ClamAV no sendto do Thunar

Publicado por Fernando T. Da Silva em 20/02/2013

[ Hits: 4.856 ]

Blog: http://meumundotux.blogspot.com.br/

 


ClamAV no sendto do Thunar



Nesta dica pressuponho que você já tenha o ClamAV instalado e configurando corretamente e que você saiba como utilizar as opções de uso do mesmo.

Na pasta /usr/share/Thunar/sendto/, crie o arquivo "clamav.desktop" com o conteúdo:

[Desktop Entry]
Version=1.0
Type=Application
Encoding=UTF-8
Name=Clamav antivirus
Exec= xterm -hold -fn 10x20 -e clamscan --bell -i -r --verbose -l /tmp/clamav.log %F
Icon=clamav24.png

Observações: Você pode escanear um arquivo, uma seleção de arquivos ou selecionar pastas e arquivos juntos, sendo exibidos os nomes de todos os arquivos escaneados e os nomes dos arquivos infectados.

Os arquivos infectados terão no final do nome a palavra FOUND:
Linux: Colocando o ClamAV no sendto do Thunar
A linha de comando do ClamAV não remove os arquivos infectados, apenas detecta os arquivos infectados, caso existirem.

Caso ache algum arquivo infectado, você deve abrir uma janela de terminal e na linha de comando do clamscan, usar opções para excluir o arquivo infectado ou mover o mesmo para quarentena, caso o arquivo seja muito importante, pois pode se tratar de um falso positivo.

O ClamAV não limpa arquivos infectados, embora possa detectá-los, ele apenas detecta e os exclui, ou move os mesmos, para uma pasta conforme as opções usadas por você.

Achando um ou mais arquivos infectados, você pode abrir o arquivo /tmp/clamav.log com um editor de texto e localizar todas as ocorrências da palavra FOUND, ou usar um filtro com o cat e grep.

A opção "-hold" é uma opção do Xterm que não finaliza a janela, ou seja, não fecha a janela mesmo depois do término do programa que foi configurado para ser carregado, sendo obrigatório o seu uso nesta linha de comando, para ver ser foi encontrado algum vírus sem precisar consultar o arquivo de log.

Todas as verificações do clamscan serão sempre adicionadas no final do arquivo /tmp/clamav.log, estando cada uma delas separadas umas das outras.

Você deve especificar um ícone existente no seu sistema para usar no arquivo "clamav.desktop". No caso da distribuição Ubuntu e derivados a partir de /usr/share/icons/gnome. Já para quem usa o Slackware, pode ser de qualquer pasta do sistema, deste que entre com o caminho completo.

Você pode criar outros atalhos para o sendto, usando o comando cp, ffmpeg, convert e outros, sem precisar especificar uma janela de terminal para isto.

Esta dica também foi publicada em:
Outras dicas deste autor

Ativando verificação ortográfica do Aspell no editor Nano

Tirando screenshots de vídeos no GNU/Linux

Screencast - Gravando seu Desktop com FFmpeg

Incrementando o Thunar com ações personalizadas

Reiniciando com Ctrl+Alt+Del em qualquer GNU/Linux

Leitura recomendada

Como configurar sua placa SIS900 onboard no Linux

Maximizando o uso da lixeira

Linux - Cliente DHCP com DNS personalizado

Linux Mint 16 para 17 - Atualização

Permissão de acesso ao servidor X (Slackware 13+)

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário