TCOS - Uma alternativa eficiente aos terminais burros

Esse artigo mostrará uma solução de Software Livre chamada TCOS - Thin Client Operating System. Ela permite a implantação e o gerenciamento de redes de terminais burros, de forma eficiente.

[ Hits: 91.792 ]

Por: Aécio dos Santos Pires em 10/01/2009 | Blog: http://aeciopires.com


Introdução



Há lugares em que as redes de computadores são formadas por equipamentos de última geração e, que em alguns casos, são utilizados para realizar tarefas que consomem pouco processamento, como por exemplo: digitar ofícios, elaborar planilhas eletrônicas e navegar na Internet.

Ao passo que, em outras empresas e escolas com baixo poder aquisitivo, os computadores das redes são bastante obsoletos e incapazes de processar as informações em tempo hábil, além de não permitir o uso de softwares robustos.

Nesse último caso, recomenda-se o uso das chamadas redes de "terminais burros". São redes de baixo custo formadas por vários computadores obsoletos, conectados ao servidor (que possui melhor desempenho, no qual está instalado o sistema operacional a ser compartilhado na rede). Os terminais utilizam parte da capacidade de processamento e armazenamento do servidor e, por isso, não necessitam ter bom desempenho e nem unidades locais para armazenamento de dados. Com isso, reduz-se, consideravelmente, os custos de implantação e manutenção da rede.

Há vários projetos de Software Livre que possibilitam o uso dessas redes, entre eles destacam-se: o Linux Terminal Server Project - LTSP, o Thin Station e o Thin Client Operating System - TCOS.

Nas próximas sessões será mostrado como funciona uma rede TCOS, desde a fase de inicialização dos terminais, bem como as vantagens e as desvantagens do uso dessa ferramenta.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. O que é TCOS?
   3. Vantagens x Desvantagens
   4. As ferramentas TCOS
   5. O boot de um terminal TCOS
   6. O boot de um terminal TCOS (continuação)
   7. Instalando o TCOS
   8. Considerações finais e referências
Outros artigos deste autor

O kernel do Linux: A definição, importância e funcionalidades

Leitura recomendada

Instalar o Composer - Framework para o Ginga - NCL

Da programação ao IDE NetBeans

Instalação e utilização do Qemu no Fedora Core

Instalando Wine no Slackware 14.0

2FA-Auth - Gerando Códigos de Autenticação 2FA no seu Terminal

  
Comentários
[1] Comentário enviado por georgekihoma em 10/01/2009 - 19:43h

Quais as diferenças entre o TCOS e o LTSP?

[2] Comentário enviado por Peregrino em 11/01/2009 - 00:25h

Parabêns, muito bom seu tutorial

eu conheço o LTSP,thinstation que uso hoje nos meus terminais e o PXES que usava antigamente que foi comprado pela 2X

gostei muito da ferramenta de configuração gostaria de saber se ele disponibiliza essa ferramenta para computadores quando esta no windows 2003 porque uso o thinstation com servidor windows server 2003

obrigado


[3] Comentário enviado por vanderff em 12/01/2009 - 08:51h

Muito interessante esta ferramenta, mais pelo meu ponto de vista, ele funciona igual ao LTSP.
Eu estou em processo de finalização de um terminal usando rdesktop para conectar em qualquer servidor, desde que esteja pré configurado. Pois estou usando um script feito em python e dentro dele vão as configurações do rdesktop e da função de desligar.
Assim que o meu projeto estiver mais maduro, posto ele aqui para efeito de comparação.
Mais esse Tcos é muito interessante para efeito de comparação com o LTSP.
Parabéns pelo artigo!

[4] Comentário enviado por rcnespoli em 12/01/2009 - 09:22h

Interessante esta ferramenta, não a conhecia.
faço testes com o LTSP, parece que TCOS, tem uma interface amigavél!
parabéns pela explanação !

[5] Comentário enviado por aeciopires em 12/01/2009 - 14:50h

Oi, pessoal!

Muito obrigado pelos comentários. Vou tentar sanar as dúvidas de vocês:

* georgekihoma => O TCOS tem o mesmo objetivo que o LTSP, mas ele apresenta muitas melhorias e funcionalidades. Em breve estarei publicando um artigo com o comparativo entre as duas ferramentas, mas posso lhe adiantar que o TCOS possui uma ferramenta gráfica para configuração e compilação do kernel dos terminais, um ferramenta gráfica e outra WEB para o gerenciamento dos terminais e um boot mais enxuto e otimizado. Essas são coisas que o LTSP ainda não tem. Por outro lado, o TCOS usa um recurso muito bom que o LTSP possui: a virtualização de dispositivos remotos (pendrive, CD-ROM, etc) feita pelo LTSPFS (LTSP File System).

* Peregrino => O TcosConfig não funciona no Windows 2003 (ao menos por enquanto).

* vanderff => eu não diria que o TCOS funciona igual ao LTSP. Ambos têm o mesmo objetivo, compartilham o mesmo pacote para realizar a virtualização de dispositivos conectados aos terminais, graças ao LTSPFS, o processo de boot do TCOS pode ser configurado para funcionar via NFS (tal como o LTSP), porém não são iguais. Se fossem seriam o mesmo projeto. Como disse, em breve estarei publicando um artigo que irar comparar as duas ferramentas e, então, será mais fácil indentificar as diferenças, vantagens e desvantagens de cada uma. Você não perde por esperar.

[6] Comentário enviado por Guevara em 12/01/2009 - 20:50h

Pô se eu soubesse desse projeto teria testado, instalei o LTSP 5.0 no Ubuntu 8.04 e tô penando para que as usbs espetadas no cliente montem, pq atualmente só monta ás vezes e o pendrive espetado no servidor aparece em todos os terminais. O TCOS possui esse tipo de problema?
Se esse projeto conseguir superar os recursos do LTSP vai se tornar o meio mais fácil de fazer uma rede com terminais burros.
Abraço!

[7] Comentário enviado por ryudo em 13/01/2009 - 11:28h

Me parece uma alternativa bem mais acabada que o ltsp5, bom espero ansioso a publicação do artigo que faz a comparação do ltsp5 vs TCOS.
Pena não existir repositório pro ubuntu 8.10.

[8] Comentário enviado por aeciopires em 13/01/2009 - 15:21h

Boa tarde, pessoal!

Estou aqui novamente para tirar mais algumas dúvidas:

* Guevara => O TCOS não possui esse tipo de problema, se for bem configurado. Quando você conecta um dispositivo removível (pendrive, CD-ROM, etc) no terminal, ele só será visível à sessão daquele usuário. Porém se você conectar esse dispositivo no servidor, então, ele será exibido em todas as sessões dos usuários que estiverem logados. Recentemente, foi lançada a ferramenta gráfica: PAM-USB-TCOS, que limita o uso de dispositivos removíveis por usuário. Por exemplo, você cadastra um pendrive e um usuário do sistema na ferramenta. Então, só aquele usuário cadastrado poderá acessar tal dispositivo.

* Ryudo => O TCOS está disponível para todas as versões do Ubuntu (a partir da 6.06) e Debian (a partir da 4..0). Essa informação pode ser comprovada no link: http://www.tcosproject.org/packages.html Isto inclui também as versões de teste das distros. Sem mencionar as distribuições: OpenSuse 11 e Max 4..0. O procedimento de instalação do TCOS no Ubuntu 8.10 é o mesmo adotado para o Ubuntu 8.04, que está no artigo.

Ah! E os estudos que comparam o TCOS e o LTSP 5.0 já foram iniciados e em breve o artigo será publicado.

[9] Comentário enviado por guevara em 13/01/2009 - 18:18h

Aeciopires, parabéns pela iniciativa, vou testar o TCOS assim que tivermos outro laboratório para migrar, pois o atual já está com LTSP, suei bastante para deixar aquilo rodando, infelizmente a parte da usb não funciona como deveria, não se se é problema com o ltspfs ou se é pq o acpi não está habilitado na imagem, verifiquei isso no terminal onde é mostrado para habilitar acpi, porém não é possivel editar linha de menu.lst na imagem pq ela dá o boot pelo vmlinuz.
Essa parte de acpi é muito importante para que o terminal funcione corretamente, pois na linha do kernel deveria constar o parâmetro acpi=force, para forçar o uso do acpi em placas que tenham esse suporte. Na minha faculdade as placas são a PCchips M571 e PCchips M598 (não possuem acpi, apenas apm), a usb é conectada no conector J7, sendo que am cada placa a localização é diferente, em uma fica ao lado do plugue DIM do teclado, e na outra fica ao lado do slot pci.
Seria interessante se alguém criasse um editor gráfico para o dhcp.conf, o lts.conf, o exports, e demais arquivos, uma janela onde cada aba seria um desses arquivos para editar, igual ao Gsambad, um excelente editor para o Samba. Para nós que sabemos editar não há problemas, mas isso é muito demorado, imagina cadastrar 20 terminais nesses arquivos, em um prazo definido? Demora pacas, é preciso agilizar o processo, para ter tudo pronto o mais rápido possível. Isso surgindo no projeto TCOS, iria se tornar padrão em vários lugares. Torço para que o projeto fique cada vez melhor!

Abraço!

[10] Comentário enviado por guevara em 13/01/2009 - 18:21h

Aeciopires, esqueci de dar a dica de criar um canal no IRC para suporte e trocar idéias sobre o TCOS, cria lá um canal na freenode.
O canal #ltsp é um lixo, um monte de imbecil reunidos falando em inglês e na maior má vontade de responder ou trocar informações, aconselho a todos a não perder seu tempo lá.

[11] Comentário enviado por aeciopires em 13/01/2009 - 18:34h

Oi, Guevara!

Valeu! Eu concordo com você, o projeto LTSP e afins são idéias muito boas para reutilizarmos computadores antigos, diminuir o impacto ambiental, reduzir custos e etc. Mas implantar uma rede LTSP oferecendo aos usuários as mesmas funcionalidades que eles teriam nos modernos desktops é trabalhoso, pelo fato de ficar editando o tempo todo arquivos de configuração. O uso de ferramentas gráficas de configuração facilita muito o trabalho da gente e traz resultados mais rápidos aos usuários.

Durante a configuração da imagem dos terminais TCOS, a ferramenta gráfica TcosConfig tem um opção que habilita ou desabilita o uso do ACPI com apenas um clique. Acho que isso resolve o seu problema.

Para conversar e aprender mais sobre o TCOS, acesse o grupo de usuários brasileiros no link: http://groups.google.com/group/tcos_brasil

Nesse grupo você encontrará um manual do usuário TCOS e outros documentos relacionados.

PS.: O desenvolvedor do TCOS também faz parte deste grupo, então, aproveite para relatar bugs e/ou deixar sugestões.

[12] Comentário enviado por aeciopires em 13/01/2009 - 18:43h

Oi, Guevara!

Esse canal já existe. É formado por usuários espanhois, ingleses etc. Entre eles, está o desenvolvedor da ferramenta.

Para acessar o canal IRC leia as instruções na página: http://wiki.tcosproject.org/Help/IRC/pt-br

[13] Comentário enviado por guevara em 13/01/2009 - 21:18h

Maneiro aeciopires, entrei agora no canal #tcos e já estou conversando com o Mario, é espanhol, e eu como sou argentino ficou fácil a comunicação em espanhol.
O legal é que o projeto já conta com pacotes que facilitam muita coisa, por exemplo o diskboot universal, o Mário falou sobre o etherboot-tcos, entre várias outras coisas.
Esse projeto é de suma importância, vou contribuir repassando a informação e usando na faculdade, pois lá temos vários laboratórios, um deles eu migrei para ltsp 5.0, mas os próximos eu vou testar o TCOS.
Vamos entrar no canal pessoal!

/j #tcos

Abraço!

[14] Comentário enviado por guevara em 13/01/2009 - 21:38h

Tai, postei um tópico na comunidade Linux Brasil e Ubuntu Linux Brasil no Orkut recomendando.

Linux Brasil (47156 membros)
http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs.aspx?cmm=19968&tid=5290817787963629553&na=4

Ubuntu Linux Brasil (24213 membros)
http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs.aspx?cmm=463106&tid=5290817242502782961&start=1




[15] Comentário enviado por aeciopires em 14/01/2009 - 09:01h

Oi, Guevara!

Isso é muito bom, aproveite o canal e a lista para tirar dúvidas e contribuir com o projeto à vontade. Quando você tiver o laboratório com o TCOS funcionando avise-nos para que possamos colocar a sua universidade nos caso de sucesso do projeto. E muito obrigado pelas referências, vai ajudar a divulgar mais o projeto no Brasil.

Até mais!

[16] Comentário enviado por aeciopires em 14/01/2009 - 09:21h

========= Errata =========

Oi, Guevara!

Me desculpe pelo equívoco quando disse que o pam-usb-tcos servia para restringir o uso de dispositivos removíveis por usuário. Na verdade ele serve para não pedir a senha todas as vezes que um usuário for utilizar tal dispositivo.

Por exemplo, tem um usuário teste que vai acessar um pendrive conectado ao terminal1. Na primeira vez é pedida uma senha para acessar o dispositivo, o pam-usb-tcos armazena a senha em memória e, da segunda em diante, o usuário acessa o dispositivo sem digitar a senha novamente.

Você pode cadastrar vários dispositivos removíveis e vários usuários (do sistema) no pam-usb-tcos e correlacioná-los.

========= Fim da Errata =========

[17] Comentário enviado por aeciopires em 14/01/2009 - 10:16h

Oi, pessoal!

Esqueci de mencionar no artigo: o TCOS possui a ferramenta gráfica chamada tcos-configurator, que serve para configurar alguns serviços do servidor, tais como: o DHCP, o gerenciador de login, e o cadastro de usuários remotos. Isso agiliza a configuração e não é necessário editar manualmente os arquivos.

Até mais!

[18] Comentário enviado por rrinfor em 18/01/2009 - 23:11h

Olá amigo!

Seu artigo é excelente, e fiquei muitíssimo interessado no projeto e ja comecei a fazer testes, mas tive um pequeno problema aqui, pois uso o KDE e o TCOS nao parece ter ferramentas para configurar o auto loguin com as opçoes nescessárias, sei que posso abilitar o xdmcp em /etc/kde3/kdm/kdmrc e consecutivamente /etc/kde3/kdm/Xaccess, mas pelo que vi no manual de instalação existe uma configuração que me intrigou por se tratar do KDE, segue abaixo:

[daemon]
TimedLoginEnable=true
TimedLogin=/usr/sbin/tcos-gdm-autologin| <<<---
TimedLoginDelay=10

peço sua ajuda para implementar o TCOS com KDE

abraços

[19] Comentário enviado por aeciopires em 19/01/2009 - 15:50h

Oi, rrinfor!

Acesse e cadastre-se no grupo de usuários brasileiros do TCOS no link: http://groups.google.com/group/tcos_brasil

Nesse grupo você encontrará, na página de arquivos, um manual do usuário TCOS, que lhe ensinará a instalar o TCOS no KDE3 ou KDE4.

Até mais!

[20] Comentário enviado por SiMpSoNVR em 28/02/2009 - 16:19h

Para quem disse que o procedimento de instalação é o mesmo para o Ubuntu 8.10, está enganado...

É necessário ter um pacote em mãos que pode ser baixado em...
http://packages.debian.org/search?keywords=libltdl3
Para instalar basta dar 2 cliques no pacote e mandar instalar!!!
Logo após será possível instalar o tcos, sem a necessidade de DEPENDÊNCIAS!!!

Abraço a Todos e Parabéns pelo o ARTIGO!!!

[21] Comentário enviado por aeciopires em 24/03/2009 - 08:17h

Oi, pessoal!

Desculpa a demora, mas acabei de testar o TCOS no Ubuntu 8.10 e quando vocês forem instalarem, usem o seguinte repositório:

deb http://www.tcosproject.org/ intrepid main experimental

O repositório principal para a versão 8.10 ainda não está completo.

Qualquer dúvida na instalação reportem no grupo de usuários brasileiros do TCOS: http://groups.google.com/group/tcos_brasil

[22] Comentário enviado por lordsun7 em 01/12/2009 - 11:11h

Ola Aecio
Cara não consigo monitora os terminais com TCOSMONITOR, configurei standalone habilitando as opções, colocando o usuário e senha conforme o usuário e senha do Tcos-config. Com standalone em execução, eu ativo tcosmonitor, carregando assim os terminais e visualiza cada icone, mas não enviar mensagens, não envia comando e não mostra as telas da área de trabalho. Avisando erro no allow VNC.

Por favor ajude-me.

Obrigado.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts