Jack - Servidor de Áudio

Este artigo, tem como objetivo mostrar como podemos usar mais de uma interface (placa) de áudio simultaneamente
no servidor de áudio Jackd.

[ Hits: 16.305 ]

Por: Saulo Farias em 07/02/2012


Identificando as placas de áudio



Antes de tudo, você deve ter o Alsa e o Jackd instalados e devidamente configurados no seu sistema, como também um kernel RT para trabalhar com áudio profissionalmente no Linux.

Com a placa USB conectada no PC, rode os seguintes comandos:

aplay -l

E:

arecord -l

Estes comandos irão mostrar todos os dispositivos disponíveis para reprodução e captura, respectivamente. Assim você poderá saber o nome e número das placas que você tem.

Os comandos retornarão algo desse tipo, só que com mais informações:
card 0: Intel [HDA Intel]......
card 1: default [USB Audio CODEC ]...........

Outro comando que podemos usar para identificarmos as placas de áudio em nosso sistema é:

cat /proc/asound/cards

Que nos retornaria algo como:
0 [Intel        ]: HDA-Intel - HDA Intel
                     HDA Intel at 0xf8700000 irq 22

Bom, o resultado é praticamente o mesmo, pois ambos nos fornecerão as informações necessárias para identificarmos nossas interfaces. Neste caso o que me é útil é o número "0" ou o nome Intel.

Obs.: Apesar de, no meu 'card 1' aparecer 'default', esta placa não é a minha default, e sim a Intel. Não sei bem porque isto acontece, mas isso não atrapalhou em nada.

Sintaxe

Com os números ou nomes, podemos criar a linha de comando que será usada, comigo funcionou apenas os números. No meu caso, o número “1”, tentei colocar o nome “USB Audio CODEC”, mas não obtive sucesso.

A sintaxe do comando é relativamente simples: 'alsa_out' ou '_in' [opções]. A sintaxe que usei para as saídas (out) e entradas (in) foram:

alsa_out -j "UCA222-Playback" -dhw:1 -c 2 -r44100 -q 1 &

E:

alsa_in -j "UCA222-Capture" -dhw:1 -c 4 -r44100 -q 1 &

Opções

Vejamos agora algumas opções, básicas, dos comandos 'Alsa_in' e 'Alsa_out':
  • -j : Nome do client Jack. Coloque aqui o nome da placa e sua função ('in' ou 'out'), ou qualquer nome para indentificar a placa.
  • -d : Dispositivo Alsa. No meu caso o dispositivo foi: 'hw:1'. É aqui que vai o número da placa, dos comandos 'aplay-l' e 'record -l', que pode ser: 'card 0 = hw:0', 'card 1= hw:1', etc.
  • qjackctl : Setup-Settings-Interface. Nas configurações, podemos ver também quais disposítivos de áudio estão disponíveis no sistema, e assim, escolher um ou outro.
  • -c: Quantidade de canais da placa. É importante frisar que deve ser colocado o número real de canais disponíveis na placa, no meu caso são dois.
  • -r : Sample rate. Taxa de amostragem, a mais usada é de 44100 (padrão de CD).
  • -q : Definir a qualidade do 'resampler'.
    Existem outras opções disponíveis para estes comandos, ainda vou testar as demais, para que você as possa ler de um 'man alsa_in', sem aspas.
Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Identificando as placas de áudio
   3. Como usar tudo isso?
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Hyperic HQ: monitore sua rede like a boss

Aprendendo LaTeX com o Texmaker

Formatando texto no Open Office

Instalando o Gnome 2.8 no SuSE 9.1

Procurando software para gerenciar armazenamento... Pensou FreeNAS!

  
Comentários
[1] Comentário enviado por levi linux em 07/02/2012 - 20:51h

Parabéns excelente artigo. É muito bom ver artigos dessa categoria, pois com isso nos damos conta do crescimento do Linux na área multimídia.
Favoritado, 10!

[2] Comentário enviado por shaul em 08/02/2012 - 09:09h

Oi "levi linux" obrigado pelo comentário,e pelo favoritos, penso em escrever mais sobre o assunto, para tal estou preparando alguns artigos sobre áudio no linux em breve postarei algo.

Bom dia.

[3] Comentário enviado por Alsor em 22/10/2016 - 14:47h

shaul boa tarde,
Poderia responder qual distro você usou esse script e em qual pasta foi colocado, se inicializa com o sistema ou não?
Desde de já agradeço;

Orlando


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts