Counter-Strike 1.6 no GNU/Linux via Wine

Publicado por Jonathan Wolff Andrade em 15/03/2013

[ Hits: 36.960 ]

Blog: http://wolffwebmaster.com.br

 


Counter-Strike 1.6 no GNU/Linux via Wine



Os outros tutoriais/artigos/dicas descrevem uma forma funcional mas, em meus testes, notei considerável perda de desempenho, os famosos lags.

Claro que um fator muito importante é a configuração do seu micro.

Requisitos mínimos:
  • Processador: Pentium 200 MHz ou Athlon equivalente
  • Velocidade do processador: 200 MHz
  • Memória RAM: 32 MB
  • Memória de vídeo: 32 MB
  • Direct3D: Sim
  • Versão do DirectX: 7.0
  • Sistemas Operacionais: Windows 98, Windows 2000, Windows ME e Windows XP
  • Espaço: 250 MB livres em disco

Requisitos recomendados:
  • Processador: Pentium III 800 MHz ou Athlon equivalente
  • Velocidade do processador: 800 MHz
  • Memória RAM: 256 MB
  • Memória de vídeo: 32 MB
  • Direct3D: Sim
  • Versão do DirectX: 7.0
  • Espaço: 500 MB livres em disco

Supondo que seu micro possua os requisitos necessários. Seguem os passos para uma instalação com melhor desempenho, ou seja, "sem" lags.

Vamos utilizar a versão do C.S. para Windows, rodando através do Wine. O segredo está no patch e forma de execução do mesmo. No seu Windows:

Baixe e instale o "Counter-Strike 1.6 V28.exe".

Outros patches, salvo a V28, não terão o mesmo desempenho, então, instale o patch V28. Certifique-se disto.

Copie a pasta inteira com o CS já instalado do Windows:

C:\Arquivos de Programas\Counter-Strike 1.6
Ou:
C:\Program Files\Counter-Strike 1.6

Instalando o Wine através do APT no GNU/Linux (em distribuições baseadas no Debian):

sudo apt-get install wine

Copie a pasta "Counter-Strike 1.6" para o seu /home.
Linux: Counter-Strike 1.6 no GNU/Linux com Wine e desempenho garantido

Executando

Abra um terminal e execute os comandos abaixo:

cd /home/Counter-Strike\ 1.6/
$ wine cstrike


Seu C.S. vai rodar numa boa, eu testei no Debian, Ubuntu e Linux Mint, todos com um bom desempenho.

Outras dicas solicitam que execute o "hl.exe" e posteriormente, o "cstrike.exe" com um patch bugado, o que acaba tornando tudo uma "gambiarra monstra", tornando o seu C.S. lento...

Outras dicas deste autor

Shell script - Gerenciador de processos

Vundle/Bundle - Plugin para o Vim

Leitura recomendada

Jogos Indie no GNU/Linux

Jogos da Steam sem texturas ou com texturas pretas/escuras [Resolvido]

Jogando Brogue no Linux

Configurando o Retroarch [vídeo]

Steam - Jogos de Windows no GNU/Linux

  

Comentários
[1] Comentário enviado por danniel-lara em 15/03/2013 - 13:10h

òtima dica
mas tu ja testou o steam ?
roda de boa , eu tenho o CS no steam e jogo de boa no Ubuntu , Fedora


[2] Comentário enviado por mebelin em 15/03/2013 - 13:44h

Boa opção, eu particularmente prefiro pela Steam.

[3] Comentário enviado por vitorgatti em 15/03/2013 - 13:58h

CS nativo pelo Steam é bem melhor, o preço é acessível e pode ainda pagar via boleto!
Wine está ficando cada vez menos necessário, o que é um bom sinal!

Viva o Linux!!

[4] Comentário enviado por jwolff em 15/03/2013 - 14:02h

não,a dica foi feita para quem não optar pela Steam... assim como eu. Lógicamente a Steam roda nativamente e é a melhor opção :)

[5] Comentário enviado por danniel-lara em 16/03/2013 - 20:56h

minha opinião que usa pelo wine é versão PIRATA do CS , hoje em dia tem o Steam e o preço é muito barato

[6] Comentário enviado por cunhazera em 08/06/2017 - 21:14h

Alguém sabe se funciona no manjaro também?



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts