Oracle Java em Debians-like (sem recorrer a PPAs)

Publicado por Luís Fernando C. Cavalheiro em 24/01/2013

[ Hits: 11.260 ]

Blog: https://github.com/lcavalheiro/

 


Oracle Java em Debians-like (sem recorrer a PPAs)



Saudações, membros do VOL!

A dica de hoje do dino aqui, vai ensinar a instalar o Oracle Java em sua distribuição Debian-like sem recorrer ao PPA da webupd8.org.

Quem me conhece, sabe que eu tenho verdadeiro horror ao conceito de PPA, e sempre procurei formas de contornar a necessidade da existência deles em meu sistema. Hoje, apresento a solução que encontrei para o Oracle Java.

1° passo: Habilitar os repositórios corretos.

No Debian, é preciso habilitar o repositório contrib do testing. No Ubuntu e derivados, é preciso habilitar o multiverse.

2° passo: Instalar o pacote java-package.

Com os repositórios corretos habilitados, o comando abaixo dá conta do recado de instalar.

# apt-get install java-package

3° passo: Baixar o oracle java apropriado para sua arquitetura.

Vá nesta página:
E baixe o Oracle Java JRE ou o JDK. Como o JDK é mais completo, recomendo usá-lo, e esta dica vai partir do pressuposto que você fez a mesma escolha.

Clique no botão "Download", abaixo da imagem escrito "Java" e acima do "Java Platform (JDK)", conforme a figura a seguir:
Aceite o contrato de licença e baixe o arquivo ".tar.gz" correspondente à sua arquitetura, em /home/seuusuario:
  • x86 para: 32 bits
  • x64 para: 64 bits

Poderia ser qualquer outra pasta, mas escolhi o diretório do usuário por questão de simplicidade.

4° passo: Criar e instalar o pacote de instalação do Oracle Java.

Após terminar o download, rode o comando:

fakeroot make-jpkg jdk-7u11-linux-x64.tar.gz

Obs.: O nome exato do arquivo depende da versão que você baixar do site da Oracle.

Este comando criará um pacote ".deb" com um nome parecido com: oracle-j2sdk1.7_1.7.0+update11_amd64.deb.

Mais uma vez, o nome exato depende da versão e da arquitetura que você baixou no site da Oracle. Instale esse pacote com o comando:

# dpkg -i oracle-j2sdk1.7_1.7.0+update11_amd64.deb

O pacote irá configurar seu sistema para automaticamente usar o Oracle Java.

5° passo: Criar os links simbólicos adequados.

Após instalar o Oracle Java, rode os comandos abaixo para criar os links simbólicos necessários para o Google Chrome e o Firefox:

# for i in /usr/lib/mozilla/plugins/ /opt/google/chrome/; do ln -s /usr/lib/jvm/j2sdk1.7-oracle/jre/lib/amd64/libjava.so "$i"; done

# for i in /usr/lib/mozilla/plugins/ /opt/google/chrome/; do ln -s /usr/lib/jvm/j2sdk1.7-oracle/jre/lib/amd64/libnpjp2.so "$i"; done


Reinicie quaisquer navegadores abertos e sinta-se à vontade para usar o Oracle Java sem recorrer a PPA.

Abaixo, você pode ver minha janela de plugins do Google Chrome mostrando que o Java está habilitado:
E com esta o slacker lcavalheiro despede-se, desejando a todos vocês "amplexos dobbsianos" fraternos, e um GET SLACK OR DIE! de brinde. ;-)

Outras dicas deste autor

Alterando o gerenciador de login no openSUSE

X-Box no Ubuntu 12.04 - Configurando Joystick

Pacotes RPM - Instalação em sua distribuição sem usar o Alien

Fontes da Microsoft no Slackware

Problema com acentuação das pastas do usuário no XFCE sob Slackware e de quebra altere as pastas de usuário padrão

Leitura recomendada

Concatenando String de Forma Eficiente em Java

Compilando OpenJDK e IcedTea no Slackware usando SlackBuild de AlienBOB

Acessos em Java: private, protected e public

POO - Conceitos de herança e composição

Verificando se um número é par ou ímpar em Java

  

Comentários
[1] Comentário enviado por viniciussilva em 10/12/2013 - 10:42h

kra, realmente muito boa a dica.

[2] Comentário enviado por lcavalheiro em 10/12/2013 - 11:57h


[1] Comentário enviado por viniciussilva em 10/12/2013 - 10:42h:

kra, realmente muito boa a dica.


Valeu!

[3] Comentário enviado por schevenin em 13/02/2014 - 00:25h

Após rodar o comando " $fakeroot make-jpkg " recebi esta mensagem de erro " /usr/bin/fakeroot: line 178: make-jpkg: comando não encontrado "
Já resolvido após instalar o Build-essential e o java-package

$ sudo apt-get install build-essential
$ sudo apt-get install java-package

Após instalação dos dois pacotes rodeio o comando novamente e funfo!

Parabéns pelo tuto Luís

[4] Comentário enviado por lcavalheiro em 13/02/2014 - 11:37h


[3] Comentário enviado por schevenin em 13/02/2014 - 00:25h:

Após rodar o comando " $fakeroot make-jpkg " recebi esta mensagem de erro " /usr/bin/fakeroot: line 178: make-jpkg: comando não encontrado "
Já resolvido após instalar o Build-essential e o java-package

$ sudo apt-get install build-essential
$ sudo apt-get install java-package

Após instalação dos dois pacotes rodeio o comando novamente e funfo!

Parabéns pelo tuto Luís


Hm... a instalação do java-package já constava na dica, mas eu realmente me esqueci do build-essential. Como este último é o primeiro pacote que eu sempre instalo em uma Debian-like, nem me liguei. Muito obrigado pela informação!

[5] Comentário enviado por xerxeslins em 18/02/2014 - 15:41h

SIm, muito bom. A teoria é essa. Aqui eu fiz isso, e tanto o google chrome como o iceweasel, na página de teste do java, diz que o java está instalado.. mas mesmo assim não abre no banco do brasil =(

aparece:

"Problema ao identificar o computador, verifique a instalação do Java. Caso não esteja instalado, clique aqui para realizar a instalação."

mas está instalado!

[6] Comentário enviado por lcavalheiro em 02/03/2014 - 19:48h


[5] Comentário enviado por xerxeslins em 18/02/2014 - 15:41h:

SIm, muito bom. A teoria é essa. Aqui eu fiz isso, e tanto o google chrome como o iceweasel, na página de teste do java, diz que o java está instalado.. mas mesmo assim não abre no banco do brasil =(

aparece:

"Problema ao identificar o computador, verifique a instalação do Java. Caso não esteja instalado, clique aqui para realizar a instalação."

mas está instalado!


É porque o IcedTea não fica habilitado por padrão. Abra a janela de plugins (no Firefox, CTRL+SHIFT+A) e altere de "Perguntar para ativar" para "Sempre ativar". Reinicie o navegador. Eu também passei esse perrengue até me ligar nesse detalhe. Maldito Banco do Brasil rsrsrs



Contribuir com comentário