Linux - Manipulando partições de disco

Neste artigo irei descrever como identificar e manipular partições de disco no Linux utilizando a ferramenta fdisk.

[ Hits: 215.911 ]

Por: Roberto Rodrigues da Silva em 05/11/2006


Particionando disco com a ferramenta fdisk



Acima mostrei como exibir informações sobre sua partição com ferramenta "fdisk". E a ferramenta "fdisk" providencia um ambiente interativo para editar a tabela de partição, criar ou remover partições.

Aviso: Antes de modificar sua tabela de partição, faça backup das informações que julgar importantes e não realize nenhuma mudança com partições importantes em uso.

E tenha certeza que você saiba o que está fazendo antes de executar alguma ação. Pois o "fdisk" não irá fazer muitas confirmações, e suas alterações não podem ser desfeitas.

Para iniciar o "fdisk" em modo interativo, passe como parâmetro para ele o nome do disco ao qual você deseja editar.

Segue um exemplo abaixo:

# fdisk /dev/hda

O número de cilindros para este disco está configurado para 4865. Não existe nada de errado, mas isto é maior que 1024 e pode em certas configurações causar problemas com:
  1. Programas que executam em tempo de inicialização (versões velhas do LILO);
  2. Inicialização e programas de particionamento de outros OSs (p.ex., DOS FDISK, OS/2 FDISK).

Comando (m para ajuda):

Agora você está em modo interativo. Você pode digitar "m" para exibir a ajuda do fdisk. Segue exemplo abaixo:

Comando (m para ajuda): m
Comando - ação
a alterna a opção "inicializável"
b edita rótulo BSD no disco
c alterna a opção "compatibilidade"
d exclui uma partição
l lista os tipos de partição conhecidos
m mostra este menu
n cria uma nova partição
o cria uma nova tabela de partições DOS vazia
p mostra a tabela de partições
q sai sem salvar as alterações
s cria um novo rótulo de disco Sun vazio
t altera a identificação da partição para o sistema
u altera as unidades das entradas mostradas
v verifica a tabela de partições
w grava a tabela no disco e sai
x funcionalidade adicional (somente para usuários avançados)

Comando (m para ajuda):

Agora vamos verificar as partições existentes como o comando "p". Segue exemplo abaixo:

Comando (m para ajuda): p

Disco /dev/hda: 40.0 GB, 40020664320 bytes
255 cabeças, 63 setores/trilha, 4865 cilindros
Unidades = cilindros de 16065 * 512 = 8225280 bytes

Dispositivo Boot Início Fim Blocos Id Sistema
/dev/hda1 2300 2331 257040 82 Linux swap / Solaris
/dev/hda2 * 2332 3605 10233405 83 Linux

Como visto no exemplo acima, a capacidade do é 40 GB ( 40020664320 bytes ). Mas nosso disco possui 2 partições criadas: Linux swap/Solaris e Linux.

Fazendo a soma dos blocos das 2 partições 257040 + 10233405 o total é de: 10490445 Kbytes ( 10 GB ). Agora sabemos que existe 30 GB livre para podermos criar mais partições ( brincar com o "fdisk" ).

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Dispositivos de bloco e partições
   2. Exibindo informações sobre partições
   3. Particionando disco com a ferramenta fdisk
   4. Criando uma nova partição primária
   5. Criando uma nova partição estendida
   6. Criando partições lógicas a partir da partição estendida
   7. Alterando o tipo da partição
   8. Excluindo partições existentes
   9. Alterando a flag de partição "bootável"
   10. Saindo do Fdisk
Outros artigos deste autor

Linux - Quota de disco

Python - Brincando com arquivos

Verificando e marcando badblocks

Linux - Permissões de acesso especiais

Linux - Sistema de arquivos

Leitura recomendada

RAID 1 em Debian com sistema já instalado

Backup fácil de seus arquivos com o Backintime

USB-ZIP - Emulando Zip Drive em Pendrive

Instalando Linux em segundo HD IDE, Sata, USB ou Pendrive

Sistema de arquivos distribuídos usando Gmail

  
Comentários
[1] Comentário enviado por rjas1980 em 06/11/2006 - 19:48h

muito completo o artigo, vou até deixar como um dos meus favoritos!

[2] Comentário enviado por robertors em 06/11/2006 - 20:09h

Ola, amigo.

Muito obrigado pelo elogio.

Abraços.

[3] Comentário enviado por Pel0pid4s em 08/03/2007 - 23:13h

Muito esclarecedor. Principalmente no que diz respeito ao número máximo de partições em IDE e SCSI. Contudo, permanece uma dúvida. Um disco master na primeira IDE pode conter apenas uma partição estendida (sem partição primária)? E se estiver na segunda IDE? É obrigatório que o disco inicializavel seja o primeiro disco no conjunto IDE 0 (Master, Slave) IDE 1 (Master,Slave)?

[4] Comentário enviado por lipecys em 11/04/2008 - 11:15h

Ótimo Artigo, foi extremamente útil pra mim.
Parabéns pela contribuição.

[5] Comentário enviado por devan em 20/08/2008 - 11:46h

Bom dia amigo,gostaria de saber como é que eu faço para remover o linux e instalar o windows xp ?

[6] Comentário enviado por nqk18469 em 23/08/2008 - 21:43h

robertors,

Tirei muitas dúvidas com este artigo.

Brigaduuu !

[7] Comentário enviado por cainf em 17/10/2009 - 11:17h

Um verdadeira aula Sr Roberto
Convido-lhe para publicar o seu artigo em meu site www.linuxfast.com.br e vamos expandir ainda mais o Linux
Abraço

[8] Comentário enviado por chacal. em 20/02/2010 - 17:00h

Tenho muito pouco tempo em ambiente linux e entender com particionar um hd era umas das coisas que relutei em fazer + agora não tenho mais.
Muito bom seu artigo.
:-)

[9] Comentário enviado por Carlos Kubuntu em 05/04/2010 - 17:33h

Sou novo na comunidade, porém dedico boa parte do tempo que tenho livre para aprender mais sobre o linux. Conto um pouco da história: comprei um PC com o SO Kubuntu, porém não sei qual a versão... descobri depois como fazer a atualização através do update-manager e fiz a atualização disponível para a versão 9.10 do Kubuntu Karmic Koala. O que aconteceu? Fiquei sem som em um programa que utilizo para edições de partituras, chamado Guitar Pro 5, fiz de tudo o possível, li vários artigos, desinstalei e instalei o Pulseaudio, o Esound, o ALSA, enfim, nada deu certo! Então pensei na possibilidade de desinstalar tudo do Pulseaudio, foi o que eu fiz, porém quando reiniciei o computador ele não me dava mais acesso ao ambiente gráfico, somente ao terminal, com a mensagem de erro *PulseAudio configured per-se sessions.... fiz a reinstalação através do console, digitando o comando sudo apt-get install pulseaudio, contudo, nada aconteceu, eu ainda não tenho o acesso ao ambiente KDE.
Então decidi instalar o SO Ubuntu 8.04, que era o que eu tinha, acessei através do LiveCD o Gparted para ver se conseguia tem acesso aos arquivos, mas nada não consegui ter o acesso das outras partições. Mostro como tá dividido o HD:

Partição Sistema de arquivo Ponto de montagem Rótulo Tamanho Utilizado Não utilizado Flags

/dev/sda1 ext3 55.85GB 5.58GB 50.27GB
/dev/sda2 linux-swap 4.01GB -------- ---------
/dev/sda3 ext4 Dados 145.10GB 19.91GB 125.19GB
/dev/sda4 ext3 / 93.13GB 5.74GB 87.38GB

Desde que comprei o PC havia as três primeiras partições (sd1, sd2 e sd3), creio eu que o sd1 seja o SO que veio instalado no ato da compra (que aliás não veio nenhum CD), sd2 a imagem e o sd3 são os dados que foi sendo o usado com o tempo. Já o sd4 é o SO Ubuntu que instalei recentemente (que fiz a atualização para o 9.04).

O que quero dizer com tudo isso? Preciso de ajudar para acessar as partições e gravar alguns arquivos. Acho que é isso... qualquer dúvida, podem entrar em contato. Desde já agradeço a paciência e a ajudar futura.

[10] Comentário enviado por tarcisioman em 15/04/2011 - 17:30h

Muito bom o artigo!
Completão!
Valeu...


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts