Entenda como funciona o controle de restrições no Linux

Publicado por Mister Hend Inc. em 17/12/2009

[ Hits: 10.969 ]

 


Entenda como funciona o controle de restrições no Linux



Muitas vezes deparamo-nos com situações em que devemos dar permissão a determinado arquivo ou diretório para podermos fazer coisa ou outra.

É muito comum seguir tutoriais em que se dá permissão de execução usando comandos como "chmod +x" ou "chmod 777", mas na verdade qual é o significado disto? Qual é a lógica para estes números?

Bem, vou começar explicando sobre numeração binária. Em computação o 0 = desligado/falso e o 1 = ligado/verdadeiro.

Com a tabela anexa ficará fácil de entender o funcionamento das permissões:
Linux: Entenda como funciona o controle de restrições no linux.
Nesta tabela explico que para cada um dos níveis de 0 a 7 há uma combinação binária informando quais as permissões de acesso de cada nível. Por exemplo:

1) no nível 0 eu não tenho permissão para escrever nem para ler nem para executar.

2) no nível 5 eu tenho permissão para ler e executar mas não para escrever. E assim por diante.

As execuções devem ser dadas sequencialmente para GRUPO, USUÁRIOS e OUTROS. Sendo assim, quando você digita "chmod 777" por exemplo, o primeiro 7 é a permissão para o grupo, o segundo é para os usuários e a terceira é para outros. Neste exemplo você deu permissão total à todos (grupos, usuários e outros).

Outra forma de conceder permissões é utilizando as layers.

Quando você digita chmod +x por exemplo, está simplesmente dando permissão de execução para o arquivo. Se você digitasse chmod -x estaria tirando a mesma permissão.

Pode-se então digitar chmod +rx -w se quiser dar permissão de leitura e execução e quiser também retirar a permissão de escrita no mesmo.

Obs.: Se no exemplo anterior fosse digitado chmod +rx apenas, a permissão de escrita seria mantida a já existente. Por isto é importante sempre definir todas elas.

Bem, a dica é esta. Espero ter contribuído para o entendimento de todos ;)

Att,

Outras dicas deste autor

Wiithon - WBFS Manager para Linux

Remover arquivos falsos no Linux (impossíveis de remover)

Reconfigurar as "LOCALES" passando de UTF-8 para ISO-8859-1

Configurando Kmail para usar conta do Gmail

Gnome/KDE: Sistema não loga ou efetua logoff em 10 segundos (ERRO no .ICEauthority)

Leitura recomendada

Visualizando os arquivos por ordem de data

WHILE para PING em linha de comando

Clonando HD's com o auxílio do kurumin

Monitorando o CPU no GNU/Linux em modo texto

Fedora - Coletando informações essencias

  

Comentários
[1] Comentário enviado por walber em 17/12/2009 - 08:48h

Legal a Dica,

Só uma observação a ordem é


[usuario] [grupo] [outros]



Valeu.

[2] Comentário enviado por mrfrooz em 10/01/2010 - 00:11h

Ótimo post amigo...
Sempre usava esses comandos sem saber oq significava....
parabéns...=D



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts