Instalando OpenOffice.org 2 no Mandriva 2006.0

Publicado por Flávio Cascais em 19/04/2006

[ Hits: 8.040 ]

 


Instalando OpenOffice.org 2 no Mandriva 2006.0



Olá gente.

A dica a seguir é de como utilizar a versão nova em português (br) do Openoffice (Openoffice2.0.0.3). A dúvida refere-se à instalação que mudou e agora são pacotes .rpm. Fazer um a um é meio chato e às vezes nem dá certo. Então tentei um jeito mais automático e rápido e que deu certo.

Nota importante: Quando for instalar o Mandriva 2006.0 (versão gratuita já disponível para download) não instale as ferramentas de escritório, pois ele vai instalar a versão mais antiga (Openoffice 1.5).

Em primeiro lugar, baixe o pacote no link abaixo:
Vá para a página de downloads. Escolha um dos sites que disponibilizam o pacote (eu usei o da Unicamp pois é mais rápido).

Após baixar o pacote proceda da seguinte forma: entre no diretório onde salvou o pacote e em seguida descompacte-o.

# tar -xvf OOo_2.0_LinuxIntel_install_rpms.tar.gz

Muito bem, ao fazer isso ele vai criar uma pasta chamada "RPMS". Daí é só fazer o seguinte:

# cd RPMS
# rpm -Uvh --force --nodeps *.rpm

Nesse momento ele instala todos os pacotes automaticamente, mas ainda não acabou. Dentro da pasta "RPMS" tem uma subpasta chamada "desktop-integration" que também tem pacotes que devem ser instalados da seguinte maneira:

# cd desktop-integration
# rpm -Uvh --force --nodeps *.rpm

Prontinho. Automaticamente, vai ser criado no menu estrela do Mandriva a pasta "Escritório" e dentro todos os aplicativos, exceto o Openoffice Base (banco de dados), que aparece no submenu "Mais aplicativos".

Grande abraço.

Outras dicas deste autor

Problemas com bttv e webcam no Mandriva 2005LE

Instalando facilmente o gaim-vv para o Mandrake 2005 LE

Leitura recomendada

Comunicação servidor e clientes sem solicitar senha

Usando o Gimp para criar ícones

VSCodium no Fedora 32

Convertendo qualquer formato de vídeo com uma simples linha de comando.

sources.list: centenas de repositórios disponíveis para Ubuntu e Debian

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário