Um pouco sobre Budgie Desktop

Neste artigo eu deixo minhas impressões sobre o Budgie desktop.

[ Hits: 10.642 ]

Por: Xerxes Lins em 15/03/2016 | Blog: https://voidlinux.org/


Introdução



Diante de tantos ambientes gráficos diferentes o usuário Linux pode ficar um pouco atordoado. KDE, Xfce, Gnome... Sem falar nos gerenciadores como i3, OpenBox, FluxBox... As opções são muitas!

Após usar um pouco de cada uma, eu nunca mais fiquei satisfeito. Sempre achei um "defeito" em um ambiente, algum detalhe que me desagrada... Parece que o Linux não tem um ambiente ideal e "perfeito".

Recentemente, experimentei dois ambientes que eu ainda não havia testado. Um foi o Deepin DE, criado para a distribuição Chinesa Deepin.
A primeira vista o Deepin é muito elegante, mas a distribuição em si deixou a desejar. Pelo menos na minha experiência, tive dificuldade para atualizar o sistema e experimentei travamentos e comportamento estranho do cursor do mouse. Vai ver tive azar! Mas a instalação é muito intuitiva e as opções do painel, que pode se tornar como no MAC OS ou como no Windows, é um ponto positivo.

Porém, como o Deepin não me agradou, resolvi testar mais uma distribuição, devido unicamente ao seu ambiente: Budgie. Para isso, optei pela distribuição SparkyLinux que é, na verdade, apenas um Debian Testing pré-configurado.

Um "cat /etc/apt/sources.list" mostrará:

deb http://ftp.debian.org/debian/ testing main contrib non-free
deb-src http://ftp.debian.org/debian/ testing main contrib non-free
deb http://security.debian.org/ testing/updates main contrib non-free
deb-src http://security.debian.org/ testing/updates main contrib non-free
deb http://www.deb-multimedia.org/ testing main non-free

Porém, outros arquivos estão disponíveis em "/etc/apt/sources.list.d" como:

dropbox.list        openoffice.list     sparky.list
google-chrome.list  pipelight.list      virtualbox.list
google.list         playonlinux.list    
liquorix.list       sid.list  

Mas o grande motivo de eu ter escolhido o SparkyLinux foi o ambiente Budgie instalado por padrão. Veja o ambiente:
Aparentemente o Budgie é baseado no Gnome, mas é muito mais enxuto que o Cinnamon. Ele é simples e não tem muitas opções de configuração. Mas atende o usuário que quer apenas um ambiente muito simples e que cumpre sua função.

A única coisa que me desagradou no Budgie foi um (aparentemente) "bug" no ícone de conexão do Wi-Fi, muito pequeno, quase um ponto. Outro problema, porém contornável, é a falta de botões nas janelas para maximizar e minimizar. Só tem o botão de fechar. Mas isso pode ser corrigido com o comando:

gsettings set org.gnome.desktop.wm.preferences button-layout 'menu:minimize,maximize,close'

Algumas opções se tornam disponíveis apenas com a instalação do gnome-tweak-tool, como permitir o uso de ícones na área de trabalho. Por essas e outras percebo que o Budgie ainda está bem verde, mas completamente usável nas mãos de usuários mais acostumados em fuçar as coisas.

MENU

O menu do Budgie desktop lembra bastante o menu do Cinnamon, mas sem as opções de configuração. É aquilo que mostra e fim. Simples, mas eficaz. Há a busca de aplicativos por categorias e também por digitação.

MINIAPLICATIVOS E NOTIFICAÇÕES

Ao clicar na área de miniaplicativos (próximo ao relógio) abre-se um menu lateral com a exibição do calendário e do controle de volume. Há também o botão de Notificações que exibe as últimas mensagens do sistema.

CONFIGURAÇÕES

Ao clicarmos no ícone da engrenagem poderemos ver as opções de configuração do ambiente Budgie.
E também nos dá acesso às configurações do painel:
De fato não há muito o que mostrar ainda sobre o Budgie Desktop, mas parece ser um bom ambiente para quem busca simplicidade com base em GTK apesar de poucas opções de configuração.

Para os interessados deixo o link para download do SparkyLinux com Budgie Desktop:
Obs.: durante o uso do Live-CD (ou USB), o ambiente Budgie pode ficar com o painel transparente, mas isso pode ser corrigido indo nas configurações do painel e marcando a opção "Tema embutido".
Para instalar no Ubuntu ou apenas para ver o ambiente em ação, assista:
Espero que curta e deixe um comentário.

Abraço.

   

Páginas do artigo
   1. Introdução
Outros artigos deste autor

Fresh Player no Slackware (sim, FRESH)

Acelere a publicação de seus artigos e dicas no VOL

Criando um servidor FTP acessível fora da LAN com o Proftpd

Sport: Frontend para Slackbuilds ao estilo Ports do BSD

Instalação do Dspace no CentOS

Leitura recomendada

Como ser um expert em GNU/Linux!

ArchBang, o Arch Linux fácil!

Guia para iniciantes no Linux

Porque se aventurar no Linux (parte 2) - Instalei, e agora?

LPIC 1 vs LPIC 2 - A nova batalha?!

  
Comentários
[1] Comentário enviado por clodoaldops em 15/03/2016 - 16:24h

-eu testei budgie no ubuntu e não gostei
-não me agradou não
-se for para trocar o ubuntu/unity eu ficaria com xubuntu/xfce

[2] Comentário enviado por madrugada em 15/03/2016 - 17:52h

Será este o substituto do XFCE?
Será futuramente possível uma fusão de XFCE+Budgie igual ao LXDE + RazorQt = LXqt?
Kubuntu já não soa bem no nosso idioma, o que dirão do Buduntu? kkk
Só o tempo dirá : )

Brincadeiras à parte, as imagens mostram um ambiente bem elegante.
Parabéns pelo artigo.

[3] Comentário enviado por removido em 15/03/2016 - 18:30h

Ah não, acabar com XFCE! E esses nomes, então?

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------
http://24.media.tumblr.com/tumblr_m62bwpSi291qdlh1io1_250.gif

# apt-get purge systemd (não é prá digitar isso!)

Encryption works. Properly implemented strong crypto systems are one of the few things that you can rely on. Unfortunately, endpoint security is so terrifically weak that NSA can frequently find ways around it. — Edward Snowden

[4] Comentário enviado por tiago4171 em 15/03/2016 - 19:41h

Legal o artigo, porém acredito que seria melhor se tive testado essa DE com o Solus OS, pois se ñ me engano essa DE surgiu de lá.
Fica a dica

[5] Comentário enviado por xerxeslins em 15/03/2016 - 19:55h

Valeu pelos comentários, pessoal.

Hoje estou usando Bunsenlabs com Xfce, pois é mais leve e rápido.

Não creio que o Budgie seja um substituto ao Xfce. Está mais para uma alternativa ao Cinnamon, imagino.

Não testei o Budgie com o Solus OS porque eu queria uma distro baseada em Debian. Um dia quem sabe eu testo essa Solus OS.

Abraço.




--
https://goo.gl/uu8OUX

[6] Comentário enviado por madrugada em 16/03/2016 - 13:40h

Dei uma olhada nas dependências e precisa do gnome-desktop:
https://aur.archlinux.org/packages/budgie-desktop/

Ou seja, é um gnome um pouco mais leve e simples, mas é um Gnome.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts