Linux ou Windows: como, onde e por que?

Publicado por Rato de Fórum em 05/04/2017

[ Hits: 2.471 ]

 


Linux ou Windows: como, onde e por que?



Bem, estou no Linux a bem pouco tempo, posso dizer que na parte técnica estou aprendendo ainda. Mas, se posso dizer com convicção uma coisa, é que minha maior dúvida foi na tomada de decisões, se deixava o Linux como principal S.O. na máquina, se eu faria um Dual Boot, máquina virtual etc.

Antes de começar, gostaria de deixar claro certas coisas:
  • Linux é um Kernel, o sistema operacional seria sua distro, Ubuntu, CentOS, Manjaro etc;
  • Antes de tomar qualquer decisão, coloque em primeiro lugar o que você quer/necessita, ninguém sabe mais de suas necessidades do que você;
  • Essa postagem não se trata de falar o que é melhor no Windows ou no Linux e sim porque usar, quando usar e como usar cada um desses maravilhosos sistemas operacionais.

Não odeie o Windows, ame o Linux!

Escolhendo entre Linux ou Windows

Para um 'gamer', em suma, querem jogar lançamentos, como Rainbow Six Siege, Fallout 4, Assassin's Creed, enfim, lançamentos que requerem hardware pesado.

Sendo sincero, eu só vejo utilizando Linux aqueles que não jogam de tudo, ou seja, jogam indies, emuladores, jogos que não necessitam de um poder gráfico tão elevado, ou que não se importam de passar dias e dias fazendo gambiarras pra jogar e ainda com uma qualidade baixa... Ou então os que não jogam.

Coloquei o Ubuntu 16.04 LTS no dia 4/01/2017 (Quarta-Feira) e sendo bem sincero, me arrependo em partes, fazer o controle do XBOX funcionar é fácil, mas configurar é um porre, é chato! Baixar jogos no PlayOnLinux/Wine nem sempre dá certo e precisa-se de quilos e quilos de paciência pra buscar em fóruns (como o VOL), ou em tutoriais no YouTube. A Steam ainda tem uma biblioteca bem pequena para o Linux, de 120 jogos que tenho, 58 são nativos do Linux.

Se você quer jogar jogos novos, no caso NÃO emuladores ou Indies, não use Linux, sua solução é o Windows... Ou se acabar na gambiarra, pelo Wine.

Programador ou Web-Designer, developers no geral

Acho que o Software Livre tem muito o que lhe agregar, aqui o aprendizado é bem mais prático, nesse pouco tempo com o Ubuntu como principal sistema, aprendi bastante coisas e olha que sou só um aspirante, domino HTML + CSS, tenho muito o que aprender, mas o Linux facilita muitas coisas, quando se trata de desenvolver.

Um exemplo seria a IDE Brackets, ela é Open Source e completa, muito funcional: http://brackets.io/.

Como é Open Source, um programador pode achar falhas, ou até ideia pro seu código, se bem que o GitHub faz esse segundo papel melhor, porém fica claro que há mais vantagens num Open Source do que no código fechado.

Quando o software é livre, a comunidade se ajuda, aqui mesmo no VOL temos conteúdos sobre desenvolvimento e o uso do Linux te ajuda muito a se aproximar da coisa, você se sente parte. Soa um pouco estranho, mas é verdade.

Desenvolvedor de Jogos

Sugeriram falar sobre o lado dos desenvolvedores de jogos também e me surgiu a dúvida, será que eles sofrem o tanto quanto os jogadores no Linux?

Com uma pesquisa no Google, você nota que é a coisa tá complicada, não existem ferramentas, mas é totalmente o contrário! Existem muitas ferramentas e formas de de criar um jogo, no Linux até isso é "livre", mágico não? Deve estar se perguntando: "Ué, então essas ferramentas são apenas do Linux?".

Definitivamente não, porém as coisas no Windows são feitas sempre da mesma maneira, sério, nunca vi alguém no Windows usar uma ferramente diferenciada e o Linux, às vezes, nos "força" a isso, mas é uma coisa boa, ter diversas escolhas pra se fazer. Irei citar algumas ferramentas.

Trinta e quatro (34) ferramentas no Linux para se desenvolver jogos

Engines:
  • Antiryad Gx,
  • Citrus Engine,
  • Crystal Space,
  • Defold,
  • Gdevelop,
  • Godot,
  • Löve,
  • Panda3D,
  • Pilas Engine,
  • Unity3D,
  • Unreal.

Arte, modelagem e animação em 2D e 3D:
  • Alchemy,
  • Art of Illusion,
  • Ayam,
  • Blender,
  • Gimp,
  • Inkscape,
  • K-3D,
  • Krita,
  • MakeHuman,
  • Maya,
  • MyPaint,
  • Pencil2D,
  • POV-Ray,
  • RenderMan,
  • Spine,
  • Stykz,
  • Sunflow,
  • Synfig,
  • Audio,
  • Ardour,
  • Audacity,
  • Cinelerra,
  • Qtractor,
  • LMMS.

Sem falar do Unity3D, que chegou na metade do ano passado, 2016, e parece ter um ótimo funcionamento nativo!

Dual Boot ou Máquina Virtual?

Fica a dúvida, deve usar apenas Linux ou está tranquilo com o Windows? Dual boot é uma saída? Ou seu hardware é limitado e precisa guardar espaço? Sobre Linux e Windows, essa escolha é fácil, basta por na balança o que precisa, jogar lançamentos, vimos que é fora da realidade, escolha com sabedoria!

Agora que já escolheu entre Linux e Windows, pode ter um problema, você precisa dos dois! E agora?! Vai de sua necessidade, é bem simples, precisa de um ÚNICO programa? Recomendo uma Máquina Virtual bem leve, pra não fazer uso indevido do seu HD e outros recursos.

Mas se precisa de algo a mais, como várias ferramentas, ou até mesmo usar o Linux como trabalho e o Windows como um "happy-hour" para jogar, recomendo o Dual Boot.

Obs.: é um texto para leigos, se eu tivesse lido isso antes de fazer minha escolha, ia ganhar um tempo enoooorme... Lembre-se, inteligente é aquele que aprende com o erro dos outros. ;)

Perguntas, dúvidas, sugestões, correções? Fiquem à vontade!

Seu amigo, Dweller!

Outras dicas deste autor
Nenhuma dica encontrada.
Leitura recomendada

BackTrack 4 e criptografia de pasta

Instalando o BrOffice 3.0.1 no Debian ou Ubuntu Linux

Migre sem problemas para o software livre

Sistema de rastreamento gratuito para Linux

Comando sudo - configuração

  

Comentários
[1] Comentário enviado por clodoaldops em 05/04/2017 - 07:16h

-comecei usar linux em 2008 e usei dual-boot até 2012 quando senti que não precisaria mais do windows
-mas eu não jogo no notebook (ci3/4gb/320gb/intel-hd)
-hoje aqui em casa só temos dual-boot no desktop-gamer do meu filho que tem dois hd's, sendo um hd com windows p/ jogatina e outro com ubuntu-16.04-lts p/ "atividades básicas"

**********************************************
Meu Blog
http://dicaslinuxmint.blogspot.com.br/

[2] Comentário enviado por GabrielMS86 em 05/04/2017 - 10:27h

Migrei - diretamente (nada de dual boot) - do Windows pro Linux em 2012 porque meu PC já não suportava as versões mais atuais do sistema proprietário e eu não tinha grana pra investir em um novo. Em segundo lugar sempre tive curiosidade de saber como era usar Linux. Usei a força mesmo, lendo fóruns e tutorias internet afora, baixei a ISO do Ubuntu 12.04, criei coragem e fiz minha primeira formatação do meu próprio PC seguindo as informações da tela do meu smartphone, apreensivo de que algo desse errado e eu "fundisse" minha máquina.
Me surpreendi quando, depois de uns 15 minutos, lá estava eu na área de trabalho do Ubuntu vendo uma janelinha me pedindo pra fazer as atualizações do sistema. Desde então nunca mais usei Windows em meus computadores pessoais. E já "passei adiante" o Linux pros PCs da casa da minha mãe e do meu irmão. Testar distros se tornou um hobby e até hoje vivo feliz com o pinguim.
Ao longo dessa experiência tenho visto frequentemente em fóruns os debates acerca dessa questão dos games no Linux. Acredito que essa seja a única coisa que realmente possa ser superior - quando se fala de variedade - no Windows. Mas como na área de jogos só me interessa uma ou outra partidinha de Chess, pra mim isso nunca fez falta. Sou um usuário de informática comum, gosto de ouvir músicas, ver vídeos, navegar na internet e me comunicar com meus amigos e familiares pelo PC. Até hoje não encontrei nada que eu fazia no Windows e que eu não pude fazer no Linux!

[3] Comentário enviado por clebersleite em 05/04/2017 - 13:41h

Ótimo texto!, bem elaborado e percebe-se que foi feito com uma boa pesquisa e experiência no assunto!
Parabéns!

[4] Comentário enviado por albfneto em 05/04/2017 - 21:17h

Ainda uso Windows, pouco mais uso. Já o Linux, todo dia, desde 2007. Gosto muito mais.
Mas recentemente, tive sérios problemas nos meus dois velhos HDs dos dois micros, e todos os meus SOs, se foram.... morreram juntos com os HDDs!
fiquei 4 mêses usando só windows, em outros computadores da USP, que só tem windows...
agora estou de volta... Este é o micro
da faculdade, tem windows 7 e OpenSUSE, em breve terá Sabayon. este é OpenSUSE Leap 42.3, navegador Firefox Nightly 55 Alpha 1.
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Albfneto,
Ribeirão Preto, S.P., Brasil.
Usuário Linux, Linux Counter: #479903.
Distros Favoritas: [i] Sabayon, Gentoo, OpenSUSE, Mageia e OpenMandriva[/i].

[5] Comentário enviado por Feolips em 08/04/2017 - 08:48h


[4] Comentário enviado por albfneto em 05/04/2017 - 21:17h

Ainda uso Windows, pouco mais uso. Já o Linux, todo dia, desde 2007. Gosto muito mais.
Mas recentemente, tive sérios problemas nos meus dois velhos HDs dos dois micros, e todos os meus SOs, se foram.... morreram juntos com os HDDs!
fiquei 4 mêses usando só windows, em outros computadores da USP, que só tem windows...
agora estou de volta... Este é o micro
da faculdade, tem windows 7 e OpenSUSE, em breve terá Sabayon. este é OpenSUSE Leap 42.3, navegador Firefox Nightly 55 Alpha 1.
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Albfneto,
Ribeirão Preto, S.P., Brasil.
Usuário Linux, Linux Counter: #479903.
Distros Favoritas: [i] Sabayon, Gentoo, OpenSUSE, Mageia e OpenMandriva[/i].


Acho que o segredo do Linux no desktop para que gostemos tanto dele está nessa personalização. É difícil não gostar do ambiente que nós mesmos personalizamos. Não tem nada igual no mercado.



Contribuir com comentário