ClamAV no sendto do Thunar

Publicado por Fernando T. Da Silva em 20/02/2013

[ Hits: 4.604 ]

Blog: http://meumundotux.blogspot.com.br/

 


ClamAV no sendto do Thunar



Nesta dica pressuponho que você já tenha o ClamAV instalado e configurando corretamente e que você saiba como utilizar as opções de uso do mesmo.

Na pasta /usr/share/Thunar/sendto/, crie o arquivo "clamav.desktop" com o conteúdo:

[Desktop Entry]
Version=1.0
Type=Application
Encoding=UTF-8
Name=Clamav antivirus
Exec= xterm -hold -fn 10x20 -e clamscan --bell -i -r --verbose -l /tmp/clamav.log %F
Icon=clamav24.png

Observações: Você pode escanear um arquivo, uma seleção de arquivos ou selecionar pastas e arquivos juntos, sendo exibidos os nomes de todos os arquivos escaneados e os nomes dos arquivos infectados.

Os arquivos infectados terão no final do nome a palavra FOUND:
Linux: Colocando o ClamAV no sendto do Thunar
A linha de comando do ClamAV não remove os arquivos infectados, apenas detecta os arquivos infectados, caso existirem.

Caso ache algum arquivo infectado, você deve abrir uma janela de terminal e na linha de comando do clamscan, usar opções para excluir o arquivo infectado ou mover o mesmo para quarentena, caso o arquivo seja muito importante, pois pode se tratar de um falso positivo.

O ClamAV não limpa arquivos infectados, embora possa detectá-los, ele apenas detecta e os exclui, ou move os mesmos, para uma pasta conforme as opções usadas por você.

Achando um ou mais arquivos infectados, você pode abrir o arquivo /tmp/clamav.log com um editor de texto e localizar todas as ocorrências da palavra FOUND, ou usar um filtro com o cat e grep.

A opção "-hold" é uma opção do Xterm que não finaliza a janela, ou seja, não fecha a janela mesmo depois do término do programa que foi configurado para ser carregado, sendo obrigatório o seu uso nesta linha de comando, para ver ser foi encontrado algum vírus sem precisar consultar o arquivo de log.

Todas as verificações do clamscan serão sempre adicionadas no final do arquivo /tmp/clamav.log, estando cada uma delas separadas umas das outras.

Você deve especificar um ícone existente no seu sistema para usar no arquivo "clamav.desktop". No caso da distribuição Ubuntu e derivados a partir de /usr/share/icons/gnome. Já para quem usa o Slackware, pode ser de qualquer pasta do sistema, deste que entre com o caminho completo.

Você pode criar outros atalhos para o sendto, usando o comando cp, ffmpeg, convert e outros, sem precisar especificar uma janela de terminal para isto.

Esta dica também foi publicada em:
Outras dicas deste autor

Acessar compartilhamento de pastas remotas Windows facilmente pelo IP

Backup incremental com rsync

xbindkeys - Solução para os atalhos configurados no Salix 14.1

Xfce4-terminal com cursor piscante e som de beep do speaker

Vídeo aula da planilha eletrônica Gnumeric

Leitura recomendada

Alternativa para eliminar lentidão do flashplayer no KDE4

Streaming radio no Chrome (elementary OS)

Debian Etch com som MCP65

Atheros (Ethernet) device 1091 (rev 10) no Slackware 14 (64 bits)

Teclas "/" e "?" teclado Lenovo (netbook S10)

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts