Subversion - Controle de versão de documentos

Este artigo apresenta um modelo de implementação em Linux para controle e versionamento de arquivos. Após explicar os conceitos envolvidos, é destacado o procedimento de instalação e alguns exemplos de uso.

[ Hits: 79.926 ]

Por: Daniel de Souza em 24/08/2007


Instalando o Subversion



O Subversion foi construído sobre uma camada de portabilidade chamada APR - a biblioteca Apache Portable Runtime. A biblioteca APR provê todas as interfaces que o sistema necessita para funcionar em diferentes sistemas operacionais: acesso ao disco, acesso à rede, gerenciamento de memória e assim por diante.

Mesmo sendo o Subversion capaz de usar o Apache como um de seus programas de servidor de rede, sua dependência sobre a APR não significa que o Apache seja um componente obrigatório. A APR é uma biblioteca standalone utilizável por qualquer aplicação. Isso significa, entretanto, que assim como o Apache, os clientes e servidores de Subversion rodam em qualquer sistema operacional onde o servidor Apache httpd é capaz de rodar: Windows, Linux, todos os sabores de BSD, Mac OS X, Netware, entre outros.

O modo mais fácil de obter o Subversion é baixando um pacote binário construído para o seu sistema operacional. O website do Subversion freqüentemente tem esses pacotes disponíveis para download. O site geralmente contém pacotes de instaladores gráficos para usuários de sistemas operacionais Microsoft.

Se você roda um clone do sistema operacional Unix, pode usar o seu sistema nativo de distribuição de pacotes (RPMs, DEBs, árvore de ports, etc.) para obter o Subversion mais atual. Tenho um ambiente Fedora e o pacote Subversion pode ser selecionado diretamente nos pacotes disponíveis no CD para instalação.

Para algumas plataformas existe também um cliente gráfico (a exemplo o TortoiseSVN) que pode ser integrados ao shell, facilitando a manipulação dos arquivos e do repositório do Subversion. Mesmo o servidor sendo Linux, os clientes podem ser de várias plataformas, e seu acesso é garantido aos recursos do repositório.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Resumo
   2. Conceitos de compartilhamento de arquivos
   3. Instalando o Subversion
   4. Conceitos, informações relevantes e preparação de repositório
   5. Exemplos de uso
   6. Conclusões
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

RAID, tudo que você precisa saber

Usando Sistema de Arquivos BTRFS - Subvolumes, Snapshots e Compactação

Sistemas de arquivos no Unix - Arquivos, Diretórios e Partições

Montando partições NTFS no Fedora 3 através do Captive

Sistemas de arquivos para GNU/Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por wolneysp em 24/08/2007 - 09:44h

Excelente... eu estava precisando muito de uma solução alternativa do M$ Sharepoint que fosse em Linux é Claro!!!

Parabens pelo Artigo...

[2] Comentário enviado por arauto em 26/08/2007 - 11:21h

Parabéns pelo artigo, ficou muito bom. Atualmente utilizo o CVS e o seu artigo ajudou a conhecer um pouco do SUBVERSION.

[3] Comentário enviado por sidicdia em 26/08/2007 - 17:24h

Bem esclarecedor o artigo. Já utilizo o SubVersion para o controle de versionamento de software na empresa, é uma ferramenta excelente tanto para o versionamento de software tanto quanto o controle de documentos diversos.

[4] Comentário enviado por jakson_kiko em 28/08/2007 - 17:41h

Parabens, muito bom seu artigo!!!!


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts