Tutorial GIMP: Preparando mapas para artigos científicos

Neste artigo procurei estudar os recursos do Gimp e usá-los para produzir um mapa a partir de uma imagem. É voltado para pesquisadores de diversas áreas que usam o Gimp como programa de edição de imagens, mas também é útil para qualquer um que esteja estudando o programa.

[ Hits: 18.906 ]

Por: Bruno Rafael Santos em 10/06/2010 | Blog: http://rafaelocremix.wordpress.com/


Criando um mapinha



Sabe aqueles mapas fofinhos que temos em artigos científicos? Geralmente eles são em escala de cinza para economizar tinta dos periódicos impressos e para evitar que os pesquisadores miguxos transformem o artigo em um carnaval.

Neste tutorial veremos como fazer um mapa simples para um artigo. O procedimento todo foi feito no Gimp 2.6.7 rodando no Mandriva Linux 2010 Free. Os comandos para realizar este procedimento são os mesmos para o Photoshop.

Serão usados recursos bem básicos como Vetores, Seleção, Cores e Edição de Texto, porém são essenciais para trabalhos mais complexos.

Vamos lá!

A bola da vez é um mapa da cidade de São Luís - MA.
Notem que foi tirado do Google Maps, então a qualidade não é das melhores. Também tem muita informação desnecessária, o que torna as coisas mais interessantes...

Vamos usar a ferramenta de Seleção por Cores para separar o oceano do continente: "Shift + o". Pode ser encontrada em Seleção > Por Cor ou pela Caixa de Ferramentas.
O funcionamento é bem simples, clique em uma cor que você queira selecionar e todos os pontos de imagem com essa tonalidade serão selecionados. Isso é melhor que ferramentas como a Seleção Contínua, pois o nosso mapa contém muitos corpos d'água isolados que você precisaria selecionar individualmente depois.

Como existem variações de cores nas áreas costeiras, a ferramenta pode se confundir, então use um baixa Tolerância e o Zoom (Z) para selecionar as variações de tons individualmente. Com isso o resultado ficará bem melhor.
Depois de feita a seleção vem o vetor. O vetor é basicamente um jeito de transformar a seleção em um desenho. Isso é muito útil, pois permite que você possa mexer à vontade na seleção em perdê-la. O vetor fica na aba vetores na caixa de Camadas e Canais:
Agora com o vetor tudo fica muito mais fácil. Tudo que você precisa fazer agora é pintar o vetor. Selecione o vetor na aba Vetores e use o comando Vetor para Seleção. Isso recupera a seleção do oceano sem que você tenha que usar a Seleção por Cores novamente.
Agora é simples, você pode simplesmente apertar Delete para apagar tudo o mar, rios e afluentes. Use a ferramenta Pincel (P) para pintar tudo da cor que desejar.

Por que usar pincel e não a Ferramenta de Preenchimento (Shift + B)? É que o Pincel pintará tudo na seleção e o Preenchimento afeta apenas áreas contínuas. Usa situação semelhante a que encontramos no uso da Seleção por Cores em vez da Seleção Contínua.
Depois é só usar o comando Inverter Seleção (Ctrl + H) para mudar do mar para o continente e fazer a mesma coisa com outra cor. Notem que a seleção do continente inclui as legendas do GoogleMaps para os locais. Você poderá preservá-las criando mais um vetor para elas depois ou pode simplesmente fazer as suas por cima como eu fiz...
Agora é só colocar o texto em seu devido lugar e fazer os retoques finais. É que ficam alguns pontinhos em algumas partes do mapa, são áreas com cores anômalas que foram mal selecionadas.

E pronto, agora é só plotar os pontos cartográficos ou incluir outras legendas que variam com o tipo de trabalho:
   

Páginas do artigo
   1. Criando um mapinha
Outros artigos deste autor

Campos no LibreOffice: usos e abusos

Python para pesquisadores: material didático

Recuperação de arquivos do LibreOffice

Cronogramas e gestão do tempo com o LibreOffice Calc

Defesa pessoal com o GPG, Nautilus Scripts, partições encriptadas e leves doses de paranoia

Leitura recomendada

XGL no Slackware 10.2

Guia SSD no Linux: tudo que você precisa saber e o que precisa esquecer!

Deixando o Gnome com a cara do Mac OS X

Como simular fluidos 3D com o Blender

Transparência de janelas no KDE

  
Comentários
[1] Comentário enviado por Lisandro em 10/06/2010 - 07:03h

Viva o Gimp!!!

[2] Comentário enviado por albfneto em 10/06/2010 - 23:09h

Puxa, legal.... diferente, criativo. está nos favoritos.
sou pesquisador científico, gostei!

[3] Comentário enviado por bieu em 12/06/2010 - 16:05h

vlw rafa !

[4] Comentário enviado por sandrosfc em 26/06/2010 - 03:20h

Muito bom,vlw pela dica ;)

[5] Comentário enviado por levi linux em 12/01/2012 - 11:57h

Outro excelente artigo! Parabéns, favoritado!

[6] Comentário enviado por Miscacer em 28/04/2020 - 05:38h

Você pegou um tópico interessante quando eu estava na faculdade, você sonhava em se tornar um programador, até que meu sonho se tornasse realidade, mas eu tenho tudo à frente, tenho certeza disso. Além disso, aproveitando esta oportunidade, quero ajudar os alunos que assistem a esta postagem no site https://comprartcc.com.br/comprar-monografia/, porque sei com certeza que quase todo mundo tem problemas para escrever dissertações, monografias e outras coisas. Por exemplo, eles já quiseram me expulsar por causa disso.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts