Sistemas de arquivos - Conceitos básicos

Este artigo explica os seguintes conceitos básicos: sistemas de arquivos, área de troca (SWAP), diretório temporário (/tmp), sistemas de arquivos virtuais (/proc, /sys, /dev) e os sistemas de arquivos temporários em RAM (/run). Baseado na estrutura do Debian Jessie (Sid).

[ Hits: 28.717 ]

Por: Perfil removido em 19/05/2014


Sistemas de arquivos virtuais



Apesar de se apresentarem ao usuário como sistemas de arquivos, eles são interfaces entre o kernel e o nível do usuário (chamado de RING 3). Eles existem para permitir a depuração em tempo de execução do kernel, pois esse é isolado do nível do usuário no chamado RING 0, ou seja, o kernel em execução não pode ser lido diretamente pelo usuário, mas uma IMAGEM do kernel pode.

Podemos pensar nesse mecanismo do mesmo modo que os cientistas estudam o Sol. Não é possível olhar diretamente para o Sol, mas é possível olhar para uma imagem projetada do Sol e estudar seus fenômenos.

Assim, esses sistemas de arquivo são IMAGENS projetadas do que acontece dentro do kernel em tempo de execução. A maioria dos arquivos em sistemas virtuais é somente para leitura. Entretanto, algumas poucas opções permitem modificar parâmetros no kernel em tempo de execução. Qualquer modificação feita deste modo, é efêmera e se perderá quando o sistema reiniciar. Para tornar essas mudanças permanentes, é preciso um sistema como sysctl, que no Debian é configurado por /etc/sysctl.conf.

A função dos sistemas de arquivo virtuais, é obter o estado do funcionamento de partes do kernel em funcionamento e permitir a depuração desse funcionamento. Isso é uma experiência para desenvolvedores e quase inútil para usuários comuns.

/proc é um sistema que permite obter informações sobre processos. Processos são programas em execução e também são chamados de instâncias ou instâncias em execução.

/sys é um sistema que permite obter informações sobre o funcionando e configuração do hardware.

Os sistemas de arquivo /proc e /sys são de interesse de desenvolvedores, especialistas em hardware e programadores. O usuário comum não deve modificar parâmetros nesses sistemas, sob o risco de inutilizar seu funcionamento e derrubar o servidor.

/dev é um sistema de arquivos virtual que armazena todos os dispositivos (devices) que são criados pelo sistema udev durante o processo de boot, através de recursos como PNP (Plug and Play) e informações do SETUP presente na BIOS da placa mãe.

Os arquivos em /dev são pontos de ligação entre o hardware e os módulos. Sem eles, um dispositivo não funciona corretamente, pois não é possível estabelecer a comunicação entre o dispositivo físico e o driver de software diretamente.

Uma vez que o driver é parte do kernel, ele é isolado do espaço usuário. Os dispositivos em /dev são o ponto de contato entre o kernel e o espaço usuário.

A maioria dos arquivos em /dev é do tipo especial de bloco, caractere, socket ou pipe. Todos esses arquivos estão envolvidos na comunicação de dados e estão relacionados com a dinâmica de entrada/saída (input/output) de dados do sistema.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Sistema de arquivos
   2. Área de troca ou SWAP
   3. O diretório temporário ou /tmp
   4. Sistemas de arquivos virtuais
   5. Sistemas de arquivos temporários em memória RAM
Outros artigos deste autor

Falta de ética dos "profissionais" da informática

Configuração universal do servidor X (modo gráfico)

Quero usar o Baiacu em casa, mas será que eu posso?

Criando um álbum de fotos no Linux

Customizando o DVD de instalação do Slackware

Leitura recomendada

Discos Virtuais na Amazon WS - Como expandir disco EBS em servidores virtuais Amazon WS

20 passos para aumentar o espaço de armazenamento de um cluster CentOS 6

FAM - Monitorar alteração de arquivos

PersonalBackup - Ferramenta de backup via web

Apresentando o Btrfs - Nova geração de sistema de arquivos para GNU/Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por JFurio em 19/05/2014 - 09:05h

Parabéns pelo artigo, ficou muito bom, esclareceu muito com relação ao SWAP!

[2] Comentário enviado por jwolff em 19/05/2014 - 17:17h

Favoritado!

[3] Comentário enviado por izaias em 19/05/2014 - 17:26h

Sempre aprendo muito com esse cara!

Houve um tempo que tinha desistido da SWAP.

Nessa nova instalação fiz tudo certo, agora tenho tenho área de troca do tamanho de minha RAM, para todo e qualquer sistema que precisar.


Ótimo e muito útil esse artigo!

[4] Comentário enviado por mcnd2 em 20/05/2014 - 19:42h

10!...

Sempre é bom aprender de como o sistema realmente funciona com seus arquivos de configurações.

Favoritado.

[5] Comentário enviado por albfneto em 21/05/2014 - 07:18h

Muito bom esse Artigo.
Artigos de Teoria Linux, são sempre interessantes e benvindos.
Favoritado e 10.

[6] Comentário enviado por saint-zeppelin em 28/08/2014 - 11:32h

Cara, desculpa o nível da pergunta hahaha mas quando você diz "sistema de produção" a qual tipo de sistema, exatamente, você está se referindo?

No mais parabéns pelo artigo! MUITO esclarecedor (:

[7] Comentário enviado por alysonpires em 31/08/2014 - 19:35h

Cara, o material é tão bom que não dá pra considerar como "conceitos BÁSICOS". Isso é mais que básico! Material muito bom! Parabéns :D

[8] Comentário enviado por darkoverde em 21/11/2014 - 12:00h

Excelente artigo.


Contribuir com comentário