Entenda como funciona o controle de restrições no Linux

Publicado por Mister Hend Inc. em 17/12/2009

[ Hits: 11.077 ]

 


Entenda como funciona o controle de restrições no Linux



Muitas vezes deparamo-nos com situações em que devemos dar permissão a determinado arquivo ou diretório para podermos fazer coisa ou outra.

É muito comum seguir tutoriais em que se dá permissão de execução usando comandos como "chmod +x" ou "chmod 777", mas na verdade qual é o significado disto? Qual é a lógica para estes números?

Bem, vou começar explicando sobre numeração binária. Em computação o 0 = desligado/falso e o 1 = ligado/verdadeiro.

Com a tabela anexa ficará fácil de entender o funcionamento das permissões:
Linux: Entenda como funciona o controle de restrições no linux.
Nesta tabela explico que para cada um dos níveis de 0 a 7 há uma combinação binária informando quais as permissões de acesso de cada nível. Por exemplo:

1) no nível 0 eu não tenho permissão para escrever nem para ler nem para executar.

2) no nível 5 eu tenho permissão para ler e executar mas não para escrever. E assim por diante.

As execuções devem ser dadas sequencialmente para GRUPO, USUÁRIOS e OUTROS. Sendo assim, quando você digita "chmod 777" por exemplo, o primeiro 7 é a permissão para o grupo, o segundo é para os usuários e a terceira é para outros. Neste exemplo você deu permissão total à todos (grupos, usuários e outros).

Outra forma de conceder permissões é utilizando as layers.

Quando você digita chmod +x por exemplo, está simplesmente dando permissão de execução para o arquivo. Se você digitasse chmod -x estaria tirando a mesma permissão.

Pode-se então digitar chmod +rx -w se quiser dar permissão de leitura e execução e quiser também retirar a permissão de escrita no mesmo.

Obs.: Se no exemplo anterior fosse digitado chmod +rx apenas, a permissão de escrita seria mantida a já existente. Por isto é importante sempre definir todas elas.

Bem, a dica é esta. Espero ter contribuído para o entendimento de todos ;)

Att,

Outras dicas deste autor

Remover arquivos falsos no Linux (impossíveis de remover)

Wiithon - WBFS Manager para Linux

Reconfigurar as "LOCALES" passando de UTF-8 para ISO-8859-1

Configurando Kmail para usar conta do Gmail

Gnome/KDE: Sistema não loga ou efetua logoff em 10 segundos (ERRO no .ICEauthority)

Leitura recomendada

As melhores coisas a fazer depois de instalar o Ubuntu 14

Adicionando e apagando usuários no OpenBSD

Leve o terminal Linux para o Windows

Baixando conteúdo de sites inteiros com o wget

Curiosidade sobre o comando "cal" e setembro de 1752

  

Comentários
[1] Comentário enviado por walber em 17/12/2009 - 08:48h

Legal a Dica,

Só uma observação a ordem é


[usuario] [grupo] [outros]



Valeu.

[2] Comentário enviado por mrfrooz em 10/01/2010 - 00:11h

Ótimo post amigo...
Sempre usava esses comandos sem saber oq significava....
parabéns...=D



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts