Slackware + Gentoo - Dual-boot sem live-CD/USB

Salve, galera. Este artigo é para desmitificar a instalação do Gentoo , que é tratada como uma das mais dificieis.

[ Hits: 11.738 ]

Por: Jose Mario em 11/08/2014


Esclarecimento



Salve, galera. O texto do artigo a seguir é complemento dos vídeos. Demonstra como fiz a instalação aqui na minha máquina, funciona tranquilamente por isso documentei ela em vídeo. Essa instalação do vídeo do artigo foi feita numa "virtual machine" e demorou mais de 20 horas para ser concluída, só para mostrar que este método funciona.

Ela é uma instalação atípica, e difere da descrita no handbook com variáveis. Tem partição swap ativa para o Slackware e partição home montada para o Slackware e com sistema em pleno funcionamento. O hardware, no momento da instalação, está configurado para o Slackware e então não tem como seguir o handbook à risca nessa fase de instalação, que adaptei a minha realidade e quis compartilhar o conhecimento com os demais. Primeiro assista aos vídeos e preste atenção aos comandos.

Trata-se de um guia para ter como base, e adaptá-lo para sua realidade.

Minha máquina tem um dualboot com Slackware e Gentoo, em UEFI e GPT. O Grub do Slackware gerencia os sistemas. Minha máquina tem uns 15 meses que a adquiri, o Slackware está 15 meses nela e o Gentoo adicionei depois. Instalei o Gentoo pelo Slackware. Meu Slackware 14.1 64 bits multilib passou por quatro atualizações de kernel e está firme e forte .

O Gentoo aqui tem mais ou menos oito meses instalado, passou por 6 atualizações de kernel ilesas, e está firme e forte. Usei este método, descrito no artigo, para instalá-lo.

Formatei minha máquina apenas para instalar o Slackware e o Gentoo, de lá para cá nenhuma formatação.

Obs.: antes de criar os vídeos e o texto, fiz nove instalações do Gentoo em "virtual machine" para testes e todas funcionaram. A última instalação que fiz foi em julho de 2014 usando esse método e funcionou perfeitamente. Totalizando 10 instalações de testes.

Início

Vou fazer uma demonstração de instalação de um Dualboot com o Slackware e o Gentoo.

Vou instalar o Gentoo pelo Slackware através do chroot.

Obs.: a instalação do Gentoo requer bastante tempo, antes de começar a instalar, planeje bem.

Vídeo da 1ª parte:

Vídeo da 2ª parte:

Instalação em VMware do Gentoo dentro do Slackware, em 15/08/2014, seguindo o artigo, até o boot:

Imagens do Gentoo instalado aqui na minha máquina:
Linux: Slackware + Gentoo - Dual-boot sem live-CD/USB   Linux: Slackware + Gentoo - Dual-boot sem live-CD/USB   Linux: Slackware + Gentoo - Dual-boot sem live-CD/USB

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Esclarecimento
   2. Instalação - 1ª parte
   3. Instalação - 2ª parte
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Recuperando RouterOS na RouterBOARD 450

Configurando a Sony Cybershot DSC-W1

Explorando as possibilidades do XFree86

Como transformar seu DVD/RW em um disco de backup como se fosse um HD convencional

Configurando um NAT

  
Comentários
[1] Comentário enviado por xerxeslins em 11/08/2014 - 00:17h

Superb! Favoritado e nota 10.

[2] Comentário enviado por zezaocapoeira em 11/08/2014 - 03:11h


[1] Comentário enviado por xerxeslins em 11/08/2014 - 00:17h:

Superb! Favoritado e nota 10.


Salve xerxeslins . Obrigado .

[3] Comentário enviado por lcavalheiro em 11/08/2014 - 11:23h

Zezão, você pode usar o mesmo usuário para os dois sistemas SE E SOMENTE SE os arquivos de configuração do Gentoo não conflitarem com os do Slackware E o usuário estiver associado à mesma GID e UID nos dois sistemas. Isso pode ser um problema no Slackware, que não vincula o usuário a um grupo específico, mas ao grupo users. Não falo dos arquivos que vão parar em ~/.config, mas aqueles que ficam no ~ mesmo. Dá uma comparada neles, se for o caso você consegue manter o mesmo usuário nas duas distros de boa.

[4] Comentário enviado por zezaocapoeira em 11/08/2014 - 11:45h


[3] Comentário enviado por lcavalheiro em 11/08/2014 - 11:23h:

Zezão, você pode usar o mesmo usuário para os dois sistemas SE E SOMENTE SE os arquivos de configuração do Gentoo não conflitarem com os do Slackware E o usuário estiver associado à mesma GID e UID nos dois sistemas. Isso pode ser um problema no Slackware, que não vincula o usuário a um grupo específico, mas ao grupo users. Não falo dos arquivos que vão parar em ~/.config, mas aqueles que ficam no ~ mesmo. Dá uma comparada neles, se for o caso você consegue manter o mesmo usuário nas duas distros de boa.


Salve lcavalheiro . Por cautela da minha parte mesmo , prefiro criar usuários diferentes para cada sistema que vão compartilhar a mesma home . Valeu pela dica .

[5] Comentário enviado por lcavalheiro em 11/08/2014 - 13:00h

Compreendo a parte da cautela. Da minha parte, posso garantir que funciona. Mas se você quiser jogar seguro, crie usuários diferentes e use o velho esquema de vínculos simbólicos pra garantir acesso aos arquivos que você precisa usar nas duas distros :-)

[6] Comentário enviado por zezaocapoeira em 11/08/2014 - 13:02h


[5] Comentário enviado por lcavalheiro em 11/08/2014 - 13:00h:

Compreendo a parte da cautela. Da minha parte, posso garantir que funciona. Mas se você quiser jogar seguro, crie usuários diferentes e use o velho esquema de vínculos simbólicos pra garantir acesso aos arquivos que você precisa usar nas duas distros :-)


Valeu pela dica .

[7] Comentário enviado por sudopp em 11/08/2014 - 15:30h

b


[8] Comentário enviado por sudopp em 11/08/2014 - 15:54h

a

[9] Comentário enviado por xerxeslins em 11/08/2014 - 15:55h

sudopp,

se você acha que o artigo está péssimo, tudo bem. Não tenho nada contra isso.

O artigo funciona e a prova disso é que o autor usa o slack e o gentoo em dual boot e os vídeos do artigo também dão um grande suporte ao leitor.

Obviamente esse artigo, não é voltado para iniciantes, não ensina a configurar tudo, mas apresenta o básico e resumido para a solução pretendida: dual boot, gentoo e slackware sem live-cd e sem live-usb. Apenas isso.

Se está desatualizado, em algum comando, isso se deve ao fato de que na época em que o conteúdo foi escrito, o comando era esse. Esse artigo era uma dica antiga, e foi transformado em artigo só agora recentemente. O autor apenas não se atualizou sobre descompactar o portage, vai ver ele nem sabia, pois como eu disse, o conteúdo é antigo e ele deve ter instalado faz tempo.

Mas isso é um detalhe, você poderia ter comentado isso sobre o portage, sem desmerecer o artigo. No intuito de ajudar.

Agora o cara gasta tempo e energia criando uma coisa para ajudar no VOL, e é normal conter alguns erros. Mas acontece que a gente também precisa da ajuda dos outros através de comentários e incentivos. Para assim a maioria sair ganhando.

Por isso eu acho que o artigo não está péssimo. Está muito bom. Eu achei super interessante.

Só não está mastigado.

Mas cada um é cada um.

[10] Comentário enviado por sudopp em 11/08/2014 - 16:05h

c

[11] Comentário enviado por xerxeslins em 11/08/2014 - 16:13h


[10] Comentário enviado por sudopp em 11/08/2014 - 16:05h:

me descupe, pela grosseria, mas e que tal faltando muita coisa! o artigo nao funciona! a descompactacao do portage e de menos, eu nem devia mencionar. peco desculpa.


qué isso cara! sua distro favorita deve ser gentoo né? aí vc vê um artigo "a jato" sem explicar muito as coisas. Se alguém for tentar fazer, vai dar erro. deve ter sido irritante mesmo.
eu ainda não tentei, to com receio de mexer no meu HD (as 4 partições primárias estão ocupadas). o autor me deu umas dicas boas para ajeitar o hd pra poder funcionar... mas mesmo assim estou com receio.

uma sugestão seria vc entrar em contato com o autor pelo email (no perfil dele) e dizer o que está errado ou faltando.
outra sugestão seria deixar um comentário com as modificações e, possivelmente, elas seriam acrescentadas ao artigo com os devidos créditos (você!)

Abraço!

[12] Comentário enviado por zezaocapoeira em 11/08/2014 - 16:50h

>> Esclarecimento

Salve galera . O texto do artigo acima é complemento dos video . Demonstra como fiz a instalação aqui na minha máquina , funciona tranquilamente por isso documentei ela em video , essa instalação do video do artigo foi feita numa vm e demorou mais de 20 horas pra ser concluida , só pra mostrar que este metodo funciona .

Ela é uma instalação atípica da descrita no handbook com variáveis , ( partição swap ativa para o Slackware e partição home montada para o Slackware e com sistema em pleno funcionamento , o hardware no momento da instalação está configurado para o Slackware e então não tem como seguir o handbook a risca nessa fase de instalação ), que adaptei a minha realidade e quiz compartilhar o conhecimento com os demais . Não gostar é uma coisa , agora dizer que não funciona sem tentar usá-la ou usá-la sem prestar atenção nos comandos é outra . Primeiro assista os videos e preste atenção nos comandos .

Ela é um guia pra ter como base , e adaptá-la pra sua realidade .


Minha máquina tem um dualboot com Slackware e Gentoo , em UEFI e GPT , Grub do Slackware gerencia os sistemas . Minha máquina tem uns 15 meses que a adquiri , o Slackware está 15 meses nela e o Gentoo adicionei depois . Instalei o Gentoo pelo Slackware . Meu Slackware 14.1 64 bits multilib passou por 4 atualizações de kernel e tá firme e forte .

O Gentoo aqui tem mais ou menos 8 meses instalado , passou por 6 atualizações de kernel ilesas , e tá firme e forte . Usei este metodo pra instalá-lo .


Formatei minha máquina apenas pra instalar o Slackware e o Gentoo , de lá pra cá nenhuma formatação .


OBS > Antes de criar os videos e o texto . Fiz 9 instalações do Gentoo em VM para teste e todas funcionaram . A última que fiz foi em julho de 2014 usando esse metodo e funcionou perfeitamente . Totalizando 10 instalações de testes .




[13] Comentário enviado por sudopp em 11/08/2014 - 18:22h



[14] Comentário enviado por Lucas_Mariano em 11/08/2014 - 20:15h

Muito bom o artigo Zezão! Como pude ver você se dedicou muito para escrevê-lo, parabéns por esse esforço em buscar fazer algo bem feito. Ultimamente não tenho "andado" de Gentoo, mas na quarta voltarei ao Funtoo. Sabe como é, ver artigos no Vol sobre Gentoo e Funtoo (seu e do Xexerslins), faz a gente ter saudade do portage, mesmo que o pacman esteja funcionando perfeitamente. Um abraço, e nos vemos no Dota.
Obs: você joga bastante de pudge ein? rsrs

[15] Comentário enviado por zezaocapoeira em 11/08/2014 - 20:20h


[14] Comentário enviado por Lucas_Meneses em 11/08/2014 - 20:15h:

Muito bom o artigo Zezão! Como pude ver você se dedicou muito para escrevê-lo, parabéns por esse esforço em buscar fazer algo bem feito. Ultimamente não tenho "andado" de Gentoo, mas na quarta voltarei ao Funtoo. Sabe como é, ver artigos no Vol sobre Gentoo e Funtoo (seu e do Xexerslins), faz a gente ter saudade do portage, mesmo que o pacman esteja funcionando perfeitamente. Um abraço, e nos vemos no Dota.
Obs: você joga bastante de pudge ein? rsrs


Salve mano . Obrigado . No Dota 2 , estou pegando as manhas ainda , rsrsrs .

[16] Comentário enviado por xerxeslins em 11/08/2014 - 22:59h

Me meu a louca. Queimei um CD com a imagem mínima do Gentoo, apaguei a partição do Slackware e vou instalar Funtoo. :x

Não sei se vou conseguir, pois não tenho costume com distros de compilação. Mas vou tentar.

Já instalei Gentoo antes e Funtoo em virtualbox recentemente. Agora será a primeira vez que vou instalar Funtoo na vera

[17] Comentário enviado por zezaocapoeira em 12/08/2014 - 04:43h


[16] Comentário enviado por xerxeslins em 11/08/2014 - 22:59h:

Me meu a louca. Queimei um CD com a imagem mínima do Gentoo, apaguei a partição do Slackware e vou instalar Funtoo. :x

Não sei se vou conseguir, pois não tenho costume com distros de compilação. Mas vou tentar.

Já instalei Gentoo antes e Funtoo em virtualbox recentemente. Agora será a primeira vez que vou instalar Funtoo na vera


Salve mano . Faça aquele esquema de particionamento que lhe sugeri antes " 3 partições primárias e uma lógica ".

Boa sorte .

[18] Comentário enviado por lcavalheiro em 12/08/2014 - 12:50h

O artigo não se pretende de maneira nenhuma ser um passo-a-passo pegando o iniciante recém-saído do Ubuntu para distros mais sérias. É coisa pra quem já fez a instalação do Gentoo pelo handbook (aka masoquistas) e quem consegue escrever um guia de pós-instalação do Slackware bêbado, sem comer há dois dias e sem dormir há cinco. Ou seja, é coisa pra quem sabe o que fazer. O artigo é apenas uma orientação, e como orientação é precisa o suficiente. Agora, pra quem gosta de seguir manuais, vá usar Debian-like, que não funcionam nem se você seguir o manual a risca...

Mais uma vez parabéns, José! Eu vi os scripts pro qemu, só estou sem tempo pra lê-los com calma.

[19] Comentário enviado por zezaocapoeira em 12/08/2014 - 12:56h


[18] Comentário enviado por lcavalheiro em 12/08/2014 - 12:50h:

O artigo não se pretende de maneira nenhuma ser um passo-a-passo pegando o iniciante recém-saído do Ubuntu para distros mais sérias. É coisa pra quem já fez a instalação do Gentoo pelo handbook (aka masoquistas) e quem consegue escrever um guia de pós-instalação do Slackware bêbado, sem comer há dois dias e sem dormir há cinco. Ou seja, é coisa pra quem sabe o que fazer. O artigo é apenas uma orientação, e como orientação é precisa o suficiente. Agora, pra quem gosta de seguir manuais, vá usar Debian-like, que não funcionam nem se você seguir o manual a risca...

Mais uma vez parabéns, José! Eu vi os scripts pro qemu, só estou sem tempo pra lê-los com calma.


Salve lcavalheiro . Obrigado .

[20] Comentário enviado por xerxeslins em 13/08/2014 - 21:00h

@zezao, apaguei a partição swap, criei três partições lógicas: uma pra home, uma pra raiz do slackware e outra pra tentar instalar gentoo hehehe um dia chego lá :)

[21] Comentário enviado por zezaocapoeira em 13/08/2014 - 21:56h


[20] Comentário enviado por xerxeslins em 13/08/2014 - 21:00h:

@zezao, apaguei a partição swap, criei três partições lógicas: uma pra home, uma pra raiz do slackware e outra pra tentar instalar gentoo hehehe um dia chego lá :)


Salve xerxeslins . A instalação do Gentoo é mais simples que a do Funtoo , minha opinião . Quando for instalar o Gentoo use o make.conf que disponibilizei no artigo adaptando algumas coisas pra sua realidade , com isso o portage não vai ficar reclamando por falta de flags , depois é só ir enxugando o make.conf aos poucos e moldando ao seu gosto.

Na parte do kernel recomendo fazer como descrevi no artigo e fiz no video , copiar o " .config " do Slackware para o Gentoo . Com isso você terá um sistema completo no final da instalação e não terá que ficar compilando módulos aleatoriamente no uso do dia a dia , depois de tudo configurado é só ir enxugado o kernel . Também prefira usar o kernel estável .

[22] Comentário enviado por xerxeslins em 14/08/2014 - 12:11h

eita, mas eu já comecei com funtoo desde ontem.

se não der certo tento gentoo.

estou terminando as ultimas configurações do Funtoo antes do primeiro boot. Já configurei ele no LILO. CPU tá em 100% compilando umas coisas (wicd, pciutils e dhcpcd). futuramente vou investir num notebook mais parrudo. esse note é fraquinho. demora muito pra compilar.

se der tudo certo eu comemoro hahahaha

[23] Comentário enviado por zezaocapoeira em 14/08/2014 - 12:16h


[22] Comentário enviado por xerxeslins em 14/08/2014 - 12:11h:

eita, mas eu já comecei com funtoo desde ontem.

se não der certo tento gentoo.

estou terminando as ultimas configurações do Funtoo antes do primeiro boot. Já configurei ele no LILO. CPU tá em 100% compilando umas coisas (wicd, pciutils e dhcpcd). futuramente vou investir num notebook mais parrudo. esse note é fraquinho. demora muito pra compilar.

se der tudo certo eu comemoro hahahaha


Salve xerxeslins . Boa sorte . Qual o método de instalação que está usando live cd ou está instalando ele pelo Slackware ?

[24] Comentário enviado por xerxeslins em 14/08/2014 - 12:33h

Estou instalando pelo Slackware, sem live-cd. Como você mostrou.

[25] Comentário enviado por xerxeslins em 14/08/2014 - 15:01h

amigo zezaocapoeira, apenas avisando que desde aquela hora por volta de meio dia... agora é que está acabando a instalação daqueles minúsculos pacotes que somados nem chegam a 600k.

imagina compilar o libreoffice...

funtoo e gentoo realmente EXIGEM uma máquina boa.

se der tudo certo, vou deixar o computador trabalhando enquanto durmo.

é o único jeito.


[26] Comentário enviado por zezaocapoeira em 14/08/2014 - 15:13h


[25] Comentário enviado por xerxeslins em 14/08/2014 - 15:01h:

amigo zezaocapoeira, apenas avisando que desde aquela hora por volta de meio dia... agora é que está acabando a instalação daqueles minúsculos pacotes que somados nem chegam a 600k.

imagina compilar o libreoffice...

funtoo e gentoo realmente EXIGEM uma máquina boa.

se der tudo certo, vou deixar o computador trabalhando enquanto durmo.

é o único jeito.



Salve mano . Uma dica é usar os binários deles http://packages.gentoo.org/package/app-office/libreoffice-bin , http://packages.gentoo.org/package/www-client/firefox-bin , é mais rápido pra instalar e pra atualizar .

[27] Comentário enviado por xerxeslins em 14/08/2014 - 17:21h

help, zezao!

deu erro após o boot.

Veja o que aparece durante o boot:

---------------------------------------------------
mount: mounting /dev/sda6 on /newroot failed: Invalid argument
! Could not mount specifield ROOT, try again
! Could not find the root block device in .
----------------------------------------------------


Agora veja meu fstab (Slackware):

/dev/sda5 / ext4 defaults 1 1
/dev/sda7 /home ext4 defaults 1 2
/dev/sda2 /windows ntfs-3g fmask=111,dmask=000 1 0
#/dev/cdrom /mnt/cdrom auto noauto,owner,ro,comment=x-gvfs-show 0 0
/dev/fd0 /mnt/floppy auto noauto,owner 0 0
devpts /dev/pts devpts gid=5,mode=620 0 0
proc /proc proc defaults 0 0
tmpfs /dev/shm tmpfs defaults 0 0

# Funtoo
UUID=dee3fec2-c001-474a-8557-07a9e3625221 /mnt/funtoo ext4 defaults 0 2


Agora veja meu lilo.conf (Slackware):

# Windows bootable partition config begins
other = /dev/sda1
label = Windows
table = /dev/sda
# Windows bootable partition config ends
# Linux bootable partition config begins
image = /boot/vmlinuz
root = /dev/sda5
label = Linux
read-only
# Linux bootable partition config ends

# Funtoo
image = /mnt/funtoo/boot/kernel-3.14.14
root = /dev/disk/by-uuid/dee3fec2-c001-474a-8557-07a9e3625221
label = Funtoo
initrd = /mnt/funtoo/boot/initramfs-genkernel-x86_64-3.14.14-gentoo
append="real_root=/dev/sda6"
read-only


Agora veja a saída do "ls" do diretório /boot (Funtoo):

initramfs-genkernel-x86_64-3.14.14-gentoo kernel-3.14.14

E o fstab do funtoo:

#/dev/sda1 /boot ext2 noauto,noatime 1 2
#/dev/sda3 none swap sw 0 0
/dev/sda6 / ext4 noatime 0 1
/dev/sda7 /home ext4 noatime 0 2
/dev/cdrom /mnt/cdrom auto noauto,ro 0 0


Será algum problema de kernel?

Abraço!

[28] Comentário enviado por xerxeslins em 14/08/2014 - 17:23h

é funtoo com kernel de gentoo

[29] Comentário enviado por zezaocapoeira em 14/08/2014 - 17:46h

# Funtoo
image = /mnt/funtoo/boot/kernel-3.14.14
root = /dev/disk/by-uuid/dee3fec2-c001-474a-8557-07a9e3625221
label = Funtoo
initrd = /mnt/funtoo/boot/initramfs-genkernel-x86_64-3.14.14-gentoo
append="real_root=/dev/sda6"
read-only


###
root = /dev/disk/by-uuid/dee3fec2-c001-474a-8557-07a9e3625221 <--- confira a UUID


append="real_root=/dev/sda6" <------tire essa linha pra ver se o erro persiste

####

De uma olhada aqui http://www.funtoo.org/Lilo , http://www.funtoo.org/ZFS_Install_Guide, tente aplicar algumas dessas configurações . O Funtoo lida um pouco diferente com bootloader em relação ao Gentoo .

Caso o erro persista tente usar o GRUB do Slackware http://gnutwoall.wordpress.com/2013/11/03/grub2-no-slackware-current/ .


[30] Comentário enviado por xerxeslins em 14/08/2014 - 18:37h

obrigado, zezao... mas não foi dessa vez.

nem o grub adiantou... deu outro tipo de erro lá.

tô achando que tenho que habilitar alguma coisa no kernel.

mas perdi minha paciência.. principalmente depois de levar 3h pra instalar 3 aplicativos que no slackware é menos de 60seg.

mas o bom é que tenho uma partição extra pra brincar.

talvez se eu tentar instalar gentoo ao invés de funtoo... talvez funcione. não sei.

mas vou deixa pra próxima. vou descansar. desde ontem a noite to com a cabeça nisso hahaha

[31] Comentário enviado por zezaocapoeira em 14/08/2014 - 18:55h


[30] Comentário enviado por xerxeslins em 14/08/2014 - 18:37h:

obrigado, zezao... mas não foi dessa vez.

nem o grub adiantou... deu outro tipo de erro lá.

tô achando que tenho que habilitar alguma coisa no kernel.

mas perdi minha paciência.. principalmente depois de levar 3h pra instalar 3 aplicativos que no slackware é menos de 60seg.

mas o bom é que tenho uma partição extra pra brincar.

talvez se eu tentar instalar gentoo ao invés de funtoo... talvez funcione. não sei.

mas vou deixa pra próxima. vou descansar. desde ontem a noite to com a cabeça nisso hahaha



Salve mano . Desanima não . Quando tiver tempo e paciência tente instalar o Gentoo como descrevi no artigo , ele é mais tranquilo que o Funtoo minha opnião .

Quando tiver tempo vou tentar instalar o Funtoo em dualboot com o Slackware numa vm , tendo o artigo como uma das bases . Talvez descubra algo pra compartilhar .

Obrigado pela atenção , salve !!!

[32] Comentário enviado por zezaocapoeira em 15/08/2014 - 11:04h

Salve galera . Instalei o Gentoo pelo Slackware , hoje 15/08/2014 , no VMware seguindo o artigo http://youtu.be/YsGEUS-ZKXw , até o primeiro boot .
Como viram funciona tranquilamente .

[33] Comentário enviado por xerxeslins em 15/08/2014 - 11:20h


[32] Comentário enviado por zezaocapoeira em 15/08/2014 - 11:04h:

Salve galera . Instalei o Gentoo pelo Slackware , hoje 15/08/2014 , no VMware seguindo o artigo http://youtu.be/YsGEUS-ZKXw , até o primeiro boot .
Como viram funciona tranquilamente .


Sim funciona! Adicionei o vídeo novo na primeira página.

Meu problema foi com o Funtoo, sem ser virtual. No Virtualbox é mais fácil definir o kernel. Creio que faltou habilitar algo no kernel, quando tentei, para permitir o boot do Funtoo. Mas funciona sim!

Atualmente sem saco para compilar novamente o básico do funtoo, por isso instalei Elementary OS Freya para testar e baixei o Calculate (gentoo pronto pra uso) e vou fazer triplo boot com eles e o windows.

Abraço!

[34] Comentário enviado por mariojuniorjp em 16/08/2014 - 10:46h

Rapaz, tutorial a nível very hard. Hehehe

Não sabia que era possível instalar um sistema de dentro do outro. No mais, 20hrs para instalar o Gentoo? WOW! Eu sabia que demorava bastante, mas não sabia que era isso tudo (óbvio que depende do hardware).

No mais, ainda sou muito "café com leite" pra enfrentar o slack ou gentoo. Vou ficando aqui pelo Arch mesmo. ;)


[35] Comentário enviado por xerxeslins em 18/08/2014 - 08:34h

Aí, agora deu certo, zezao.

Funtoo instalado através de outro Linux sem live-cd/usb. (só que não estou mais com Slackware e sim com Elementary, mas dá no mesmo).

Não sei o que errei antes, naquela vez. Mas dessa vez deu certo. Deu boot no Funtoo sem erros.

Ainda vou criar usuário e instalar as coisas.

Depois crio um artigo parecido com o seu, só que com Funtoo.

Abraço.

[36] Comentário enviado por zezaocapoeira em 18/08/2014 - 10:46h


[35] Comentário enviado por xerxeslins em 18/08/2014 - 08:34h:

Aí, agora deu certo, zezao.

Funtoo instalado através de outro Linux sem live-cd/usb. (só que não estou mais com Slackware e sim com Elementary, mas dá no mesmo).

Não sei o que errei antes, naquela vez. Mas dessa vez deu certo. Deu boot no Funtoo sem erros.

Ainda vou criar usuário e instalar as coisas.

Depois crio um artigo parecido com o seu, só que com Funtoo.

Abraço.


Salve mano . Parabéns . Qual é a sensação do primeiro boot com sucesso ?

[37] Comentário enviado por xerxeslins em 18/08/2014 - 11:07h


[36] Comentário enviado por zezaocapoeira em 18/08/2014 - 10:46h:


[35] Comentário enviado por xerxeslins em 18/08/2014 - 08:34h:

Aí, agora deu certo, zezao.

Funtoo instalado através de outro Linux sem live-cd/usb. (só que não estou mais com Slackware e sim com Elementary, mas dá no mesmo).

Não sei o que errei antes, naquela vez. Mas dessa vez deu certo. Deu boot no Funtoo sem erros.

Ainda vou criar usuário e instalar as coisas.

Depois crio um artigo parecido com o seu, só que com Funtoo.

Abraço.

Salve mano . Parabéns . Qual é a sensação do primeiro boot com sucesso ?


Sensação de ter ganhado o dia. Completamente diferente da frustração de antes. Até meu humor mudou na hora.

Muito obrigado.

[38] Comentário enviado por moisespedro em 31/08/2014 - 04:39h

Sinceramente, o handbook eh muito melhor. Não assisti os vídeos mas a parte escrita do artigo não explica nada, absolutamente nada. So uma lista de comandos pra rodar que, um "noob", só copiaria sem nem entender direito o que esta fazendo. Tira ao mesmo tempo toda a flexibilidade da instalação da distro e a experiência do aprendizado. Seria igualmente ruim, por exemplo, alguém pegar o livro do LFS (Linux From Scratch) tirar todos os comandos de lá, fazer uma lista e criar um artigo aqui.

[39] Comentário enviado por moisespedro em 31/08/2014 - 04:42h

Conclusão: se você quer só instalar o Gentoo da forma que o autor instalou siga o artigo (que beleza hein?, instalar o Gentoo da forma que outra pessoa instalou). Se não, leia o handbook, entenda, faca a sua própria instalação e, mais importante, aprenda.

[40] Comentário enviado por xerxeslins em 31/08/2014 - 14:26h

moisespedro,

não tem comparação com o handobook que foi feito para guiar o noob. Este artigo é apenas uma demonstração, não um handbook alternativo.

[41] Comentário enviado por moisespedro em 31/08/2014 - 17:44h

Um artigo inútil então.

[42] Comentário enviado por zezaocapoeira em 31/08/2014 - 18:05h

Salve galera .

Cada um é livre pra se expressar do jeito que quiser .


O artigo cita o jeito que fiz a instalação na minha máquina .

Se o artigo ajudar algumas pessoas estou satisfeito .

Minha intenção não foi criar um handbook do Gentoo , pois o mesmo já existe .



" Útil para alguns , inútil para outros !!! "



[43] Comentário enviado por moisespedro em 31/08/2014 - 19:00h

Porque alguém abriria mão da flexibilidade do Gentoo pra instala-lo exatamente como o artigo fala? Se ela resolver fazer algo diferente terá que consultar o Handbook de qualquer jeito. Outra: se eh uma pessoa que nunca entendeu a instalação do Gentoo e/ou o Handbook depois desse artigo isso serviu pra que? Ela não aprendeu nada e não vai saber usar o Gentoo então que diferença faz?

[44] Comentário enviado por xerxeslins em 31/08/2014 - 19:10h

moisespedro, o artigo não tem objetivo de ensinar a usar Gentoo, nem nada disso.

o autor instalou o Gentoo de uma forma diferente e documentou. Fim.

No meu caso, eu parti para o Funtoo a sério a partir deste artigo, pois eu preparei o HD para receber o Funtoo através do Slackware que já estava instalado. Com as devidas modificações, seguindo este artigo, eu consegui realizar a tarefa. Como eu já conhecia o handbook do Gentoo e do Funtoo, não tive problemas para entender a "lista de comandos" deste artigo.

Nunca imaginei que este artigo teria o objetivo de substituir o handbook, nem complementá-lo.

Para mim é mais uma prova documentada da flexibilidade do Gentoo.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts