Montando automaticamente sua partição no Ubuntu 9.10 - fstab

Publicado por Thiago Feijó Figueiredo em 19/04/2010

[ Hits: 33.765 ]

 


Montando automaticamente sua partição no Ubuntu 9.10 - fstab



Depois de uma inspirada noite de decisões, resolvi abolir de vez o sistema chamado Windows 7 do meu notebook e adotar o "nada conhecido" Ubuntu 9.10. A monotonia me incomodava e decidi ousar um pouco, mudar, ter com o que aprender, procurar algo que me instigasse curiosidade.

A instalação do sistema é simples demais. Todo o hardware foi identificado e instalado automaticamente, sem maiores dores de cabeça, coisa rara a tempos atrás quando falava-se de Linux. Ubuntu 9.10 funcionando perfeitamente.

A primeira coisa a fazer era montar a partição onde estavam os documentos pessoais. Sim, "montar"! O Linux é um pouco diferente ao Windows. Quando se trata de acesso a dispositivos, é necessária a montagem do mesmo para que se consiga acessar os arquivos armazenados.

A questão de como montar é simples. Vamos aos poucos. Antes de mais nada, crie uma pasta para a montagem do dispositivo. Recomendo ser dentro de /mnt/. O comando para criar pasta é "mkdir" (sem aspas). Exemplo:

sudo mkdir /mnt/montagem

Primeiro devemos entender a nomenclatura dos HDs no Linux; todos os arquivos de dispositivos ficam no diretório "/dev", e os HDs não ficam fora dessa. Um HD IDE que esteja conectado como MASTER na porta primária, tem a nomenclatura de /dev/hda. Um outro HD, conectado na porta primária como SLAVE, tem a nomenclatura de /dev/hdb.

Vejamos de forma SIMPLES:
----------{IDE}---------|------{SATA/USB}------
PORTA PRIMARIA               - SATA0: /dev/sda
- MASTER: /dev/hda           - SATA1: /dev/sdb
- SLAVE: /dev/hdb            - SATA2: /dev/sdc
___________________          - SATA3: /dev/sdd
PORTA SECUNDARIA
- MASTER: /dev/hdc
- SLAVE: /dev/hdd               E assim por diante :)
-------------------------|-----------------------

Temos aí o endereço de cada dispositivo de armazenamento. Porém, as nomenclaturas podem variar. E para não nos confundirmos, devemos visualizar quais partições existem em cada dispositivo. Para isso existe o comando "fdisk". A sintaxe é simples: "fdisk /dev/dispositivo".

Vejam o feedback obtido por mim no meu computador:

sudo fdisk /dev/sda

O número de cilindros para este disco está configurado para 30401. Não existe nada de errado, mas isto é maior que 1024 e pode em certas configurações causar problemas com:

1) programas que executam em tempo de inicialização (versões velhas do LILO)
2) inicialização e programas de particionamento de outros OSs (p.ex., DOS FDISK, OS/2 FDISK)

Comando (m para ajuda): p

Disco /dev/sda: 250.1 GB, 250059350016 bytes
255 heads, 63 sectors/track, 30401 cylinders
Unidades = cilindros de 16065 * 512 = 8225280 bytes
Identificador do disco: 0×4a364a36


Dispositivo Boot Início  Fim    Blocos  Id  Sistema
/dev/sda1   *         1 6528  52436128+ 83  Linux
/dev/sda2          6529 29096 181277460  f  Win95 (LBA) Partição Extendida
/dev/sda3         29097 30401 10482412+ 82  Linux swap / Solaris
/dev/sda5          6529 29096 181277428+ 7  HPFS ou NTFS

O comando te pede uma letra correspondente a função que deseja. No caso, escolhi "p"(MOSTRA A TABELA DE PARTIÇÃO DO DISPOSITIVO SELECIONADO) que me retornou as informações acima.

Em segundo lugar, devemos agora definir qual "partição" vamos montar. As informações me mostram o tamanho em bytes, cluster inicial/final, sistema de arquivo, partição bootável, etc. Agora, com essas informações sabemos qual partição devemos montar.

Digamos que eu queira montar a partição sda5, do meu HD, na pasta /mnt/montagem. Exemplo:

sudo mount -t ntfs /dev/sda5 /mnt/montagem/

O comando para montagem é "mount" e "sudo" é para executar o comando como root. A opção "-t" pede o sistema de arquivo. Após isso, vem o dispositivo e a pasta de montagem. Todos separados por um espaço.

PRONTO! Acabamos de montar a nossa partição em uma pasta para que possamos acessá-la.

AGORA IMAGINA VOCÊ TER QUE FAZER ISSO TODA VEZ! o.O

Para isso existe uma solução! Um arquivo chamado fstab é lido na inicialização e armazena as informações do que, onde e como será montado.

Nele existem 6 colunas:
  1. define o que deve ser montado;
  2. onde o dispositivo vai ser montado;
  3. diz em qual sistema de arquivo será feita a montagem (existem vários tipos);
  4. apresenta algumas das várias opções:
    users: define que qualquer usuário poderá montar o dispositivo;
    rw: define que o dispositivo será montado em modo de leitura e escrita;
    auto: define que será montado automaticamente na inicialização.
  5. define se esta partição participará do grupo de dispositivos de backup (no caso, NÃO)
  6. define se esta partição terá verificação de disco.(no caso, SIM)

Exemplo do artigo no fstab:

<file system>    <mount point>     <type>    <options>            <dump>      <pass>
/dev/sda5          /mnt/montagem     ntfs           users,rw,auto        0                  1

Após adicionar essa linha no fstab, reinicie sua máquina e verifique os arquivos no ponto de montagem. Se você seguiu os passos corretamente, não terá problemas.

Aqui apresentei apenas algumas opções disponíveis. Para maiores detalhes acesse o manual do mount (man mount).

Um abraço!

Acesse a versão original no meu blog: www.enfaTIzando.wordpress.com

Outras dicas deste autor
Nenhuma dica encontrada.
Leitura recomendada

Novo espelho brasileiro para o Manjaro

Resolução em "modo texto"

Como instalar Webmin no Debian/Ubuntu e derivados

Deixando seu aterm transparente

Configuração do VIM no Slackware 10.1 em dois passos

  

Comentários
[1] Comentário enviado por diogenesoliveira em 13/06/2010 - 17:17h

Excelente post, muito bem explicado para iniciantes, como eu.

Mas seria bom você indicar o caminho do fstab (embora seja muito fácil encontrá-lo) e mostrar o comando.

No mais, tá muito bom o artigo!

[2] Comentário enviado por ChristopherSI em 02/08/2011 - 20:49h

Excelente dica Thiago! Estava procurando por isso, mas acho que há algo errado aqui no meu Ubuntu, digitei o comando:

[email protected]:/etc# cat fstab

e obtive o seguinte resultado:

/etc/fstab: static file system information.
#
# Use 'blkid -o value -s UUID' to print the universally unique identifier
# for a device; this may be used with UUID= as a more robust way to name
# devices that works even if disks are added and removed. See fstab(5).
#
# <file system> <mount point> <type> <options> <dump> <pass>
proc /proc proc nodev,noexec,nosuid 0 0
# / was on /dev/sda5 during installation
UUID=42d47d14-4302-496e-b98d-17c692312f2b / ext4 errors=remount-ro 0 1
# swap was on /dev/sda6 during installation
UUID=75ba220b-55ea-46ff-8147-bffc339c364c none swap sw 0 0

Isso é um tanto embaraçoso, não sei o que fazer, eu tenho dois HDs Sata de 500 GB, em um deles está o Ubuntu em uma partição e na outra partição o Ruindows (para minha irmã).
O outro HD é só para arquivos. Dá uma força ae camarada. Vlw!

[3] Comentário enviado por tfeijo em 02/08/2011 - 22:32h

Blz, então vc quer montar apenas o outro HD de 500g(onde encontra-se os documentos)?

Poste ai o resultado dos seguintes comandos só para identificarmos as partições que vc tem em cada HD.
#sudo fdisk /dev/sda
#sudo fdisk /dev/sdb

-----------------------------------------------------

Sobre o seu fstab tá tudo certo, vou tentar organizá-lo. Vamos lá:

/etc/fstab: static file system information.
#
# Use 'blkid -o value -s UUID' to print the universally unique identifier
# for a device; this may be used with UUID= as a more robust way to name
# devices that works even if disks are added and removed. See fstab(5).
#
# <file system>___________<mount point>__________ <type> _________<options> ________________<dump>_________<pass> ********
_______proc___________________ /proc ________________ proc ___________nodev,noexec,nosuid_________0______________0


# / was on /dev/sda5 during installation (Essa é a partição onde foi instalado o sistema Linux)
UUID=42d47d14-4302-496e-b98d-17c692312f2b / ext4 errors=remount-ro 0 1

# swap was on /dev/sda6 during installation (Essa é a partição SWAP)
UUID=75ba220b-55ea-46ff-8147-bffc339c364c none swap sw 0 0

-----------------------------------------------------

******O underline NÃO existe no fstab, só coloquei pra ficar mais claro a organização...

Fico aguardando ansioso pela resposta. Abraço!

[4] Comentário enviado por ChristopherSI em 08/08/2011 - 00:00h

Resultado do comando:

# fdisk /dev/sda

WARNING: DOS-compatible mode is deprecated. It's strongly recommended to
switch off the mode (command 'c') and change display units to
sectors (command 'u').

Comando (m para ajuda):

Ocorreu idem para fdisk /dev/sdb

Vlw por sua ajuda.

[5] Comentário enviado por tfeijo em 08/08/2011 - 08:54h

ChristopherSI, leia atentamente o tutorial. quando aparecer "Comando (m para ajuda):" deve ser pressionada a tecla "P".

Repito, leia atentamente o tutorial e depois coloque o resultado dos comandos

#sudo fdisk /dev/sda
#sudo fdisk /dev/sdb

Um abraço!

[6] Comentário enviado por Phoinix em 08/08/2011 - 16:56h

Ótima iniciativa, sou grato pela informação do nosso amigo Thiago. Mas a pergunta que não quer calar: Como executo o fstab no terminal? Vou vasculhar por aqui enquanto upo esse comentário. Se eu achar a resposta eu upo aqui para deixar o topico completo.

RE: o usuário VFS postou a dúvida em outro tópico, lá vai a solução:

$ sudo su
(digita senha tal tal)

# gedit /etc/fstab

[7] Comentário enviado por tfeijo em 08/08/2011 - 19:47h

Desculpe, no meu artigo não postei o caminho completo do fstab...

Vc pode editar com o nano ou gedit, ficando da forma que o Phoinix disse ai em cima...

Segue alguns comandos que podem ser usados para a EDIÇÃO do arquivo fstab (escolha um deles, com a preferência do seu editor):

$sudo nano /etc/fstab
$sudo gedit /etc/fstab
$sudo vi /etc/fstab
$sudo editor /etc/fstab

[8] Comentário enviado por ChristopherSI em 09/08/2011 - 17:43h

Resultado dos comandos:

# fdisk /dev/sda

Disco /dev/sda: 500.1 GB, 500107862016 bytes
255 heads, 63 sectors/track, 60801 cylinders
Unidades = cilindros de 16065 * 512 = 8225280 bytes
Sector size (logical/physical): 512 bytes / 512 bytes
I/O size (minimum/optimal): 512 bytes / 512 bytes
Identificador do disco: 0xb7aeb7ae

Dispositivo Boot Início Fim Blocos Id Sistema
/dev/sda1 * 1 13 102400 7 HPFS ou NTFS
A partição 1 não termina no limite do cilindro.
/dev/sda2 13 9434 75673600 7 HPFS ou NTFS
/dev/sda3 9434 17082 61432833 5 Estendida
/dev/sda5 9434 15808 51197952 83 Linux
/dev/sda6 15808 17082 10233856 82 Linux swap / Solaris


# fdisk /dev/sdb

Disco /dev/sdb: 500.1 GB, 500107862016 bytes
255 heads, 63 sectors/track, 60801 cylinders
Unidades = cilindros de 16065 * 512 = 8225280 bytes
Sector size (logical/physical): 512 bytes / 512 bytes
I/O size (minimum/optimal): 512 bytes / 512 bytes
Identificador do disco: 0x00071e6e

Dispositivo Boot Início Fim Blocos Id Sistema
/dev/sdb1 1 60802 488383488 7 HPFS ou NTFS

O disco sdb é o disco que eu quero montar automaticamente. Vlw !

[9] Comentário enviado por tfeijo em 21/08/2011 - 10:17h

ChristopherSI, desculpe a demora para responder, mas estava atarefado com minha faculdade.

Pois bem, sendo assim, sua partição a ser montada é a /dev/sdb1.
Para isto, vamos criar a pasta onde ela será montada:

$ sudo mkdir /media/hd500

Depois, basta adicionar a seguinte linha ao seu fstab:

<file system> <mount point> <type> <options> <dump> <pass>
/dev/sdb1 /media/hd500 ntfs users,rw,auto 0 1

Por fim, reinicie o computador para verificar se a montagem está sendo realizada corretamente.
Um abraço!

[10] Comentário enviado por removido em 23/08/2011 - 14:41h

Aproveitando que ainda tá quente:
Não consigo montar o sda7 que é outra partição linux Kurumin reiserfs, quando descomento a linha o boot informa um erro.

Dispositivo Boot Início Fim Blocos Id Sistema
/dev/sda1 * 1 1275 10240000 27 Desconhecido
/dev/sda2 1275 7012 46082866 7 HPFS ou NTFS
/dev/sda3 7013 38913 256244752 5 Estendida
/dev/sda5 7013 21690 117896004 7 HPFS ou NTFS
/dev/sda6 32509 32763 2048256 82 Linux swap / Solaris
/dev/sda7 32764 38913 49399843+ 83 Linux
/dev/sda8 21690 32063 83317760 83 Linux


# <file system> <mount point> <type> <options> <dump> <pass>
proc /proc proc nodev,noexec,nosuid 0 0
# / was on /dev/sda8 during installation
UUID=3ffb50f1-684e-4f5b-802b-853756a0460b / ext4 errors=remount-ro 0 1
# swap was on /dev/sda9 during installation
UUID=137c6f0c-694e-48f7-aea5-ba2f6411109b none swap sw 0 0
# / was on /dev/sda7
#UUID=3eb37fd9-d4f7-448d-97a3-be5f1b098a69 none reiserfs errors=remount-ro 0 1

/dev/sda2 /mnt/sda2 ntfs auto,exec,umask=007,uid=0,gid=46,rw,user 0 1
/dev/sda5 /mnt/sda5 ntfs auto,exec,umask=007,uid=0,gid=46,rw,user 0 1
#/dev/sda7 /mnt/sda7 auto auto,exec,umask=007,uid=0,gid=46,rw,user 0 1

[email protected]:~$ sudo mount -t auto -rw /dev/sda7 /mnt/sda7
[email protected]:~$ df -Th
Sist. Arq. Tipo Tamanho de uso avaliado% Montado em
/dev/sda8 ext4 79G 20G 55G 27% /
/none devtmpfs 994M 244K 994M 1% /dev
none tmpfs 1002M 536K 1002M 1% /dev/shm
none tmpfs 1002M 240K 1002M 1% /var/run
none tmpfs 1002M 4,0K 1002M 1% /var/lock
/dev/sda2 fuseblk 44G 20G 25G 44% /mnt/sda2
/dev/sda5 fuseblk 113G 105G 7,7G 94% /mnt/sda5
/dev/sda7 reiserfs 48G 15G 33G 31% /mnt/sda7


[11] Comentário enviado por ChristopherSI em 23/08/2011 - 19:01h

Valeu galera pela ajuda. Deu tudo certo aqui, muitíssimo obrigado ao Thiago Feijó e mais uma vez parabéns excelente artigo. T+

[12] Comentário enviado por tfeijo em 23/08/2011 - 19:09h

Amigo,
repare que sua linha de montagem está errada. Eu troquei a opção <type> por reiserfs ...

Tente substituir pela debaixo. E me diga!

# <file system> <mount point> <type> <options> <dump> <pass>
/dev/sda7 /mnt/sda7 reiserfs auto,exec,umask=007,uid=0,gid=46,rw,user 0 1

Um abraço!

--------------------------------------------

ChristopherSI, fico feliz pela sua conquista! Qualquer coisa, diga-me!

Um abraço!

[13] Comentário enviado por fabaodti em 09/07/2012 - 13:29h

Thiago Feijó Figueiredo....muito bom esse artigo!!! ;)
Ñ precisei pesquisar muito para achar esse post com seu ARTIGO, que me ajudou muitíssimo na resolução da MONTAGEM AUTOMÁTICA da minha unidade de disco com meus arquivos '/dev/sda4' montada em '/media/ARQUIVOS'!!! ;D

Gostaria também de deixa uma dica. Usar o comando 'df -H' (sem as aspas simples) no terminal, para verificação das partições ativas e montadas, como segue:

[email protected]:~$ df -H
Sist. Arq. Tam Usad Dispon. Uso% Montado em
/dev/sda6 42G 5,4G 34G 14% /
udev 2,1G 4,1k 2,1G 1% /dev
tmpfs 837M 906k 836M 1% /run
none 5,3M 4,1k 5,3M 1% /run/lock
none 2,1G 160k 2,1G 1% /run/shm
/dev/sda4 173G 21G 152G 12% /media/ARQUIVOS

Como pode-se observar, com o resultado desse comando temos as seguintes informações:
1- local dos driver; // /dev/sda4
2- local das montagem; // /media/ARQUIVOS


No mais, mais uma vez MUITO OBRIGADO!!!



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts