Roubando bits - Receita para cálculo de sub-redes

Simples explicação para ajudar pessoas que estão com dificuldade em entender esse assunto de cálculo de sub-rede. Aqui mostro o passo a passo do meu raciocínio.

[ Hits: 6.548 ]

Por: Xerxes em 05/01/2022


Segmentação da rede



Na prática, sempre poderemos recorrer a calculadoras para realizar esse procedimento. Exemplo:
Porém, para quem estiver estudando o assunto para uma prova é interessante conseguir realizar tudo "na mão" ou "na cabeça".

Supomos que você precise segmentar a rede com o IP 150.161.0.0/16 em 8 sub-redes.

O que isso quer dizer na prática? Quer dizer que você configurará a máscara de rede das máquinas de forma que exista uma separação lógica, para que uma máquina de uma rede não possa se comunicar com as máquinas de uma rede diferente. E serão 8 redes diferentes.

Quais seriam os endereços dessas sub-redes? Qual seria o intervalo de IPs válidos de cada uma e quais seriam seus respectivos endereços de broadcast?

Gostaria de recordar que uma máscara de IPv4 possui alguns bits que identificam a rede (são os bits 1) e outros usados para os "hosts", ou máquinas na rede (são os bits 0).

Para segmentar uma rede devemos alterar a máscara de rede original, usando alguns dos bits, que antes eram de máquina, para a parte da rede. Isso se chama "roubar" bits.

A quantidade de bits a ser roubada é o expoente do número 2 que resultará em uma quantidade de redes que atenda nossa necessidade.

Complicado? Aqui vai um exemplo:

Se precisamos de 30 sub-redes, podemos concluir que roubaremos 5 bits, pois 2 elevado a 5 é 32 (um valor que comporta as 30 sub-redes que necessitamos). A quantidade não precisa ser exata. Só precisa comportar a quantidade de sub-redes e ter o menor desperdício possível.

Voltando para a nossa questão, para dividir a referida rede (150.161.0.0 com máscara /16) em 8, nós precisaremos roubar 3 bits da parte das máquinas para a parte de rede, porque 2 elevado a 3 dá 8, a quantidade de sub-redes que queremos.

Então a máscara de rede inicial /16:

11111111.11111111.00000000.00000000

Se torna uma máscara /19:

11111111.11111111.11100000.00000000

Note que antes havia 16 números 1, e agora há 19. Porque roubamos 3 bits para rede. 3 bits zeros se tornaram bits 1.

Se quiser visualizar essa máscara em decimal, basta converter de binário para decimal.

Talvez você saiba realizar isso de forma automática, por exemplo, eu já decorei que:

00000000 = 0
10000000 = 128
11000000 = 192
11100000 = 224
11110000 = 240
11111000 = 248
11111100 = 252
11111110 = 254
11111111 = 255

Mas se você não decorou, use este método mental para converter:

Observe um octeto e imagine que acima de cada bit há os seguintes valores 128, 64, 32, 16, 8, 4, 2, 1.

Caso não se recorde de onde vem esses valores, eles são as potências do número 2, aí estão os 8 primeiros resultados:

2^0 = 1
2^1 = 2
2^2 = 4
2^3 = 8
2^4 = 16
2^5 = 32
2^6 = 64
2^7 = 128

Só precisaremos ir até a oitava posição (2^7) porque o IPv4 é formado por octetos (8 bits).

Desses valores, some apenas os que tem 1 e o resultado será a conversão de binário para decimal, daquele octeto.

Usaremos um exemplo: 11111000.

Então somaríamos apenas: 128 + 64 + 32 + 16 + 8 = 248.

Retornando à questão:

A nova máscara /19, após a conversão para decimal, é:

255.255.224.0

Agora iremos para a segunda parte do processo, onde encontraremos o intervalo das redes e daí descobriremos todas as outras informações.



    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Segmentação da rede
   2. Intervalo de rede
Outros artigos deste autor

Acelere a publicação de seus artigos e dicas no VOL

Pipelight Flash vs. Fresh Player vs. Adobe Flash nativo vs. Pepper Flash nativo

O Guia do Slackware

Instalação do Gentoo em HD Externo para dual boot com Windows

Tema com cores vivas para Xfce no Xubuntu 12.04

Leitura recomendada

Parâmetros de configuração de VPN

GNU/Linux no mundo corporativo

Tutorial de instalação e configuração do CACIC 3.1.15

Obtendo TimeStamps da Blockchain com OpenTimestamps

Balanceamento de links - Load balance + Failover + Failback

  
Comentários
[1] Comentário enviado por fabio em 05/01/2022 - 14:49h

Muito boa explicação Xerxes, útil demais!

[2] Comentário enviado por xerxeslins em 05/01/2022 - 17:59h


[1] Comentário enviado por fabio em 05/01/2022 - 14:49h

Muito boa explicação Xerxes, útil demais!


Obrigado!

[3] Comentário enviado por Bruuh em 05/01/2022 - 21:26h

Artigo mto bom, o cara é uma lenda


"A emoção mais antiga e mais forte da humanidade é o medo, e o mais antigo e mais forte de todos os medos é o medo do desconhecido."

[4] Comentário enviado por removido em 06/01/2022 - 16:10h

Excelente Camarada, estamos junto

[5] Comentário enviado por sacioz em 06/01/2022 - 18:11h

Control+d , uma vez mais....obrigado.))

[6] Comentário enviado por xerxeslins em 07/01/2022 - 11:36h

Valeu, pessoal!

--

[7] Comentário enviado por mauricio123 em 09/01/2022 - 12:01h


Vou deixar guardada essa dica.

___________________________________________________________
[code]Conhecimento não se Leva para o Túmulo.
https://github.com/mxnt10 [/code]

[8] Comentário enviado por albfneto em 03/02/2022 - 12:54h

Xerxes, você sempre com coisas boas. Favoritado.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Albfneto,
Ribeirão Preto, S.P., Brasil.
Usuário Linux, Linux Counter: #479903.
Distros Favoritas: [i] Sabayon, Gentoo, OpenSUSE, Mageia e OpenMandriva[/i].

[9] Comentário enviado por mcnd2 em 14/03/2022 - 02:44h


Excelente! Ótimo artigo! Ajudará muito.

__________________
Linux User #606334 -- Open your mind!


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts