Linux - Breve introdução, bom para iniciantes

Para o pessoal que está procurando um breve manual inicial sobre Linux. Esse manual é voltado para os iniciantes que pretendem escolher sua distribuição e iniciar no mundo Linux.

[ Hits: 51.764 ]

Por: Geraldo Gustavo Araújo Resende em 30/10/2007 | Blog: http://www.geraldoresende.net23.net


Alguns utilitários gráficos



kpackage

Quando falamos sobre as diferentes distribuições do Linux, ressaltamos como uma vantagem do Red Hat, seu sistema de gerenciamento de pacotes. Como o Conectiva 8.0, que estamos usando, é baseado no Red Hat, ele também possui este sistema de pacotes.

Este método de gerenciamento (instalação, atualização e remoção) do sistema, facilita em muito a tarefa do administrador. Ele torna possível a instalação ou remoção de um software a parir de um simples comando. Os pacotes, também conhecidos como "pacotes rpm" podem ser manipulados em linha de comando por meio do comando rpm. Entretanto, há uma forma gráfica, mais amigável para se fazer isso, o kpackage.

O kpackage é um software disponibilizado junto com o gerenciador de janelas KDE e possibilita a manipulação de todos os softwares que foram ou serão instalados no sistema a partir de um pacote rpm. Assim, quando se deseja instalar ou atualizar um software, basta obter o pacote rpm dese software e manipulá-lo com o kpackage. Da mesma forma pode-se escolher um software já instalado e removê-lo do sistema.

SysV Init Editor

O editor de inicialização do sistema é outro importante aliado no gerenciamento de todo o SO. Ele é mais um software disponibilizado junto com o gerenciador de janelas KDE e possibilita a manipulação dos serviços que devem ser iniciados durante a inicialização do sistema.

Quando abrimos o SysV Init Editor nos deparamos com várias pequenas janelas, cada uma correspondendo a um runlevel. Um runlevel pode ser entendido como um método de inicialização e funcionamento do sistema - será discutido com mais detalhes em aula. O editor mostra 7 runlevels (0 - 6), cada um com a sua finalidade específica. Os mais importantes para nós são o 3 (sistema carregado em modo multiusuário) e o 5 (modo multiusuário mais o ambiente gráfico).

Quando queremos adicionar um serviço ao nosso computador, e queremos que este serviço seja executado sempre que ligarmos a máquina, devemos incluí-lo no conjunto de serviços inicializados no runlevel que desejamos. Por exemplo: se quisermos que nossa máquina receba conexões ssh de outros computadores devemos colocar o serviço sshd para ser executado toda vez que ligarmos a máquina. Isso é muito simples com a utilização do SysV Init Editor pois a tarefa se resume a clicar na tarefa (sshd) e arrastá-la até a janela do runlevel desejado.

Obtendo ajuda no sistema

Dúvidas são comuns durante o uso do Linux e existem várias maneiras de obter ajuda no sistema. O Linux é um sistema bem documentado, provavelmente tudo o que imaginar fazer ou aprender já esta disponível para leitura e aprendizado. Abaixo segue algumas formas úteis de procurar a solução de sua dúvida, vale a pena conhecê-las.

Páginas de manual

As páginas de manual acompanham todos os programas distribuídos com o Linux. Elas trazem uma descrição básica do comando e detalhes sobre o funcionamento de cada opção. Uma página de manual é visualizada na forma de texto único com rolagem vertical. Também documenta parâmetros usados em alguns arquivos de configuração. A utilização da página de manual é simples.

Exemplos:

$ man ls
$ man less
$ man 2 printf


Info pages

Idênticas às páginas de manual, mas é utilizado um método de navegação entre as seções com referências a outras páginas. As info pages são úteis quando sabemos o nome do comando e queremos saber para o que ele serve. Também traz explicações detalhadas sobre uso, opções e comandos.

Exemplos:

$ info hostname
$ info


Help on line

Ajuda rápida sobre um comando/programa, é útil principalmente para sabermos quais opções podem ser usadas. Quase todos os comandos/programas Linux oferecem este recurso que é útil para consultas rápidas (e quando não precisamos dos detalhes das páginas de manual). É útil quando se sabe o nome do programa, mas deseja-se saber quais são as opções disponíveis e para quê cada uma serve.

Exemplos:

$ ls --help
$ ssh --help


How-To's

São documentos em formato texto, html, etc, que explicam como fazer determinada tarefa ou como um programa funciona. Eles trazem explicações detalhadas desde como usar um simples comando ou como instalar um modem. Os how-tos são comumente instalados em:

/usr/doc/how-to

Documentação de programas

São documentos instalados junto com os programas, alguns também trazem seu HOW-TO e FAQ (caso esteja disponível nestes tipos de documentação). Seu princípio é o mesmo do how-to; documentar o programa. Costumam trazer arquivos de aviso de copyright, changelogs, modelos, scripts, exemplos, etc. Estes arquivos estão localizados em:

/usr/doc/<programa>

FAQ

FAQ é um arquivo de perguntas e respostas mais freqüentes sobre o programa. Os arquivos de FAQ estão normalmente localizados em:

/usr/doc/FAQ/<programa>

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Histórico
   2. Instalação do sistema Linux Conetiva 8.0
   3. Processo de login
   4. Shell
   5. Sistema de arquivos
   6. Processos
   7. Rede
   8. Utilitários para arquivamento e compressão
   9. Alguns utilitários gráficos
Outros artigos deste autor

Erro no alsamixer após atualização no Ubuntu 7.04

Leitura recomendada

Iniciar no Linux sem medo

Fontes da Microsoft - Instalação no Ubuntu e Fedora

Fazendo backup com o tar

Um Pouco de Crux Linux

Debian Constantly Usable Testing (CUT)

  
Comentários
[1] Comentário enviado por InFog em 30/10/2007 - 13:07h

Quando esse artigo foi escrito? Acho que está mais para cópia de um antigo artigo do que para algo atual... Mandrake? Conectiva?

InFog

[2] Comentário enviado por danillofa em 30/10/2007 - 13:31h

ja vi isso em algum livro o.0

fica no ar

[3] Comentário enviado por geraldoresende em 30/10/2007 - 13:35h

E ai galera... blz.... esse artigo eh parte de um trabalho na universidade, eh uma breve apostila para alunos do primeiro de um minicurso que eu no 7 período ministrei... eh um resumo feito por mim mediante varios artigos e livros, e no curso foi usado Conectiva, pois foi o sistema que melhor atendia a situaçao.

Espero que gostem.

Atenciosamente Geraldo Resende

[4] Comentário enviado por maran em 31/10/2007 - 00:01h

Bom tudo bem que foi escrito em um trabalho e tal
mais vc fal oque era bom pra iniciantes e bom pra iniciantes mandrake e td mais????

tem que atualizar né...
Mais ta legal ^^

[5] Comentário enviado por vencedorgo em 31/10/2007 - 09:33h

Muito bom !!!
Principalmente para os iniciantes fundamentar sua ideia da maneira correta sobre o linux.

[6] Comentário enviado por slackrichard em 31/10/2007 - 10:01h

precisa ser atualizado a maioria das afirmações ai já não são validas, e sem falar que voce esqueceu de atualizar as distros. Ta faldano o kurumin, o ubunto. a conectiva não existemais nem a mandrake agora é mandriva. Outra coisa a conectiva deixou de ser baseada no redhat a partir da versão 7, onde toda a sua base foi reformulada.
sem falar no sistema de pacotes do slackware, hoje ja existe uma serie de ferramentas para isto tão boas quanto o apt,rpm e afins.

Então da so uma renovada ai e siga sempre assim.

[7] Comentário enviado por cguerra em 31/10/2007 - 16:00h

o cara só deu mancada quando disse que o Slack está sem gerenciador de pacotes...


além de falar da antiga mandrake e conectiva, que se uniram a algum tempo já!


e a distro que ele instalou é um pouco antiginha, Conectiva 8 surgiu em 2001 ou 2002...

além de existir distros mais fáceis para iniciantes, tipo Ubuntu e derivador, Kubuntu, Edubuntu...e o Kurumin!

[8] Comentário enviado por dbahiaz em 31/10/2007 - 16:54h

Geraldo,
Seria um otimo artigo, se não fosse por algumas informações desatualizadas, como ja foi dito, acho que isso pode confundir um pouco os usuarios novos, mais tem muita informação valida, parabéns, só de curiosidade qual distrito vc ta usando atualmente?

[9] Comentário enviado por albfneto em 10/07/2008 - 11:11h

O artigo é de 2007, mas é curioso, pq slackware, debian estão diferentes, agoram muito mais amigáveis...
e Mandrake, acho, não existe mais, é o Mandriva, agora!
Hoje existem vários Linux brasileiros, muitos!
a distro pux ainda existe?


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts