Pós-instalação do Fedora 19 (GNOME Shell)

Esse artigo explica como procedi na pós-instalação do Fedora 19, destacando o potencial do GNOME Shell.

[ Hits: 34.565 ]

Por: Marcel Oliveira em 14/08/2013


Introdução



O Fedora é um sistema operacional GNU/Linux nascido após a Red Hat voltar seu GNU/Linux para empresas. Baseado no Red Hat, a filosofia do Fedora é de trazer um sistema operacional e uma experiência de utilização que contenham apenas softwares de padrões abertos.

Conseguir utilizar um sistema somente com código aberto, pode ser um "ideal" perseguido por muitos, porém, ainda não traz algumas funcionalidades do dia a dia com a qual estamos acostumados (ou nos vemos obrigados) a utilizar, pelo fato de diversos padrões (principalmente da Internet) lamentavelmente, ainda, não contemplarem padrões abertos.

Um sistema operacional sem suporte a MP3 ou Flash no dias de hoje, só traz limitações incoerentes à facilidade que o GNU/Linux se tornou para muitos de nós. Para isso, se faz necessário algumas configurações adicionais, fora do padrão de código aberto, para ter uma experiência de uso mais completa.

O GNOME Shell é a interface oficial do GNOME 3, mudado radicalmente após o GNOME 2. Essa mudança trouxe muitas opiniões controversas, e foi alvo de muitos protestos na comunidade GNU/Linux, principalmente pela popularidade que o GNOME 2 ainda carregava antes de ser descontinuado.

Algumas das principais críticas vieram por conta da quebra de paradigmas, acusações de que os desenvolvedores não levavam em consideração as demandas da comunidade e inicial engessamento da interface em busca de firmar um novo padrão de abordagem, baseado na simplicidade e procurando dar uma nova coerência para usuários comuns.

Como o GNOME Shell, inicialmente, não caiu no gosto popular, nasceram projetos que procuraram preencher essa lacuna: baseados nas bibliotecas do GNOME 3, vieram o Unity (Ubuntu) e Cinnamon (Linux Mint e outras distribuições), além do próprio GNOME que, a partir da versão 3.8, por meio de extensões, criou uma versão "clássica" com uma interface próxima ao GNOME 2.

E, paralelo a isso, nasceu o MATE (Linux Mint e outras distribuições), projeto que procura dar continuidade ao GNOME 2 original, entre outros projetos (destaque para LXDE e Xfce) que dividiram a base de usuários do GNOME 2.

Hoje, o GNOME Shell já está menos engessado, uma vez que está ganhando maturidade e que, por intermédio de extensões e ajustes mais avançados, já é possível criar uma experiência de uso bastante agradável e produtivo, moldado às preferências pessoais de cada um.

Não vou cobrir nesse artigo a instalação do Fedora 19, pois já temos bons guias que explicam com detalhes esse procedimento. Para maiores informações, colocarei um exemplo de instalação no sub-título "Referências".

Com o tempo, os comandos de terminal que utilizam endereços da Internet (repositórios, arquivos, etc.) também podem (irão) ficar desatualizados e parar de funcionar, portanto, colocarei também no sub-título "Referências", links das páginas originais que apontam esses endereços.

A minha abordagem para a pós-instalação é a de ajustar o GNOME Shell de acordo com as necessidades que, pessoalmente, considero úteis, como adicionar repositórios de softwares que não vêm com o Fedora e instalação e ajustes de softwares que utilizo.

Para alguns ajustes, instalações de repositórios e softwares, recorrerei a um programa chamado Fedora Utils, que faz muito do trabalho 'sujo' e evita entrarmos em demasia com comandos no terminal. Há também o programa EasyLife, que tem basicamente as mesmas funções do Fedora Utils, porém, eu não o utilizei nesse guia.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Trabalhando no Fedora Utils
   3. Instalações posteriores e ajustes finais
   4. Conclusão e Referências
Outros artigos deste autor

Pós-instalação do Ubuntu Gnome 13.04

Leitura recomendada

Tutorial Apache + PHP + MySQL no OPENBSD 3.5

Instalando o driver da NVidia no Fedora Core 2 sem compilar o kernel

Apache2 + PHP5 + VirtualHosts no Debian e Ubuntu

Deixando a Área de Trabalho animada com slides no GNOME

Configurar rede wireless (ndiswrapper)

  
Comentários
[1] Comentário enviado por azk4n em 14/08/2013 - 05:42h

Excelente artigo, Marcel!
Ficou bastante completo e didático...

Favoritado!
Um abraço..

[2] Comentário enviado por danniel-lara em 14/08/2013 - 07:54h

Parabéns pelo Artigo

[3] Comentário enviado por aflansof em 14/08/2013 - 16:34h

Parabéns pelo artigo!

Atualmente uso o Fedora 19 com open-jdk-7 e estou conseguindo utilizar o Internet Banking da Caixa, sem ter que configurar algo especificamente para o ambiente. Atualizaram a lista de compatibilidade de navegadores e sistemas operacionais. Durante o acesso à tela principal, uma mensagem de erro sobre uso de biblioteca nativa é apresentada mas não prejudica o uso.

[4] Comentário enviado por eldermarco em 15/08/2013 - 08:00h

Rapaz, muito bom o seu artigo. Gostei bastante! Principalmente por ter citado o fedorautils. O easyLife é bastante útil, mas alternativas a ele tem se mostrado mais eficientes ultimamente. O fedorautils é, ao meu ver, a melhor no momento. Inclusive, o autor também costuma escrever vários temas para o GNOME que podem ser encontrados no deviantart.

Em relacão ao plugin para o Rhythmbox, eu cheguei a escrever um no ano passado que faz exatamente isso. Inclusive, esse que você citou me serviu de inspiracão em alguns pontos, mas queria algo ligeiramente diferente, Eis uma dica que publiquei a respeito:

http://www.vivaolinux.com.br/dica/Controlando-o-Rhythmbox-pela-bandeja-do-sistema

O método de instalacão é que mudou (preciso pedir que a dica seja alterada), mas eu dei uma explicacão nos comentários sobre como fazer. Ainda preciso fazer alguns pequenos ajustes no plugin porque encontrei um pequeno bug nele, mas que também presente no que você indicou. Assim que o tempo soprar a meu favor, irei fazê-lo.

Nota 10.

[5] Comentário enviado por surfinhu em 15/08/2013 - 11:37h

É impressão minha ou o Cinnamon não se dá bem com os módulos da NVIDIA? Tanto o akmod quanto o kmod.

[6] Comentário enviado por MarceloTheodoro em 15/08/2013 - 16:42h

Ótimo artigo.
Está na lista de afazeres atualizar meu Fedora. xD

[7] Comentário enviado por spolti em 17/08/2013 - 13:46h

Tem o easylife que também faz isso, uso ele e acho muito bom...

Já tem a versão para o fedora 19 rodando sem problemas.

easylifeproject.org

[8] Comentário enviado por xerxeslins em 24/08/2013 - 12:31h

Só quero dizer 3 coisas:

1) Muito obrigado pelo excelente artigo. Me ajudou muito!

2) Seu artigo tem uma ótima qualidade, é bem explicado e apresentou o fedora tools, que eu achei melhor que o easylife.

3) Nota 10 para seu artigo!

[9] Comentário enviado por josedarocha em 11/09/2013 - 13:26h

Amigo Marcel. Excelente artigo. Quando tento instalar o Fedorautils aparece um aviso de falha na autenticação. O mesmo não ocorreu quando intalei os pacotes zip. Qual a diferença nas senhas ? Um abraço.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts