Como descompactar arquivos tar.xz no Ubuntu/Debian e derivados

Publicado por Perfil removido em 12/03/2014

[ Hits: 81.550 ]

 


Como descompactar arquivos tar.xz no Ubuntu/Debian e derivados



A compactação de arquivos tar.xz é muito eficiente, pois, é um tipo de compressão sem perdas, com alta taxa de compressão e, entre alguns projetos, está começando a ser amplamente utilizado, devido à economia de largura de banda envolvido na liberação de novos programas.

Por padrão, no Ubuntu, o compressor/descompressor de arquivos tar.gx (antigo LZMA) não está instalado.

Então, você precisa instalar o pacote xz-utils:

sudo apt-get install xz-utils

Depois, você pode descompactar qualquer arquivo tar.gz com File Roller:
Linux: Como descompactar arquivos tar.xz no Ubuntu/Debian e derivados

Ou, via terminal:

tar -Jxf archivo.tar.xz


Para maiores informações:
Outras dicas deste autor

Proxy paralelo MikroTik com ZPH

Instalando o Gizmo no Slackware

Convertendo arquivos AMR para MP3

Tocar a tecla TAB pelo ENTER no Kylix

Gerenciador de download no Linux? D4X!

Leitura recomendada

Lubuntu - Reiniciar o LXDE sem fazer logout

Ajustando data e hora com NTP

Tempo de execução de um comando - TIME ou TIMES

Wget: Verificando existência de arquivo remoto

Proxy com autenticação na linha de comando

  

Comentários
[1] Comentário enviado por EgidioCampos em 21/06/2014 - 09:34h

Prezado ublicado por Welton Vaz de Souza,
Bom dia! Preciso de algumas ajudas de um especialista em Linux.
Ao buscar como descompactar *.tar.xz, a ÚNICA informação consistente e funcional foi a sua.

Muito bem, direto aos pontos;

1) Linux Mint 13 Maya foi lançado como LTS ('Long Term Suport'), confere?
Tentei instalar o atual Mint 17 Qiana, mas ele se mostra muito lento, pesado e coisas tais.
Desinstalei-o e INSTALEI o antigo 13 Maya Mate 32 bits. Alguns problemas começaram.
Parece que o 'LTS' foi abandonado, pois, na atualização de pacotes, é uma peleja.
A atualização INICIAL rejeitou por três ou quatro vezes (quase duzentos pacotes).
Após INSISTIR UMA VEZ MAIS, aceitou instalar 669 pacotes (num tempo razoável).
Mas... depois surgem novas mensagens de atualização (73 pacotes)...
Esses, eu já tentei várias vezes e sempre vem mensagem de ERRO.

2) Colhi BibleTime 2.8.1 (várias versões, livros, dicionários etc.) e quis atualizar.
No Mint 17, já vem BibleTime 2.9.1 por padrão, embutido.
Ao procurar o fabricante, notei que 2.10.0 é a mais atual.
QUESTÃO: consegui colher BibleTime 2.10.0.tar.xz...
Aqui sua ajuda foi preciosa: descompactá-lo!
Mas, e aí? Como usá-lo? Substituir o 2.8.1?
Já no diretório BibleTime 2.10 descompactado, O QUE EU FAÇO PARA COMANDAR A ATUALIZAÇÃO DE 2.8.1 PARA 2.10.0?

3) Por fim, NÃO CONSEGUI tornar Adobe Flash Plugin funcional para Chromium Browser (que pede tal plugin). E aí?

É só isso tudo, meu amigo. Perdoe-me o abuso.

Ah! Se puder, responda-me (além de aqui, no fórum) pelo egidiofc@gmail.com. Dá mais certo.

Grande abraço!

[2] Comentário enviado por Ang em 05/04/2015 - 00:19h

Ótima dica, Welton!
Ang,
Manaus, AM, Brasil.
Usuário Linux,
Distros Favoritas: Bodhi Linux, Ubuntu, Big Linux, Kurumim, OpenSUSE e Slax.

[3] Comentário enviado por removido em 06/03/2017 - 16:05h

apt-get install -y xz-utils

tar -xJf arquivo.tar.xz


Para arquivo xz

xz -v -k 2.mid

:)



Boa dica.

https://lonelyspooky.wordpress.com/2011/02/27/os-milagres-da-compactacao-com-o-xz/

[4] Comentário enviado por removido em 22/12/2017 - 10:30h

Tentei com tar -Jxf e não funcionou, vou estar mandando o print. Para quem chegou aqui com a mesma dúvida, o correto é:
$tar -xf arquivo.tar.xz

Print comprovando e testando:

https://i.imgur.com/yLl3Q3K.png

[5] Comentário enviado por removido em 02/03/2018 - 23:23h


[4] Comentário enviado por LinkSanct em 22/12/2017 - 10:30h

Tentei com tar -Jxf e não funcionou, vou estar mandando o print. Para quem chegou aqui com a mesma dúvida, o correto é:
$tar -xf arquivo.tar.xz

Print comprovando e testando:

https://i.imgur.com/yLl3Q3K.png


Prova do enem 2018

1- Qual é a diferença entre J e j ?


Nunca afirma que o correto é .... Isso pode mudar do dia para noite.

bzip2: (stdin) is not a bzip2 file == bzip2: (stdin) não é um arquivo bzip2


Realmente vc não leu o man tar vai ai o 0800

-J, --xz
Filter the archive through xz(1).



-x, --extract, --get
Extract files from an archive. Arguments are optional. When given, they specify names of the archive members to
be extracted.




-f, --file=ARCHIVE
Use archive file or device ARCHIVE. If this option is not given, tar will first examine the environment variable
`TAPE'. If it is set, its value will be used as the archive name. Otherwise, tar will assume the compiled-in
default. The default value can be inspected either using the --show-defaults option, or at the end of the tar
--help output.

An archive name that has a colon in it specifies a file or device on a remote machine. The part before the colon
is taken as the machine name or IP address, and the part after it as the file or device pathname, e.g.:

--file=remotehost:/dev/sr0

An optional username can be prefixed to the hostname, placing a @ sign between them.

By default, the remote host is accessed via the rsh(1) command. Nowadays it is common to use ssh(1) instead.
You can do so by giving the following command line option:

--rsh-command=/usr/bin/ssh

The remote machine should have the rmt(8) command installed. If its pathname does not match tar's default, you
can inform tar about the correct pathname using the --rmt-command option.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts