Chakra GNU/Linux

Neste artigo demonstro como personalizar o Chakra 2011.11 codinome 'Edn', uma excelente distribuição Arch-based que tem no KDE
seu foco principal.

[ Hits: 33.827 ]

Por: edps em 15/11/2011 | Blog: https://edpsblog.wordpress.com/


Introdução, download e carregamento do Live-CD



Recentemente voltei a usar o Chakra após algum tempo, neste artigo mostrarei algumas dicas a fim de melhorar a utilização de seu Chakra Edn.

Para início de conversa, o download da mídia de instalação deverá ser realizado através do seguinte endereço:
No meu caso, quando baixei a imagem disponibilizada em 26/Out/2011 optei pela versão em CD, agora a versão mais recente disponibilizada em 05/Nov/2011 é a Chakra-2011.11-Edn.

Não se esqueçam de verificar o MD5 antes de gravar a mídia em CD e se caso precisem gravá-la num pendrive, sigam os passos indicados nestes links:
# dd if=Chakra-2011.11-Edn-CD-i686.iso of=/dev/dispositivo

Não poderei apresentar o processo de instalação para vocês, pois estranhamente no VirtualBox, a imagem (2011.10.26) carrega o ambiente completo, porém o mouse e teclado não funcionam; enquanto que na instalação real não tive nenhum problema, mas o processo de instalação completo pode ser visto na própria página do projeto:

Carregamento do Live CD

Além de muito bonito, o instalador Tribe é bastante intuitivo. Abaixo segue apenas as primeiras telas do LiveCD que pude capturar.

Tela inicial em inglês. Escolha do nosso idioma, escolha do método de boot, carregamento do sistema com a configuração correta do mapa de teclado, locale e etc, Splash inicial e carregamento da sessão KDE:
Linux: Chakra 
GNU/Linux

Linux: Chakra 
GNU/Linux

Linux: Chakra 
GNU/Linux

Linux: Chakra 
GNU/Linux
    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução, download e carregamento do Live-CD
   2. Configurações adicionais
   3. Galeria de imagens
   4. Continuando com as imagens
   5. Pesquisando por pacotes
   6. Modificando tema e resolução do gerenciador de boot BURG
   7. Informações adicionais
Outros artigos deste autor

Configurando um Super OpenBox!

Baixando arquivos do MegaUpload, Rapidshare, 2Shared, 4Shared, ZShare, Badongo, DepositFiles e Mediafire

Apresentando o Linux Mint LXDE Edition

Instalação do Java da Oracle em distros Debian-like

Kernel atualizado no Debian - Parte I

Leitura recomendada

"Usando" 2 Slackwares instalados no mesmo HD - O problema: vmlinuz

Atualizando sua versão Slackware - upgrade de pacotes

hdparm: Tire o máximo do seu HD

Ubuntu-Tweak: Como instalar (Ubuntu Hardy Heron)

Configurando uma pasta compartilhada para os usuários do seu Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por tatuiano em 15/11/2011 - 10:31h

babei,rsrs
Excelente artigo.deu ate coceirinha no dedo.sabe aquele comichão caracteristico da crise...acho que vou ter que tomar remedio pra ver se cura essa danada dessa crise,sera que tomar um litro de cerveja resolve?kkkk
favoritado e nota 10

[2] Comentário enviado por niquelnausea em 15/11/2011 - 11:10h

o kde usado pelo chakra é como o kde-meta do arch?

[3] Comentário enviado por removido em 15/11/2011 - 11:27h

COMPLEMENTO AO ARTIGO:

Em relação a configuração do Burg descobri que não é necessário aquela odisséia toda para modificar temas, resolução e etc, pois mexer nos arquivos de configuração localizados em /etc/burg.d é ir muito a fundo.

Recomendo que se modifique o arquivo /etc/default/burg como pode ser visto no artigo que postei lá no blog:

http://gnu2all.blogspot.com/2011/11/instalacao-do-gerenciador-de-boot-burg.html

e na imagem que se segue:

http://4.bp.blogspot.com/-sJy-OduZHvY/TsBdMEeaLII/AAAAAAAAAvA/jakSxXVcjm4/s1600/burg-arch-3.png

Nesse arquivo, assim como no tradicional /etc/default/grub costumo mexer apenas nas linhas:

GRUB_CMDLINE_LINUX_DEFAULT="quiet splash"

Adicionando a opção: vga=791 (resolução 1024x768)

Na linha abaixo, costumo substituir 'saved' por 1024x768, pois já tive problemas com a famosa mensagem de 'fora de escala'.
GRUB_GFXMODE=saved

Na linha abaixo, SE descomentada pode-se omitir a criação das entradas do recovery-mode, útil sobretudo quando se tem muitas distros ou kernels instalados (meu caso no Debian):
#GRUB_DISABLE_LINUX_RECOVERY="true"

Na linha abaixo não é necessário alterar pois o próprio programa reconhece o último tema utilizado.
GRUB_THEME=saved

Ao final das alterações nesse arquivo recomenda-se que se execute um dos comandos abaixo:

# update-burg

ou

# burg-mkconfig -o /boot/burg/burg.cfg


Vejam também:

https://help.ubuntu.com/community/Burg
http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Grub-animado-no-Ubuntu-BURG-nele
https://wiki.archlinux.org/index.php/Burg

[4] Comentário enviado por removido em 15/11/2011 - 11:29h

@tatuiano,

thanks pelo comentário, e sobre a cerveja se resolver me avise!

@niquelnausea,

os pacotes do Chakra são próprios e empacotados se não me engano a partir dos PKGBUILDs do Arch, essa versão é a 4.7.2-1.

[5] Comentário enviado por clodoaldops em 15/11/2011 - 14:49h

vc é culpado... culpado de eu baixar mais uma distro... srsrsrsrs
favoritado!

[6] Comentário enviado por izaias em 15/11/2011 - 17:12h

Rapaz, estou pra te perguntar isso e acabo 'sisqueceno'.
O Chakra é Rolling Release?


Como sempre, mais um trabalho digno de nota que somente um Linuxer de sua categoria pode merecer.
Parabéns!

[7] Comentário enviado por removido em 15/11/2011 - 17:47h

Thanks @clodoaldo e @izaias.

@izaias, na página oficial do projeto, o Chakra diz ser half-rolling release, usa pacotes novos e uma base estável recebendo a partir daí somente atualizações de segurança.

isso quer dizer que os pacotes 'core' do Chakra ficam congelados até que novas versões do kernel, xorg, drivers (gráficos, som, etc) sejam suficientemente testadas, durante esse período somente recebem atualizações de segurança. Tais pacotes são movidos para os repositórios estáveis (a cada seis meses).

[8] Comentário enviado por izaias em 15/11/2011 - 19:53h

Não conhecia este termo 'half-rolling'.

OK!

[9] Comentário enviado por xerxeslins em 16/11/2011 - 02:00h

Como é o chakra no quesito repositório? é grande como o do arch? usa o mesmo do Arch ou usa um próprio ainda movo e com poucos pacotes?

Parabéns pelo artigo!

[10] Comentário enviado por pinduvoz em 16/11/2011 - 02:19h

Esse eu baixei e não instalei porque não funcionou com o UnetBootIn.

Até comprei umas mídias (CD e DVD), mas acabei esquecendo a iso no HD (é a 2011.09).

Depois desse artigo estou com coceira para instalar.

[11] Comentário enviado por Fabio_Farias em 16/11/2011 - 12:18h

Belo trabalho Edinaldo. É sempre bom conhecer novas distros.
Parabéns!
Abraços!

[12] Comentário enviado por Kaian em 16/11/2011 - 19:27h

Parabéns pelo artigo :)

[13] Comentário enviado por removido em 16/11/2011 - 20:11h

@xerxeslins, o repositório do Chakra não chega ao tamanho do Arch e o CCR que é o similar ao AUR tem pouco mais de 1000 pacotes disponíveis para seus usuários. Também pode-se utiliziar o AUR para acrescentar novos programas.

@pinduvoz, a sugestão para gravar a minha é:

# dd if=nome-da-imagem of=/dev/dispositivo

eu aproveitei e exclui a partição vfat do pendrive, criando uma partição linux no cfdisk edepois formatei meu pendrive para ext2:

# mkfs.ext2 /dev/sdd

@FábioFarias e @Kaian, obrigado pelos comentários

[14] Comentário enviado por tonnytg em 18/11/2011 - 12:23h

Cara mto bom e bem detalhado, achei mto foda o burg que você postou no seu blogger o tema do menu ficou show.
Parabens pelo artigo como sempre

[15] Comentário enviado por removido em 18/11/2011 - 17:16h

Thanks @tonnytq,

o CHakra inclusive está na lista das Top6 distros KDE de 2011:

http://www.linuxbsdos.com/2011/11/17/top-6-kde-distributions-of-2011/

[16] Comentário enviado por removido em 18/12/2011 - 18:19h

lançada a 3ª e release final do Chakra Edn, a 2011.12:

http://distrowatch.com/?newsid=07028

* lembrando que:

O Chakra não suporta o UnetBootin, caso precisem gravá-lo num pendrive sigam essas informações:

http://www.chakra-linux.org/wiki/index.php/Bootable_Medium_Creation

Download:

http://chakra-linux.org/get/


Contribuir com comentário