Instalando um PDC Samba no Debian

Montando um servidor PDC Samba 3 no Debian Linux com estações Windows XP, script de logon e perfil ambulante.

[ Hits: 107.067 ]

Por: Carlos Alberto Bueno em 11/10/2006


Criando as pastas



Agora devemos criar as pastas que estão nos caminhos citados na configuração do Samba. Para homes não é necessária a criação da pasta, pois o comando que cria o usuário já se encarrega disso.

Pasta Dados:

# mkdir /home/dados
# chmod -R 7777 /home/dados


Pasta netlogon:

# mkdir /etc/samba/netlogon

Pasta Publico:

# mkdir /home/publico
# chmod -R 7777 /home/publico


Pasta Profiles:

# mkdir /home/profiles
# chmod -R 777 /home/profiles


Após criadas as pastas conforme a configuração do Samba, iremos reiniciar o servidor Samba no nosso Debian com o comando:

# invoque-rc samba restart

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Baixando o pacotes necessários e configurando o smb.conf
   2. Criando as pastas
   3. Criando as estações no Samba
   4. Criando um script netlogon
   5. Configurando a estação Windows XP
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Samba PDC no KUbuntu

Configuração definitiva do Samba

Sobre WINS (Windows Internet Name Service)

Samba 4 - Instalação e configuração

Configurando Java e Mozilla no Debian Sarge

  
Comentários
[1] Comentário enviado por angeloshimabuko em 12/10/2006 - 01:24h

O seu smb.conf para PDC está errado! O primeiro erro (fundamental) é usar o parâmetro "security = domain" -- o correto é "security = user" (padrão para o Samba 3). Veja um exemplo de smb.conf para PDC no site do próprio Samba:
<http://us1.samba.org/samba/docs/man/Samba-HOWTO-Collection/samba-pdc.html#id2566554>.

Os parâmetros "create mask" e "directory mask" devem ser utilizados em compartilhamentos, e não na seção [global]; além disso só devem ser utilizados até 4 dígitos (podem ser 3, mas não 5); observe que o valor padrão para "create mask" é 0744.

Existe, para os que têm dificuldade com a língua inglesa, um bom artigo aqui: <http://www.guiadohardware.net/artigos/316>.

[2] Comentário enviado por AlexMunhoz em 14/10/2006 - 14:13h

Gostei muito do artigo... Conheço muito pouco de linux para dar um comentário mas aprofundado mas gostei do artigo....

[3] Comentário enviado por juninhodailha em 07/02/2009 - 11:34h

# adduser -g grupo -s /dev/null -d /dev/null nome_maquina$

este comando não funcionou

[4] Comentário enviado por mazinsw em 13/07/2009 - 00:13h

o correto é:

# useradd -d /dev/null -s /bin/false nome_maquina$

atenção! (o simbolo "$" é obrigatório)

e se quiser cadastrar automaticamente as maquinas. na seção [global] coloque:

add machine script = /usr/sbin/useradd -d /dev/null -s /bin/false %m$

[5] Comentário enviado por rjdiniz em 15/12/2009 - 20:30h

Olá! Tudo bem... Amigo nas minhas experiências com o SAMBA, observei um erro seu!

Onde você cita " security = DOMAIN # Setar como DOMAIN para utilização do SAMBA como PDC"...

A opção "DOMAIN" ao contrario que o nome sugere não serve para tornar o SAMBA um PDC, e sim fazer parte de uma rede como BDC pois "DOMAIN" indica que já existe um controlador de domínio na rede; No caso o correto a se usar "security = USER", e / ou salve engano "security = TRUE"...

[6] Comentário enviado por xtoxic em 04/11/2011 - 14:48h

netbios aliases = NOME_DO_SEU_SERVIDOR

o meu so funciona se meter

netbios name = NOME_DO_SEU_SERVIDOR

é a mesma coisa certo?


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts