A melhor e mais importante linguagem de programação

Publicado por jarlisson moreira em 16/07/2012

[ Hits: 15.068 ]

 


A melhor e mais importante linguagem de programação



Muito se discute a respeito da importância de cada linguagem de programação, havendo até diversas brigas em fóruns e redes sociais, onde cada um defende sua linguagem favorita, como se fosse seu time do coração, ou seu álbum favorito do Rush ( o meu é Grance Under Pressure).

Os argumentos para defender a linguagem amada e criticar a linguagem alheia, são os mais diversos:
  • Fama (Java);
  • Linguagem mais usada nos desktops (.NET);
  • Escrever menos e fazer mais (Python);
  • Escrever hieróglifos (Perl);
  • Se exibir pros amigos no IRC (Haskell);
  • Impressionar a namorada (Web);
  • Impressionar seu chefe (C++);
  • Impressionar outros programadores (C);
  • Impressionar você mesmo (Assembly);
  • Impressionar os microcontroladores (Hexa);
  • Impressionar os elétrons (Binário);
  • [sugira algo].

É, no mínimo, irresponsabilidade dizer que uma é mais importante que a outra. Quem tem o mínimo de experiência e bom senso (ou seja, se você não é um "macaquinho robô" que faz sempre o mesmo na mesma linguagem, e acha que aquilo é o mundo) sabe que não há uma linguagem perfeita pra tudo, mas sim uma linguagem perfeita pra cada tipo de problema. Às vezes, mais que uma.

É estranho eu falar isso em um post cujo título diz o contrário. Mas sim, ou não, ou os dois (o mais provável, provavelmente). Essa linguagem é o INGLÊS.

Primeiro, não me importo com o capitalismo e soberania americana/britânica, e sim com o fato de eu, brasileiro, poder comunicar-me com um chinês, indiano e americanos numa linguagem só. Essa é a beleza do inglês.

Não pelo inglês como língua escrita/falada, no dia que o mandarim for a língua universal, eu aprendo mandarim.

Existem ótimos livros traduzidos, mas em praticamente todos há problemas na tradução, pois algumas vezes, simplesmente não se pode traduzir literalmente, ou quem estava traduzindo não sabia sobre computação. O que é bem comum.

Também existem ótimos livros escritos em línguas não-inglesa, mas são poucos e geralmente só cobrem o básico. Quem usa ferramentas de busca, sabe que se você procurar algo em português vai achar muita coisa, mas se procurar em inglês vai achar MUITO, MAS MUITO MAIS INFORMAÇÃO.

Quem trabalha com Internet/informação, tem a obrigação de buscar informações em inglês. O que, não sabe? O que está esperando pra aprender?

Não precisa ir pra curso, pega um livro, lê e vai traduzindo. Muito do que aprendi foi com o SNES, músicas, filmes e seriados. Vai levar anos pra ler sem usar um dicionário, mas essa hora chega.

Uma maneira fácil de memorizar palavras é traduzir músicas que você gosta, pois se você gosta da banda/música, dificilmente irá esquecer o que traduziu. Isso da música só funciona, obviamente, com Rock Progressivo e vertentes do Metal.

Depois que você sair do básico da programação, não tem jeito, você vai se deparar com duas coisas pra aprender: documentação e fóruns.

Quase toda documentação está em inglês, e há muito mais informações em fóruns do estrangeiro, com gente de todo o mundo falando uma só língua (Imagine all the people...).

Por mais que eu goste de nosso país, e esteja neste momento, contribuindo com material em nossa língua, não há como competir com a quantidade de informação vinda dos chineses e indianos.

Se você quiser ir além da cadeira semestral de computação da faculdade e além de tutoriais do tipo "faça exatamente isso, se quiser alterar algo, não vai dar certo, pois você não aprendeu como funciona, só a copiar e colar", você tem que usar documentação e/ou livros mais aprofundados, que são em inglês.

Veja bem, não estou te dando uma dica, estou dizendo que, em TI, você TEM que saber inglês. Mas relaxa, é algo natural. Simplesmente vá lendo e traduzindo, não precisa escrever uma lista de verbos irregulares e ficar decorando. Simplesmente vá traduzindo que, por osmose, você vai aprendendo.

Pensar em inglês também ajuda demais na fluência na hora de programar, pois os nomes dos tipos, funções, métodos, classes e tudo em programação, está em inglês.

Comentários e README's de programas Open Source são escritos em inglês. Ou seja, outro passo na aprendizagem em TI é ler o que os outros fizeram.

E os outros fizeram em inglês.

Comece.

Outras dicas deste autor

Shell - Encontrando erros

Nautilus: Mudando a exibição padrão dos itens de uma pasta

Universidade XTI - Vídeo aulas

Leitura recomendada

Como recompilar um vídeo/áudio aumentando ou diminuindo seu volume original

Como recuperar senha do root (método "Chuck Norris")

Minimizando aplicativos tela cheia no Gnome com Compiz

PBX brasileiro Disc-OS

Manual rápido do APT

  

Comentários
[1] Comentário enviado por Denommus em 16/07/2012 - 11:15h

Bah, todo mundo sabe que a linguagem de programação mais importante é C.

[2] Comentário enviado por removido em 16/07/2012 - 11:30h

Simplesmente cirúrgica a sua colocação. Ler em inglês é fundamental para aprender.

Eu estou a caminho disso, ainda dou meus tropeços pois estou tentando aprender sozinho, não quero pagar um curso (e não tempo tempo $$$).

Gosto de ler em fóruns em inglês, algum dia eu consigo ler um texto em inglês, tão bem quanto leio em português.

Abs

[3] Comentário enviado por removido em 16/07/2012 - 12:49h

isso deveria ser um artigo e nao essas drogas de win x linux.

porque nao critica ou defende ninguem e inclusive expoe os pontos de forma perfeita.

[4] Comentário enviado por julio_hoffimann em 16/07/2012 - 18:05h

Ótima colocação!

E fica a exclamação para os programadores que ainda insistem em programar na sua língua nativa, por favor parem!

Abraço!

[5] Comentário enviado por felipe300194 em 17/07/2012 - 01:17h

os problemas das pessoas aspirantes a "programador", é que elas querem aprender assim do nada (eu sei porque já fui assim um dia), mas antes de aprender qualquer linguagem deve-se primeiro aprender a lógica de programação. Depois disso, aprender qualquer linguagem fica fácil. Claro que tem OO, mais ai são outros quinhentos...

[6] Comentário enviado por Teixeira em 17/07/2012 - 14:20h

Mas tem certas coisas que são o maior osso...
Eu por exemplo, apesar de já falar Inglês na ocasião, penei bastante para entender realmente o significado de certos conceitos como "queue", "parse", "merge", "stalemate" (1).
E - embora entendendo - para explicar as diferenças entre "slip", "sort", etc.
Isso na década de 70, era grego...
Hoje, felizmente, já existem o Google Tradutor e o Tradukka para auxiliar nesse processo.

(1) Principalmente por que "stalemate" é uma coisa - uma situação insolúvel - e "stale mate" é algo como "companheiro velho".
"Queue" - fila - começou a figurar nos dicionários há relativamente pouco tempo.
Embora não pareça, há diferença entre "sort" e "merge", onde sort é "inserir" e merge é "fundir".
"Slip" - escorregar, inserir, retirar - pode ser confundido com "sort".
Ou não, dependendo se é "slip in", "slip into", "slip out"...

Em caso de dúvidas, consultar o Joel Santana...

[7] Comentário enviado por jarlisson em 17/07/2012 - 17:15h

Tem muita coisa em computação que eu ainda só falo em inglês, por ter aprendido sozinho e só vejo em inglês, costume mesmo...

Algumas só comecei a traduzir agora, pra fazer uns artigos e colocar no meu blog.
Tipo, Pipelines, Back Reference, Hold Space...

Na faculdade, se fala em portugues mesmo, e achei super estranho falar "Construtores", "Construtor padrão" etc.

Pipelines, pesquisei pra colocar em português, é Canalizadores...nunca vou me acostumar com isso, hehe

E em expressões regulares, pensei muuuuito sobre como escrever "match"...tipo, quando a regex "matched" alguma coisa...vi no site do Aurélio, se usa "casar" no português.

Infelizmente, se a gente falar na nossa língua, acabamos nos limitando um pouco.
Em termos de sed e regex,por exemplo, o material do Aurélio é o melhor, de toda a Internet.
Espero que tenha uma versão em inglês, não sei se tem. A galera de fora usaria muito.

[8] Comentário enviado por Denis Ferraz em 19/07/2012 - 18:08h

Boa Tarde a Todos!

Caro @jarlisson moreira;

Como disse o caro @Gedimar: "Simplesmente cirúrgica a sua colocação."
O que gostaria de complementar é que é fundamental saber ler, escrever e interpretar a nossa língua nativa: o português! Se não souber bem o português, é bem provável que terá muuuita dificuldades com qualquer outra língua estrangeira que desejar aprender. Até porque, muuito provavelmente, o texto a ser traduzido ou lido, por exemplo, em inglês, conterá uma linguagem culta ou mesmo coloquial, que caberá uma boa interpretação por parte de que lê!

Fiquem Todos com Deus e obrigado.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts