Personalizando um DVD de instalação do Ubuntu Linux

Neste artigo compartilho a forma como solucionei uma demanda do meu trabalho: Criar uma versão do Ubuntu customizada (remaster) para funcionar sob as regras de funcionamento e de segurança da empresa.

[ Hits: 7.904 ]

Por: Fábio Lima em 05/01/2015


Apresentação e requisitos



Sim, eu sei o que você está aí pensando! "Olha, lá vai ele ensinando milhões de 'refisefuqueiros' a criarem mais e mais remasterizações do Ubuntu que em nada contribuem para a comunidade!". Sim, eu concordo, sempre critiquei duramente esse tipo de coisa. Mas a coisa aqui é diferente!

Estou escrevendo este artigo para compartilhar a forma como solucionei uma demanda do meu trabalho. O texto é uma adaptação do roteiro que criei documentando os procedimentos.

Lá precisei criar uma versão do Ubuntu customizada para rodar sob as regras de funcionamento e de segurança da empresa. Então em vez de o usuário instalar um Ubuntu "comum" e depois configurar tudo manualmente, ele usa a ISO que gerei, instala (usando os mesmos procedimentos do Ubuntu "oficial") e ao final terá um sistema já com os aplicativos que utilizamos, com o LDAP da rede devidamente configurado, com acesso aos compartilhamentos de rede, regras de segurança, etc.

Aí já é um uso justificável, não é?

O que preciso ter instalado

Existem várias maneiras de remasterizar, sendo que a ferramenta Remastersys é possivelmente a forma mais popular. Eu preferi utilizar o UCK (Ubuntu Customization Kit).

A vantagem dele é gerar ISOs com aparência e funcionalidade idêntica à mídia oficial do Ubuntu. Outra vantagem é que por trabalhar diretamente em cima do pacote oficial, você gera um sistema mais limpo do que se usasse uma instalação existente, como o Remastersys faz, por exemplo.

Mas isso é uma questão de gosto e necessidades individuais, lógico.

O UCK está disponível no repositório oficial do Ubuntu, bastando instalar o pacote "uck":

$ sudo apt-get install uck

Acesso à internet

Durante a execução do processo de customização, o UCK irá puxar pacotes da internet.

No meu caso, temos um mirror dos repositórios oficias do Ubuntu dentro da rede interna. Entretanto, para que ele seja utilizado, é preciso mudar o sources.list e isso só é possível quando o UCK fornecer um terminal para customizar o sistema. Até lá, ele vai tentar puxar da internet.

Como o acesso dos funcionários à internet é através de um proxy com autenticação, foi preciso incluir uns hacks nos sources do UCK configurando o proxy.

O código-fonte é em Python e foi necessário editar os seguintes arquivos:
  • /usr/lib/uck/customization-profiles/localized_cd/customize
  • /usr/lib/uck/customization-profiles/localized_cd/customize_iso
  • /usr/bin/uck-remaster-finalize-alternate

Nestes arquivos eu incluí a seguinte linha no começo dos arquivos:

export http_proxy="http://$chave:$senha@endereco_do_proxy:porta"

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Apresentação e requisitos
   2. Passo a passo nas telas gráficas
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Impressão usando LPRng e KPrinter

Execução automática de comandos na inicialização do modo gráfico

Configurando o kernel 2.6.8.1-smp para Pentium IV Hyper-Threading (P4-HT)

Enlightenment no Debian Squeeze e no Ubuntu

Configurando Resolução de Vídeo e Taxa de Atualização via Terminal

  
Comentários
[1] Comentário enviado por clodoaldops em 05/01/2015 - 15:54h

Very good!

[2] Comentário enviado por mcnd2 em 05/01/2015 - 17:46h

Boa!

Pra quem vai precisar instalar em várias máquinas e tem que ter determinados programas por padrão para ser utilizado, fica esse ótimo artigo.

[3] Comentário enviado por joserf em 06/01/2015 - 14:49h

E para Ubuntu Server, conhece algum ? parabéns pelo artigo.

[4] Comentário enviado por fabiohlima em 06/01/2015 - 21:36h


[3] Comentário enviado por joserf em 06/01/2015 - 14:49h

E para Ubuntu Server, conhece algum ? parabéns pelo artigo.


Olá!
Não fizemos algo assim para o ubuntu server.
Mas caso surgisse uma demanda, talvez este wikie seja um bom ponto de partida: https://help.ubuntu.com/community/InstallCDCustomization

[5] Comentário enviado por francisco_david em 06/01/2015 - 21:50h

Bom artigo fabiohlima, utilizei uma ISO customizada em uma grande rede Varejista do Brasil, só que em CentOS 5, facilitava muito em ter que formatar várias máquinas e depois ter que configurar uma a uma. E quando dava problema era só formatar que já estava tudo pronto.

Atenciosamente.
Francisco David.

[6] Comentário enviado por bilufe em 08/01/2015 - 10:05h

Não ensine essas coisas!

Com base nisso vão lançar o próximo Super Mega Hiper Maximux Linux 15.0 Refisefucation Edition!

[7] Comentário enviado por zerocoolroot em 02/05/2015 - 11:13h

Amigo fabiohlima, primeiramente obrigado por disponibilizar este ótimo tutorial..!!

Tenho apenas uma dúvida, usei o Remastersys e Remaster-gtk e ambos não geram a ISO com superte a UEFI. Com este UCK conseguirei gerar a ISO com UEFI..??

Desde já fico agradecido..!!

[8] Comentário enviado por fabiohlima em 02/05/2015 - 16:52h


[7] Comentário enviado por zerocoolroot em 02/05/2015 - 11:13h

Amigo fabiohlima, primeiramente obrigado por disponibilizar este ótimo tutorial..!!

Tenho apenas uma dúvida, usei o Remastersys e Remaster-gtk e ambos não geram a ISO com superte a UEFI. Com este UCK conseguirei gerar a ISO com UEFI..??

Desde já fico agradecido..!!


Ele salva uma pasta de arquivos do EFI. Porém nunca testei por não ter um equipamento compatível para testar.
Experimenta e dá um feedback aqui!


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts