Vida nova para o Kurumin 7

Neste artigo venho apresentar como dar um novo gás ao Kurumin 7 usando como base o Debian Lenny, o Debian Lenny Backports, entre outros aplicativos.

[ Hits: 76.900 ]

Por: edps em 03/08/2010 | Blog: https://edpsblog.wordpress.com/


Introdução



A extinta distribuição Kurumin Linux foi um marco na história do Software Livre no Brasil, idealizada pelo mestre Carlos Eduardo Morimoto, em sua época o Kurumin conseguiu fazer o que muitas outras distribuições não conseguiram, foi um sucesso entre os linuxers, pois oferecia uma interface amigável, excelente suporte a hardware, era bonita, leve e rápida, isso antes da "febre" Ubuntu.

A versão do Kurumin na qual se baseia este artigo é o Kurumin 7 "light", que tem como base o Debian 4.0 Etch. Veremos como dar uma encorpada nessa saudosa distro utilizando pacotes do Debian 5.0.5 Lenny e do Debian Lenny Backports, entre outros.

A motivação:

Para mim em especial, além de poder contribuir com a maravilhosa história do Kurumin, pesou o fato que ainda vemos no VOL muitos usuários da mesma, alguns com problemas básicos, do tipo: poder utilizar o VirtualBox entre outros.

Pensei então: porque não brindá-los com algo novo, estável, com suporte estendido, visto que o Debian Lenny ainda é a release estável do Debian e receberá atualizações de segurança por um bom tempo.

Bem, essa é a minha intenção...

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Download e instalação
   3. Começa a brincadeira...
   4. Incrementando
   5. Otimizando
   6. Screenshots
   7. Conclusão e referências
Outros artigos deste autor

Instalação do Debian em partição ReiserFS

Enlightenment no Debian Squeeze e no Ubuntu

Introdução ao Void Linux

ArchBang, o Arch Linux fácil!

Ubuntu Control Center

Leitura recomendada

Porque se aventurar no Linux (parte 2) - Instalei, e agora?

KDE 4 dentro do Openbox

História do GNU/Linux: 1965 assim tudo começou!

Configure o Linux para sua avó!

Linux e Windows: Quebrando Estereótipos

  
Comentários
[1] Comentário enviado por Freax em 03/08/2010 - 06:06h

Parabéns pelo artigo muito bom mesmo começarei hoje essa transição.

[2] Comentário enviado por clodoaldops em 03/08/2010 - 07:21h

Caraca véio, que artigo legal!
Até eu que sou novato mas que cheguei a "brincar" com o kurumin 6 fikei " nervoso" p/ testar essa dica!
Quem sabe, né?
Nas Opções de distros com KDE4 vc "esqueceu" do Epidemic Linux 3.1 que está muito bom.
E concordo plenamente com o termo: Linuxmint 9-kde o exterminador do kubunbtu...pois os caras do mint fazem um trabalho "exemplar"
Mais uma vez parabens!
Artigo nota 1000!

[3] Comentário enviado por tatuiano em 03/08/2010 - 09:12h

PARABÉNS, você merece nota 100 pena que não tenha essa nota aqui,então vai um 10 mesmo.

[4] Comentário enviado por removido em 03/08/2010 - 09:26h

realmente um excelente trabalho de um fã do kuruma, que se recusa a vê-lo morrer...
Quanto ao mint com kde, estou usando o 64bits e está muito bom, com todos os codecs e programas instalados facilitando muito a vida da gente...

Trabalho estupendo!
10
;-)

[5] Comentário enviado por amcmg em 03/08/2010 - 09:50h

Genial!

Eu gostava de monte dessa distro, realmente foi uma época legal. Eu gostava da facilidade de uso e também como você disse, da beleza.

[6] Comentário enviado por crank em 03/08/2010 - 09:50h

Cara, PARABÉNS !

Lendo o artigo me deu até vontade de voltar ao kurumin (minha primeira experiência com linux).

[7] Comentário enviado por djdihengo em 03/08/2010 - 11:36h

então, o Kde4 substitui o Kde3 ou tem ainda como iniciar sessão em cada um separado???

e o Biglinux usa o kde3. O que está em desenvolvimento beta que tem o kde4, mas ainda não está pronto, embora esteja num bom nível, melhor que o kubuntu.

[8] Comentário enviado por albfneto em 03/08/2010 - 11:41h

Puxa! Sem palavras! Um grande trabalho.
Creio que vc vai ser citado na Internet, em vários locais, talvez até pelo Morimoto.
Não é só com meta-arquitetura Gentoo que se pode brincar e mudar tudo!
Tenho muito mais prática com gentoo, mas eu gosto de testar coisas, vou baixar Kurumin e reproduzir seu artigo.
já tá nos Favoritos.
Opera, Codecs, Python novo, LXDE, tocadores etc... etc...
realmente nova Vida!
Ressuscitou o Kurumin! e modernizou! Parabéns!

Estava pensando uma coisa, será fácil empacota-lo numa ISO para instalar,Live CD?
aquele remasterizador de Ubuntu funcionaria?

Vc conseguiu com LXDE, se vc instala também o GNOME inteiro, os menus ficam bagunçados? seria possível ter XFCE,LXDE, GNOME e KDE 3 para iniciar em sessões diferentes?

ACVSilva, Kurumin não morreu! "Kurumin Rides Again"!

[9] Comentário enviado por murderb13 em 03/08/2010 - 12:03h

cara realmente vc foi d+...

trabalho esplendido,muito bom msm...

Conheci o linux atraves do kurumin,,e ainda hj conservo os cds do kuruma 4 ,6 e 7 em casa..
Qndo puto da vida qndo tive q migrar para outras distro...

aGOra kum o seu artigo vo voltar pro kuruma na vm pra matar as saudades..

vlw,,

[10] Comentário enviado por xerxeslins em 03/08/2010 - 13:19h

Nota 10 com certeza.


[11] Comentário enviado por removido em 03/08/2010 - 13:50h

Bem galera,

primeiro gostaria de agradecer ao esmero e grande dedicação do amigo Xerxes Lins, que foi o moderador desse artigo. O Xerxes mostrou tamanha disposição e boa vontade em ajudar e aprontar esse artigo, deixando o resultado muito bom. Obrigado Xerxes!

#

Obrigado a todos pelos comentários, de coração. O Kurumin por um bom tempo também fez parte da minha vida. Espero que aqueles que se arriscarem seguindo esse tutoral, consigam atingir seu objetivo de ter um Kurumin levíssimo, sólido e estável, usufruindo de coisas que não é possível usando o Kurumin 7.

#

clodoaldops, realmente me esqueci do Epidemic, que também é uma grande distro e mais uma das indicadas com KDE4 com certeza.

#

djdihengo, sobre sua pergunta: não, não é possível deixar KDE3 e KDE4 lado-a-lado, é um ou outro. Os testes que fiz com o KDE4 foram numa vbox, pra começar você precisará instalar outro ambiente, (usei o LXDE), depois removi todo o KDE3 e por fim instalei o KDE 4.4.4 do Debian Testing.

É como eu disse, ficará estável, sim ficará, mas nada do que ele oferecia funcionará, painéis, alguns scripts, vale a pena? Por isso indiquei as outras distros.

#

albfneto, acho que seria possível sim, agora já perdi essa instalação devido a problema no HD, mas estou com uma máquina nova. Eu tenho um script do antiX que faz isso, quem sabe!

Todos os ambientes podem ser instalados, se o usuário não fizer questão do KDE3 por causa dos painéis, pode substituir o Debian Lenny e o Backports pelo Debian Testing, aí ficaria como "rolling-release", atualizando-se constantemente. A questão dos menus bagunçados do KDE4 é por causa daquela pasta /usr/share/applnk (como nada daquilo funcionava eu a movi de lugar), resolvendo o problema.

Sim, seria possível ter XFCE, LXDE, GNOME e KDE 3 para iniciar em sessões diferentes. Eu só sugiro que se substitua o KDM pelo GDM, por causa daqueles famosos problemas de permissões nas pastas do KDE (não me ocorreu, mas ficou o trauma).

[12] Comentário enviado por Lisandro em 03/08/2010 - 15:26h

Valeu, que artigo bom!
Obrigado

[13] Comentário enviado por pinduvoz em 03/08/2010 - 15:41h

Muito bom, Edinaldo.

10 com louvor.

[14] Comentário enviado por Fabio_Farias em 03/08/2010 - 17:08h

Parabéns edps. Mais um belo trabalho!
Apenas conheci o Kurumin e instalei ele poucas vezes mas nunca o usei de fato. Mas é uma distro excelente. Pena ter acabado.
Parabéns mais uma vez!
Abraços!

[15] Comentário enviado por zereis em 03/08/2010 - 17:18h

Muito bom o artigo! Sou um usuário do Kurumin desde a versão 0.3. Continuo usando o sistema normalmente com muitas das dicas sugeridas pelo artigo. Agora uso o kurumin 7 adaptado para usar o repositório lenny.
Uma coisa que implementei foi a habilitação do repositório Sid, o que permite atualizar o KDE para a versão 4.4.5. Estou com a 4.4.3 em função do espaço maior que a atualização para o 4.4.5 requer. Meu sistema é perfeito, super estável. Os dois repositórios (lenny e sid) convivem perfeitamente.
Reforço o comentário do albfneto, no sentido de que alguem que tenha conhecimentos e facilidades maiores remasterizem a distro e disponibilize para a comunidade. O que faço hoje em dia, quando quero migrar para outra máquina, é fazer uma cópia da partição, ajustando as configurações à máquina nova.
Já usei várias distros, inclusive da família ubuntu, e, até hoje, não consegui nenhuma melhor e mais estável que o kurumin. É uma pena que o projeto tenha acabado!

[16] Comentário enviado por mcnd2 em 03/08/2010 - 17:24h

10 !!!

Muito bom.

Para os que usam o Kurumin, está é uma mão na roda para deixar o sistema atualizado.

[17] Comentário enviado por junior em 03/08/2010 - 20:05h

Cara, sensacional o trabalho.
Eu comecei com Kurumin, lembro que coloquei um cd da versão 3 no meu antigo pentium 3 e resetei o computador 4x antes de ter certeza formatar! Hahaha! Eu tinha 12 anos na época.

O resultado do seu artigo ficou surpreendente, ficou FODÁSTICO!
Parabéns!

[18] Comentário enviado por nicolo em 04/08/2010 - 08:03h

Sensacional. Excelente. Vou tentar.

[19] Comentário enviado por removido em 04/08/2010 - 13:12h

tem uma coisa que o pessoal precisa fazer pra rodar em máquinas novas, o kernel dele, não roda por ser antigo.
primeiro precisaremos de uma unidade portátil(pode ser pendrive, ou mesmo um hd externo, ou ainda, o hd da propria maquina, porém ligado externamente, na usb).
em qualquer distro linux faça 2 partições, uma de 1gb pra abrigar a imagem, e uma pra instalar o kurumin,, depois, faça o comando:
dd if=/imagem/onde/está/o/kurumin.iso of=/dev/sdX count=1
ele irá copiar a imagem do kurumin pra partição(tem que ser sempre a primeira), depois de terminado, coloque o cd do kurumin no drive, reinicie a máquina, com o hd ainda plugado.
quando entrar a tela de boot do kurumin, digite:
bootfrom=/dev/sdX
ele irá dar boot pelo hd, com a imagem que você copiou anteriormente, daí, é só instalar na segunda partição, depois, colocar dentro da máquina e fazer as modificações necessárias pra ele entrar, e dar prosseguimento ao tutorial.
eu pelo menos, faço assim com linux que tem o kernel antigo.

[20] Comentário enviado por corvolino em 04/08/2010 - 18:18h

muito interessante esse artigo ! :)

[21] Comentário enviado por albfneto em 04/08/2010 - 19:53h

PIU... não consigo dar boot em uma vesão antiga CD LIve de Sabayon,que eu queria rodar para brincar com beryl e metisse,que não existem mais.
seu processo funcionaria?

[22] Comentário enviado por crf-rafa em 05/08/2010 - 12:49h

Mano q perfeito *-*
Eu vou testar, Kurumin foi a primeira distro q usei e a que mais gostei
abraços

[23] Comentário enviado por removido em 05/08/2010 - 14:10h

não sei te dizer, albfneto, os unicos que eu testei foram os debians
mas, provavelmente sim
teste aí, e poste pra gente se deu certo ou não
iria ajudar muita gente....

[24] Comentário enviado por removido em 05/08/2010 - 16:23h

Piu,

não entendi muito bem a questão de 'máquinas novas' que você citou. A instalação que fiz foi num Athon 64 3000, com 2GB de RAM e HDs SATA e placa de vídeo off-board e não tive problema.

Na minha nova máquina um Athlon II X4 ainda não fiz esse teste, é isso? são para as últimas máquinas da Intel e AMD?

#

zereis,

os repositórios Debian nos permite inúmeras possibilidades, eu não sou muito chegado a brincar com o SID, já usei essa versão por muito tempo, mas a Testing está só um passinho atrás, oferece atualizações de segurança e é muito estável. E a propósito estou usando o KDE 4.4.5 no Debian Testing.

#

FODÁSTICO foi phod4, uma amiga minha diz "SURUBÁTICO".

t+

[25] Comentário enviado por removido em 05/08/2010 - 19:37h

Muito boa a sua iniciativa edps.

Sempre me cortou o coração, o fato de que quando alguém postava uma pergunta aqui no Vol sobre o Kurumin, e no final de tudo, nós tínhamos que recomendar outra distro pra essa pessoa.

Mas agora, já temos uma maneira de ajudar essas pessoas.

Que bom que temos parceiros como você aqui no Vol.

Abraço.


[26] Comentário enviado por removido em 06/08/2010 - 20:16h

Piu,

No Athlon II X4 a instalação ocorreu normalmente e o uso pós-instalação com o antigo kernel idem.

O que dificulta no meu caso é que o modem 3G não funciona, instalando o kernel do Backports fica tudo perfeito, driver nvidia, modem 3G.

#

Outra questão é em relação ao Grub, mantendo o grub-gfx tive problema para iniciar com o novo kernel (não consegui), daí entrei novamente com o kernel 2.6.18, removi o grub-gfx e instalei o Grub2:

* uma solução seria instalar o pacote do repositório do sidux (mas não testei), parti logo pra remoção:

$ sudo apt-get --purge remove grub*
$ sudo rm -rf /boot/grub
$ sudo rm -rf /boot/tmp

$ sudo apt-get install grub2 grub-pc grub-common
$ sudo update-grub
$ sudo grub-install /dev/dispositivo

#

Sugiro a quem seguir esse tutorial a só remover o kernel 2.6.18 quando já estiver com tudo funcionando.

Para remover o kernel antigo, usem TAB para autocompletar os nomes que contenham 2.6.18:

$ sudo apt-get --purge remove linux-image linux-headers linux-wlan linux-docs

Junto a esses serão removidos outros pacotes que não serão mais necessários, daí:

$ sudo apt-get autoremove --purge

#

Tentei remasterizar com o Remastersys mas deu erro.

[27] Comentário enviado por removido em 11/08/2010 - 01:57h

bem, existem casos e casos
mas, por exemplo, eu nunca consegui instalar aqui, aliás, nem rodar, minha máquina tem um Dual Core E6500, e uma mobo Asus P5Q-E, fabricada depois que o kurumin acabou, ou seja, é mais nova que o kernel dele, ou do etch em si, por isso, nem boot ele dá, por incompatibilidade do kernel com os drivers da mobo.
agora, com o kernel modificado, ele funciona que é uma beleza.
só tirei ele aqui porque o etch morreu de vez, e se o lenny não fosse tão ruim, eu o atualizaria...

[28] Comentário enviado por ileaoorg em 26/08/2010 - 14:24h

meu primeiro linux! uhauahuahuahauhauha =P

[29] Comentário enviado por SlackerPh em 14/09/2010 - 11:14h

Uso slack, mas meu xodó mesmo ainda eh o kurumin 7

uma distribuição incrível!!

artigo nota 10 =D

[30] Comentário enviado por IgorIsaias em 30/04/2011 - 10:02h

"Edinaldo P. Silva", você poderia atualizar o Kurumin 7 (da mesma forma que o fez neste artigo) para os repositórios do Debian Squeeze, remasterizar sua instalação para gerar uma .iso, upar em algum servidor de arquivos e me enviar o link da .iso para eu baixar? Pode upar no 4Shared, que permite agora uploads de até 2GB por arquivo, e pode enviar o link para o e-mail: igorisaiasbanlian@hotmail.com (ou me contatar no MSN por esse mesmo e-mail)!

Teria como usar o KDE 3.5.12 (KDE Trinity) nele também, haja visto que o KDE Trinity 3.5.12 tem versão para Debian Squeeze?

Seria de grande ajuda e utilidade, se puder fazer esse favor, e não precisa disponibilizar isso publicamente, eu estou pedindo para meu uso pessoal, você só disponibiliza publicamente se quiser!

Abraço,
Igor Isaias Banlian

[31] Comentário enviado por bilufe em 05/02/2012 - 18:22h

Achei o artigo bastante tendencioso ao chamar o Mint Linux de Kubuntu killer, pois o Mint Linux (se lançara alguma versão com o KDE) não fará mais do que remasterizar o Kubuntu, e portanto todo o sistema será Ubuntu.

[32] Comentário enviado por removido em 05/02/2012 - 19:25h

@bilufe;

mesmo não sendo eu o autor do tal artigo "The Kubuntu Killer" na época, o Kubuntu "não era assim uma Brastemp", ainda mais que o KDE4 estava em seu início. Hoje em dia é bem sólido e estável, acho que até mesmo no Debian roda muito bem, naquela época foi quando deixei de usar KDE e migrei pro Gnome.

* sem falar que as versões do Mint saem bem depois da release do Ubuntu na qual se baseia, logo, bugs serão reparados, pacotes estarão mais estáveis e etc, quem sabe por isso o tal artigo não teve esse título, visto que a distro apresentou-se melhor?

hoje em dia não concordo com o artigo, nem me preocupo se isso ou aquilo é um remaster dessa ou daquela distro, existem diversas distros derivadas tão boas que podem ser usadas em lugar da original, testo-as apenas por curiosidade por que gosto de montar meu sistema a meu modo.

um abraço.

[33] Comentário enviado por fabiohenriquegm em 07/09/2012 - 01:14h

Cara, voce devia manter o codigo do kurumin e lançar a versão 8. obrigado pelo artigo, serviu muito. valeu


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts