Conexão PHP + Oracle 10g

Publicado por Thiago Novato Marques em 25/06/2008

[ Hits: 16.173 ]

 


Conexão PHP + Oracle 10g



Neste tutorial mostrarei uma ferramenta muito difícil de se achar na internet, porém simples e útil para quem trabalha com o banco de dados Oracle e precisa criar recursos que facilitem a vida das pessoas. Aqui vou mostrar como se faz a conexão com o banco de dados Oracle (versão 10g) e como se traz os resultados obtidos.

Arquivo de conexão

Trabalho atualmente numa empresa de desenvolvimento de softwares onde o banco de dados utilizado é o Oracle 10g. Sendo assim, precisei criar uma ferramenta que busque algumas informações direto na base de dados dos clientes. São informações como a versão atual, se o sistema pode ficar ativo ou não, entre outras.

OBS.: É importante ressaltar que a ética profissional está sempre em primeiro lugar.

Abaixo, está o arquivo conexao.php, um código simples, porém com uma função quase desconhecida <OCILogon>.

<?php

// Conexão com Oracle usando OCI
$user='LOGIN'; // seta o usuário
$pass='SENHA'; // seta a senha
$db='xe'; // Instância do banco de dados

$conexao=ocilogon($user,$pass,$db);

?>

Buscando os dados no banco

Feito a conexão com o banco de dados, temos que buscar as informações (criar a query) e após isto fazer o tratamento dos dados conforme necessidade.

Abaixo está o código para fazer a conexão com o banco e suas funções necessárias.

<?php

include'conexao.php';

$sql = "SELECT * FROM empresa";

$sql_parse = OCIParse($conexao,$sql);
OCIExecute($sql_parse);
OCIFetch($sql_parse);

$CD_EMPRESA = OCIResult($sql_parse,"CD_EMPRESA");
$NM_RAZAOSOCIAL = OCIResult($sql_parse,"NM_RAZAOSOCIAL");

?>

1 - Primeiramente chamamos o arquivo 'conexao.php' para se conectar ao banco;

2 - Montagem da query (da mesma forma utilizado no MySQL);

3 - OCIParse - Prepara o Oracle para declarar a execução;

4 - OCIExecute - Executa a declaração;

5 - OCIFetch - Busca o resultado conforme declaração;

6 - OCIResult - Retorna campo do valor obtido a partir da linha

Podemos perceber que o tratamento do PHP com o Oracle é bem similar ao MySQL.

Agora cada um pode utilizar da imaginação e desenvolver conforme necessidade.

Outras dicas deste autor

Configurar rede no Slackware

Desconectar do Samba sem efetuar logoff na máquina

Leitura recomendada

Compartilhando internet com controle de banda

Instalação do Beryl no Debian Etch

Replicação de servidor com partimage

Acertando os ponteiros do seu Linux

A diferença entre grep, egrep e fgrep

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário