usr/share/squid/erros/ERR_*, editá-los e, ao final, acrescentar a seguinte linha:

<!-- Generated %T by %h (%s) -->

ATENÇÃO: se a tag HTML </html> estiver presente no arquivo, ela deverá ser removida.

Depois, basta fazer o Squid reler as configurações:

# squid -k reconfigure

E está pronto. Force a exibição das mensagens de erro e elas não terão mais o rodapé perturbando. :-)

Um grande abraço.

Davidson Paulo

--
"E da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dentre os mortos e o príncipe dos reis da terra. Àquele que nos amou, e em seu sangue nos lavou dos nossos pecados. Eis que vem com as nuvens, e todo o olho o verá, até os mesmos que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém." Apocalipse 1:5,7

Outras dicas deste autor

Como juntar dinheiro para cursos e certificações

Como desmontar um compartilhamento NFS travado

GNOME: problema típico de atualização

Resolvendo problemas de dependências das bibliotecas do X

Wireless RTL8187SE no Fedora 15

Leitura recomendada

Como alterar interpretador de comandos padrão do usuário no Ubuntu 18.04 (do SH para BASH)

Trocando SysV pelo OpenRC no Devuan

Adicionando impressora de rede instalada em um servidor Linux (CUPS) pelo protocolo IPP

Monitor "apagado" e leds piscando

Colocando script na inicialização do Linux (Ubuntu/Debian)

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário