Linux no pendrive com DSL e QEMU

Hoje em dia é fácil achar um tutorial de como colocar o nosso querido pingüim em um pendrive, porém tive dificuldades para achar um tutorial explicando como rodar o Linux que está no pendrive dentro de uma janela no Windows ou Linux. Nesse tutorial irei explicar desde a montagem do Linux até o QEMU da maneira mais fácil possível.

[ Hits: 46.360 ]

Por: Bruno Gurgel em 12/03/2007 | Blog: http://noroyalties.orf


Criando o sistema com syslinux



Para podermos criar o boot do sistema, o nosso pendrive deve estar desmontado, para isso:

# umount /media/pen/

E para criar o boot:

# syslinux /dev/sda

Pronto, nosso pendrive já tem o pingüim e está pronto para bootar pela usb de qualquer micro que possua boot pela usb.

Agora vamos a parte que mais interessa: Como dar boot por uma janela do Windows?

Transformando o sistema para dar boot dentro do Windows

Para que o nosso sistema consiga dar um boot dentro de uma janela do Windows, precisamos extrair o conteúdo do arquivo dsl-3.2-embedded.zip dentro do nosso pendrive, subscrevendo todo o seu conteúdo.

Para isso devemos fazer:

No Windows, abra o arquivo dsl-3.2-embedded.zip e descompacte-o dentro do pendrive, o sistema irá perguntar se você deseja substituir os arquivos, responda sim.

Se desejar fazer o extração de arquivos no Linux:

# cd /media/pen/
# unzip dsl-3.2-embedded.zip


Se o sistema perguntar se deseja substituir os arquivos é só digitar y.

Pronto, missão cumprida.

Para executar seu novo Linux dentro de um janela do Windows é só executar o arquivo .bat que se encontra na raiz do seu pendrive.


Espero críticas e sugestões.

Abraços

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Preparando o pendrive
   2. Montando os arquivos
   3. Criando o sistema com syslinux
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Montando um workstation de desenvolvimento web em GNU/Linux

Instalando um sistema Debian GNU/Linux completo em 20 minutos

O desafio continua...

Instalação e configuração do Openbox personalizado usando Arch Linux

Incrementando os efeitos do Ubuntu

  
Comentários
[1] Comentário enviado por dtux em 12/03/2007 - 08:22h

Show de bola cara, justamenta eu estava pensando em fazer isso, só q com slackware!!!!

[2] Comentário enviado por bggo em 12/03/2007 - 09:30h

Obrigado
Opaa .. tambem tem como fazer ... existe um distribuição chamada Slacks!!! e é justamente pra isso .. Slackware no pendrive!!!
Abraço

[3] Comentário enviado por diego_maia em 12/03/2007 - 10:00h

Show de bola o artigo!

Sabe me dizer quanto de espaço a instalação ocupa, é preciso um pendrive de 1Gb?

Valeuu
Abraço

[4] Comentário enviado por dtux em 12/03/2007 - 10:29h

ta o "slax" , mas o slackware, slackware mesmo, pq vi no dvd do slackware 11.0 minisos e algo sobre usb!!!

[5] Comentário enviado por tenchi em 12/03/2007 - 13:24h

Kra, muito criativa a idéia. Pela que o DSL não tem suporte à escrita em NTFS, pois isso auxiliaria muito quendo aquelas máquinas com Win.
Outro artigo do genero, que é muito bom, é esse:
http://www.vivaolinux.com.br/artigos/verArtigo.php?codigo=6160

Flw

[6] Comentário enviado por bggo em 12/03/2007 - 13:46h

opa .. vou dar uma olhada no artigo!! valew pelo comentário
..
Pô não sabia . vou pesquisar sobre o assunto de colocar o slackware mesmo.
O DSL cabe em um pendrive de apenas 64MB

[7] Comentário enviado por andretyn em 13/03/2007 - 12:21h

Muito bom artigo:)
Só uma coisa, em um mp3player generico com 1 gb dá para instalar como no artigo????
um abraço a todos!!

[8] Comentário enviado por andretyn em 13/03/2007 - 15:29h

mais uma coisa, cria-se um partição sda1 ou pode ser na sda???

[9] Comentário enviado por bggo em 13/03/2007 - 23:31h

Opa .. claro que dá .. o dsl + o QEMU só ocupa 64mb de memória e ainda da pra vc ouvir muita musica!!!! ..
intão .. sda1 partição e sda dispositivo!!! ..
Para voçe fazer qualquer coisa n importa o dispositivo se é hd ou pen drive .. vc precisa ter uma ou mais partições q no linux são representadas pelos numeros depois do desp.
ex. sda"1" sda"2"

Abraço

[10] Comentário enviado por agk em 27/03/2007 - 17:13h

Alguém conseguiu fazer isso funcionar?
Não entendi essa parte:
# cp -a /media/img/* /media/pen/
# cp -a /media/boot/* /media/pen/

Esse diretório /media/img não existe e no tutorial não diz nada pra criar ele.
Também não encontrei o comando syslinux, como faço para instalar ele?

[11] Comentário enviado por bggo em 29/03/2007 - 18:39h

o dir /media/img/ é o diretorio q vc criou /media/iso/ confundi na hora de digitar, agora o comando syslinux, depende da distro que vocÊ usa
abraços

[12] Comentário enviado por agk em 04/04/2007 - 00:46h

que distro você usou?
Eu tentei com Debian e Ubuntu.
Tem algum pacote que eu deva instalar?

Obrigado.

[13] Comentário enviado por bggo em 04/04/2007 - 18:41h

Uso debian cara ..
depende da instalação, creio que não precise de nenhum pacote extra ..

[14] Comentário enviado por bggo em 04/04/2007 - 18:42h

Alias ... talvez o syslinux, depende da versão do Debian acho

[15] Comentário enviado por cotonet em 12/04/2007 - 09:15h

Muito bom o artigo, parabens.
Eu só não consegui fazer o mouse que é USB funcionar.
Alguem pode me ajudar!

Valeu

[16] Comentário enviado por bggo em 12/04/2007 - 13:03h

hummm para mouse usb, vc pode colocar imps2, que nesse caso ele funciona!!!
Abraço!

[17] Comentário enviado por jeferson_roseira em 21/08/2007 - 10:13h

Cara muito legal o tutorial..

So que eu mudei o procedimento que vc explicou, invez da distro dar boot pelo USB, eu somente descompactei o seguinte arquivo "dsl-3.2-embedded.zip ", no Pen drive para rodar somente no windows, o restante executei o mesmo que esta no tutorial, assim posso estar estudando Linux no serviço sem atrapalhar meu trampo...


Muito Obrigado pela dica

Abraço

Seja livre Use Linux


[18] Comentário enviado por paltonio em 15/09/2009 - 11:05h

Usei seu artigo e tudo funcionou bem, DSL é light, e tem ferramentas interessantes, mas cada vez que sai da linha DEBIAN/UBUNTU, exige paciencia. neste caso prefiro XUBUNTU tb light e mais no tradicional. Há uma VMappliance de DSL com xampp muito legal, pre-configurado, tb light e deixa o banco de dados acessivel na rede, pelo xampp (mysql, sqlite etc) PHP, PERL ou Python.
portable e transportable. muito legal.

[19] Comentário enviado por paltonio em 15/09/2009 - 11:09h

O uso do QEMU é genial quando se exige portabilidade, a eficiencia cai bastante e como é transiente nao permanente, o que não for carregado num pendrive usb (que nem sempre se consegue) é perdido, é facil montar disquete, mas isto é coisa do passado. O uso de particao de disco ou mesmo file.IMG tb sao viaveis, uma pode dar problema, a outra exige reler o IMG pelo linux, um pouco trabalhoso, mas funciona (é como um bkp)

[20] Comentário enviado por paltonio em 15/09/2009 - 11:16h

Para virtualizacao. A maior vantagem do QEMU é usar um CD bootavel ou arquivo ISO, para ver como é aquele LINUX, sem ocupar espaço definitivo em HD ou SD, e eventualmente instalar num SD, tomando-se cuidado ao instalar num SD previamente particionado ou particionado com fdisk, gfdisk (min 128mb para DSL, mas nao sobra muito espaço, possivel usar uma particao FAT no SD para salvar dados e poder ler em rWINdows, em XUBUNTU: min1G, recomendavel 4 ou 8gb) Sou fan do QEMU em Windows, apesar de ser mais lento. VMware é o ideal, MS virtual PC e SUN/virtualBox um dia chegam lá.


Contribuir com comentário