Migrando seu desktop para software livre

Se sua máquina ainda partilha dual-boot com Windows por causa de seu pai, mãe e tia e você quer pôr um fim nessa situação, esse artigo traz um combinado de dicas que você pode colocar em prática para tentar migrar seus usuários para o software livre. Essas dicas também se aplicam aos usuários de sua empresa.

[ Hits: 21.600 ]

Por: Adeilton do Nascimento em 12/02/2005


Introdução



Apesar de sermos usuários de carteirinha do Linux e conseqüentemente, de Software Livre, muitas vezes temos que deixar instalado em dual-boot um Windows da vida em nossa máquina, que na maioria das vezes é adquirido na barraquinha da esquina por 5 Reais para que nossos irmãos, irmãs, pai, mãe, avô, avó, gato, cachorro, papagaio, seja quem for, use-o.

Talvez seu irmão até tenha ouvido falar sobre Linux, mas recusa-se a usá-lo, temendo que o mesmo não satisfaça suas necessidades.

Estas dicas visam ajudar a transformar seu desktop totalmente em Software Livre.

Mas temos que começar devagar, para não assustar nossos usuários e sermos fichados de radicais, pois a maioria deles não possui o nosso nível de conhecimento técnico. E outra, os usuários tem resistência a um produto que não seja aquele ao qual estão acostumados a utilizar, portanto, para começar você pode deixar o Windows instalado em dual-boot mesmo na máquina, assim fica mais fácil convencê-los a migrar para o Linux.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Dicas
   3. Finalização
Outros artigos deste autor

Aprendendo a pesquisar!

Configurando conexão Speedy no Slackware 10

Leitura recomendada

Montando uma rádio de internet no Linux

Compatibilizando as extensões do Firefox

Atualizando o seu KDE sem dores de cabeça

Faça um tour pelo aMSN 0.95b

Instalando o Virtualbox da Sun Microsystems no Ubuntu

  
Comentários
[1] Comentário enviado por jragomes em 12/02/2005 - 00:59h

Bom artigo. Curto, porém muito bom. O Streetlinux tá nesse mundo de SL há pouco tempo, mas já pegou o espírito da coisa, não é do tipo xiita e é mais um pregador do SL.

O Street abordou algo legal no artigo, porém de maneira curta, que é o conceito da coisa e não a ferramenta que usa faz a coisa "...não ensine a usar o OpenOffice, ensine a editar um texto....". As pessoas ficam acomodadas em aprender só as ferramentas e se esquecem o conceito que existe por trás da mesma. Como o Street mesmo disse "ensine a pescar, não dê o peixe"... pois assim a pessoa poderá inventar e aprimorar sua maneira de pescar.

Parabéns Street!!!

[2] Comentário enviado por fdavid em 12/02/2005 - 01:07h

Curti bastante o artigo....
Tem conceitos simples e de extrema importancia de como migrar para OpenSource, coisa q muito linuxista não pensou.

Agora "...não ensine a usar o OpenOffice, ensine a editar um texto...." eh o maximo, com isso estamos dando uma grande noção de liberdade e nós protegendo destes mesmo usuarios no futuro.

[3] Comentário enviado por removido em 12/02/2005 - 11:27h

curto, grosso e direto!!!!!
10!

[4] Comentário enviado por emeah em 12/02/2005 - 11:33h

Complementando...Ensine a passar e-mails, a comprimir arquivos, a criar diretorios, e ,mais a frente, explique que eles soh vao sentir falta das 3 teclinhas(ctrl+alt+del).....eheheh

[5] Comentário enviado por leo_mineiro em 12/02/2005 - 13:13h

E uma coisa legal que percebi é que a molecada gosta dos jogos do Linux. Na escola na qual trabalho eles são apaixonados pelos joguinhos. Até a rapaziada do colegial gosta de jogar o Katomico :)

[6] Comentário enviado por pazigrafio em 12/02/2005 - 22:33h

Aqui em casa eu já venho fazendo isso há muito tempo...troquei o Ofice, os clientes de email e internet, até mesmo o Mensager, agora uso só o Mirando, coisa fina...mas ainda não consegui conquistar o coração da minha patroa, ela diz que não tem jeito, jamais vai aceitar algo que tira eu do convívio com ela "esse tal de Linux tá te virando a cabeça"...já virou ;-)
Pazi..

[7] Comentário enviado por flipe em 13/02/2005 - 01:58h

eu mudaria algumas coisas....

navegador=mozilla
pq eh o melhor q tem pa linux, ja vem com cliente d email, eh suporte a varias extensões, alem da facilidade d uso e istabilidade.

gerenciador de janelas=xfce
pela bela aparencia, velocidade, pequeno tamanho, praticidade, istabilidade i facilidade d uso.

gaim i gimp tem o total apoio.

colocaria um emulador de snes e mega drive, i dependendu da placa d video, um d psx.

o open office!

xmms, bmp, xine, mplayer....

amule, azureus

um quake3 arena i um quake2... HUAHUAHAHAHUAHU

alguns temas para elis si divertirem com a aparencia dus programas!!

xfe para gerenciar arquivos..

xzgv para ver imagens

xchat pa baxa uns animes!!!!

..... si falta alguma coisa... dpois coloca ai na lista!!!

falo.... HUAUHAUHUHAU!!!!

[8] Comentário enviado por anp em 13/02/2005 - 02:49h

Discordo deste artigo só no momento em que é mencionado que possuimos conhecimentos técnicos. Não temos, a não ser que sejamos estudados (escolas técnicas ou superiores de informática). Nós somos entusiastas e buscadores de boas soluções de custo x benefício. O que é na verdade o grande trunfo do Linux ser livre e não ter ônus, haja vista, uma série de distro gratuitas e extremamente funcionais. Bem melhor que pagar horrores por um Win XP e pacote office.

Até +

[9] Comentário enviado por Ti_j@der em 13/02/2005 - 16:04h

Caro...streetlinux.... d +++ esse seu artigo, acho q se todos nos fizecemos isso com nossos familiares e amigos acho q varios mitos do Linux já teriam sido desfeitos..... ok vlw pelo artigo...parabéns !!!!

[10] Comentário enviado por agk em 14/02/2005 - 08:58h

Parabéns pelo artigo, é o que eu sempre procuro mencionar aprenda a usar um processador de textos, usar planilha eletrônica, navegar na internet e usar e-mails, sem distinção de softwares e sim mostrando para os usuários um pouco dos conceitos e fundamentos por trás dessas tarefas tão simples para nós usuários linux.
[ ]'s.

[11] Comentário enviado por Bentux em 14/02/2005 - 14:35h

Como dizem aqui no Sul: "Rápido e curto, feito coice de porco!" (risos). Streetlinux, parabéns pelo seu artigo muito objetivo e serve como um bom incentivo à comunidade continuar "catequizando" novos adeptos ao software livre!
Mais uma vez meus parabéns Streetlinux!!!!

[12] Comentário enviado por marceloml em 14/02/2005 - 17:15h

Eu sou mais fascista.
Falei pros meus irmãos: "Comprei um computador novo. Só vai ter linux nele. Se quiserem, a senha é tal". Não há maldição duindows na minha casa.
heheheh

:)

(P.S. A galera mexe...)

[13] Comentário enviado por canaman em 15/02/2005 - 12:06h

Acho que o artigo não se dispunha a isto mesmo, mas se vc tem um computador mais modesto, com 64 ou até 32MB de RAM (sendo uns 8 comidos pela placa de vídeo on-board da pcchips), deve instalar um gerenciador de janelas mais leve e deixá-lo com a cara do windows... Um ótimo site é http://www.eduardo.hpg.ig.com.br/ Onde o autor descreve "o resultado de alguns anos de trabalho num laboratório de informática de uma Faculdade". Tb é válido ver alguns artigos aqui do site sobre isso...

[14] Comentário enviado por wilson_bez em 16/02/2005 - 02:02h

pois é o impacto de linux a primeira vista e alto , aqui ainda e em dual boot mas sempre comento com todos o poder do linux to conseguindo ja migrar uma pessoa ,pois e seu comentario foi muito bem citado valeu streetlinux!!!!

[15] Comentário enviado por hudsonsf em 12/09/2007 - 20:05h

?comentario= Nenhuma mudança na marra rola. Neste caso, o que facilita é fornecer um treinamento.

abç


Contribuir com comentário