Remover arquivos falsos no Linux (impossíveis de remover)

Publicado por Mister Hend Inc. em 30/04/2009

[ Hits: 7.863 ]

 


Remover arquivos falsos no Linux (impossíveis de remover)



É muito comum você utilizar um instalador e em seguida querer remover o mesmo do sistema para poupar espaço em disco.

Muitas vezes, após executar a instalação de um programa como BROffice, quando você tenta remover a pasta com os pacotes de instalação ou até renomeá-la, um erro é exibido informando que a pasta não pode ser excluída.

Bem, se pelo modo gráfico você não conseguiu, a primeira coisa que passa pela cabeça é ir ao terminal e remover usando o comando "sudo rm nome_do_arquivo". Aí vem um erro informando que a pasta em questão não é um diretório válido.

Como resolver isto?

1 - Abra o terminal.

2 - Faça login como administrador (digite "sudo bash" sem as aspas e depois entre com sua senha de administrador).

3 - Acesse o diretório onde o arquivo se encontra (por exemplo: "cd /home/nome_de_usuário/Documentos" sem as aspas).

4 - Agora, ao invés de digitar o comando "rm nome_do_arquivo", altere para:

rm -Rf nome_do_arquivo

5 - Pronto, aquela pasta que teimava em não sair de seu computador e não permitia sequer que você a renomeasse foi excluída.

Explicando o comando:
  • sudo - para executar como administrador;
  • rm - para remover;
  • -Rf - para remover "falsos" arquivos, ele remove qualquer pasta, mesmo que ela esteja sendo utilizada (importante escrever o 'R' maiúsculo e o 'f' minúsculo).

Espero que gostem da dica e usem este comando com cautela.

Abraços.

Outras dicas deste autor

Wiithon - WBFS Manager para Linux

Entenda como funciona o controle de restrições no Linux

Reconfigurar as "LOCALES" passando de UTF-8 para ISO-8859-1

Gnome/KDE: Sistema não loga ou efetua logoff em 10 segundos (ERRO no .ICEauthority)

Configurando Kmail para usar conta do Gmail

Leitura recomendada

Desvendando o comando tee

AWK - Validando endereços IPv4

Descobrindo qual distribuição GNU/Linux você está utilizando

Problemas com Open Office que não starta?

Criar vários arquivos tar com tamanho definido

  

Comentários
[1] Comentário enviado por frank_hiphop em 30/04/2009 - 22:46h

Olá Mr. Hend... Muito boa a iniciativa de contribuir... Somente algumas observações:

1 - -R é para remover arquivos recursivamente, ou em modo "recursivo", removendo os arquivos e pastas em ordem decrescente a seus diretório raiz. Em resumo remove PASTA/SUBPASTA/SUB_SUBPASTA/... e assim por diante...

2 - -f vem de FORCE. Iso faz a remoção sem confirmação se você estiver como root e o arquivo pertencer a outro usuário, enfim, REMOVE SEM CHORO NEM VELAS...

Abraços..!

[2] Comentário enviado por nfermat em 01/05/2009 - 18:58h

Muito cuidado ao usar o rm -RF , o comando é muito perigoso
e só deve ser usado se vc sabe o que esta fazendo.

é interessante ler o man page do rm para entender quais são
suas flags.
man rm em qualquer terminal.



[3] Comentário enviado por /bin/laden em 02/05/2009 - 03:07h

Uma boa dica é adicionar no arquivo /etc/profile o seguinte alias:

alias rm='rm -i'

Desse modo qualquer usuário que chamar o comando rm, sempre terá que confirmar a exclusão de arquivos!

[4] Comentário enviado por mhi7seven em 12/05/2009 - 11:54h

Obrigado pelos comentários. Realmente, quis deixar também meio resumido para novatos. mas corretissimas as correções.
Obrigado pela atenção.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts