Instalar o Nagios 4 no Ubuntu ou Debian

O Nagios Core é o sistema de monitoramento gratuito e Open Source, que permite o monitoramento de aplicações e servidores, viabilizando a identificação e a solução de problemas de infraestrutura de TI, antes que eles afetem os processos críticos de negócios. Aprenda nesse artigo como instalar e configurar esse sistema no seu servidor.

[ Hits: 631 ]

Por: Diego Mendes Rodrigues em 05/09/2020 | Blog: https://www.linkedin.com/in/diegomendesrodrigues/


Instalar o Nagios 4 no Ubuntu ou Debian



O Nagios Core é o sistema de monitoramento gratuito e Open Source, que permite o monitoramento de aplicações e servidores, viabilizando a identificação e a solução de problemas de infraestrutura de TI, antes que eles afetem os processos críticos de negócios.

Nagios Core permite que você monitore toda a sua infraestrutura de TI, garantindo que os sistemas, aplicativos online, serviços web e processos de negócios, estejam funcionando corretamente. No caso de uma falha, ele consegue alertar os responsáveis técnicos do problema, permitindo que eles iniciem o processo de correção, antes que as interrupções afetam os processos de negócios, usuários finais ou clientes.

Este sistema oferece muitos benefícios aos administradores de sistemas, incluindo:
  • Acompanhamento Exaustivo: monitoramento de todos os componentes da infraestrutura de TI, incluindo aplicativos online, serviços web, sistemas operacionais, protocolos de rede, métricas de sistemas, além de infraestrutura de rede.
  • Visibilidade: fornece uma visão central de toda a rede de operações da sua TI, junto com os processos de negócio.
  • Sensibilização: alertas são enviados para sua equipe de TI via e-mail e/ou SMS. Possui capacidades de escalonamento de notificação, com diversos usuários, assegurando o processo de alertar e alcançar a equipe responsável pelo sistema.
  • Corretores de Problemas: manipuladores de eventos nos servidores que permitem que sua equipe reinicie automaticamente aplicativos falhos, serviços, servidores e dispositivos quando os problemas são detectados, de forma remota.
  • Tendências e Capacity Planning: permite que sua empresa planeje as melhorias na sua infraestrutura, antes que os sistemas desatualizados sejam pegos de surpresa.
  • Relatórios: possibilidade de verificar se os SLAs estão sendo atendidos de forma correta, proporcionando registros, históricos de quedas, notificações e resposta aos alertas para análise posterior.
  • Arquitetura Extensível: oferecendo fácil integração com softwares disponíveis in-house, além de aplicativos de terceiros.

Passo 1: Instalar os pré-requisitos do Nagios

Antes de instalar o Nagios Core através do código fonte no Ubuntu ou no Debian, é necessário instalar a pilha LAMP, sem o banco de dados MySQL, utilizando o seguinte comando:

# apt install apache2 libapache2-mod-php php

O próximo passo é instalar as seguintes dependências para a compilação e instalação do [B]Nagios Core[/B].

# apt install wget unzip zip autoconf gcc libc6 make apache2-utils libgd-dev

Passo 2: Instalar o Nagios 4 Core no Ubuntu ou Debian

Devemos iniciar criando um usuário e um grupo nagios no sistema operacional, além de adicionar a conta nagios ao grupo www-data do Apache.

# useradd nagios
# usermod -a -G nagios www-data

Com todas as dependências instaladas, podemos realizar o download a última versão estável do Nagios Core utilizando o comando wget.

# wget https://assets.nagios.com/downloads/nagioscore/releases/nagios-4.4.6.tar.gz

Após o download, devemos extrair o arquivo descarregado e entrar no diretório criado. Depois execute o comando ls para verificar o conteúdo do diretório.

# tar xzf nagios-4.4.6.tar.gz
# cd nagios-4.4.6/
# ls

O resultado deve ser parecido com esse:

total 600
-rwxrwxr-x 1 root root 346 Apr 28 20:48 aclocal.m4
drwxrwxr-x 2 root root 4096 Apr 28 20:48 autoconf-macros
drwxrwxr-x 2 root root 4096 Apr 28 20:48 base
drwxrwxr-x 2 root root 4096 Apr 28 20:48 cgi
-rw-rw-r-- 1 root root 32590 Apr 28 20:48 Changelog
drwxrwxr-x 2 root root 4096 Apr 28 20:48 common
-rwxrwxr-x 1 root root 43765 Apr 28 20:48 config.guess
-rwxrwxr-x 1 root root 36345 Apr 28 20:48 config.sub
-rwxrwxr-x 1 root root 246354 Apr 28 20:48 configure
-rw-rw-r-- 1 root root 29812 Apr 28 20:48 configure.ac
drwxrwxr-x 5 root root 4096 Apr 28 20:48 contrib
-rw-rw-r-- 1 root root 6291 Apr 28 20:48 CONTRIBUTING.md
drwxrwxr-x 2 root root 4096 Apr 28 20:48 docs
-rw-rw-r-- 1 root root 886 Apr 28 20:48 doxy.conf
-rwxrwxr-x 1 root root 7025 Apr 28 20:48 functions
drwxrwxr-x 11 root root 4096 Apr 28 20:48 html
drwxrwxr-x 2 root root 4096 Apr 28 20:48 include
-rwxrwxr-x 1 root root 77 Apr 28 20:48 indent-all.sh
-rwxrwxr-x 1 root root 161 Apr 28 20:48 indent.sh
-rw-rw-r-- 1 root root 422 Apr 28 20:48 INSTALLING
...


Iniciaremos o processo de compilação utilizando o comando abaixo.

# ./configure --with-httpd-conf=/etc/apache2/sites-enabled

Exemplo de retorno deste comando:
*** Configuration summary for nagios 4.4.6 2020-04-28 ***:

 General Options:
 -------------------------
        Nagios executable:  nagios
        Nagios user/group:  nagios,nagios
       Command user/group:  nagios,nagios
             Event Broker:  yes
        Install ${prefix}:  /usr/local/nagios
    Install ${includedir}:  /usr/local/nagios/include/nagios
                Lock file:  /run/nagios.lock
   Check result directory:  /usr/local/nagios/var/spool/checkresults
           Init directory:  /lib/systemd/system
  Apache conf.d directory:  /etc/apache2/sites-enabled
             Mail program:  /bin/mail
                  Host OS:  linux-gnu
          IOBroker Method:  epoll

 Web Interface Options:
 ------------------------
                 HTML URL:  http://localhost/nagios/
                  CGI URL:  http://localhost/nagios/cgi-bin/
 Traceroute (used by WAP):


Review the options above for accuracy.  If they look okay,
type 'make all' to compile the main program and CGIs.

O próximo passo é compilar o Nagios e depois instalar.

# make all
# make install

Agora, instalar o daemon do [B]Nagios[/B], além dos arquivos dos comandos externos de configuração, através dos seguintes comandos:

# make install-init
# make install-commandmode
# systemctl enable nagios.service

Execute o próximo comando para instalar os arquivos de configurações necessários para que o [B]Nagios[/B] seja executado corretamente.

# make install-config

Deve-se também instalar os arquivos de configuração para o Apache, que depois podem ser encontrados no diretório /etc/apache2/sites-enabled/.

# make install-webconf

A próxima ação é criar a conta [B]nagiosadmin[/B] junto com sua senha, sendo ela necessária pelo servidor web Apache.

# htpasswd -c /usr/local/nagios/etc/htpasswd.users nagiosadmin

Para habilitar que o Apache execute os scripts CGI do Nagios, além de acessar o seu painel via HTTP, devemos habilitar o módulo CGI no Apache, e depois reiniciá-lo. Na sequencia iniciar o daemon do Nagios e habilitar que ele inicie automaticamente com o sistema.

# a2enmod cgi
# systemctl restart apache2
# systemctl start nagios
# systemctl enable nagios

Finalmente, entre no painel do Nagios na web, utilizando o usuário nagiosadmin criado anteriormente, utilizando o seguinte endereço:

http://IP-Address/nagios

Passo 3: Instalar os Plugins do Nagios no Ubuntu ou Debian

Para poder compilar e instalar os plugins do Nagios no Ubuntu ou no Debian, será necessário instalar primeiro as dependências.

# apt install libmcrypt-dev make libssl-dev bc gawk dc build-essential snmp libnet-snmp-perl gettext libldap2-dev smbclient fping libmysqlclient-dev libdbi-dev

Agora realize o download dos plugins utilizando o comando wget. Depois descomprima o arquivo baixo e entre no diretório criado.

# wget https://github.com/nagios-plugins/nagios-plugins/archive/release-2.3.3.tar.gz
# tar xfz release-2.3.3.tar.gz
# cd nagios-plugins-release-2.3.3/

Devemos então compilar e realizar a instalação dos plugins, utilizando os seguintes comandos:

# ./tools/setup
# ./configure
# make
# make install

Os arquivos compilados e instalados dos plugins do Nagios podem ser encontrados no diretório /usr/local/nagios/libexec/.

# ls /usr/local/nagios/libexec/
Finalmente, reinicie o serviço do [B]Nagios[/B] para que os plugins instalados entrem em execução.

# systemctl restart nagios.service

Entre no painel administrativo do [B]Nagios[/B] na web, e navegue em [B] Current Status -> Services[/B]. Veja que todos os serviços do host estão sendo verificados pelos plugins.
Podemos também liberar o acesso ao [B]Nagios[/B] na web utilizando a interface através do protocolo HTTPS. Devemos executar os seguintes comandos para habilitar o SSL no Apache, e depois reiniciar seu serviço.

# a2enmod ssl
# a2ensite default-ssl.conf
# systemctl restart apache2

Depois de habilitar o SSL na configuração do Apache, abra o arquivo /etc/apache2/sites-enabled/000-default.conf para edição e adicione o seguinte bloco depois da configuração DocumentRoot.

RewriteEngine on
RewriteCond %{HTTPS} off
RewriteRule ^(.*) https://%{HTTP_HOST}/$1

Será necessário reiniciar novamente o serviço do Apache, para que as configurações do SSL entrem em funcionamento.

# systemctl restart apache2.service

Agora, atualize a página do painel do Nagios no seu navegador web, para que ela seja redirecionada para o conteúdo através do protocolo HTTPS. Aceite a mensagem referente à fonte do certificado, já que ele foi gerado no seu servidor, e depois, autentique novamente utilizando o usuário nagiosadmin.
Parabéns! Você instalou e configurou o sistema de monitoramento [B]Nagios Core[/B], utilizando o código fonte no seu servidor Ubuntu ou Debian!

Conclusões

Espero que as informações apresentadas nesse material te ajudem a monitorar seu servidor web de forma mais eficiente, utilizando o Nagios Core!

Você usa esse tipo de monitoramento em seu servidor web? Ou utiliza outra configuração/ferramenta?

   

Páginas do artigo
   1. Instalar o Nagios 4 no Ubuntu ou Debian
Outros artigos deste autor

Firewall com o UFW

Taskwarrior, o Guerreiro das Tarefas - Gerenciar sua Lista TODO no Terminal

Distribuições Linux Para Computadores Antigos

Ubuntu ou Debian com KDE Plasma

Ubuntu 18.04 LTS - LAMP - Linux, Apache, MySQL ou MariaDB, PHP 7.2

Leitura recomendada

Introdução ao Personal Firewall (PF)

Usuário especial para desligar servidores Linux

Tor no BackTrack 5 - Instalação, configuração e utilização

Configurando uma VPN IPSec Openswan no SUSE Linux 9.3

Descobrir a senha de configuração pelo browser de um Access Point (AP)

  
Comentários
[1] Comentário enviado por MINEMAM em 05/09/2020 - 19:06h

Muito interessante, assim que possivel irei testalo!

[2] Comentário enviado por mauricio123 em 05/09/2020 - 23:27h


Muito Bom.

___________________________________________________________
[code]Conhecimento não se Leva para o Túmulo.
https://github.com/MauricioFerrari-NovaTrento [/code]


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts