As mais frequentes pesquisas no Google sobre Linux

Esse artigo foi criado e destinado a usuários que buscam migrar para o Linux mas tem certas dúvidas. Com base nas pesquisa foi observado ainda que muitos usuários estão insatisfeitos com as mudanças do Windows e estão migrando para o Linux, indício de um maior crescimento de nossa comunidade.

[ Hits: 5.456 ]

Por: Wellington Junior em 21/10/2015


Introdução



Conforme digitamos algumas palavras no motor de busca "Google", ele fornece sugestões automáticas em base nos termos mais frequentemente pesquisados por usuários. Digitei algumas palavras sobre o nosso pinguim, em seguida resolvi fazer um pausa e ver o que aparece na lista. Foi interessante e esclarecedor para entender e ver o que as pessoas estão buscando como resposta para suas perguntas.

Um exemplo nada haver com Linux é você digitar "Windows 10", "Por que o Windows 8", através dessa pergunta foram encontradas alguns requisitos tristes que serão mostrados logo abaixo, questões muito interessantes para analisar sobre o sistema operacional da Microsoft (NÃO TENHO NA CONTRA O WINDOWS :) ), são elas:
  • Por que o Windows 8 é ruim?
  • Windows 10 espião?
  • Por que o Windows 8 é tão ruim?
  • Windows 10 não é seguro?
  • Por que o Windows 8 é tão difícil de usa?

Esses são comentários sobre o estado do Windows hoje, e é um indício de que o Windows está perdendo cada vez mais usuários para OSX e o Linux.

O artigo foi criado com base nessa questão! "Porque o Linux é".

Respostas para as 4 primeiras consultas quando você digita: "Porque o Linux é" no Google.

1. Porque o Linux é melhor que o Windows?

  • Windows é pago, o Linux não é!
  • Windows é o sistema mais atacado por hackers, o Linux nem tanto!
  • Windows tem aplicações pagas, o Linux tem aplicações livres!
  • Windows tem código fechado, o Linux tem código aberto!
  • Windows precisa instalar drives, no Linux vem incluso no kernel!
  • Windows não roda em qualquer equipamento, o Linux roda no PC, MackBook, Raspberry Pi, Chromebook etc.
  • Windows precisa ser desfragmentador, o Linux (com Ext3, Ext4 e outros) reduz essa taxa de fragmentação para o mínimo!

Linux é referido como o SO mais utilizado em servidores. O sistema operacional do dispositivo móvel Android é baseado em Linux está na grande maioria dos telefones inteligentes e tabletes em uso hoje.

2. Porque o Linux é gratuito?

Embora você vá encontrar algumas versões (distribuições) do Linux para a compra, a grande maioria são fornecidos gratuitamente. Linux é licenciado de uma forma que permite que qualquer pessoa possa usá-lo livremente. A licença de qualquer membro da comunidade Linux é a liberdade de usar o Linux para qualquer finalidade, distribuir, modificar, redistribuir. Se você modificar, redistribua com suas modificações, você é obrigado pela licença para submeter suas modificações para possível inclusão em versões futuras. Não há garantia de que isso nunca vá acontecer, mas se você tiver feito isso melhor, em seguida as alterações só poderiam ser incluídas na próxima versão da distribuição que você escolheu em primeiro lugar.

Como o Linux pode melhorar continuamente e crescer sem ter usado meu dinheiro já que ele não utiliza o "serial" como tempo de uso? Muitos dos usuários de Linux são corporações que usam o sistema operacional para executar funções para seu negócios ou incluí-lo em seus produtos (telefones Android e televisões Chromebooks, Samsung etc). Muitas dessas empresas fornecem correções e novos recursos para Linux como eles usam em seus negócios. Estas melhorias são dadas de volta para a distribuição Linux e o software melhora. Se você é um usuário doméstico de Linux, um desenvolvedor de aplicações Linux, ou um empregado de uma empresa que usa Linux, você é um membro da comunidade Linux.

Ao contrário do Windows, OSX e ChromeOS, o Linux não é criado e apoiado por apenas uma empresa. É apoiado pela Intel, Redhat, Linaro, Samsung, IBM, SUSE, Texas Instruments, Google, Canonical, Oracle, AMD e Microsoft. Mais de 4.000 desenvolvedores contribuíram para Linux ao longo dos últimos anos, por isso ele é o melhor.

3. Por que o Linux é mais seguro?

Os usuários do Linux não são administradores por padrão. O verdadeiro administrado padrão do pinguim é o root. Ele é o responsável por permitir você mudar algo no SO, sem a sua permissão não se faz muitas coisas.

Quando você clica duas vezes em um arquivo, alguns sistemas operacionais não analisam a extensão (.jpeg, .exe, .pdf, etc), não distinguindo se o arquivo e uma instalação de um programa ou a sua execução está unida a outro código malicioso, a não ser que o antivírus grite intruso. O Linux abre o arquivo no que ele realmente é, não o que sua extensão diz. Vamos dizer que você recebeu um arquivo que termina em .jpg ou .pdf. O arquivo é na verdade um programa de instalação de um malware, e não uma imagem ou um documento como a extensão do arquivo indica.

Formas de expressão seguras do pinguim! Quando você abre um arquivo no Linux, ele vai perguntar à você se deseja continuar a instalação. No final ele também irá pedir-lhe a sua senha. Lembre-se que se você digitar sua senha e clicar em OK neste momento, então você acabara permitindo a instalação na sua máquina isso se o arquivo estiver com rootkit. Se é um vírus do Windows, a instalação falhará, ou não será capaz de infectar sua máquina. Caso você use o Wine.

4. Porque o Linux é melhor?

As versões mais populares do Linux disponíveis hoje podem ser descritas desta maneira. Linux é um sistema operacional de computador moderno, com uma interface atraente, seu gerenciador de atualizações mantém não só o sistema operacional, mas todos os seus aplicativos instalados atualizados na versão atual. E ainda é o sistema operacional mais seguro e de licença livre.

Usar o Linux fornece a você a liberdade de executar um sistema operacional completo e moderno, com aplicativos que você precisa para suas tarefas diárias. Você pode mudar os programas da maneira que você acha necessário, a forma como ele funciona, ou adequar ao seu gosto (não esqueça de compartilhar as mudanças com o movimento livre). Você pode rodar o Linux em um Macbook, em netbook, desde o mais novo Chromebook, também em um Raspberry Pi, em máquinas muito antigas projetados para o Windows, e para os servidores mais poderosos da Internet.

Obrigado a todos.
MADE IN PA.

   

Páginas do artigo
   1. Introdução
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

LPIC 1 vs LPIC 2 - A nova batalha?!

Guia para iniciantes no Linux

Sabayon CoreCDX FluxBox 5.3, excelente!

Solução para Ubuntu sem som

Não quebre o Debian

  
Comentários
[1] Comentário enviado por Sujunior em 21/10/2015 - 16:03h

Ótimo Artigo!

[2] Comentário enviado por kalyban em 21/10/2015 - 17:08h


[1] Comentário enviado por Sujunior em 21/10/2015 - 16:03h

Ótimo Artigo!


Obrigado Sujunior

[3] Comentário enviado por xerxeslins em 22/10/2015 - 00:38h


Gostei. Parabéns.

[4] Comentário enviado por kalyban em 22/10/2015 - 01:24h


[3] Comentário enviado por xerxeslins em 22/10/2015 - 00:38h


Gostei. Parabéns.


Muito obrigado xerxelins.

[5] Comentário enviado por sergeimartao em 30/10/2015 - 13:10h

Direto, objetivo e sem frescura, muito bom!

[6] Comentário enviado por eduardo em 03/11/2015 - 08:55h

Curti o artigo!
Algumas considerações:

"Windows tem aplicações pagas, o Linux tem aplicações livres!" - Não necessariamente.
"Windows precisa instalar drives, no Linux vem incluso no kernel!" - Talvez nos anos 2000 fosse assim, mas não é mais. E quem tem 2 placas de vídeo em notebook (Intel e Radeon, por exemplo) sabe o sofrimento que passa no Linux... Bom, depois de 4 anos, o Ubuntu agora tem suporte nativo e não preciso mais de gambiarra =D


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts