Micro curso Samba

Este artigo é focado para as pessoas que estão iniciando em Linux e desejam conhecer um pouco mais sobre o SAMBA de uma forma simples e elucidativa.

[ Hits: 292.815 ]

Por: Odalberto Oliveira Neto em 24/08/2007


O SAMBA



O Samba surgiu, basicamente, pela combinação de três fatores um pouco recentes na computação:
  • Necessidade de compartilhamento;
  • UNIX (aqui, apenas Linux) vs Windows;
  • Redes de Computadores.

O Linux vem se firmando a cada dia como um sistema operacional robusto e seguro, bem como largamente utilizado em servidores de rede (HTTP, E-mail, NFS, Firewall, DHCP, NFS, o próprio SMB, etc). Já o Microsoft Windows é um sistema operacional popular, utilizado em cerca de 95% dos computadores pessoais no mundo. Surgiram então as redes locais (LAN - Local Área Network), que são extremamente baratas e confiáveis - e com elas a necessidade do compartilhamento de arquivos e impressoras.

É justamente para unir as três tecnologias - Linux, Windows e Redes - com a necessidade de compartilhamento que surgiu o Samba. O Samba é um aplicativo servidor (server side), ou seja, é executado no servidor (aqui, Linux, mas também pode ser utilizado em UNIXes em geral. Também já foi portado para uma série de plataformas não-UNIX como Novell NetWare por exemplo). Mesmo rodando em uma plataforma completamente diferente à plataforma Windows, o Samba se comporta como se fosse tal plataforma. Mais precisamente, o Samba "conversa" com o Windows como se fosse o tal.

Para entender melhor esta integração do Samba às Redes Windows, devemos focar agora nossa atenção ao Ambiente de Rede Windows. Neste ambiente que se encontram todos os computadores Windows, e é nele que se concentram os compartilhamentos de arquivos e impressoras. Então, o Samba nasceu para fazer com que os computadores operando sobre o UNIX participassem deste Ambiente de Rede sem que ocorram conflitos.

Um usuário Windows utiliza arquivos ou impressoras deste servidor Linux como se tal fosse realmente outro computador com plataforma Windows.

Toda essa gama de soluções é gerenciada pelo protocolo CIFS (Common Internet File System). É neste protocolo que opera o também protocolo SMB (Server Message Block), que deu origem então, há alguns anos atrás - devido a uma necessidade particular de compartilhamento de impressora - ao Samba, este que é uma implementação do CIFS, totalmente Open Source (Código Aberto).

O protocolo SMB surgiu pela fusão do NetBIOS (Network Basic Input Output System) da IBM com o DOS (Disk Operating System) da Microsoft, pois este implementava um protocolo de compartilhamento de arquivos sobre NetBIOS, o qual recebeu o nome SMB - agora chamado CIFS.

Foi para agregar (uma tradução mais próxima ao termo de origem inglesa mount) espaço em disco de um UNIX à sua máquina DOS que surgiu a primeira implementação do então SMB, por Andrew Tridgell. Por conflitos de patentes, o então SMB foi chamado de Samba por seu autor, e é o hoje conhecido pacote que estudamos aqui.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. O SAMBA
   2. Função do Samba
   3. Entendendo PDC
   4. Onde conseguir
   5. Instalando o Samba
   6. Configuração
   7. Testando as configurações do Samba
   8. Aplicativos
   9. Segurança
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Instalando e configurando o servidor Samba

Instalando e Configurando o SAMBA3 no FreeBSD 8.1 Release

Proteção contra vírus usando Samba + ClamAV + Samba-vscan no Fedora Core 3

Enrolado para configurar o Samba? Chame o SWAT

Configurando o Samba

  
Comentários
[1] Comentário enviado por fabio em 24/08/2007 - 04:55h

Pra esse tenho que dar os parabéns, conseguiu transformar um assunto batido aqui no site em "novidade" por conta da qualidade da informação prestada. Um dos melhores artigos de Samba do VOL, com certeza.

Um abraço.

[2] Comentário enviado por baloeiro_cps em 24/08/2007 - 11:00h

parabens pelo artigo muito bom mesmo, eu costumo ler muitos artigos sobre samba pois nao manjo muito e sempre procuro saber mais e este artigo explica direitinho a funcionalidade dele. continue assim nos trazendo otimos artigos.

[3] Comentário enviado por luancfalquetto em 24/08/2007 - 16:40h

olá, essa configuração do samba funciona no kurumim que jah vem com ele?
obrigado

[4] Comentário enviado por odalberto em 24/08/2007 - 18:36h

Luan

Essa configuração do samba é apenas uma demonstração do smb.conf, para que aqueles que estudam o Linux em todo seu contexto, possa ter uma idéia da estrutura do mesmo.

Caso necessite de algum auxilio em relação a uma determinada configuração, aqui no VOL existem várias configurações sobre o samba para diversas utilizações.

Se necessitar de alguma ajuda posta ai ou manda um e-mail.

Abraços!!!!!

[5] Comentário enviado por tuxSoares em 27/08/2007 - 09:49h

Parabéns, seu artigo ficou excelente!

[6] Comentário enviado por fer em 27/08/2007 - 20:17h

muito bom ...
parabens meu velho
estou começandu a usar linux e valeu a pena ter lido mais um pouco sobre o samba
abração!!!

[7] Comentário enviado por ebrandos em 27/08/2007 - 20:42h

Valeu meu camarada, otimo seu artigo!!! Tenho procurado material sobre o Samba e este teu artigo venho bem a calhar!!!!

[8] Comentário enviado por rodsil em 28/08/2007 - 15:30h

Parabéns, pelo esforço e dedicação. Mas principalmente pelo modo de escrever, o conteúdo escrito. Muito bom o trabalho.

artigo de nivel excelente !

[9] Comentário enviado por tecobz em 28/08/2007 - 16:47h

Parabéns pelo Artigo... muito bom !!!

[10] Comentário enviado por jakson_kiko em 28/08/2007 - 17:31h

parabens cara, muito bom o artigo mesmo !!!!!!!!

[11] Comentário enviado por Iansem em 28/08/2007 - 17:36h

Boa tarde a todos e parabéns pelo conteúdo, muito legal!

Sou iniciante no mundo Linux e gostaria de saber se existe algo no Open Source que possa vir a substituir as GPO's do AD da M$. Um consultor comentou que o SAMBA 3 poderia realizar esta função, porém discordo dele, mesmo por que esta não é a função do SAMBA. Se alguém souber de uma solução com exceção daquela onde é utilizado o Poledit que não é muito legal e tem um alto custo operacional, favor responder.

Obrigado a todos

[12] Comentário enviado por alanreboucas em 28/08/2007 - 19:54h

Fora de série!
Parabéns! Muito bom mesmo!
Sucesso e obrigado pela contribuição a nós todos!
Abraço!

[13] Comentário enviado por rodolfomedina1 em 21/09/2007 - 00:54h

VALEU AMIGO..PRECISA REALMENTE DE UM APOIO E ESTE CAIU BEM P NOS AQUI! ABR E OBR

[14] Comentário enviado por valterrezendeeng em 06/11/2007 - 12:16h

Muito bom o Artigo

Parabens!!!!


[15] Comentário enviado por thyaguvinny em 14/01/2008 - 07:31h

Não é o melhor tutorial de samba que existe, mas sinceramente, é o que menos deixa lacunas... reúne muita informação com coerência e coesão em um único artigo. Este é o tutorial mais completo de samba que já li...
Se não se importa odalberto, estou lançando um tutorial sobre samba também, e muito do que consta é baseado no seu artigo! Há algum problema nisso?
Mais uma vez, parabéns!

[16] Comentário enviado por odalberto em 14/01/2008 - 10:04h

?comentario=Obrigado por seu comentário, tentei neste artigo abordar o samba de uma forma,como eu disse no inicio (Elucidativa), e não vejo problema algum em você se basear no que foi escrito nele, a vantagem da família Linux é que as idéias não são simplismente expostas, mas sim compartilhada.
Fique a vontade e obrigado pela referência, se puder só te pesso que divulgue também meu artigo, para que outras pessoas possam esclarecer as dúvidas e se aprimorar mais e mais.
Tou devendo novos artigos, mais tou no sufoco no trabalho e em breve retornarei.

Abraços !!!!

[17] Comentário enviado por satangos_w em 14/07/2009 - 11:20h

Essa artigo está muito bom cara. Já que abordou o SAMBA, saberia de alguma ferramenta similar ao PAGODE para administrá-lo?

[18] Comentário enviado por odalberto em 14/07/2009 - 19:06h

Existe o SWAT que você acessa via interface gráfica no browser e ainda pode administrar vários recursos.

Aqui no Vol existem várias dicas de como utilizá-lo.

Abraços


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts