Arch Linux: Otimizando o seu makepkg para sua arquiterura

Publicado por Robson Padilha Cordeiro em 31/07/2008

[ Hits: 8.366 ]

Blog: http://manjarohome.unaux.com/

 


Arch Linux: Otimizando o seu makepkg para sua arquiterura



Antigamente utilizava o Swiftweasel no Arch pois ainda não conhecia o PKGBUILD e o makepkg. Num belo dia um usuário do fórum do Arch me deu uma leve dica e resolvi correr atrás.

Descobri que podemos escrever no /etc/makepkg.conf as configurações do nosso processador e melhorar a performance dos programas compilado e instalados pelo PKGBUILD.

Por padrão no Arch vem configurado assim:

CHOST="i686-pc-linux-gnu"
CFLAGS="-march=i686 -O2 -pipe"
CXXFLAGS="${CFLAGS}"

No meu caso, que tenho um processador Semprom 2400+, ficaria assim (notem que no CFLAGS é adicionado as instruções da cpu):

CHOST="i686-pc-linux-gnu"
CFLAGS="-march=athlon-xp -O2 -pipe -fomit-frame-pointer"
CXXFLAGS="${CFLAGS}"

Mãos a obra:

1) Abrir o seu "/etc/makepkg.conf" com seu editor predileto como usuário root (vi, vim, emacs);

2) Substituir as linhas da configuração original pelas respectivas configurações* de seus processadores;

3) Salvar e sair.

Pronto, agora seus programas rodarão mais rápidos e utilizando todas as instruções do seu processador.

Ah, no meu caso eu compilei o Firefox que está no AUR. Depois dessa configuração ele ficou muito melhor que antes. Muito mais rápido!

No Wiki do Arch tem mais instruções para outras CPUs e mais sobre o makepkg.

Um abraço a todos e Viva o Arch!!!!
Ps: E o Linux também!! =)

Outras dicas deste autor

SRWare Iron - O Chrome sem "Spyware"

Tema ArchLinux (Iron/Chrome)

Arch Linux: Catálogo de pacotes - Projeto Pacnet

ArchLinux - Ativando o NumLock na inicialização do Fluxbox e/ou Openbox

Arch-Live: Testando o Arch Linux sem instalar

Leitura recomendada

Testando desempenho de seu Web Server com SIEGE

Erro do Grub ao clonar servidor Linux com ACRONIS

Backup e restore das regras de ACLs

Alterar resolução de tela pelo Xorg

Visualizando o cache do Firefox

  

Comentários
[1] Comentário enviado por SMarcell em 31/07/2008 - 08:17h

Isso também vale pra quem compila programas a partir do código-fonte (./configure, make e make install). Basta que pra isso, se exporte essas variáveis colocando-as no /etc/profile ou mesmo no .bashrc do usuário.

[2] Comentário enviado por phvie em 31/07/2008 - 09:54h

Você não cita, mas existe também o ABS.
O Firefox, por exemplo, poderia ter sido compilado de lá.
Para mais: http://wiki.archlinux-br.org/ABS

[3] Comentário enviado por davis.peixoto em 31/07/2008 - 10:02h

Nice tips guys!

[4] Comentário enviado por kalib em 31/07/2008 - 10:08h

Show de bola..
parabéns pela dica..
E viva o linux! ;]

[5] Comentário enviado por robsonpc em 31/07/2008 - 15:58h

Valew Kalib!! O ABS eu acho muito complicado hehehe...Vlw pela dica SMarcell!!
Abraços a todos!!!

[6] Comentário enviado por albfneto em 31/07/2008 - 18:49h

é muito bom, e é util pro gentoo, que também usa flags de compilação.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts