Raspberry Pi 4B Como Servidor Linux de Baixo Custo

O Raspberry Pi é um microcomputador de baixo custo que consome pouco energia, voltado para iniciantes no mundo da tecnologia. Ele pode ser utilizado para aprender programação, para a criação de servidores, compartilhamento de arquivos em redes, utilização de contêineres, dentre diversas outras opções. Neste material, irei apresentar o Raspberry Pi como meu servidor Linux.

[ Hits: 7.556 ]

Por: Diego Mendes Rodrigues em 11/03/2021 | Blog: https://www.linkedin.com/in/diegomendesrodrigues/


O que é o Raspberry Pi



O Raspberry Pi é um minicomputador de baixo custo e que consome pouco energia, semelhante a um computador ou notebook que você possua. Uma grande diferença em relação aos computadores tradicionais, é que este dispositivo é bem compacto, possuindo mesmo assim, todos os principais componentes de um computador, numa placa do tamanho de um cartão de crédito.

Esse dispositivo foi criado no Reino Unido pela Fundação Raspberry Pi, que se iniciou em 2006, uma organização sem fins lucrativos focada na promoção e no ensino de ciência da computação básica, para jovens em escolas e universidades da Europa, com produtos de um preço bem acessível.

O primeiro resultado como um projeto da Fundação Raspberry Pi, lançado em 2012, com o nome Raspberry Pi 1 Model B, custava US$ 25, vindo com um System-on-a-Chip (SoC) da Broadcom, o BCM2835. Ou seja, em uma única placa o cliente recebia a CPU, GPU, SDRAM, DSP e uma porta USB. Este primeiro Raspberry Pi possuía 256 MB de memória RAM e um processador ARM single-core de 700 MHz. O armazenamento ficava em uma entrada para um cartão de memória, que aceitava os formatos SD, MMC e SDIO.

Posteriormente, foram lançadas diversas novas versões do minicomputador, cada uma com uma leve diferença de especificação em relação à outra, como tamanho, processador e memória RAM. Atualmente, no site da Fundação Raspberry Pi, estão à venda os seguintes modelos:
  • Raspberry Pi Pico
  • Raspberry Pi Zero
  • Raspberry Pi Zero W
  • Raspberry Pi 1 Model A+
  • Raspberry Pi 1 Model B+
  • Raspberry Pi 2 Model B
  • Raspberry Pi 3 Model B
  • Raspberry Pi 3 Model B+
  • Raspberry Pi 3 Model A+
  • Raspberry Pi 4 Model B
  • Raspberry Pi 400 Unit
  • Raspberry Pi 400 Personal Kit
Linux: Raspberry Pi 4B como um servidor Linux de baixo custo
Raspberry Pi 400 unit
Existem também os Compute Modules, sendo variações do Raspberry Pi que já vem com memória flash integrada à placa (eMMC Flash memory). O minicomputador, disponível em diversas opções de armazenamento, é especialmente destinado ao uso industrial, ou para a montagem de clusters com diversos Raspberry Pi. Podemos destacar os seguintes modelos:
  • Compute Module 1
  • Compute Module 3
  • Compute Module 3+
  • Compute Module 4
  • Compute Module 4 Antena Kit
Linux: Raspberry Pi 4B como um servidor Linux de baixo custo
Compute Module 4
Quando analisamos a ficha técnica de Raspberry Pi utilizados, temos:

Raspberry Pi Zero:
  • CPU single-core de 1 GHz;
  • 512 MB de RAM;
  • 1 porta Mini HDMI;
  • 1 porta Micro USB OTG;
  • 1 porta de energia Micro USB.

Raspberry Pi 3 Model B+:
  • Placa Broadcom BCM2837B0, com CPU Cortex-A53 (ARMv8) 64-bit de 1,4 GHz;
  • 1 GB de memória LPDDR2 SDRAM;
  • Wi-Fi de 2,4 GHz e 5 GHz IEEE 802.11.b/g/n/ac;
  • Bluetooth 4.2;
  • 1 porta USB 2.0 de Ethernet (velocidade máxima de 300 Mbps);
  • 1 porta HDMI;
  • 4 portas USB 2.0;
  • 1 porta CSI para câmera;
  • 1 porta DSI para monitor (suporte a touchscreen);
  • 4 conectores para saída de som estéreo e de vídeo;
  • 1 entrada para cartão Micro SD (para SO e armazenamento);
  • Conector de energia 5V/2.5A DC.

Raspberry Pi 4:
  • Placa Broadcom BCM2711, com GPU Quad core Cortex-A72 (ARM v8) 64-bit SoC de 1.5GHz;
  • Memória RAM de 2GB, 4GB ou 8GB LPDDR4-3200 SDRAM (dependendo do modelo selecionado);
  • Wi-Fi de 2.4 GHz e 5.0 GHz IEEE 802.11ac;
  • Bluetooth 5.0, BLE;
  • 1 porta Gigabit Ethernet;
  • 2 postas USB 3.0;
  • 2 Portas USB 2.0;
  • 2 portas micro-HDMI (Suportam 4kp60);
  • 2 Conectores de display MIPI DSI;
  • 2 Conectores MIPI CSI para câmeras;
  • 4 conectores para saída de som estéreo e de vídeo;
  • 1 entrada para cartão Micro SD (para SO e armazenamento);
  • Conector USB-C de energia 5V/2.5A DC;
  • Conexão de energia 5V DC via GPIO header
  • Energia pela Ethernet (PoE).
Linux: Raspberry Pi 4B como um servidor Linux de baixo custo
Raspberry Pi 4
Existem também os acessórios, como o IQaudio DAC (saída de áudio), Raspberry Pi 4 Case Fan (ventoinha e dissipador de calor), Raspberry High Quality Camera (câmera de vídeo), Raspberry Pi Keyboard (teclado), Raspberry Pi mouse, Raspberry Pi Touch Display, Raspberry Pi Case, dentre outros.
Linux: Raspberry Pi 4B como um servidor Linux de baixo custo
Raspberry Pi 4 Case
    Próxima página

Páginas do artigo
   1. O que é o Raspberry Pi
   2. Para que serve o Raspberry Pi
   3. Raspberry Pi 4B como servidor Linux
Outros artigos deste autor

Fail2ban no Debian - Instalação e Configuração

Habilitar o HTTP/2 no Apache do Ubuntu 16.04/20.04

Instalar o Gitea no Ubuntu

Port Scanner com Python

Leitores de e-Books no Linux

Leitura recomendada

SeamlessRDP - Executando aplicações Windows

Usando o NetBSD como desktop

Recuperando imagem ISO com falha usando JIGDO

Teclas de atalho com Xbindkeys

Elastix - Instalando, criando ramais e realizando ligações SIP Trunk Vono e FaleViper

  
Comentários
[1] Comentário enviado por mauricio123 em 11/03/2021 - 13:41h


Bom artigo.

___________________________________________________________
[code]Conhecimento não se Leva para o Túmulo.
https://github.com/MauricioFerrari-NovaTrento [/code]

[2] Comentário enviado por CarlM1 em 26/04/2021 - 02:06h


I recommend you a wonderful site reports that will help you write any written work.

https://www.upsers.run/

[3] Comentário enviado por Etheridge74 em 08/05/2021 - 05:05h

I am pretty much pleased with your good work. You put really very helpful information. Keep it up. Keep blogging.

[4] Comentário enviado por pinguim864forums em 29/06/2021 - 23:08h

Raspberry PI and OS is fair away to be an open source like arduino etc.

Eu comprei o equipamento acreditando que seria um projeto relacionado a estudantes, onde poderiam estudar como montar computadores e hardwares usando componentes de baixo custo. No final não consegui instalar meu sistema operacional favorito, acabei precisando sempre da organização para aos componentes e até para o sistema operacional. Sempre irá gerar um custo em tudo. Infelizmente não é um projeto open source como conhecemos, é uma variante dele. Uma pena, achei que um projeto open source a nível hardware, iria ajudar muito pessoas com baixo custo salarial para aprender como um hardware de um computador funcionava, ou até mesmo para usar um computador de baixo custo para estudar para a escola etc.

Uma pena. Projetos Ingleses como o arduino foram bem legais, são realmente projetos open source. Mostra realmente que sempre os heróis estão perdendo, o Kurumin etc. Entendo que uma empresa não vai para frente sem dinheiro, mas acabei ficando frustrado com o projeto.

Realmente uma pena. Espero que os heróis do linux, voltem a aparecer de novo. Não me parece muito difícil montar um desse. deveriam aparecer pessoas interessadas nisso.

Apesar de somente poder instalar sistemas operacionais vindo do site deles, atualmente não é uma má escolha para aqueles que não tem a possibilidade, ou dinheiro para outro computador.

Ou seja, poderia ser um projeto que poderia fazer mais pela comunidade linux e open source. Segue minha opinião pessoal, caso tenha outra opinião que difira dessa, por favor releve a mensagem. Porém estou dando minha experiência com a raspberryPi, achei que poderiam fazer mais do que estão fazendo.

O futuro de projetos de hardware open source é promissor. Mas não deve estar ligado a uma empresa ou a uma tecnologia somente, como somente a possibilidade de usar um sistema operacional, ou até mesmo somente um componente vindo de uma loja ou site.

Falando realmente de história, e não puxando sardinha para alguém ou algo, o linux não seria o melhor sistema operacional, sem que a windows na época dominasse tudo. Ou seja, não adianta criar algum hardware open source, sem ter um rumo para um sistema colaborativo em efetivo, afim realmente de melhorar a vida das pessoas, e não somente o lucro.

Vejo que o hardware open source também é um futuro. porém ainda engatinhando com projetos como esse, a não ser que mudem e tomem um rumo melhor, ou estejam realmente com problemas ao criar o produto ou a se integrar na comunidade.

Segue minha opinião. Se afinal não concordarem, realmente relevem o comentário. Mas tenha ciência que o hardware open source chegará a ser melhor do que os outros, assim como o linux é o melhor sistema operacional existente nos dias atuais.

Acabei desconfiando da segurança do projeto. Pois me pareceu tudo muito fechado. Independente do que acho, ou até mesmo origem do produto, segue o que penso, e vou junto com esse parabenizar o criador do linux, sendo de um país com bastante estudo, porém não sendo um gigante a nível de poder financeiro, e ao criador do kurumin, onde vimos que realmente não se tratava de dinheiro. Vendo que estava realmente interessado em ajudar. Pena que as condições de competição atuais desestimulam a quase todos.

Espero que o projeto melhore e apareçam vários outros assim como o linux e o kurumin.

grt.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts