Submount - Solução de montagem automática de volumes em kernel 2.6

Há algum tempo tive muitas dificuldades em implantar supermount em kernel 2.6, daí descobri o submount. Neste artigo pretendo mostrar os passos de instalação e uma aplicação prática dele.

[ Hits: 24.995 ]

Por: Gabriel Falcão Gonçalves de Moura em 18/08/2006 | Blog: http://gabrielfalcao.com


Conhecendo



O submount, diferentemente do supermount, trata-se de um módulo externo de kernel, não um patch. Isso significa que ele pode ser compilado, instalado e carregado sem que o kernel precise ser recarregado.

O submount é composto de:
  • subfs: (submount filesystem), que é o que vai identificar o tipo da mídia e dar ao submountd o resultado;
  • submountd: é um script que é rodado quando o ponto de montagem do volume em questão é acessado, ele também se encarrega de desmontar assim que possível.

Vantagem:

Os sistemas padrão UNIX são conhecidos pela montagem manual de volumes. Isto é particularmente bom quando não queremos que qualquer fator interrompa o uso do volume. Um exemplo é o cdrom: uma vez montado, por default o sistema o deixa travado, se alguém mandar ejetar nada acontece e o processo de uso não é interrompido.

Desvantagem:

Imagine um lugar com grande fluxo de uso e troca de disquetes... Não precisa falar mais nada né... Monta disquete, usa disquete, desmonta disquete, tira o disquete... ninguém merece!

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Conhecendo
   2. Baixando e instalando
   3. Configuração
   4. Utilização
Outros artigos deste autor

Exaile! O substituto do amaroK para Gnome

Splashy - Mudando a "cara" do seu boot no Ubuntu

Leitura recomendada

Configurando leitores ópticos e HDs

Trabalhando com boot duplo ou múltiplo: estação para testes de sistemas operacionais

Linux no Pendrive: Definitivamente configurável e persistente

Acesso a compartilhamentos do Samba sendo autenticados pelo Active Directory usando Kerberos

Acessar, ler e escrever em partições Linux no Windows

  
Comentários
[1] Comentário enviado por agk em 18/08/2006 - 08:31h

Excelente artigo, vai ajudar bastante o pessoal que não gosta muito de ficar montando e desmontando dispositivos.

[2] Comentário enviado por mathcuei em 18/08/2006 - 10:00h

Fala Gabriel! Excelente artigo! Sluni na área!

[3] Comentário enviado por removido em 18/08/2006 - 10:27h

Bom trabalho!
Realmente vc tem razão quando diz que monta-desmonta é um sa...!!!
Este recurso deveria ser padrão em todas as distribuições linux, "igual qui nem" no windows.

[4] Comentário enviado por pools em 18/08/2006 - 10:59h

Interessante.
Artigo rápido e prático.

Gostaria de saber como o KDE 3.5.4 lida com essa situação, já que agora é exigido o HAL.

Até mais,


PoolS

[5] Comentário enviado por Grobsch em 18/08/2006 - 11:37h

Parece bem simples, irei testá-lo em breve... bom artigo

[6] Comentário enviado por tenchi em 18/08/2006 - 13:39h

Não sei, vou experimentar esse submount, mas ainda sou fã do supermount....

[7] Comentário enviado por bolhoso em 18/08/2006 - 18:15h

Muito bacana o artigo, simples e direto! O único problema é com o software em questão, que tem como último lançamento a versão 0.9 datada de 2004! Isso mostra que há algum tempo este projeto não é mais mantido.

[8] Comentário enviado por dark_slack em 18/08/2006 - 18:56h

so complementando para usuarios de slackware.
no slackware eu fiz assim.
pega o autofs e instala e depois pega o autofs-config q tem la no linuxpackages.net e instala também.
http://www.linuxpackages.net/pkg_details.php?id=8957
http://www.linuxpackages.net/pkg_details.php?id=9281
depois de instalar o autofs-config substitua o rc.autofs pelo rc.autofs.new.
# cp /etc/rc.d/rc.autofs.new /etc/rc.d/rc.autofs
é isso ai, valeu!

[9] Comentário enviado por dailson em 21/08/2006 - 09:25h

Bom artigo.

[10] Comentário enviado por removido em 14/09/2006 - 10:24h

Quanto ao uso do AutoFS, ele é bom, mas a velociade de gravação fica horrivel. Quanto aao submount, ele não detecta pen drives. Existe algum jeito de contornar esses problemas?

[11] Comentário enviado por wagnerluis1982 em 27/11/2006 - 14:46h

No Ubuntu Edgy que usa o Kernel 2.6.17-10 nao funciona, infelizmente e procurando solucao tenho visto outras pessoas com problemas parecidos em kernels atuais.

[12] Comentário enviado por rbn_jesus em 23/03/2007 - 17:07h

Estou com um problema em LVM, creio que vc possa me ajudar...
tenho uma configuração lvm em apenas 1 dispositivo, da seguinte forma:
xda1 - /boot - ext3
xda2 - lvm (lvm1 - / - ext3; lvm2 - swap)

como recupero as informações da 1ª partição do lvm neste despositivo?

[13] Comentário enviado por lin_pet em 12/11/2007 - 16:24h

Eu atualizei o kernel do meu slackware 10.2 para o 2.6.23.1.
quando entrei no subfs e dei o make, apareceu isto:

make -C /lib/modules/2.6.16.18/build SUBDIRS=/home/freeman/submount-0.9/submount-0.9/subfs-0.9 modules
make[1]: Entering directory `/usr/src/linux-2.6.16.18'
CC [M] /home/freeman/submount-0.9/submount-0.9/subfs-0.9/subfs.o
/home/freeman/submount-0.9/submount-0.9/subfs-0.9/subfs.c: In function `subfs_lookup':
/home/freeman/submount-0.9/submount-0.9/subfs-0.9/subfs.c:224: error: structure has no member named `i_sem'
/home/freeman/submount-0.9/submount-0.9/subfs-0.9/subfs.c:226: error: structure has no member named `i_sem'
/home/freeman/submount-0.9/submount-0.9/subfs-0.9/subfs.c:231: error: structure has no member named `i_sem'
make[2]: *** [/home/freeman/submount-0.9/submount-0.9/subfs-0.9/subfs.o] Error 1
make[1]: *** [_module_/home/freeman/submount-0.9/submount-0.9/subfs-0.9] Error 2
make[1]: Leaving directory `/usr/src/linux-2.6.16.18'
make: *** [default] Error 2

Alguém pode me ajudar? Eu não sei o que posso fazer.
Obrigado!


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts