Metro, um breve tutorial

Metro é uma ferramenta automatizada de distribuição usada para criar construções diárias de nossos estágios oficiais de Funtoo/Gentoo Linux. Ele usa um exemplo baseado em receita para definir os passos da construção.

[ Hits: 13.579 ]

Por: Rodrigo Chaves em 06/08/2010 | Blog: http://exherbo-br.blogspot.com/


Primeiros passos



- "Eu (Daniel Robbins) mantenho o Metro pré-configurado para construir com sucesso versões tanto para Gentoo quanto para Funtoo. Então a melhor maneira de começar com o Metro é tentar imitar os passos que eu sigo ao construir uma nova versão de Gentoo ou Funtoo. Então depois que tal procedimento funcionar com você, você vai poder dar uma olhada na customização, gambiarras e extensões."

ROBBINS, DANIEL. FUNTOO.ORG. Metro Quick Start Tutorial. disponível em <http://www.funtoo.org/en/metro/tutorial/>. Acesso em: 28 julho. 2010.

Sementes e isolamento das construções

Nesse momento você deve estar se perguntando como o Metro cria a sua primeira imagem de estágio. E como você deve ter deduzido, ele não a cria a partir do nada. Para construir sua primeira imagem de estágio, Metro usa uma imagem antiga existente chamada de "estágio semente". Esse "estágio semente" é tipicamente usado como ambiente de construção para a criação do estágio que você quer.

O Metro pode usar dois tipos de estágios semente. Tradicionalmente, Metro tem usado uma stage3 como estágio semente. Essa stage3 é então usada para construir uma nova stage1 que com isso é usada para construir uma nova stage3. Esse geralmente é o jeito mais confiável para construir uma nova versão de Gentoo ou Funtoo, portanto é a abordagem recomendada.

Vamos rever rapidamente como isso funciona. Digamos que você quer construir uma nova stage3 para pentium4. O método recomendado para fazer isso é pegar uma stage3 x86 genérica e usá-la como o seu estágio semente. Nós configuramos o Metro pra usar essa stage3 x86 genérica para construir uma nova stage1 pentium4.

Para este processo, a stage3 x86 genérica deverá possuir o ambiente de construção para a criação da nossa nova stage1. Então a nova stage1 servirá de ambiente de construção para criarmos a nova stage2 pentium4. E a nova stage2 pentium4 deverá servir de ambiente de construção para finalmente criarmos nossa nova stage3 pentium4.

Uma semana depois você pode querer construir uma nova imagem stage3 pentium4. Ao invés de começar pela imagem x86 original novamente, você provavelmente irá configurar o metro para usar a imagem stage3 pentium4 mais recente como semente. Metro tem uma funcionalidade embutida para fazer isso facilmente, permitindo que o mesmo facilmente rastreie e encontre a imagem stage3 mais recente disponível.

Outro conceito importante que vale a pena mencionar aqui é uma coisa chamada isolamento de construção. Porque o Metro cria cada ambiente de construção isoladamente, e cada ambiente de construção é explicitamente definido utilizando entidades tangíveis existentes -- um estágio semente e uma imagem de árvore do portage -- assim você terá resultados repetidos, consistentes.

Em outras palavras, o mesmo estágio semente, imagem de árvore do portage e instruções de construção irão gerar essencialmente resultados idênticos, mesmo que você realize a construção um mês depois ou em uma outra estação de trabalho.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Instalando
   2. Primeiros passos
   3. Tentando uma construção real
Outros artigos deste autor

Instalação e configuração da zsh no Gentoo GNU/Linux

Leitura recomendada

Big Linux: A opção ideal para iniciantes

Gnome-shell no Ubuntu em um clique

Quer entrar no mundo de Tux ou está ajudando alguém a fazê-lo?

O incrível universo das PPA's do Ubuntu

Pop!_OS Linux - Uma boa distribuição baseada no Ubuntu

  
Comentários
[1] Comentário enviado por sukelly em 06/08/2010 - 10:46h

Adorei, muito bom.
Parabéns.

[2] Comentário enviado por albfneto em 06/08/2010 - 15:45h

Legal, ensinando a galera a usar Metro.
ví outra dica sua, gosta de zsh, eu também!
apenas uma observação, vc cita que se o usuário não tem a árvore do Portage,pode usar GIT,
masacho que a pessoa pode usar Portage ou GIT,
mas há duas coisas, Metro é para Funtoo e Gentoo, e todo Funtoo e Gentoo tem Portage alguns poucos tem Paludis).
Mas além disso,Funtoo é GIT oriented...
e GIT é muito bom e muito rápido

[3] Comentário enviado por stilldre em 06/08/2010 - 18:49h

é verdade e eu sou um viciado em git. e no funtoo, ao usar o portage ele estará usando o git, por isso mencionei que pode-se usar o git se não tiver portage do funtoo...

[4] Comentário enviado por rootgerr em 08/08/2010 - 13:43h

Grande contribuição para os aficcionados da compilação parabéns

[5] Comentário enviado por stilldre em 08/08/2010 - 19:17h

um adendo. se alguém tiver problemas com as imagens de estágio em formato xz, pode facilmente convertê-las como abaixo:

# xz -dc stage3-<versão>.tar.xz |bzip2 -9 > stage3-<versão>.tar.bz2

[6] Comentário enviado por samykzy em 10/09/2010 - 09:03h

Gostei, me ajudou hehe


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts